Não imaginaria, portanto, que se tornaria uma profissão

Retratar em desenhos a beleza dos cavalos é o que faz no dia a dia Raquel de Mendonça Fernandes, 37 anos, moradora de Belo Horizonte/MG. Formada em Medicina Veterinária pela UFMG em 2005, Raquel trabalhou com clínica e reprodução de equinos até 2013, quando decidiu se dedicar à pintura. Autodidata no início, quando a arte se transformou em sua profissão, passou a fazer aulas e cursos com o intuito de aprimorar sempre a qualidade do seu trabalho.

“Sempre desenhei e pintei cavalos desde que me entendo por gente (risos), porém nunca imaginei que pudesse viver disso, não acreditava ser possível ter a pintura como profissão. Em 2013 estava desanimada com a veterinária e resolvi diminuir meu ritmo de trabalho para poder estudar para concurso. Nesse período um amigo me instigou a fazer alguns quadros e expor no estande dele na Nacional do Mangalarga Marchador, aqui em BH, no Parque da Gameleira”.

Ela encarou o desafio e fez os quadros, se surpreendendo com o retorno. Venceu quase todos e ainda teve encomendas! “Nesse momento vi uma oportunidade de me dedicar e resolvi abrir mão de vez da veterinária e entrar de cabeça num novo caminho. Sabe aquele ditado: cavalo arreado só passa uma vez”.

Raquel agarrou com unhas e dentes a nova profissão. Com o tempo e a prática, muita prática, passou a desenhar e pintar todos os dias, independentemente da quantidade de encomendas. Seu ateliê fica em sua casa e ela procura manter uma rotina de trabalho, importante para perder o ritmo de trabalho.

Visando uma evolução na profissão que abraçou, a artista gosta de estudar, experimentar, conhecer materiais e técnicas diferentes, e até já foi para fora do Brasil em busca de conhecimento. “Procuro sempre fazer algumas aulas ou cursos. Cheguei a passar um mês em Berlim em um curso intensivo de arte e neste período também fiz um workshop com o artista irlandês Tony O´Connor, um dos grandes artistas de cavalos do mundo!”

Seu carro chefe são pinturas realistas em óleo sobre tela. “Trabalho bastante com desenhos realistas em carvão e lápis pastel seco também. Utilizo bastante aquarela e nanquim para trabalhos menores, experimentações, ilustrações, etc. Mas se você visitar meu ateliê vai encontrar vários outros materiais e trabalhos em várias técnicas também. Costumo dizer que o material, estilo e suporte não importam muito, pois gosto de experimentar e variar, mas tenho como tema principal os cavalos”.

E é assim que ela procurar encantar as pessoas. Passando amor para uma tela! E os cavalos fazem parte de sua vida desde muito nova. Raquel frequentava a fazenda do seu avô em Corinto, Minas, e compartilhava com ele o dia a dia com os cavalos de lida. “Meu bisavô, com quem tive contato por boa parte da minha infância, foi tropeiro ali pelas terras de Guimarães Rosa, e com ele aprendi muito também do lidar com os animais”.

Convivendo com cavalos desde que se lembra, entrou na faculdade de Medicina Veterinária e passou a ter outro tipo de contato, como o de cuidados, de salvar vidas e ‘fazer’ vidas também, por causa de seu trabalho com reprodução. “Conheci outros tipos de cavalos, outros usos, esportes, etc. Neste período comecei a fazer aulas de Adestramento também, que aprimorou meu entendimento da psique do animal. Acho que não tem como separar minha vida do cavalo, apesar de não montar tanto como antes, infelizmente”.

Para encontrar as peças de Raquel, você pode fazer contato com ela através das redes sociais. A maioria dos trabalhos são feitos por encomenda e ela também tem alguns para pronta entrega. Eu se fosse você, acessava agora: www.facebook.com/artesraquelfernandes e instagram.com/artesraquelfernandes. Caso queira fazer contato direto, o telefone dela é (31) 98333-5505 e o email artesraquelfernandes@gmail.com.

Por Equipe Cavalus

Escreva um comentário