Geral

Saiba como é feito o manejo do botijão de nitrogênio

Empresa especializada em transporte de sêmen, Gaúcho Transêmen, explica como deve ser feito o manejo do botijão de nitrogênio

Publicado

⠀em

Saiba como é feio o manejo do botijão de nitrogênio

O botijão de nitrogênio é um recipiente térmico, usado na inseminação artificial de equinos, que conserva as doses de sêmen congeladas a uma temperatura de -196ºC, por tempo indeterminado. Toda a estrutura é em alumínio reforçado e o isolamento entre paredes é constituído por vácuo. Entre as paredes há também folhas de alumínio e lã de vidro, que propiciam o necessário isolamento térmico.

Geralmente ele é composto de seis canecos, cada um com capacidade para 8 a 10 racks. Cada rack pode armazenar cerca de 10 palhetas médias, ou cerca de 20 palhetas finas. Dessa forma, a capacidade da maioria dos botijões é de 1.200 doses de palhetas finas ou 600 palhetas médias

A inseminação artificial com o sêmen congelado é muito utilizada para a obtenção de animais geneticamente superiores e se tornou uma das técnicas reprodutivas mais utilizadas nas criações de equinos, principalmente após a instalação da pandemia, que gerou uma dificuldade no transporte aéreo de sêmen fresco para longas distâncias.

Manejo do botijão

Um dos aspectos de maior importância para o bom resultado da inseminação, é o manejo e transporte do botijão de nitrogênio. Um manejo incorreto ou mantê-lo em condições inadequadas pode inviabilizar as doses de sêmen, gerando perda de tempo e, principalmente, de dinheiro.

Para garantir a qualidade das palhetas armazenadas e a integridade física do botijão, são necessários cuidados básicos como: manter o botijão em local arejado, seco, sem incidência de raios solares, sobre estrados para evitar o seu contato com o chão e protegê-lo de choques mecânicos. Não deve ser inclinado, para que não haja derramamento de nitrogênio líquido.

Para o transporte do botijão, prenda-o firmemente para evitar queda, movimentos bruscos e danos no botijão, que geralmente resultam na perda prematura de nitrogênio líquido.

É sempre importante ter um inventário detalhado do sêmen para ser facilmente acessível, assim as palhetas podem ser localizadas e rapidamente transferidas para evitar prolongada exposição do sêmen a altas temperaturas.

Cuidados

Nunca substituir a tampa original por outra, pois esta é projetada para permitir a evasão do vapor na medida certa, lembrando que o nitrogênio líquido evapora constantemente e a vedação correta é essencial, pois a vedação total faz aumentar a pressão interna podendo causar explosões, e um fechamento ineficiente pode promover o desperdício de material por causa da evaporação excessiva.

O nível do nitrogênio líquido deverá ser conferido semanalmente, a medição é feita utilizando-se uma régua escura graduada, com tamanho proporcional à profundidade do botijão, este nível nunca deverá estar abaixo do mínimo aceitável, que é de 15 cm a partir do fundo, o que corresponde, a pouco mais que o comprimento de uma palheta, que deve ficar inteiramente mergulhada, para que o sêmen se conserve. Além disso, para todo manuseio das palhetas, o caneco deve ser puxado até 5 cm abaixo da boca do botijão, de modo que ainda permaneça todo dentro do recipiente, isso ajuda para que temperatura das palhetas permaneça adequada.

Gaúcho Transêmen

Dessa forma, a empresa Gaúcho Transêmen, viabiliza para todo Brasil o transporte de sêmen congelado de forma eficiente, segura, com toda qualidade e agilidade que nossos clientes esperam e merecem. Com garantia dos melhores preços do Brasil, gerando o conforto de agendar uma ou mais coletas para entrega no local determinado pelo cliente.

A empresa conta também com um banco de sêmen na cidade de Botucatu-SP com a finalidade de armazenar sêmen dos melhores garanhões do Brasil e melhorar nossa logística para aumentar a eficiência das entregas.

Instagram: @gaucho.transemen | Facebook: gaucho.transemen | WhatsApp: (14) 9 9755-9352 (Vanessa) ou (14) 9 9641-5205 (Gaúcho) | Telefone: (14) 3440-1747

INFORME PUBLICITÁRIO

Por Vanessa Artibano dos Reis
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads