Cavalo Árabe

Criação brasileira do Cavalo Árabe obtém excelentes resultados na World Arabian Horse Championship

Em exibição inédita no Qatar, evento testemunhou o triunfo de cavalos como Shahbrys HVP, TM Bella e a influência marcante de FT Shaella na consagração de três campeões

Publicado

⠀em

Criação brasileira do Cavalo Árabe obtém excelentes resultados na World Arabian Horse Championship

Pela primeira vez, a renomada World Arabian Horse Championship saiu da França, encontrando palco em Doha, Qatar, entre os dias 07 e 09 de dezembro. A exposição, reconhecida como a mais importante do cenário mundial, testemunhou um feito extraordinário para a criação brasileira de cavalos Árabes.

A grandiosidade do World Arabian Horse Championship foi evidenciada pelo deslumbrante cenário de Doha, proporcionando o contexto perfeito para a competição. Com 15 juízes internacionais, incluindo o brasileiro Zico Guardia, a avaliação meticulosa revelou a excelência dos cavalos Árabes de origem brasileira.

Cavalos Árabes brasileiros na World Arabian Horse Championship

No competitivo campeonato Júnior Fêmea, Shahbrys HVP, descendente de Royal Asad e Rebecca HVP, não apenas venceu a categoria, mas também conquistou o prestigioso Campeonato Prata. Paralelamente, Lady Lolita SPO, criação de Sandra Platzeck, surpreendeu, garantindo o 6º lugar na classificação geral.

Já na categoria das Potrancas, TM Bella, proveniente do Haras Trindade de Minas, demonstrou seu brilho ao conquistar o primeiro lugar na categoria, assegurando o Bronze do campeonato. Outra criação do mesmo haras, TM Galileah, alcançou a 5ª posição entre as éguas, solidificando a presença brasileira no pódio.

A ascendência brasileira na World Arabian Horse Championship, contudo, não se limitou às fêmeas. LR Anselmo, filho do brasileiro RFI Unique, destacou-se ao vencer sua categoria e ser coroado Campeão Jr Macho Prata.

Por fim, a consagração atingiu seu ápice com a estrela brasileira FT Shaella, criada pelo Haras FT. Três campeões, D Shihanah (Égua Ouro), D Shahhar (Potro Ouro), e D Sharar (Bronze), evidenciaram a influência marcante de FT Shaella em sua linha materna.

Esse feito notável não só enaltece a criação brasileira de cavalos árabes, mas também reforça a posição de destaque de FT Shaella como uma das melhores reprodutoras do mundo.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus (Com informações de César Schmidt)
Fotos: Divulgação/Sports Repórter – Doha 

Leia mais notícias aqui.

WordPress Ads
WordPress Ads