Geral

Três Tambores e Mindset: o que essa combinação pode causar?

Se você pensa que derrotas e vitórias só acontecem com treinos físicos, engana-se.  Não é à toa que trabalhar o mindset é a onda do momento em todas as atividades esportivas e profissionais.

Nós somos influenciados por tudo o que acontece ao nosso redor e por todas as experiências pelas quais passamos. E tudo isso influencia a forma como pensamos sobre o mundo e sobre nós mesmos.

Para cada ação que realizamos, existe uma forma de pensar.

Se acreditamos em nós mesmos ou não, isso faz parte do nosso mindset.

Se agimos de uma forma ou outra em nosso cotidiano, também é mindset.

E todas as nossas ações nos Três Tambores acontecem como acontecem por causa do nosso mindset.

Um exemplo no percurso do Tambor:

Existem novos competidores, que começaram nos Três Tambores e treinaram por muitos meses até decidirem a estrear nas pistas. Levaram meses se preparando antes de começar a correr.

E existem os estreantes que em menos de três meses estão correndo, com as dificuldades naturais, mas estão lá. Estes casos bem mais raros.

O que diferencia estes dois grupos? Habilidade? Coragem? Mindset!

Um acredita que pode e acredita que não há problema em não fazer perfeito. Contudo, o que importe é começar.

O outro acredita que precise de muito preparo. Pensa, antes de mais nada, na opinião alheia e acredita menos na sua capacidade de acerto.

E por aí vai! Posso dar uma lista imensa de ações no percurso que acontecem regidas pelo que pensamos.

Trabalho mental

Até mesmo um erro que você não consegue deixar de cometer, ele acontece porque o seu pensamento a respeito do percurso ou do cavalo está errado.

Então, não adianta se esforçar para mecanicamente deixar de cometer aquele erro se você não mudar o seu pensamento com relação àquela ação.

O que acontece com um competidor que entra no giro e puxa as rédeas para trás. Que não consegue abrir a mão e indicar o giro, mesmo sabendo que deveria fazer isso?

Por que, mesmo que seu treinador repita mil vezes que ele não deve puxar para trás, esse competidor não consegue mudar na hora da prova?

Não consegue mudar porque o pensamento dele está equivocado.

Para indicar o giro ele precisa pensar que o cavalo deve correr para a frente em um trajeto circular.

Mas ele pensa que o cavalo deve reduzir mais e voltar. O pensamento está errado e a ação acontece de acordo com o pensamento.

Pense errado e fará errado.

Pense certo e acertará.

Acredite que pode e fará.

Acredite que não pode e não fará.

É assim que a sua mente comanda a sua vida. Dentro e fora das pistas.

Como ter o mindset necessário para vencer nas pistas?

Fugindo do blá blá blá.

Tendo consciência dos motivos pelos quais você executa uma ação.

A partir daí você poderá pensar de uma nova forma e garantir que a ação acompanhe esse novo pensamento.

Não adianta eu falar para você mudar uma ação no percurso, vou repetir cem vezes e será apenas um monte de palavras.

Mas se eu mudar a sua forma de pensar sobre o percurso e você ganhar consciência daquilo que deve executar, então será natural para você ter a ação correta.

A forma como pensa sobre tudo, o seu comportamento em função disso e as suas ações estão totalmente ligadas aos seus resultados.

Simplificando um pouco… Você age e se comporta de acordo com o que pensa.

O resultado disso pode ser positivo ou negativo, depende do seu pensamento.

Até mesmo a crença em si mesma ou a confiança no seu cavalo dependem da sua mente.

Se você precisa ter resultados para depois acreditar e confiar, então terá resultados abaixo do esperado.

Mude o seu pensamento, tenha o mindset favorável e acreditará antes de conquistar. Isso aumentará muito o seu potencial e as suas chances de conquista.

Configurar o seu pensamento é um exercício. Nos Três Tambores ele deve ser realizado começando pela sua base mais frágil, pela causa da sua maior dificuldade.

E, a partir daí, ir construindo uma nova forma de pensar e de agir.

Somos o que pensamos. Acredite!

Leia também:
Kay Blandford e seus cavalos independentes nos Três Tambores

Por Claudia Ono
Três Giros
Fotos: Cedidas

X