Circuito de quatro etapas no interior de São Paulo encerrou temporada no dia 10 de fevereiro

A primeira etapa aconteceu em setembro. Todo o campeonato foi realizado pelo Centro de Treinamento Carina Pavan, em Maristela/SP. Foi a 2ª Copa MHorse de Três Tambores e a 1° de Laço Feminino. Carina, treinadora e amazona há mais de 15 anos, tem fomentado bastante essa modalidade que vem ganhando força.

Carina laça Pé e além dos Três Tambores, também é apaixonada pelo laço. Com o levante de algumas meninas e a propagação do Breakaway Roping, ela entrou de cabeça nesse levante, unindo-se a Lucy Fazzio, por exemplo, na execução ou participação de provas tanto de Breakaway como do Team Roping Feminino.

Copa MHorse
Breakaway: 1º Lucy Fazzio; 2º Karoline Rodrigues; 3º Lavinia Pavan; 4º Mariele Marchi

Incluir o Laço Feminino no seu campeonato foi realmente uma forma de incentivo. E a Copa como um todo, é também reforço para os esportes equestres na região. “A ideia nasceu de uma amizade de dez anos que tenho com a Dona Marlene, da MHorse. Além de fomentarmos o esporte equestre, a ideia da Copa é também promover o maior número de incentivos aos competidores”, conta Carina Pavan.

Em todas as quatro etapas aconteceu o Laço Feminino. “Na primeira, reunimos em torno de dez meninas, o que é um número ótimo. Como algumas delas acabam não laçando, e perdendo pontos na classificação geral, as demais etapas não alcançamos esse número. De qualquer forma, o balanço final é excelente. Conseguimos atingir o objetivo que é o de fazer provas com incentivo para as laçadoras”.

Copa MHorse
Team Roping: 1º Luana e Carina; 2º Karoline e Carina; 3º Mariele e Carina

Especialmente para quem está começando, qualquer mimo ajuda a dar aquele up. Na Copa MHorse, a cada etapa, foram distribuídos troféus de primeira a quinta classificada. “A premiação ainda não é expressiva, nem sempre a gente consegue fazer o que imaginamos. Mas nas provas eu temos organizado ou participado, conseguimos fivela e alguns brindes. Os troféus a cada etapa na MHorse realmente foram um destaque”, reforça Lucy Fazzio.

Copa MHorse
Lucy Fazzio

Para as campeãs na classificação geral, uma fivela foi o prêmio. “Parece pouco, às vezes, mas só de receber o troféu em cada etapa, voltar para casa com esse símbolo do resultado, é bem bacana. E a fivela na final, o arremate que faz a diferença. A nossa modalidade está começando, estamos buscando abrir as portas, nos unir a parceiros, provas e campeonatos que aceitem nos ajudar a fazer a nossa categoria o evento. Então, a cada passo, mesmo que pequeno, sempre uma vitória.

Inclusive, Carina reforça que a boa vontade dos organizadores tem sido primordial para que o esporte se fortaleça. Não é só reunir uma turma e falar ‘vamos fazer uma prova’. Já que para realizar o Breakaway precisa de gado, juiz, locução e uma série de outros pormenores importantes. Portanto, encontrar pessoas dedicadas a ajudar à modalidade é algo que está fazendo toda diferença.

Copa MHorse
Carina e Luana

Lucy foi a campeã da Copa M Horse no Breakaway Roping, ganhou três das quatro etapas, e está muito feliz com sua evolução. “Muito feliz por começar o ano ganhando a etapa e o campeonato e ainda por cima levando uma fivela pra casa”, conta ela que começou a laçar em 2017.

Agora o destaque vai mesmo para a pequena Lavinia Pavan. Filha de Carina e apaixonada por cavalos, Tambor e Laço, ela vem arrasando nas provas de Breakaway. Terminou em terceiro lugar no campeonato. “Tudo mérito dela mesmo, ela é muito dedicada e tem laçado cada vez melhor”, contou a mãe orgulhosa.

E Lavínia já virou o mascotinho do Breakaway, já que todas as meninas, mesmo que estão competindo contra ela dentro da pista, torcem muito quando estão na beira da cerca para que a pequena faça uma boa laçada. E nos bastidores dessa Copa, foram elas que ajudaram Lavínia a se preparar para suas laçadas, visto que Carina estava envolvida na mesa de inscrição e tempos. Uma verdadeira mostra de que o esporte une e dá ótimos exemplos.  

Copa MHorse
Lavinia e Carina

Luana Grizzi e Carina Pavan foram as campeãs do campeonato no Team Roping Feminino. Uma terceira edição da Copa MHorse está prevista para depois do meio do ano e a segunda Copa de Laço Feminina também já está confirmada pelo pessoal do CT Carina Pavan.

Por Luciana Omena
Fotos: Cedidas

Escreva um comentário