Engane-se quem pensa que musculação é apenas para fisiculturistas, cavaleiros e amazonas também precisam – e devem – trabalhar os músculos 

Para se tornar um cavaleiro de sucesso, não é só o seu cavalo que precisa ser forte e bem condicionado, mas também você. Por isso, separamos alguns exercícios que vão ajudar a melhorar a sua equitação durante provas das mais variadas modalidades. Confira!

A força dos músculos do núcleo na hora da equitação é a necessidade número um dos cavaleiros de todas as disciplinas. Embora a força do corpo superior e inferior também seja importante, existem alguns exercícios que vão ajudar a melhorar a equitação e, assim, aumentar a força do núcleo, o que aumenta o desempenho geral da pilotagem.

Indiscutivelmente, flexões e pranchas são considerados os exercícios número um para os envolvidos em esportes equestres. Mas não apenas flexões antigas regulares! Ao fazer um treino com o objetivo de se tornar um piloto melhor, é preciso sempre considerar a colocação do corpo durante a pilotagem, bem como no chão.

A prancha é um ótimo exercício para ajudar na sua equitação
A prancha é um ótimo exercício para ajudar na sua equitação

Juntar as mãos e manter os cotovelos dobrados perto do corpo ajudará a trabalhar os músculos cruciais da equitação. Também é uma boa ideia manter as mãos em punhos, em vez de abrir, para reproduzir a posição das mãos enquanto segura as rédeas.

Se isso for desconfortável, outra opção é segurar os halteres enquanto estiver na posição de flexão. Para aumentar os benefícios deste exercício, mantenha a fase descendente da flexão, com os cotovelos próximos aos lados, em uma posição semelhante à prancha. Essa retenção estática aumentará a estabilidade e a resistência nos músculos abdominais, juntamente com outros vários músculos ao longo dos braços.

Praticar exercícios de musculação ajudam a melhorar a equitação durante provas
Praticar exercícios de musculação ajudam a melhorar a equitação durante provas

Os pulmões também estão no topo da lista de exercícios equestres essenciais. Muitos pensam neles como um exercício para a parte inferior do corpo, mas também trazem imensos benefícios para o núcleo.

A parte mais importante é a parte de empurrar que ocorre quando sai da estocada. Ao avançar, certifique-se de que seu joelho fique atrás dos dedos dos pés! Uma vez abaixado, o movimento de empurrar para cima deve ser enfatizado para que seus pulmões tenham um ritmo rápido de “subir e descer”. Essa rapidez controlada enfatizará o uso dos músculos do núcleo, a fim de manter o corpo equilibrado e estabilizado, fortalecendo-os ainda mais.

Leia mais notícias no Portal Cavalus

A incorporação de cada um desses exercícios em uma rotina de exercícios por, pelo menos, 30 minutos e 4 dias por semana não apenas aumentará seu nível de condicionamento físico geral, mas também se traduzirá em força e poder na sela. Ser equestre não é apenas sobre qual parte você usa ou o tipo de rowel em suas esporas. Ser equestre é dedicar-se ao esporte mental, emocional e fisicamente.

Escreva um comentário