Crioulo

Pela 1ª vez na história, criador paulista é eleito presidente da ABCCC

Proprietário da Estância Tamareira, situada em Santa Rita do Passo Quatro/SP, Onécio Prado Júnior assume o cargo para o biênio 2020/2022

Inegavelmente, o cavalo Crioulo – que conquistou os costumes do Sul do país – também vem ganhando espaço nas demais regiões do Brasil. Prova disso é que, pela primeira vez na história da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), um criador paulista é eleito presidente da entidade.

Trata-se de Onécio Prado Júnior, proprietário da Estância Tamareia, situada em Santa Rita do Passo Quatro/SP. Dessa forma, a chapa do primeiro criador paulista eleito presidente da ABCCC irá cumprir o biênio 2020/2022.

Criador há 15 anos, Onécio já integrou a diretoria da Associação outras três vezes. A princípio, foi vice-presidente de Comunicação e Marketing nas gestões de José Luiz Lima Laitano (2014/2016) e de Eduardo Moglia Suñe (2016/2018). Depois, foi vice-presidente Administrativo Financeiro na gestão de Francisco Kessler Fleck (2018/2020).

Sobretudo, o novo presidente é reconhecido pela constante presença de seus animais na pista da grande final da raça. Aliás, seu mais recente marco em Esteio/RS foi a conquista do bicampeonato do garanhão de sua criação, JA Libertador. Isso foi no Freio de Ouro dos anos de 2015 e 2018.

Dever cumprido

Presidente do biênio 2018/2020 da ABCCC, Francisco Kessler Fleck garante que entrega a administração da entidade com a sensação de dever cumprido. Afinal, teve um primeiro ciclo cheio de marcos, felicidades e números recordes. Contudo, o segundo foi tímido, mas ainda satisfatório.

“Como o mundo todo, fomos tomados de surpresa por essa pandemia. Mas acho que conseguimos, dentro da dificuldade, terminar muito bem”, conclui. 

Antes de mais nada vale frisar que a nova gestão assumirá a partir do dia 12 de outubro. Nesse sentido, seus membros reconhecem o êxito do trabalho que vem sendo realizado pela ABCCC. Assim, almejam repetir o sucesso.

“Cada dia é um desafio novo. Mas temos que dar sequência ao trabalho que foi feito. Algumas coisas queremos inovar. Contudo, o importante é darmos sequência e valorizarmos o nosso cavalo. Além de nossos associados e a associação”, sustenta Onécio.  

Nova diretoria da ABCCC, junto do presidente do biênio 2018/2020, Francisco Fleck – Foto: Divulgação/ABCCC

Membros da chapa

Ademais, a chapa aclamada conta também com dois nomes que já passaram pela presidência da ABCCC em outros momentos. São eles José Luiz Lima Laitano e Eduardo Moglia Suñe.

Sendo assim, ambos possuem um pensamento em comum: “será difícil, mas nada impossível. Superar os desafios após a pandemia, principalmente na reestruturação das provas.”

José Luiz Lima Laitano, agora vice-presidente Técnico, pretende realizar uma formatação no colégio de jurados. Isso além de reestruturar os critérios de julgamento, formação e avaliação dos jurados.

“Queremos também tentar levar para o associado mais investimento nas suas relações como associado. Além disso, tentar muito fortemente diminuir o custo disso”, defende. 

Eduardo Moglia Suñe, agora vice-presidente de Provas Funcionais e Exposições Morfológicas, acredita que os desafios serão muitos. Mas, mesmo assim, defende que com uma equipe unida será fácil superá-los.

“É uma responsabilidade muito grande trabalhar junto com o seu Onécio e os outros vice-presidentes. Porém, já tivemos oportunidade em um passado recente de realizar, acredito eu, um bom trabalho”, diz.

Novos ventos

Além da presença de nomes já consolidados na chefia da ABCCC, a chapa de Onécio Prado Júnior também apresenta inovação. São, sobretudo, criadores relativamente novos no mercado da raça, com perfis modernos e exemplos de sucesso.

É o caso, por exemplo, do vice-presidente de Núcleos, Fellipe Ribas Boratto, que já ocupava o cargo de Diretor de Núcleos da Região 7. Além dele, tem a vice-presidente de Comunicação e Relações Comerciais, Camilla Menezes. Ela, anteriormente, já havia ocupado a coordenadoria do setor de Comunicação da Associação. 

Em contrapartida, outro criador de peso foi convidado para integrar uma nova pasta dentro do time. A estreia do cargo de vice-presidência Jurídica ficou nas mãos do advogado Gilberto Rodrigues de Freitas, proprietário da Cabanha Santa Fé.

Há quatro anos na entidade, Freitas vai para sua terceira gestão como membro da diretoria. “Nós, como criadores, também temos as nossas dúvidas, queremos esclarecimentos. Então essa aproximação que com a diretoria pode auxiliar bastante. Penso que foi com esse intuito que o presidente Onécio me chamou”. 

Confira a equipe da gestão 2020/2022:

DIRETORIA EXECUTIV️️A

  • ️️PRESIDENTE: Onécio Silveira Prado Júnior
  • VICE-PRESIDENTES:
    – ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO: Cesar Augusto Rabassa Hax
    – TÉCNICO: José Luiz Lima Laitano
    – EXPOSIÇÕES E PROVAS FUNCIONAIS: Eduardo Moglia Suñe
    – COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COMERCIAIS: Camilla Menezes
    – NÚCLEOS: Fellipe Ribas Boratto
    – JURÍDICO: Gilberto Rodrigues de Freitas️️
  • PRIMEIRO E SEGUNDO SECRETÁRIO. respectivamente: André Luis Vaz Machado e Márcia Mascarenhas Linhares️️
  • PRIMEIRO E SEGUNDO TESOUREIRO: Marcelo Tellechea Cairol e Miguel Scarpellini Campos

CONSELHO FISCAL

Evaldo Francisco da Rosa, Evaristo Tagliari Neto, Frederico Wolf, Gustavo Weiand (suplente), Ricardo Felipe Sperotto Terra (suplente) e Sérgio Turra (suplente)

CONSELHO DELIBERATIVO TÉCNICO

Carlos Gonçalves Marques Neto, Daniela Ferrari Pessano Cantarelli, Luiz Fernando Piccinim, João Francisco Silveira da Silveira e Rodrigo Albuquerque Py

Fonte: ABCCC
Crédito das fotos: Divulgação/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

X