Esse filme é uma espécie de prequel (filme anterior) de O Corcel Negro de 1979, que fez um enorme sucesso na época

Neera (BianaTamimi) é uma menina árabe que foi separada do seu pai em sua terra natal durante a Segunda Guerra Mundial. Deixada sozinha no deserto, acaba fazendo amizade com um potro negro, ao qual ela dá o nome de Sheetan. Porém, com o passar do tempo ela reencontra o avô, Ben Ishak (Richard Romanus) e é obrigada a abandonar seu amigo de equino.

Mas não será fácil esquecê-lo. Ela é perseguida pela imagem do animal perdido no deserto o tempo todo. Mais tarde, Neera descobre se tratar de uma lenda sobre um corcel nascido das areias do deserto. Passando a viver com o avô e a prima Aden (Patrick Elyas), a garota fica chateada ao descobrir que eles pararam de criar cavalos.

O Jovem Corcel Negro

Decorrido um ano sem que Neere volte a encontrar seu potro negro especial, ela resolve ajudar a avô a retomar a criação participando de uma corrida no deserto. Para surpresa, é com Sheetan que ela concorre com os melhores cavalos árabes da região em busca de uma bolsa milionária. Neera e seu cavalo vencem a competição, permitindo que seu avô possa criar os animais, incluindo Sheetan e sua mãe Jinah.

A direção do filme é de Simon Wincer (Crocodilo Dundee em Los Angeles) e conta com roteiro de Jeanne Rosenberg, a mesma roteirista do filme original – The Black Stallion -, baseado no livro de Walter e Steven Farley. Foi filmado nas belas paisagens dos desertos da Namíbia e da África do Sul.

Escreva um comentário