Passagem do furacão causou a morte de pelo menos 50 pessoas e deixou mais de 2,5 mil desaparecidos no início de setembro

Em um dos seus mais recentes esforços de resposta a desastres, veterinários da Animal Wellness Foundation (AWF) viajaram para a ilha de Grand, nas Bahamas, para fornecer feno aos cavalos afetados pelo furacão Dorian.

Visto que a passagem do furacão, no início de setembro, destruiu casas e danificou a infraestrutura nas Ilhas Ábaco, uma das áreas mais afetadas nas Bahamas. Segundo as autoridades, pelo menos 50 pessoas morreram e há uma lista de mais de 2,5 mil desaparecidos.

De acordo com a AWF, animais grandes geralmente não são o foco central dos esforços de resposta a desastres animais após uma emergência. No entanto, suas necessidades são frequentemente tão agudas quanto as de cães e gatos isolados ou feridos.

Por isso, a equipe partiu de Fort Pierce, na Flórida, e voltou no mesmo dia. Uma vez em terra, a equipe viajou para três fazendas para avaliar os danos estruturais e as necessidades de saúde dos equídeos.

 

Veterinários viajam para Bahamas para ajudar cavalos afetados pelo furacão Dorian
Veterinários viajam para Bahamas para ajudar cavalos afetados pelo furacão Dorian

 

A missão foi liderada por Jennifer Skiff, diretora de programas internacionais da Animal Wellness Foundation. Segundo ela, as Bahamas não produzem seu próprio feno e na ilha não há rede de segurança para cavalos.

“Esses cavalos precisam de nós e estamos preparados para atender às necessidades deles em crise. Nosso plano é estabilizá-los, atender a quaisquer necessidades imediatas e fornecer alimentos por até seis meses”, disse Skiff.

Ação de bem-estar animal

O AWF era membro de uma aliança entre organizações humanas que trabalhavam para resgatar 72 cães desabrigados de Nassau depois que o furacão Dorian causou destruição em massa em 24 de agosto.

Cada organização dos EUA teve um papel específico e coordenado. A AWF foi encarregada de levar alimentos e suprimentos para animais de estimação às ilhas, além de trazer os cães de volta.

O AWF continua a fornecer alívio aos animais afetados pelo furacão. Desde então, a organização encomendou um suprimento de feno por seis meses para alimentar 19 cavalos restantes em Grand Bahama.

Segundo a entidade, mais de 200 animais e seus guardiões morreram na fazenda Ol ‘Freetown durante o furacão. Há pesquisas em andamento para quaisquer cabras e porcos sobreviventes.

Fonte: AWF
Crédito das fotos: Divulgação/AWF

Leia também
Como cavalos selvagens convivem com furacões e desastres naturais
Furacão atinge o Texas e cavalos pedem ajuda!

Escreva um comentário