Geral

Coronavírus: SINDAN esclarece sobre uso equivocado de vacina animal

Mensagens e vídeos estão sendo compartilhados em redes sociais com conteúdos inverídicos

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN) emitiu uma nota oficial para esclarecer sobre o uso da vacina animal contra o coronavírus. Segundo o órgão, a imunização pode estar sendo usada de forma equivocada no combate contra o novo coronavírus, conhecido como COVID-19, que afeta apenas humanos.

A entidade disse que, diante da disseminação de mensagens e vídeos em diversas redes sociais, se sentiu responsável em orientar a sociedade sobre esses conteúdos inverídicos.

“Ratificamos que medicamentos e produtos veterinários não devem ser usados para tratamento em seres humanos. As vacinas registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) são indicadas para a prevenção do coronavírus em bovinos, animais de companhia e aves. Assim, são somente indicados para uso em animais, conforme aprovado em bula”.

Além disso, o SINDAN reforça também que, a cepa do vírus que está se disseminando em humanos, o COVID-19, é diferente da cepa utilizada nessas vacinas.

“Orientamos a não compartilhar este tipo de conteúdo equivocado. O uso de produtos de saúde animal em um ser humano pode acarretar efeitos adversos graves. Por isso, é nossa responsabilidade combater a falta de informação que pode trazer riscos para as pessoas”, esclarece a nota.

Por fim, a entidade informa que está à disposição para demais esclarecimentos de dúvidas através de seus canais de atendimento. E ainda pelo e-mail sindan@sindan.org.br ou pelo telefone (11) 4130-840.

Por Natália de Oliveira
Crédito da foto: Divulgação/Pexels

Leia também:
Coronavírus equino x COVID-19: duas doenças distintamente diferentes
Como proteger seu cavalo do coronavírus