Seus exemplares são usados para provas de Atrelagem, por exemplo, mas também para cavalgadas

O cavalo Belga, ou cavalo de tração Belga (draft), é também conhecido como Belgian Heavy Horse, Brabançon e Brabant. É uma raça oriunda da região de Brabant, na Bélgica, onde é chamado Cheval de trait belge. Seus exemplares estão entre os mais fortes das conhecidas como raças pesadas.

Atuam como as associações que regulamentam os registros da raça a Société Royale Le Cheval de Trait Belge e a Eleveurs Wallons du Cheval de Trait Belge. O cavalo Belga mede entre 16,2 e 17 palmos (1,68m e 1,73m), pesando pouco mais de 900 kg (cerca de 2000 libras). A maioria deles tem pelagem castanha clara com crina e cauda lisas. A cabeça é relativamente pequena e bem formada.

Um exemplar perfeito para trabalho de tração

Historicamente, é possível que o cavalo Belga tenha ancestrais na Idade Média, embora nenhuma evidência independente apoie essa afirmação. A linhagens de fundação da raça são conhecidas como Brabant. Até a década de 1940, o Belga e o Brabant eram essencialmente a mesma raça. Após a Segunda Guerra Mundial, o Brabant na Europa foi seletivamente criado para ser mais encorpado e mais pesado, enquanto nos Estados Unidos, o Belga foi criado para ser um pouco mais alto e mais leve.

O principal uso desses animais foi como um cavalo de fazenda, de tração. Em 1887, foi fundada em Indiana, a American Association of Importers and Breeders of Belgian Draft Horses. Dedicada a formação de cavalos de tração vindos de outros lugares, com fundação na raça europeia. A ideia era registrar e acompanhar todos os cavalos da raça, que hoje é vista em grande número também nos Estados Unidos.

Atrelados a um veículo de transporte de passageiros

Os Belgas ainda são usados ​​como animais de trabalho, mas também se tornaram populares em provas de Atrelagem e para cavalgar livre. O Brabant e as raças relacionadas que permanecem na Bélgica hoje, também são usadas como carne para consumo humano, produzindo uma carne tenra que é considerada uma iguaria.

Cavalos Belgas são capazes de puxar muito peso. Um exemplo é que são a raça apta para a categoria Heavyweight, durante o tradicional National Western Stock Show, em Denver, Colorado. Uma parelha com dois cavalos foi capaz de arrastar 17.000 libras (cerca de 7500 kg), por uma distância 2,18m. Há algumas provas em que um Belga e um Percheron fazem a parelha. Como em uma feira do estado de Iowa, Estados Unidos. Os campeões puxaram 14.600 libras (6690 kg) por 4,60m.

Atrelados a uma carruagem em desfile pelas ruas, mas também são usados em provas de Driving (Atrelagem)

Há uma alta ocorrência de junctional epidermolysis bullosa (JEB), um distúrbio genético hereditário que faz com que os potros recém-nascidos percam grandes áreas da pele. Um estudo realizado em 2001/2003 descobriu que 17,1% dos belgas testados nos Estados Unidos e Canadá eram portadores. Se a fecundação não for feita por meios naturais (acasalamento), o JEB pode ser evitado. Há esperança de eliminá-la completamente.

Os Belgas também foram identificados com potencial risco de desenvolver linfedema progressivo crônico, uma doença progressiva crônica que inclui sintomas de inchaço e fibrose dos membros distais.

Fonte e Fotos: Wikipedia

Escreva um comentário