Mangalarga Marchador

ABCCMM alerta sobre os cuidados para amenizar os efeitos do calor no seu Marchador

Como o calor interfere no bem-estar dos equinos, a associação resolveu separar essas dicas para ajudar os amantes da raça, que também servem para as demais

Sem dúvidas, as altas temperaturas registradas no verão são incômodas para todos. Sabendo disso, que a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM) alerta para que os criadores e proprietários redobrem a atenção com o manejo da tropa, pois os equinos também sobrem com o calor.

Afinal, entre os principais fatores que podem causa problemas á saúde dos cavalos estão o excesso de exposição ao sol, muitas horas de trabalho e, principalmente, oferta reduzida de água.

Por essa razão, confira abaixo algumas dicas que te ajudarão a amenizar o sofrimento do seu Marchador durante a alta nos termômetros.

Confira as dicas:

Água Limpa e Fresca: Neste período o consumo de água é mais elevado, por isso há maior risco de desidratação. Dessa forma, é importante que os animais tenham acesso fácil e constante aos bebedouros, que deverão estar sempre limpos e com água fresca.

Sombra: A princípio, se os animais estão soltos, evite que fiquem expostos ao sol por longos períodos. O excesso de exposição à radiação ultravioleta pode provocar, além da desidratação, queimaduras. Além disso, os animais de pelagem e focinho claros estão mais sujeitos a essas lesões, podendo apresentar falhas ou cicatrizes no pelo. Ao fazer a tosa, evite cortar os pelos em tamanho excessivamente curto.  Se estão em baias, garanta que seja um ambiente limpo e com boa passagem ar.

Trabalho: Sobretudo, diminua o tempo e a intensidade dos trabalhos, tarefas mais leves e em horários alternativos são boas soluções.

Cascos: O ferrageamento adequado evitará lesões causadas pelo contato com o chão quente.

Banho: Banhar o seu cavalo irá ajudá-lo a controlar a temperatura corporal, especialmente após os treinamentos ou outras atividades que exijam alto desempenho. Mas atenção! É necessário que haja um intervalo entre o exercício e o banho para que o organismo mude de temperatura naturalmente.

Insetos: Com o calor também aparecem os surtos de insetos (moscas são os mais comuns), que além de estressar os animais, podem causar, desde uma simples dermatite a infecções mais sérias. Cochos, bebedouros e alojamentos limpos são excelentes controladores de pragas. O Banho também irá diminuir o interesse dos visitantes.

Reposição de sais: Ao serem submetidos a elevadas temperaturas ou atividades de alto desempenho, os cavalos perdem, além de água, boa quantidade dos sais (eletrólitos) essenciais ao funcionamento correto do organismo. A reposição desses sais deve ser feita, diariamente, através de uma alimentação nutritiva ou também na água ofertada.

Fonte: ABCCMM
Crédito da foto: Renato Aguilar

Veja mais notícias sobre o cavalo Mangalarga Marchador no portal Cavalus