Cavalgadas Brasil

Cavalgada no Vale Sagrado em cavalos Paso Peruano – Machu Picchu

Nesta cavalgada no Vale Sagrado, fomos a lugares remotos e muito bonitos nos Andes e, experimentamos a magia de Cusco e Machu Picchu

A cavalgada foi em cavalos Paso Peruano, confortáveis e muito bem treinados. Inegavelmente, nos hospedamos em excelentes hotéis em Cusco e no Vale Sagrado. Além disso, a famosa culinária peruana completou o sucesso da programação.

Durante vários dias de cavalgada passamos por ruínas incas, por aldeias rurais e conversamos com camponeses trabalhando em seus campos. Acima de tudo, não foi uma cavalgada rápida, devido à grande altitude e terreno difícil, com algumas encostas íngremes para cruzar. Em alguns trechos cavalgamos em altitudes acima de 4.400 metros.

Cavalgada no Vale Sagrado em cavalos Paso Peruano - Machu Picchu

Raça

O cavalo Paso Peruano que montamos descende do Andaluz clássico que foi ao Peru com os conquistadores. A raça Andaluz foi formada por Galegos (Célticos), Sorraia e cavalos do norte da África, os Berberes.

No Peru, o cavalo andaluz ‘original’ levado pelos espanhóis, manteve a maioria das características que o tornaram tão valioso durante a conquista da América do Sul.

Cavalgada no Vale Sagrado em cavalos Paso Peruano - Machu Picchu

Dessa forma, nenhum sangue externo foi introduzido na raça peruana, pois não havia necessidade de cruzar com outras raças para produzir cavalos mais altos, mais pesados ou mais rápidos. Como foi o caso em outros países das Américas.

Curiosidades

A sela tradicional peruana que usamos era confortável e muito bonita. Assim como os estribos eram tradicionais de madeira. Essa sela tem origem na Europa do século 15, de tal sorte que retratos equestres de pintores clássicos europeus mostram selas que se assemelham muito à sela moderna do Peru.

Cavalgada no Vale Sagrado em cavalos Paso Peruano - Machu Picchu

Uma curiosidade na ‘tralha’ peruana é o ‘tapa ojos’. Trata-se de um equipamento muito típico usado nas primeiras etapas do treinamento. 

Cavalgada no Vale Sagrado em cavalos Paso Peruano - Machu Picchu

Desse modo, ele é facilmente movido para baixo para cobrir os olhos do cavalo, permitindo selar ou montar um cavalo nervoso com grande facilidade. Também pode ser usado para manter um cavalo no lugar sem precisar amarrá-lo.

Cavalgada

Cavalgamos durante sete dias, grande parte por trilhas que faziam parte do sistema de estradas do grande Império Inca, o ‘CapacNan’. A rede rodoviária Inca foi um dos maiores feitos de engenharia realizados no Novo Mundo e rivalizou com as estradas romanas do Velho Mundo.

Machu Picchu

A rede rodoviária de 30.000 km ligou Cusco, a capital Inca, aos domínios mais distantes do império. O sistema rodoviário compreendia quase todo o território dos Andes, incluindo Peru, Bolívia, Equador, Argentina e Chile. Em resumo, era formado por quatro estradas principais e muitas estradas secundárias.

No meio da semana, tivemos um dia sem cavalgada. Portanto, pegamos o trem em Ollantaytambo e fomos visitar as famosas ruinas de Machu Picchu, Patrimônio Mundial pela UNESCO. Uma experiência inesquecível!

Por Paulo Junqueira Arantes
Cavaleiro profissional e Diretor da agência Cavalgadas Brasil
www.cavalgadasbrasil.com.br

Veja outras notícias da editoria Turismo Equestre no portal Cavalus