Essa lenda do Laço mundial fala um pouco sobre as metas e objetivos traçados ou renovados a cada começo de nova temporada

Eu lacei nas finais mundiais da PRCA – National Finals Rodeo – 27 vezes entre 1980 e 2015. Porém, chegar à Finals nunca foi realmente um objetivo. Na verdade, não era opcional, era uma obrigação. Meu objetivo, no entanto, sempre foi tentar vencer o campeonato mundial. Chegar às finais deu certo 27 vezes e tive a sorte de ser campeão mundial sete vezes.

Tem sido um pouco diferente para mim nos últimos anos. Desde que sofri um acidente treinando com Junior Nogueira para a NFR de 2015, tive rever meus objetivos. Após a recuperação desse episódio, operei o joelho, então fiquei fora da temporada da Professional Rodeo Cowboys Association em 2016 também por causa da Elite Rodeo Association.

Nesses dois anos, basicamente comecei a temporada em Reno, em junho, e não deu certo. Não era suficiente bom me sacrificar em viagens fora de casa para apenas estar posicionado no Top 40. Ano passado, Rich Skelton e eu estávamos bem quando começamos a laçar juntos, então meu cavalo se machucou. Não estou dando desculpas, mas são fatos, então fiquei mais tempo em casa.

Por não ter ido a grandes eventos, não ter seguido a temporada regular no mesmo ritmo dos demais, especialmente por não ter estado entre os melhores do ranking mundial, não tenho vaga para os grandes rodeios de inverno desse ano. Plano B: não esperar Reno e começar a ir a outros rodeios de médio porte, como Tucson. Ainda estou parceiro fixo.

Com tudo isso quero dizer que estabelecer metas é importante, não apenas para os melhores competidores, mas também para os mais novos. Isso vale para os laçadores em todos os níveis. Eu sempre me senti assim. Todos nós passamos por capítulos em nossas vidas e carreiras. Eu estou em um capítulo diferente na minha vida agora. Mas eu ainda acho que é fundamental colocar em prática um plano se você quiser alcançar seus objetivos.

Não importa se esse objetivo será chegar à NFR, ou à final da World Series, ou ainda ganhar mais uma fivela de ouro. Todos nós precisamos de algo para seguir, isso é importante para nós. Eu não sei se alguém pode passar pela vida sem ter um objetivo. Sem metas, você está apenas vagando e é bem provável que nunca evolua. Tentar obter ‘o maior pedaço de torta’ foi como ganhei a vida todos esses anos.

Comece avaliando seus pontos fortes e fracos. Certa vez, conversando com uma senhora sobre minha perspectiva de ganhar a vida, ela me disse que eu deveria ser um palestrante motivacional. Ainda não estou certo sobre isso, mas espero muito de mim mesmo. Eu sempre quis ser o melhor que posso ser. Acredito que se você quiser tirar o máximo proveito da vida, tem que dar cem por cento. Para ser a melhor versão de você mesmo, os objetivos são obrigatórios.

Antes de definir suas metas, avalie também todos os aspectos do negócio. Seus cavalos, parceiro, equipamentos e você mesmo. É preciso uma receita especial e uma cola diferente para manter essas coisas juntas. Você pode ir de trapos a riquezas instantaneamente, ou vice-versa.  Nunca se sabe quando a maré vai virar.

Portanto, é preciso definir suas metas e fazer uma estratégia para chegar ao êxito. Também é importante lembrar de olhar sempre o que você definiu caso as circunstâncias mudem, reavaliar, mudar os caminhos para chegar lá. Meus objetivos estão mudando. Mas ainda tenho esse espírito e as aspirações de que vou ganhar de novo. Levanto-me cedo, limpo os bretes, selo meus cavalos e corro atrás. Eu sei o que é preciso. E ninguém espera mais de mim do que eu mesmo.

Fonte: Team Roping Journal

Escreva um comentário