A expectativa de João Ricardo Vieira é chegar descansado e com as energias renovadas para o Last Cowboy Standing em julho

João Ricardo Vieira teve $74.777,75 motivos para ser feliz no final de semana passou, antes de voar para o Brasil e ficar um tempo com sua família em Itatiba, interior de São Paulo. Essa quantia ele ganhou há uma semana, ao vencer a etapa Major da World Champions Rodeo Alliance em Green Bay, Wisconsin.

Mesma cidade onde, no dia seguinte, conquistou o terceiro lugar na etapa da Professional Bull Riders, somando pontos – nos dois eventos – para subir uma posição no ranking mundial. Agora voltou a ser o segundo melhor atleta de montaria em touros do mundo pela PBR. Foi o último evento da Unleash The Beast nessa primeira metade da temporada regular.

Adicionou mais US$ 17.275,00, somando no total do final de semana ganhos de US$ 92.052,75. Nada mal para ‘32 segundos de trabalho’, tempo de quatro montarias bem-sucedidas nos dois campeonatos. Foram 335 pontos pelo terceiro lugar na PBR e mais 195 pela vitória na WCRA. Agora ele está atrás do líder do ranking por pouco mais de 336 pontos.

João Ricardo, que já ganhou mais de US$ 826.000,00 nesta temporada, pela PBR e em outras competições, quer se manter ‘na cola’ do colega e compatriota José Vitor Leme. O bicampeão mundial Justin McBride, hoje comentarista da CBS, disse que foi impressionante vê-lo se aproximar tanto dos líderes em um fim de semana, onde os pesos pesados ​​como Leme e Chase Outlaw, tropeçaram.

João Ricardo Vieira

O brasileiro tomou a decisão de ficar no Brasil até a data do Last Cowboy Standing, que acontecerá durante o tradicional Cheyenne Frontier Days, nos dias 22 e 23 de julho. Nesse tempo, ele pode competir nos eventos da PBR Brasil, mas sua principal meta é descansar e treinar. “Estou feliz de estar com a família agora e depois voltar aos Estados Unidos com as energias renovadas”, disse.

O Last Cowboy Standing, em Cheyenne, Wyoming, é um dos eventos que contará pontos para o ranking mundial da divisão principal, sendo um dos PBR Major da temporada. Em formato diferente das etapas regulares, oferta aos atletas, potencialmente, 1250 pontos para a classificação mundial. Estarão habilitados os 35 melhores do ranking. Os três últimos campeões mundiais – Cooper Davis (Nashville), Jess Lockwood (Nova York) e Kaique Pacheco (Last Cowboy Standing) – ganharam um PBR Major em seu caminho para a fivela de ouro.

Em 2015, João Ricardo venceu o Last Cowboy Standing. Nos três anos seguintes, 2016 a 2018, foi Kaique Pacheco o campeão dessa etapa especial. João também venceu o PBR Major Iron Cowboy em fevereiro desse ano, rodeio que tem um formato similar. A expectativa para o brasileiro, além de tudo que está em jogo, é poder montar nesse rodeio histórico.

Ele se lembra de aprender sobre o lendário Lane Frost, que morreu em 1989 no Cheyenne Frontier Days, quando criança, e está ansioso para ver o local pessoalmente. “É um sonho para todos os cowboys ser campeão do Last Cowboy. Particularmente, estou animado por ser em Cheyenne. Sempre quis montar lá. Será a primeira vez que vou, mas eu amo a história de Cheyenne e a história de Lane (Frost).”

Por Justin Felisko/PBR
Tradução e adaptação: Luciana Omena
Fotos: PBR

Escreva um comentário