Mangalarga Marchador

Top Marchador: o começo de tudo, que gerou frutos e deu origem à raça

A partir de agora você acompanha, todas as quintas-feiras, matérias especiais da Revista Top Marchador no portal Cavalus; a primeira delas traz informações sobre a origem da raça Mangalarga Marchador

Nos primeiros anos do século XVIII, na aldeia de São Simão da Junqueira, termo de Barcelos, arcebispado de Braga, em Portugal, vivia uma família burguesa cristã que gozava de estima pública. Era João Manuel, casado com Ana Francisca do Vale.

Antes de mais nada vale destacar que João Manuel foi batizado na aldeia de Fontão, no dia 19/09/1697, filho de Domingos Manuel e de Maria Fernandes. Assim, casou-se em 19/05/1720, com Ana Francisca, filha de Manuel Francisco e Ana Gonçalves.

Dessa forma, no dia 14/11/1727 que decorreu festivo para a família de João Manuel. Foi levado à pia batismal um de seus filhos, que recebeu o nome de João Francisco.

Acima de tudo, manifestando temperamento enérgico, corajoso e relevando alta capacidade na luta pela vida, resolveu emigrar para o Brasil. Aqui, escolheu o Sul de Minas como o centro de suas atividades.

Depois de alguns anos de trabalho, radicou-se definitivamente na propriedade agrícola denominada na Fazenda Campo Alegre, às margens do Rio Verde, distrito de Encruzilhada (hoje Cruzilia), nas imediações de Baependi.

Seguindo e continuando o hábito generalizado de seus patrícios, incorporou ao seu nome, recebido na pia batismal, o da aldeia onde nasceu. Assim, tornou-se conhecido pelo nome de João Francisco, o da Junqueira, nome que pela lei do menor esforço converteu-se em João Francisco Junqueira.

Visto que é o tronco robusto da família Junqueira no Sul do Brasil que, no decorrer de dois séculos, tem brilhado no cenário brasileiro em todos os ramos de atividade, salientando-se, porem, do progresso rural.

Família de João Francisco Junqueira

Casou-se no Brasil, em 16 de janeiro de 1758, com Helena Maria do Espirito Santo, filha de Inácio Franco, casada com Maria Tereza de Jesus. Por informações de parentes, consta que faleceu João Francisco em idade avançada, no dia 05/04/1819, em São Thomé das Letras.

De seu casamento houve nada menos que 12 filhos. Quatro deles morreram na infância. Antonio Francisco foi batizado no Favacho no dia 19/03/1773 e requereu habilitação para tornar-se Irmão Francisco. Sem mais noticias, não sabemos se chegou a ordenar-se.

O restante dos filhos se dedicou à vida no campo. João Francisco Junqueira Filho, conhecido como capitão, tornou-se proprietário da Fazenda Favacho. Francisco Antonio Junqueira ordenou-se padre e era dono da Fazenda Jardim Maria Francisca da Encarnação e Junqueira ficou com a Fazenda Santa Inácio.

Jose Francisco Junqueira com a Fazenda Bela Cruz. Ana Candida Junqueira, Genoveva Junqueira e Gabriel Francisco Junqueira (o barão de alfenas) herdaram a fazenda campo alegre, onde começou a história do nosso cavalo Mangalarga Marchador

Fonte: Top Marchador
Crédito da foto: Divulgação/Top Marchador

Veja mais notícias sobre o Mangalarga Marchador no portal Cavalus