Internacional

Uma corrente do bem ganhou o mundo no último mês

Publicado

⠀em

Todas as formas de ajuda à família de Eduardo Salgado os surpreenderam de forma positiva e nos fazem acreditar que o mundo pode ser melhor

Imagine você não estar no seu país e nem perto de sua família e sofrer um grave acidente. Foi o que aconteceu com o treinador de Rédeas Eduardo Salgado, que mora e trabalha há cinco anos nos Estados Unidos. No último dia 6 de maio, ele sofreu um acidente grave no rancho em que mora com a esposa e com os dois filhos no Texas e teve queimaduras graves de 3º grau nos pés, nas pernas e em um dos braços, ficando hospitalizado para passar por duas cirurgias.

Eduardo se recupera em casa com os filhos e a esposa e deve ter ainda dois meses até voltar a montar

Assim que as pessoas começaram a saber do ocorrido uma corrente mundial de solidariedade se formou. Passaram a ajudá-lo com doações e campanhas para cobrir os custos médicos e hospitalares da recuperação e ainda com todo o tipo de ação que a família Salgado jamais imaginaria que fosse receber. “Estamos muito felizes e surpresos com tudo que aconteceu depois do acidente, não consigo nem explicar o sentimento em palavras. Mas queria transmitir essa mensagem da nossa gratidão por todo mundo e tudo que fizeram pela nossa família”, conta Tatiana Salgado, esposa de Eduardo.

Dois dias após o acidente, a notícia se alastrou e os contatos oferecendo ajuda começaram a chegar. Não só de amigos e familiares, mas também de pessoas que eles não conheciam. Do Brasil a corrente foi grande. Eduardo é um dos nomes fortes da modalidade, tem fãs e amigos que se mobilizaram no mesmo instante que ficaram sabendo para ajudar de alguma forma. “Do Brasil a força que veio foi maravilhosa! Pessoas doando itens, oferecendo ajuda, compartilhando os links para doação nas redes sociais. Um foi ligando para o outro, mobilizando todo mundo, ninguém hesitou em ajudar, seja da forma que for. Recebemos muitas mensagens positivas, foi muito legal”.

Uma das ações foi o Leilão Beneficente ‘Força Banga’, realizado de 21 a 24 de maio, pelo site da XR Leilões, que arrecadou R$ 182.710,00. Noventa e cinco lotes foram doados, entre animais, coberturas, facas, filhotes de cachorro, chapéus, camisas, cursos com treinadores, freios e outros produtos. Em quatro dias, o site da XR Leilões recebeu 5.836 lances!!!

Eduardo ficou dez dias no hospital, agora já se recupera em casa e tudo está correndo muito bem. Desde que o marido foi internado, Tatiana viu sua vida virar de cabeça para baixo, já que cuida de tudo sozinha, e tinha que se desdobrar entre hospital o dia todo, casa e filhos. Na primeira semana do acontecido, voltou do hospital depois de um dia inteiro fora e encontrou um jantar pronto para ela e os filhos. “Assim fiquei sabendo que uma moça que soube do acidente criou um link em um site que reúne pessoas para doar alimento para famílias que estejam passando por uma situação difícil”.

No Dia das Mães, Tati chegou em casa e encontrou uma surpresa que a emocionou

E assim aconteceu todos os dias. Tati chegava em casa à noite e encontrava comida caseira, gostosa, feita com carinho, por pessoas que disponibilizaram um tempo em suas vidas sabendo que ela precisaria muito desse apoio. No domingo, uma semana do acidente, dia da segunda cirurgia do Eduardo, foi o Dia das Mães. “Quando cheguei em casa e abri a porta dei de cara com um jantar enorme, tudo muito gostoso e ainda uma cesta de presente pela data. Tinha flor, cartão, batom, uma caneca com a letra T. Esse dia eu chorei de emoção, a acolhida que sentimos nesses momentos está sendo muito especial”.

E ajuda também chegou de outras formas, com pessoas se oferecendo para cuidar dos meninos, dar um jeito na casa e nas cocheiras, por exemplo. Desde que Eduardo voltou para casa, a atenção é 100% para ele, que não pode ainda se movimentar demais. Então Tati agora está tendo ajuda dentro de casa. “Fiquei até com vergonha, pois já estávamos em casa, tudo mais tranquilo um pouco, mas as pessoas não pararam de ajudar de várias formas. E foi surpreendente porque o americano é mais frio. Mas a cada gesto, a gente só tinha que agradecer. Não são pessoas que moram na porta ao lado e mesmo assim todo mundo fez questão de ajudar. Foi bonito demais”. Todo esse exemplo serve de alerta a todos nós: podemos ajudar ao próximo, que pode ser qualquer pessoa do mundo, com pequenos gestos, seja da forma que for, no momento que for e onde ele estiver.

Outras ações foram feitas também, como a conta no site gofundme.com, com doações de Japão, Uruguai, Itália, por exemplo, pessoas que por conta própria organizaram rifas ou colocaram coberturas de seus cavalos para arrecadar dinheiro a fim de ajudar nos custos das contas médicas, entre outros. “Acho que nem consigo lembrar de tudo agora e nem citar nome de todas as pessoas, seria até injusto se eu esquecesse alguém. Mas a cada um, seja da forma que for, com orações, um abraço, ou o que tenha feito por nós, cada um que se envolveu com a nossa história, a nossa gratidão eterna”.

Nem nos melhores sonhos Eduardo, Tatiana, Matheus e Lucca poderiam imaginar tudo isso e a lição que fica, a de solidariedade, é fantástica. “Sentimos também que Deus colocou sua mão a todo momento, desde o acidente que poderia ter sido ainda pior, meu filho Matheus estava do lado e não se machucou, cada vez que eu abria a porta de casa e tinha o jantar e sabia que a pessoa tinha pensando no nosso bem-estar, e com todo esse turbilhão, sentia uma paz dentro de mim por perceber a mão de Deus em cada detalhe.”

E você ainda pode ajuda-los: https://www.gofundme.com/prayforeduardosalgado. #forcabanga #prayforeduardosalgado.

Por Luciana Omena

WordPress Ads
WordPress Ads