Internacional

Caminhada rumo ao bicampeonato contou com perseverança e estratégia de Junior Nogueira  

Publicado

⠀em

Caminhada rumo ao bicampeonato contou com perseverança e estratégia de Junior Nogueira

“Foi duro, mas eles (Junior Nogueira e Kaleb Driggers) conseguiram manter a estratégia que foi traçada, não tinham que fazer loucura, e acabou sendo muito emocionante, difícil.  Eles tinham que sair pra laçar e assim fizeram, fizeram a obrigação deles, a lição de casa e glória Deus, deu tudo certo! Eles tiveram um ano maravilhoso, e chegaram a NFR com uma vantagem muito boa, o que levou os outros a saírem para o tudo ou nada, e graças a Deus, deu tudo certo”, comemorou emocionada Eliziane Nogueira, mãe do bicampeão mundial Junior Nogueira. 

Com este depoimento da mãe de Nogueira, é compreensível como foi a caminhada do brasileiro e sua dupla Kaleb Driggers nos 10 dias de competições do 64º NFR. A torcida desejada os primeiros lugares em todos os rounds, mas eles, estrategicamente, seguiram com calma, passo a passo, afinal, o mais difícil eles já tinham em mãos:  o brasileiro estreou na competição com a somatória de US$ 227.877,85 em ganhos, um recorde para o Laço Pé e para a sua carreira. 

Quando a temporada começou, em Fort Worth Stock Show and Rodeo, dupla iniciou a temporada com uma vitória, somando US$ 24,760.00 aos ganhos. O que eles não podiam imaginar é que ela seria apenas a primeira das tantas que resultaram nesta somatória em ganhos nunca vista na modalidade.  

Passo a passo rumo ao bicampeonato mundial da NFR

O primeiro round da dupla foi como era esperado: começaram com o pé direito, laçando o boi com 4s7, terminando no terceiro lugar. No segundo round, mais um resultado positivo com uma laçada em 4s4, o que resultou na divisão do terceiro lugar. 

Mas, o jogo virou no terceiro round quando a dupla foi penalizada e terminou sem somar dólares. Era o início de um momento ruim na competição. Quarto round, uma noite marcada por vários SATs (Sem Aproveitamento Técnico) e penalidades, e infelizmente, a dupla fez parte dessa estatística e novamente sofreu uma penalidade.  

Quinto round, e um erro deixou a dupla sem pontuar em mais uma rodada. Nogueira já estava desanimado com o seu rendimento na competição. Os resultados não afetavam a sua colocação no ranking do mundial, mas já abalava seu psicológico.  

“Este ano foi diferente”, disse Nogueira. “Não sei se exagerei um pouco ou tentei cobrir cada detalhe. Nós nos saímos bem nos jackpots e estávamos tentando manter o mesmo ritmo. Dominamos o ano todo. Também sabemos pressionar quando precisamos. Coloquei pressão sobre mim mesmo e me senti um pouco atrasado o tempo todo. Contei para minha mãe, mas não contei para Kaleb. Eu estava logo atrás e não conseguia ir. Eu me senti preguiçoso. Você começa a lutar contra sua mente, até descobrir algo,”, disse o brasileiro ao Team Roping Journal. 

Sexto round e o brasileiro decidiu que precisava fazer alguma coisa para mudar o jogo. Resolveu trocar seu cavalo e passou a competir com Lucky Bucky. “Decidi pelo Lucky porque ele move os pés muito rápido e é fácil”, disse Nogueira. “Eu queria tomar meu tempo e não ficar atrás do boi,” afirmou. 

A esperança era boa, e com a troca dos cavalos, tudo caminhava para uma reviravolta, até que Driggers comete um erro: sua corda enrosca no focinho do gado, algo inimaginável. Mesmo com o erro, a dupla estava no segundo lugar na média da competição e ainda liderava o ranking do mundial.  

8º round e o sol voltou a nascer para Junior Nogueira e Kaleb Driggers

Nada melhor que um dia após o outro para tudo se encaixar no seu lugar. Na manhã seguinte, a dupla foi esfriar a cabeça no South Point, para treinar nos animais de Mathews Land & Cattle e o tempo de treinamento deu resultados: oitavo round e a dupla laçou com 4s9, não somou dólares, mas serviu de estopim para eles seguirem para as rodadas finais. 

“A décima rodada foi muito difícil. Aquele novilho estava de cabeça baixa”, comentou Driggers. Mesmo com a dificuldade, a dupla conseguiu realizar a laçada e com isso, a conquista do bicampeonato mundial. 

Em suas redes sociais, Junior Nogueira comemorou a conquista com um versículo do Salmo 37: “Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração”.  

Mais uma edição emocionante do National Finals Rodeo que se encerra e da melhor maneira possível: com o brasileiro Junior Nogueira escrevendo seu nome da história do esporte. Parabéns, Junior Nogueira! 

Por Camila Pedroso . Redação Cavalus 

Fonte: Team Roping Journals 

Fotos: Andersen CBarC Fotografia / Jamie Arviso Foto / Arquivo pessoal / Haile Haye

Leia mais notícias sobre o NFR aqui.  

WordPress Ads
WordPress Ads