Sem folga após as Natal e Reveillon, vaqueiros foram a Cajueiro para finalizar campeonato

Criada para defender a prática da Vaquejada no campo político e jurídico, adequando as melhores práticas e garantindo o bem-estar dos praticantes e animais, e ainda com a missão de garantir o crescimento do esporte, torná-lo sustentável e adequado aos tempos atuais, que a AVAQ surgiu em 2015, gerada a partir do Circuito Alagoas de Vaquejada. Após premiar os associados em duas etapas no ano de sua criação – Palmeira dos Índios e Arapiraca, em 2016 o cenário desse autêntico esporte nordestino foi o 1º Circuito de Vaquejada.

Celso Junior (de verde)

Então, a etapa desse final de semana, 4 a 7 de janeiro, no Parque Palmery Soriano, em Cajueiro/AL, marcou o encerramento do 2º Circuito AVAQ de Vaquejada. Em todas as categorias, o título ainda estava aberto. Os resultados da sexta etapa é que definiram os campeões dos campeões em cada uma das provas. Fator esse que conferiu mais emoção ainda às disputas. Após classificatórias e finais, os 15 melhores disputaram para ver quem seriam os melhores do ano de 2017.

Alemão Valentim

Foram mais de R$ 50 mil em prêmios. Logo no primeiro dia, os campeões das categorias Derby e Aberta foram conhecidos. Celso Júnior, montando Dodge Spark, foi o grande campeão da categoria Derby. O mais pontuado na Aberta foi Adeildo Cerqueira Soares, mais conhecido como Alemão Valentim. Na Master, o campeão dos campeões foi o vaqueiro Junior Rocha. Pela Aspirante, o melhor ficou para Gileninho Sampaio e Rusley Queiroz, dividindo a premiação.

Na categoria Amador, a última etapa teve um único campeão. O competidor China André levou o último prêmio da temporada para casa. Já na disputa pelo campeão dos campeões, cinco dividiram o ponto mais alto do pódio: Junior Rocha, Leandro Damaso, Rico Lopes, Padre Pedrosa e Jeferson Costa.

Fonte: AVAQ
Fotos: Aninha Clark

Escreva um comentário