Internacional

A história da National Reined Cow Horse Association

Associação americana de Working Cow Horse foi fundada em 1949 e oferece suporte para inúmeros filiados nos Estados Unidos e fora dele

Em uma arena de competição de Working Cow Horse, a finesse da equitação moderna combina perfeitamente com métodos de treinamento testados há tempos. Os cavalos de prova hoje têm suas raízes em um processo meticuloso e secular usados pelos vaqueiros para criar seu parceiro de trabalho mais valioso: um cavalo que poderia ser controlado por um leve toque das rédeas, mas ainda possuir velocidade para dominar o melhor gado.

Por quase 150 anos, o cavalo de trabalho com o gado era famoso em toda a Califórnia e no Oeste dos Estados Unidos, até que no início do século 19, a corrida pelo ouro mudou o rumo das coisas por lá. Muitos recém-chegados ao que chamavam ‘estado do ouro’, dissolveram as fazendas de gado. Nas que permaneceram, as técnicas modernas de manejo de gado e máquinas, eventualmente, eliminaram grande parte da necessidade de um cavalo de trabalho bem treinado e versátil.

A cultura desse tipo de cavalo vem do cavaleiro espanhol e mexicano, que gerenciavam as raças nas fazendas da Califórnia durante os séculos 18 e 19. Muitas histórias descrevem a natureza selvagem dos bovinos, então os homens que trabalhavam nas fazendas precisavam de um cavalo inteligente, rápido, cabeça boa, que os ajudassem com as tarefas diárias da lida. Era uma necessidade, não uma opção e, ao longo do tempo, os vaqueiros desenvolveram um sistema de treinamento que reverenciava a elegância e precisão.

No início do século 20, esse tipo de cavalo passou de uma necessidade para um luxo e havia pouca atividade que desse conta de sustentar financeiramente a manutenção deles. A maioria dos fazendeiros estava lutando para sobreviver à Grande Depressão nos Estados Unidos, que piorou com a Segunda Guerra Mundial. Poucas pessoas tinham tempo para se preocupar com os cavalos e os programas de treinamento.

E foi nesse momento da história que a National Reined Cow Horse Association foi formada, em 1949, com o objetivo de preservar e educar o público sobre a rica história desta equitação tradicional. A NRCHA é responsável pela promoção do esporte e pelo alto padrão de dos eventos. A associação foi originalmente chamada de Califórnia Reined Cow Horse Association. Apesar da mudança de nome, continuou a celebrar onde tudo começou, preservando as tradições dos cavalos de boi da Califórnia, os animais habilidosos altamente treinados. Hoje, 68 anos após a sua criação, continua trabalhando para manter viva a tradição do vaqueiro na indústria equina.

Foto: Primo Morales

A NRCHA também oferece suporte a inúmeros afiliados nos Estados Unidos e no exterior. Esses grupos servem como espinha dorsal da associação, assegurando muitas competições e eventos sancionados pela NRCHA a cada ano.

Os três maiores eventos da temporada da NRCHA são: Celebration of Champions, que acontece todo mês de fevereiro, em Fort Worth/Texas; Stakes, sempre em março, em Las Vegas/NV; o Derby, todo mês de junho, em Paso Robles/CA; e o Snaffle Bit Futurity, sempre em outubro, em Fort Worth.

Quem já viu uma prova de Working Cow Horse aqui no Brasil não imagina a quantidade de competidores que vão para as provas da NRCHA. Para ser ter uma ideia, as fases da prova, que são trabalho com boi, trabalho de cerca e trabalho de rédeas são realizadas de forma separada, cada parte em um dia diferente e depois as notas são somadas. Aqui no Brasil, a prova é feita de uma vez só, o cavalo não sai da pista. É bem interessante acompanhar as provas dos Estados Unidos.  Fica ligado no calendário e em todas as informações: www.nrcha.com.

Por Luciana Omena

X