Curiosidades

Dados sobre o Pônei Exmoor que você precisa saber

Publicado

⠀em

Ameaçados de extinção, o Pônei Exmoor é uma raça rara hoje em dia. Pelagem castanha, marcas nos olhos, focinho, flancos e barriga, mede 130 cm

O Pônei Exmoor é uma raça rara hoje em dia e está ameaçada de extinção

Os ancestrais do Pônei Exmoor habitaram as Ilhas Britânicas antes mesmo que ela fossem realmente ilhas. Portanto, são considerados descendentes diretos dos cavalos selvagens que migraram do Alasca à Grã-Bretanha. Fato que aconteceu há cerca de 130 mil anos.

O Pônei Exmoor é o mais primitivo das raças de cavalos do norte da Europa. Isso de acordo com a American Livestock Breed Conservancy. Só para ilustrar, o Departamento de Ciência Animal do Estado de Oklahoma tem evidências arqueológicas que datam de mais de 60 mil anos. São exemplares que apresentam uma semelhança incrível com o Exmoor de hoje.

Assim sendo, a área nativa dessa raça é grande e montanhosa em Devon e Somerset, sudoeste da Inglaterra. Todavia, o Exmoor recebeu o status de ‘ameaçado de extinção’ pelo Rare Breeds Survival Trust. Assim como pelo The Livestock Conservancy.

Ameaçados de extinção, o Pônei Exmoor é uma raça rara hoje em dia.  Pelagem castanha, marcas nos olhos, focinho, flancos e barriga, mede 130 cm

Dados sobre o Pônei Exmoor

  • O habitat dele é denominado moorland ou charneca. Áreas montanhosas que têm pastagens temperadas, savanas e matagais. E são caracterizadas por vegetação de baixo crescimento em solos ácidos.
  • Os ancestrais do Pônei Exmoor coabitaram com animais selvagens antigos.
  • Esculturas romanas de 55-54 a.C. mostram pôneis fenotipicamente semelhantes ao Exmoor. Enquanto apontam para seu uso pelas legiões romanas, bem como pelos celtas.
  • O primeiro registro escrito da raça está no Domesday Book de 1086.
  • Sir Thomas Acland, o guardião da Floresta Exmoor na época, juntou um lote de 30 pôneis. Bem como fazendeiros locais e formaram rebanhos.
  • A Exmoor Pony Society, em 1921, preocupados com a conservação da raça instituíam o livro de registro
  • A década de 1930 foi de ouro para o Pônei Exmoor, por conta da citação da raça em livros.
  • Um inverno rigoroso em 1947 contribuiu para que o Exmoor quase chegasse a extinção.
  • Seu uso variava entre o trabalho em pedreiras e minas, agricultura e trabalho industrial. Todavia, lazer e atividades competitivas nos dias modernos.
  • Em 1950 os primeiros pôneis Exmoor foram exportados para a América do Norte. Em 2010, estimava-se que havia apenas cerca de 800 em todo o mundo.
  • Pelagem essencialmente castanha, com marcas ao redor dos olhos, focinho, flancos e barriga, e medem cerca de 130 centímetros.

Fonte: Deborah Donohue/Cowgirl Magazine
Crédito das fotos: Divulgação/Shutterstock

Veja outras notícias no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Curiosidades

Justine Klaiber é a primeira mulher a vencer corrida de US$ 1 milhão

Jóquei marcou feito histórico nas corridas do Quarto de Milha em Los Alamitos

Publicado

⠀em

Sem dúvida, a vitória de Justine Klaiber e Apollitical Gold em Los Alamitos é um feito histórico para uma jóquei. Ela ganhou o Golden State Million Futurity, uma corrida de Grupo 1 bastante conceituada, que pagou US$ 1.104.550,00. Antes de mais nada, nenhuma outra mulher na história do hipódromo havia conseguido algo assim.

Justine Klaiber, 25, e Apollitical Gold, castrado, filho de Apollitical Jess, fecharam as 440 jardas em 19s650. Largaram pela baliza sete e assumiram a ponta logo no início da corrida. Dessa forma, superaram a vencedora do Oklahoma Futurity, Aint She Tentting por uma cabeça. Ademais, a edição 2020 do Golden State Million Futurity foi a mais ‘rica’ desde 2012.

Justine Klaiber tornou-se a primeira mulher a vencer uma corrida de um milhão de dólares em Los Alamitos; ela montou Apollitical Gold

O cavalo é de propriedade de Grant Cox, treinado por Eddie Willis. “Foi incrível. E, antes de mais nada, sou grata a Eddie Willis por me deixar correr o ano todo nos cavalos que treina. Eu não poderia estar aqui sem ele e todos os meus amigos e familiares me apoiando”, alegra-se Justine Klaiber.

De acordo com ela, “todos os dias apareço para trabalhar, porque amo o que faço. O trabalho é duro, mas cada pequena conquista vale a pena. E tudo vem melhorando ao longo do tempo. As vitórias são constantes e é isso que me faz trabalhar duro todos os dias”.

A jóquei monta em Apollitical Gold desde o início da doma e participou de todo o processo de testes dele nas pistas junto ao treinador. “Ele é um cavalo fenomenal. Sempre dá o melhor que pode na corrida. Não posso pedir mais dele.”

Outra curiosidade é que a família Cox cria cavalos há 30 anos. Seus pais começaram, justamente, com a bisavó do cavalo campeão.

Fonte: AQHA e Cowgirl Magazine
Crédito das fotos: Divulgação/Scott Martinez

Veja mais notícias da editoria Curiosidades no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Curiosidades

Conheça a força, beleza e tradição da Escaramuza mexicana

A Escaramuza é uma prova em que equipes de mulheres realizam exibições equestres de precisão, cavalgam de lado e vestidas de Adelita

Publicado

⠀em

O vestuário extravagante, com padrões ornamentados, chamam a atenção. Mas a incrível habilidade como cavaleiras é o que dá o tom às mulheres que competem na Escaramuza. Antes de mais nada, são consideradas pelos mexicanos as vaqueiras mais arrojadas do planeta. O esporte combina beleza, história e equitação em uma exibição deslumbrante de arte e atletismo.

Sobretudo, a Charrería é o esporte nacional do México. Um evento semelhante a um rodeio, onde charros (cavaleiros mexicanos) competem a cavalo em eventos a fim de mostrar suas habilidades de equitação. Eventualmente famosa com o desenvolvimento das grandes cidades, a Charrería encontra suas raízes no interior do México.  Em contrapartida, é um movimento ainda dominado pelos homens.

Contudo, assim como vaqueiras em todo o mundo, as mexicanas são igualmente habilidosas como amazonas. Por isso que encontraram seus próprios caminhos com a tradicional Escaramuza.

A Escaramuza é uma prova em que equipes de mulheres realizam exibições equestres de precisão, cavalgam de lado e vestidas de Adelita

Prova

A Escaramuza é uma prova em que equipes de mulheres realizam exibições equestres de precisão. Oito vaqueira montam de lado e ficam lado a lado, realizando percursos difíceis em sincronicidade. A competição consiste em 12 movimentos, julgados pela velocidade, sincronização e execução exata. As escaramuzas mostram sua habilidade com a equitação e destreza. Bem como com o treinamento dos cavalos, truques complexos e execução impecável.

Por mais detalhada que seja a competição em si, o traje barroco igualmente chama a atenção. Desde o momento em que os oito cavalos pisam os cascos na arena todos os olhos nas arquibancadas estão vidrados e alertas. Antes de ais nada, como em todo esporte, o uniforme encontra raiz na história.

Os vestidos Adelita são baseados nos usados durante a revolução mexicana. E cada equipe tem o seu estilo. Todavia, as cores preferidas são sempre as tradicionais e os bordados sempre feitos à mão. Por fim, os sombreros usados por cada escaramuza são igualmente extravagantes e cada um é exclusivo para o vestido.

Por Equipe Cavalus
Fonte: Merilee Raynor/Cowgirl Magazine
Crédito das fotos: Vogue.com

Veja mais notícias da editoria Curiosidades no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Curiosidades

Passo a passo para fazer um cavalo de pau

O cavalo de pau nada mais é do que um brinquedo com uma cabeça de cavalo presa a um pedaço de madeira, podendo ou não ser acompanhado de rodas

Publicado

⠀em

O cavalo de pau, assim como cataventos, multiplicaram-se principalmente a partir do Século 15. Dessa forma, surgiram do espírito de imitação das crianças. Nesse caso, as crianças imitavam as atividades dos adultos de montar a cavalo.

Antes de mais nada, o cavalo de pau surgiu em uma época em que este animal era o principal meio de transporte e de tração. De acordo com nossas pesquisas, esse brinquedo teve origem no Brasil e se espalhou pelo mundo. Não é raro ver uma criança que curte cavalos pedir um cavalo de pau de presente para os pais. E isso acontece até hoje.

De modo que o cavalo de pau nada mais é que um pedaço de madeira com a réplica de uma cabeça de cavalo implantada na parte superior. A partir dai, você pode usar sua imaginação para produzir o melhor brinquedo para o seu filho, neto, sobrinho, amigo. E o melhor, eles podem participar da confecção junto com você!

O cavalo de pau nada mais é do que um brinquedo com uma cabeça de cavalo presa a um pedaço de madeira, que surgiu no Brasil

Como fazer:

Antes de tudo, você vai precisar de: meia de adulto; tesoura; agulha e linha de costura; cadarço ou corda; lã colorida; feltro na cor marrom; 4 botões (2 pequenos e 2 grandes); fibra siliconada; fio de algodão ou barbante; cabo de vassoura.

1.Comece enchendo a meia com a fibra siliconada de modo fique bastante firme.

2.Com o fio de algodão ou barbante, prenda a meia ao cabo de vassoura. Finalize dando um nó bem forte nas duas pontas.

3.Os botões farão os olhos do cavalinho. Junto o menor no centro do maior e em seguida prenda-os de cada lado da meia.

4.Por outro lado, o feltro ajudará na confecção das orelhas. Corte o tecido em formato de v e ao prender com agulha e linha certifique-se de que elas fiquem dobradas.

5.Para a boca, na ponta da meia, passe a agulha e linha de uma lateral a outra, formando um vinco. Logo depois, passe a linha por fora, como arremate.

6.Com a lá colorida você fará a crina. Enrole a lã em alguma superfície que dê voltas, se baseando no tamanho da sua meia. Posicione um fio no meio desse que enrolou, corte as laterais, e vá dando nós prendendo a parte que você cortou ao fio do meio. Por fim, costure a crina centralizada na cabeça do cavalo de pau.

7.Para a rédeas, use o cadarço. Passe-o em volta da fuça e de um nó bem rente, deixando as pontas soltas.

O cavalo de pau nada mais é do que um brinquedo com uma cabeça de cavalo presa a um pedaço de madeira, que surgiu no Brasil

Essa é apenas uma das formas, mas existem diversas outras maneiras de fazer você mesmo, basta pesquisar

Fonte: Wikipedia, Revista Artesanato
Crédito das fotos: Babyccino Kids, Crafts&DIY

Veja mais notícias da editoria Curiosidades no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo
X
X