Vaquejada

Congresso, Copa e Derby de Vaquejada deram ponta pé inicial em temporada

O calendário 2019 de competições da maior raça equina do Brasil começou em Pernambuco

Em pleno agreste pernambucano, no conhecido Parque Rufina Borba, em Bezerros – cidade que fica a 100 km de Recife, foi dado início às competições oficiais da raça Quarto de Milha para este ano. A enraizada modalidade esportiva mais popular entre os nordestinos, Vaquejada, foi quem deu esse ponta pé inicial.

Com a chancela da ABQM, competidores foram em busca dos disputados troféus de campeões em âmbito nacional, além da premiação de R$ 320 mil, destinada aos conjuntos do 10º Congresso Brasileiro & Derby e da 3ª Copa dos Campeões de Vaquejada, realizada de 13 a 17 de março.

“Pernambuco é um estado muito bem localizado no Nordeste brasileiro, de fácil acesso e com boas rodovias. Isso, aliado ao fato de deter a segunda maior concentração de cavalos Quarto de Milha da região – mais de 18 mil animais registrados, serviu de grande atrativo para o evento. As expectativas eram as melhores possíveis e foram confirmadas”, destacou Cicinho Varejão, presidente da ABQM.

Foto: ABQM Divulgação

Ainda de acordo com Cicinho, o esporte tem cerca de três milhões de adeptos e realiza mais de quatro mil provas anuais. Esse volume gera renda e emprega, direta e indiretamente, em torno de 700 mil famílias. “A demanda por cavalos de Vaquejada é o que impulsiona a criação e a aquisição de exemplares da raça Quarto de Milha no estado”.

Além disso, um intenso trabalho dos criadores locais em genética e melhoramento fez de Pernambuco uma potência na criação de cavalos Quarto de Milha. “O constante investimento em infraestrutura para provas e na profissionalização da modalidade, coloca o estado em uma posição de destaque no cenário dos esportes equestres brasileiros”, reforça o presidente da ABQM.

Participaram da Copa dos Campeões cavalos e cavaleiros habilitados que atingiram pontuações nos eventos oficiais e oficializados pela ABQM, realizados no ano passado. Já o Derby, foi realizado para animais com até seis anos hípicos e o Congresso para cavalos com no mínimo três anos hípicos.

Derby Aberta

Ao som do aguardado ‘Valeu Boi’, público e vaqueiros de todo o país começaram a acompanhar na tarde quarta, 13, as classificatórias do Congresso, nas categorias Aberta, Aberta Castrado e Profissional Light. Na sequência, foram para pista as provas válidas pela Copa dos Campeões e Derby Aberta e Profissional Light.

Os dias se seguiram, até domingo dia 17, com a presença de, aproximadamente, 20 mil visitantes nesses cinco dias de provas, com as demais categorias: Congresso Feminina, Amador, Amador Light, Amador Master, Amador Castrado e Jovem; Derby e Copa dos Campeões Amador e Amador Light.

Entre os destaques, pela categoria Aberta, na grande final da Copa dos Campeões, Dennyson Vitor Joventino da Silva, de Natal/RN, montando Lion Steel (Mr Campos AMCJ x Xuxa), de criação e propriedade de Joaubi Figueiredo Garcia. Foram esteirados por Artemio do Nascimento Alves, com That’s Lena TMR (Dual Jazz x Thata Girl Cat).

Copa dos Campeões Aberta Light

“Para essas provas disputadas minuto a minuto, o Lion é bom demais. É manso na carreira, abre muito e é tranquilo”, conta o campeão, que teve sua paixão pela Vaquejada herdada dos pais e dos avós. “Quero continuar montando nas provas até Deus permitir. E quando você pega um cavalo bom, é aí que dá gosto mesmo”, completa o campeão.

Ainda pela Copa dos Campeões, teve pódio para vaqueiros de Recife, na categoria Profissional Light. O puxador Edielson Albuquerque da Silva, representando a Fazenda Poço das Pedras, levantou o troféu da vitória montando a fêmea zaina Rick Girl Fly (Don Diego Toro HJG x Girl O’lena Fly). Foram esteirados por Everton Luiz da Silva e Beduína Shady Bars (Gros Oreille x Nasa Bars FV).

Copa dos Campeões Aberta

A categoria com maior inscritos do Congresso foi a Aberta, 99 senhas, que teve como campeão o cavalo de puxar La Rancha Shady JR, de propriedade de Joao Victor De Lima Silva. O vaqueiro campeão foi Carlos Rodrigues de Lima, esteirado por Clecio Diogo Rodrigues de Lima e Ferrari Made MN.

Com 77 senhas, a Amador Light foi a segunda maior categoria do Congresso. Quem ficou com o título foi João Pedro de Almeida de Carvalho, montando SR Colonel Prince, de Lucas Miranda de Carvalho. Foram esteirados por Gabriel Silva Sampaio e Papa Premio FSF.

Dom Roxão JR foi quem brilhou na Aberta do Derby em Bezerros. montado pelo vaqueiro pernambucano Maciel Cardozo Caetano ficou com a vitória da categoria. O animal de seis anos é filho de Dom Roxão Eternalady (mãe Lina Diego Skippy, propriedade de Erlan Bezerra de Azevedo. O conjunto campeão foi esteirado por Dom Apollo Ease (Dom Roxão Eternaly x Elektra HWS Apollo).

Derby Profissional Light

Todo o potencial do cavalo novo Apolo Silver Wild (United Apollo x Catia Roxa) se mostrou com a vitória na Profissional Light do Derby. Treinado e conduzido por Alex Correa Nogueira, conhecido como Alex Xavier, da Paraíba, o cavalo foi destaque.

“Ele é muito dócil. O que eu mais gosto nele é a explosão para derrubar o boi na faixa. Entra em pista e cumpre seu papel”, contou o campeão, que foi esteirado por Washington Luis Carvalho Silva e Solano Of Cash R4 (Encanto Of Cash x Missy Beatty HDN).

Os próximos eventos oficiais da raça serão realizados em abril, Congresso ABQM de Conformação e Trabalho. Resultados completos, clique aqui.

Colaboração: Mara Iasi/ABQM e Assessoria de Imprensa ABQM
Fotos: Aluiso Alves