Centrais de Reprodução

Veja dicas de cuidados com garanhões para a estação de monta

Dr. Orpheu Avila, titular da Central Equina de Reprodução (CER), fala sobre a importância da realização de exames antes da coleta

A fim de auxiliar criadores que sonham em produzir campeões nesta estação de monta, o médico veterinário Orpheu Avila – titular da Central Equina de Reprodução (CER) – alerta para certos cuidados com os garanhões. Especialista em clínica e reprodução equina assistida, ele lembra da importância da realização do exame andrológico nos reprodutores.

De acordo com Orpheu, somente assim será possível ter uma fotografia exata da fertilidade de determinado garanhão. “Dessa forma, estabelecemos um protocolo adequado para um número de coletas semanais. Além de saber o número de doses que vamos ter a cada coleta para ser enviado”, explica.

Contudo, o titular da CER lembra que qualquer tratamento que for feito no animal só irá surtir efeito após 60 dias de seu início. Por conta disso, ele ressalta a necessidade destes cuidados com os garanhões com relação aos exames antes do início da estação de monta.

“É muito importante conhecer os garanhões que vamos trabalhar neste período antes que ele se inicie. Assim, poderemos começar já a estação de monta enviando sêmen da melhor qualidade possível. E só através do exame andrológico que podemos estabelecer esses parâmetros”. 

Dr. Orpheu fazendo a análise de sêmen – Foto: Divulgação/Maurício Messias

Exames necessários

Ainda de acordo com Orpheu, se faz necessário um exame completo. Sendo assim, no exame andrológico são examinados as glândulas anexas do garanhão, por meio de palpação nos testículos e através de outros equipamentos.

“Podemos apalpar a cabeça do epidídimo, além do escroto. Já através do exame ultrassonográfico conseguimos analisar toda a estrutura testicular e de outras glândulas, como ampola e próstata”, explica o veterinário.

Na sequência, Orpheu ressalta que durante a coleta do sêmen é possível verificar a motilidade, a concentração e o volume. Ou seja, ter uma fotografia exata do produto. Ademais, diante desses resultados será possível escolher o melhor diluente a ser utilizado.

“Tem garanhões que se dão bem com determinados diluentes. Alguns são utilizados em garanhões que não resfriam bem o sêmen. O objetivo é manter esse sêmen em boa qualidade o maior número de horas possível. Pelo menos, até 36 horas”.

Por fim, segundo o titular da CER, outro ponto importante com relação aos cuidados com os garanhões é a necessidade de ser feita a patologia. Afinal, somente através dessa análise se tem uma ideia concreta da motilidade do material.

“Então, a patologia também vai nos dar uma ideia se esse garanhão tem algum problema de fertilidade. Além de dar um direcionamento sobre como podemos manejá-lo para torná-lo fértil. E, assim, possa emprenhar o maior numero de éguas durante a estação”, finaliza.

Parte dos lote de éguas doadoras – Foto: Divulgação/Maurício Messias

Agende sua visita!

A CER mantém o slogan “Realizando sonhos, produzindo campeões”. Sendo assim, aguarda sua visita nesta estação de monta. A central está localizada na cidade de Boituva/SP, a apenas 120 km da capital paulista.

Os telefones de contato da CER são: (15) 98116.9998 – Orpheu / (15) 98117.0008 – Christina / (15) 99771.7278 – Gustavo / (15) 99753.4222 – Administração. Além disso, é possível mandar um e-mail para cer@cer-cavalos.com.

Instagram: @cer_cavalos | Site: www.cer-cavalos.com

INFORME PUBLICITÁRIO
Por Natália de Oliveira
Colaboração: Abdalla Jorge Abib/Assessoria de Imprensa CER
Crédito das fotos: Divulgação/Assessoria de Imprensa CER

Veja mais notícias de Centrais de Reprodução no portal Cavalus

X