Ladyhawke se passa na Europa medieval e é o favorito de muitos fãs de cavalos

A história de Ladyhawke não é real, claro. Mas rendeu uma das histórias de amor mais vistas nos cinemas. Tudo porque um casal apaixonado foi condenado a viver separado por um feitiço.

A maldição invocada pelo corrupto e ciumento Bispo de Áquila de tal forma mantém durante o dia, Isabeau em forma de um falcão, enquanto à noite, Navarre se transforma em lobo negro. É quando está na forma humana que o capitão está sempre cavalgando um garanhão lindo.

Ladyhawke - O Feitiço de Áquila
O lindo garanhão negro que faz parte do filme Ladyhawke – O Feitiço de Áquila

O misterioso cavaleiro negro, contudo, é o ex-capitão de guarda do castelo, Etienne de Navarre, vivido por Rutger Hauer. Ao mesmo tempo em que é Michelle Pfeiffer faz Isabeau d’Anjou. A trama tem o envolvimento do ladrão Philippe Gaston, ‘Rato’, interpretado por Matthew Broderick.

Para quebrar a maldição, com a ajuda do monge Imperius (Leo McKern), e principalmente de Rato, eles precisam entrar no castelo e enfrentar o Bispo (John Wood). Ladyhawke foi filmado na Itália, em regiões como Campo Imperatore-Abruzzo, Emilia-Romagna, Piacenza, Parma, Lomardia, entre outros.

Além disso, fazem parte do elenco: Ken Hutchison (Marquet), Alfred Molina (Cezar), Giancarlo Prete (Fornac), Loris Loddi (Jehan), Nicolina Papetti (Mrs. Pitou).

Escreva um comentário