Corrida

Invictus Beduinos campeão do South America Racing Challenge 2019

Publicado

⠀em

Tarde no Jockey Club de Sorocaba ainda teve final do Torneio Início, classificatórias do Super Sprint e páreos especiais

Foi aberta, oficialmente, a temporada 2019 do Jockey Club de Sorocaba, mais importante hipódromo do Quarto de Milha de Corrida na América do Sul. No dia 30 de abril, conhecemos o vencedor do Challenge Sul-Americano, que será convidado a participar de uma prova com R$ 1.000.000,00 em prêmios nos Estados Unidos, o Bank Of America Racing Challenge Championship.

Invictus Beduinos (foto de chamada), que foi apenas o quinto tempo das classificatórias, em que oito passaram para a final, marcou bem, 21s49 para ficar com o título por um corpo de vantagem. O Grande Prêmio South America Racing Challenge é a única prova sem trilhos do JCS, a prova oficial AQHA no hipódromo, para animais de três ou mais anos, em 402 metros. A premiação total foi de R$ 250.000,00.

Invictus Beduinos comemorando vitória importante

De propriedade do Rancho Horizonte e Ana Dantas Ranch, Invictus Beduinos (Separatist x Beduinos Baby Filly, por Holland Ease), foi conduzido por E Pereira e treinador por R Rosa. Sua premiação pelo primeiro lugar foi de R$ 120.000,00. O macho tordilho de quatro anos terá a chance, indo bem no Challenge dos Estados Unidos, de participar do Champion Of Champions, que oferece mais de R$ 2.000.000,00 em prêmios.

“Foi um final de semana recorde de público, com aumento de 67% nas apostas em relação ao ano passado. E ainda, nove páreos vibrantes e emocionantes!”, afirmou Mauro Zaborowsky, presidente do Jockey.

O segundo lugar ficou com Libbys Chicks, 21s618; seguida por Panther Signature, 21636; Tau JQM, 21s694, animal que tinha liderado a classificatória; Genoma Lake WA, 21s990; Zion Verde, 22s064; e Mate Dash, 22s430.

Adele Vista venceu sobrando

Na outra final do dia, Grande Prêmio Torneio Início, deu Adele Vista (No Secrets Here x Hopeful Eye, por Mr Eye Opener). A fêmea zaina de dois anos, conduzida por D Macedo e treinada por S Sampaio, deu a vitória ao Stud dos Amigos ao marcar 16s539 nos 301 metros. Além do prêmio de R$ 104.500,00, Adele ainda levou o bônus de R$ 100.000,00 do Haras Vista Verde, seu criador, pela genética No Secrets Here.

Havia outro Bônus do Haras Vista Verde, um carro ‘zero’ km para o treinador. E ‘Bochecha’ ganhou pela segunda vez em três anos. “Adele nasceu no Haras Vista Verde e lá se desenvolveu. Foi comprada pelos Argentinos do Stud dos Amigos, ficou nos pastos do haras até iniciar os treinamentos no Jockey. Venceu a classificatória na estreia e a grande final, sensacional”, reforça Mauro, que é titular do Vista Verde.

A premiação total do Torneio Início foi de R$ 250.000,00 e marcou a estreia da Geração 2016. Ficou em segundo lugar Habibi Seis AD, o mais rápido na classificatória, com 16s623; seguido por Run For Me, 16s644; e Friend Lake, 16s658.

Run Granite

Depois de dois páreos especiais que começaram a programação, e antes das finais, o JCS realizou as classificatórias do GP Super Sprint. A corrida é para potros de dois anos (futurity), de Grupo 1, em 275 metros. A premiação será de R$ 250.000,00, e a final acontece no dia 13 de abril.

Segundo Mauro, é um dos mais importantes Grandes Prêmios do ano, pois mostra precocidade e grande corrida na curta distância. Foram 20 inscritos, divididos em cinco classificatórias. Os vencedores de cada uma fazem a final. E foram eles: Nescau Dream HWS, 15s292; Amy Vista, 15s403; Muchacha Fatal, 15s406; Santiago Jumpim MRL, 15s525; e Run Granite, 15s236 – o mais rápido.

Colaboração: Departamento de Marketing do JCS
Fotos: JCS

Corrida

Jockey Club de Sorocaba está com inscrições abertas para a temporada 2023

Principal centro do Quarto de Milha de Corrida da América Latina recebe as inscrições dos potros Geração 2020 até o próximo dia 15 de agosto

Publicado

⠀em

Estão abertas as inscrições para o Grand Prix Temporada 2023 do Jockey Club de Sorocaba. Os páreos são válidos para potros Geração 2020, nascidos de 01/07/2020 a 30/06/2021. As inscrições vão até o próximo dia 15 de agosto e podem ser feitas pelo site da instituição.

O Jockey Club de Sorocaba é a principal vitrine do cavalo Quarto de Milha de Corridas da América Latina, e recebe em seus páreos os principais exemplares da modalidade da raça.

O Grand Prix 2023 engloba provas tradicionais do circuito de páreos nacionais, como o GP Torneio Início, GP Super Sprint – Fernando Muniz de Souza, Derbys, GP’s ABQM Rei e Rainha da Velocidade, Tríplices Coroas, GP Campeão dos Campeões, GP América Futurity, GP Sorocaba Futurity, GP Super Speed – Marc Nacamuli, outros Grandes Prêmios, além de Páreos Comuns, dando oportunidade a todos os cavalos inscritos.

Os animais inscritos em bolsa vitalícia possuem uma premiação garantida de R$ 3.320.000,00.

Todos os cavalos inscritos deverão correr com o nome que consta no Stud Book da ABQM e devem estar devidamente identificados por microchip.

Corridas com bolsas atrativas

Durante o ano de 2023, serão realizados três Derbys, três Tríplices Coroas, Páreo Rei e Rainha da Velocidade, todos com bolsa de R$ 150 mil, páreo Campeão dos Campeões, Torneio Início, Super Sprint Fernando Muniz de Souza e America Futurity, todos com bolsa de R$ 250 mil, Páreos Comuns e Torneios de R$ 500 mil, além do GP Brazillian Futurity – O grande prémio do Brasil, Mega Race 2023 e o XLVI GP Potro do Futuro, todos com bolsa de R$ 1 milhão.

O Jockey Club de Sorocaba

Inaugurado em março de 1991, o Jockey Club de Sorocaba é o mais importante centro do cavalo Quarto de Milha de corrida na América Latina. Possui mais de 400 animais alojados na vila hípica e distribui anualmente cerca de cinco milhões em prêmios.

Seu hipódromo é referência e uma das pistas mais seguras e velozes, de acordo com padrões e normas internacionais.

Além disso, conta com uma excelente estrutura para receber até 1.300 pessoas entre área VIP e arquibancadas com visão privilegiada de toda a pista.

Além de dois restaurantes e amplo estacionamento. A entrada é gratuita e a programação anual conta com diversos grandes prêmios de março a novembro.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Chicks Beduino fenômeno na reprodução na linhagem de corrida

Luciano Rodrigues, cavaleiro e pesquisador conta a história do fenômeno Chicks Beduino. Sua proprietária Jerri Muniz, faleceu na última segunda (10)

Publicado

⠀em

No dia 10 de julho a AQHA noticiou o falecimento da senhora Jerri Muniz, com 95 anos. Junto com seu marido Joe Muniz, estimulados pela sua filha Kathie e seu marido, John Bobenrieth, Jerri e Joe entraram no mundo do cavalo de corrida.

O casal, então, decidiu ter os seus próprios animais, no dia 2 de março de 1984 nasceu o potro que mudaria a vida da família e se tornaria um dos maiores cavalos e reprodutores do Quarto de Milha de corrida: Chicks Beduino. Filho do Puro-Sangue Inglês Beduino e de A Classy Chick.

Chicks Beduino, AAAT-104, correu 14 vezes, venceu 7, 2 corridas em 2º lugar e 1 corrida em 3º lugar, com ganhos de U$ 412.099,00. Dentre suas vitórias destaque para Governor’s Cup Futurity e no Bay Meadows Futurity.

Chicks Beduino na reprodução

Com 3 anos ele se aposenta das corridas, voltado para a reprodução se torna um dos pilares da raça, produzindo: Country Chicks Man, do Campeão do Mundo Quarter Running Horse, Whosleavingwho e a grande destaque Corona Chick.

No Brasil, Chicks Beduino possui 118 produtos registrados na ABQM, destaque para o Hall da Fama ABQM, Blazen Bryan, e para Chicks Boudro, Ava Triger Beduino, Bigtime Favorite, Separatist, Jusjumpim, entre outros.

Chicks Beduino se torna um dos melhores avôs maternos, seus principais netos são: Captain Courage, One Famous Eagle, Ipanema Gold, Divina Bryan, Elliot Verde, Itália Gold, Atacama Bryan AS com vitórias e boas colocações no Jockey Club de Sorocaba, entre outros animais.

No início da década de 2000, Chicks Beduino era um dos principais garanhões no Quarto de Milha de corrida. Atualmente ele é um dos grandes avôs do Quarto de Milha de corrida no Brasil e no mundo.

O garanhão tordilho faleceu em 2003 deixando um legado enorme para a raça Quarto de Milha. O Portal Cavalus agradece toda a dedicação de Jerri Muniz, seu marido Joe Muniz e seus filhos pela dedicação a Chicks Beduino.

Fontes:

https://www.equibase.com;

https://www.aqha.com;

https://www.selectbreeders.com;

https://www.abqm.com.br;

https://www.allbreedpedigree.com.

Colaboração: Luciano Ferreira Rodrigues Filho

Cavaleiro e Pesquisador | Haras Dom Herculano

Foto: Unsplash

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Jorge Antonio Ricardo quebra Recorde Mundial no 90º GP Brasil de Turfe

No auge dos seus 60 anos, jóquei segue brilhando nas pistas e fazendo história no Turfe

Publicado

⠀em

O tradicional GP Brasil de Turfe chegou a sua 90ª edição e reuniu muita tradição, velocidade e emoção no Hipódromo da Gávea no Rio de Janeiro, nos últimos dias 24 a 27 de junho.

O maior evento de Turfe do Rio de Janeiro voltou a receber o público, depois de dois anos de pausa devido à pandemia. O GP contou com diversas provas, sendo a principal o Grande Prêmio Brasil, que foi realizado no domingo dia 26. O paulista Rubinho Viana, montando Nautilus, de criação de Stud Quintella, foram os grandes campeões.

Dentre os diversos páreos que ocorrem, o GP OSAF – TBS Internacional chamou a atenção de todos, afinal o grande jóquei Jorge Ricardo, no auge dos seus 60 anos, quebrou o Recorde Mundial ao vencer a prova. Montando Hang Loose (Put It Back x Trottoir em Bernstein), de criação do Haras Santa Maria de Araras, propriedade do Stud By Winner’s e treinada por Venâncio Nahid, o conjunto cruzou a linha de chegada com o tempo de 13s206.

Jorge Antonio Ricardo é filho do grande Antônio Ricardo, considerado por muitos o melhor jóquei de todos os tempos. Carioca da gema, nascido no bairro do Leblon, começou a montar desde pequeno e hoje, mais do que nunca, honra o nome de sua família no esporte.

Pais de quatro filhos Jorge Antonio Ricardo Jr., Nicole Garcia Ricardo, Giovana Teixeira Ricardo e Luana Ricardo Teixeira, o atleta mostra muita garra e disposição nas pistas, dando muito trabalho aos jovens jóqueis.

Batemos um papo com este grande atleta para saber um pouco mais sobre sua rica história. Confira!

Portal Cavalus: Como começou no Turfe?

Jorge Antonio Ricardo: Eu comecei no Turfe muito pequeno, muito jovem, por influência da minha família, principalmente do meu pai, meu pai Antonio Ricardo foi jóquei, tive tios que foram jóqueis também. Tenho uma vida toda ligada ao Turfe, convivendo com os cavalos, com o esporte, então eu não tinha como fugir a tradição da família e também porque gosto muito: gosto do esporte e tenho amor pela profissão que eu escolhi.

Quais foram as suas principais vitórias?

Jorge Antonio Ricardo: Na minha profissão, eu tive muitas vitórias importantes. Ganhei quase todas as provas do calendário brasileiro, do calendário argentino, Dubai também, mas eu acredito que as principais provas que eu faturei foram dois Grandes Prêmios Brasil (1992 e 1994); os três Pelegris que eu ganhei na Argentina e os seis Latino-americanos que eu ganhei entre Argentina e Brasil.

Como foi o começo da sua carreira no Turfe?

Jorge Antonio Ricardo: O começo foi bastante auspicioso, em 1976, eu tinha 15 anos, como eu era filho de um grande jóquei, a minha estreia era muito esperada, pelo meu nome e pela história de meu pai. Na época eu me lembro que tinha muito comentário: “Lá está o filho do grande Antonio Ricardo”. Eu tinha uma responsabilidade, inclusive, muito grande nas costas, mas eu honrei o nome da minha família e daí pra frente, foram grandes vitórias, muito trabalho, dedicação, objetividade e hoje pude conquistar tudo o que eu almejei na minha profissão.

Hoje você é recordista mundial. O que essa conquista representa?

Jorge Antonio Ricardo: Eu conquistei o que eu almejava. Eu venho trabalhando, lutando por este recorde há muito tempo, eu lutava com um jóquei canadense que corria nos Estados Unidos, e graças a Deus eu logrei aquilo que eu queria, meus objetivos, com muita vontade, força de vontade, muito trabalho, e ser recordista mundial para mim é uma honra, colocar o Brasil no topo é uma alegria, uma satisfação muito grande por ter conquistado isso e poder ter na minha profissão este título.

Como foi a prova do Grande Prêmio Brasil?

Jorge Antonio Ricardo: Foi uma festa muito grande, muito bonito, bem organizada, levou muito público ao Hipódromo da Gávea, o que não acontecia há muitos anos. O Grande Prêmio é um GP da magnitude, de maior importância dentro do calendário carioca, que todos os criadores, jóqueis sonham em ganhar, realmente foi uma festa muito importante.

Quais foram os principais cavalos que correu?

Jorge Antonio Ricardo: O principal cavalo que eu corri chama-se Much Petter, com ele eu ganhei as principais provas brasileiras e argentinas, ganhamos vários grupos 1, foi realmente o melhor cavalo que eu montei. Depois dele tive a oportunidade de montar grandes cavalos, como Falcon Jet, Dow Wing, uma infinidade de cavalos bons.

Que dicas daria aos jovens que estão começando?

Jorge Antonio Ricardo: Tenham amor a profissão, muito trabalho, objetividade, muita vontade de vencer com tranquilidade, calma. Estes pra mim são os principais fatores do esporte.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

45º GP ABQM Potro do Futuro movimenta Jockey Clube de Sorocaba

Etapa reuniu as classificatórias do GP ABQM Potro do Futuro, GP ABQM Rainha da Velocidade e GP ABQM Rei da Velocidade

Publicado

⠀em

45º GP ABQM Potro do Futuro agitam a pista do Jockey Clube de Sorocaba

O Jockey Club de Sorocaba recebeu este final de semana as classificatórias para a 45ª edição do GP ABQM Potro do Futuro.

Ao todo, foram realizados três páreos eliminatórios, classificando os três campeões mais os quatro melhores tempos.

Meteoro Senator HF (Louisiana Senator X Mongoose Separatist, Separatist) foi o grande campeão do primeiro páreo. De criação de Fernando Rabelo Gonçalves e propriedade do Stud K & P., o animal cruzou a linha de chegada com o tempo de 21s295, Senator HF tinha V A Barros na sela e treinamento de A Artemam.

Destiny Vista (Big Lew x TS My Last Dash, FDD Dinasty) cruzou em segundo lugar com 21s513, em seguida por Quantico Senator (Louisiana Senator x Royal Wild Dynisty, FDD Dinasty) com o tempo de 21s702.

Segundo páreo

Na segunda corrida da tarde, vitória para Sushi Habit JQM, de criação e propriedade do Haras Jaguaruana. Com o tempo de 2s.370 (AA-98), a égua cruzou a linha de chegada para conquistar sua segunda vitória em três corridas.

O animal foi conduzido por C Medina e M M Tavares como treinador.

Downtown Verde (Get Down Perry x Katrina SA, Carters Cartel) ficou com a segunda colocação com o tempo de 21s642, garantindo sua vaga na final pelo tempo conquistado.

Terceiro páreo

Finalizando os páreos do 45º GP ABQM Potro do Futuro, Royal Fantastic (Fantastic Corona Jr x Sheza Royal Dream, Royal Streakin) confirmou o favoritismo e cruzou a linha de chagada em primeiro lugar com o tempo de 21s440.

De criação de Erico Braga e propriedade do Haras Fazenda São José, Royal Fantastic foi conduzida por D Conceição e treinada por R Rosa.

O segundo lugar ficou com Presidente Eagle MRL (Grand Eagle Azz x White Zoom, Shazoom), que cruzou a linha de chegada em 21s575.

Os classificados para o 45º GP ABQM Potro do Futuro foram:

21.295s (Aaat-101) – Meteoro Senator HF (Vencedor)
21.370s (Aaa-98) – Sushi Habit JQM (Vencedora)
21.440s (Aaa-97) – Royal Fantastic (Vencedor)
21.513s (Aaa-95) – Destiny Vista
21.575s (Aaa-94) – Presidente Eagle MRL
21.642s (Aaa-92) – Downtown Verde
21.702s (Aaa-91) – Quantico Senator

GP ABQM Rainha da Velocidade

Na sequência, foi a vez das éguas entrarem em pista para disputar o GP ABQM Rainha da Velocidade. Realizado em apenas uma corrida, o GP reuniu seis fêmeas na disputa de 301 metros que ofereceu bolsa de R$ 110 mil.

Brasilia Toll (Granite Lake x Summer Toll) fez bonito mais uma vez, consagrando-se campeã do páreo.

De criação do Haras Santa Maria com o Ana Dantas Ranch, e propriedade de Nana Perotto, a égua sensação do momento cruzou a linha de chegada com o tempo de 16s280.

A égua foi guiada por V A Barros e treinada por S Bezerra

Wonder Rose FJM foi o segundo colocado, com o tempo de 16s423, seguido por Fiesta For Me HJS, com o tempo de 16s441.

Confira a classificação final

16.280s (AAA-99) – Brasilia Toll
16.423s (Aaa-94) – Wonder Rose FJM
16.441s (Aaa-94) – Fiesta For Me Hjs
16.455s (Aaa-93) – Catarina Vista
16.483s (Aaa-92) – Samia For Me JQM
16.642s (Aa-88) – Gwineth Alibi

GP ABQM Rei da Velocidade

Finalizando os páreos dos GP ABQM, o GP ABQM Rei da Velocidade reuniu oito animais disputando os 301 metros de pista.

O grande campeão dessa disputa acirrada foi Lunatico Lake (Granite Lake x Instintiva, Apollo VM) de criação do Haras São Matheus.

Com o tempo de 16s459, o animal de propriedade de Romulo Soares Amorim, foi o grande vencedor, com D Oliveira na condução e treinamento de J Bispo.

Confira a classificação completa.

16.459s (AAA-93) – Lunatico Lake
16.461s (Aaa-93) – Augustus Verde
16.466s (Aaa-93) – Party Hard
16.476s (Aaa-93) – The Good Kisser WA
16.493s (Aaa-92)- Teller Turim MRL
16.514s (Aaa-92) – Eurico For Me JQM
16.992s (Iv-77) – Yoyo Verde
17.171s (Iv-72) – Bipolar Lake

Por: Camila Pedroso

Fonte: JCS

Fotos: JCS

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Syndicates viabilizam a aquisição de cavalos de corrida

Condomínios de cavalos de Turfe, a modalidade de negócio é sucesso em diversos países e chega ao Brasil pelas mãos do treinador Fabrício Borges

Publicado

⠀em

Syndicates viabilizam a aquisição de cavalos de corrida

Você já ouviu falar em Syndicates? Realidade no turfe Europeu, Asiático, Americano, e agora muito forte na Austrália, os Syndicates são condomínios de cavalos de corrida.

O treinador Fabrício Borges possui mais de 25 anos de vivência no esporte e neste período teve algumas experiências internacionais em Dubai, França, Alemanha, Suécia e Noruega, quando conheceu os Syndicates.

Em 2016, quando retornou ao Brasil, notou que seus antigos clientes já não estavam atuando no esporte. “Aí me deparei com o que está acontecendo com o Turfe no Brasil: não há renovação, o público jovem até tem certo interesse pelo esporte, mas por ser uma atividade com altos custos e risco, a renovação é muito lenta”, afirma.

Foi aí que veio a ideia de implementar o primeiro Syndicate no Brasil. “Tentei encontrar um investidor, mas ninguém acreditou na ideia. Então, eu mesmo pensei…se no mundo inteiro isso dá certo, vou encontrar uma forma de dar certo aqui”, relembra.

Borges se uniu a sua esposa Adriana e juntos idealizaram o projeto Syndicates Brasil, com o objetivo de popularizar o Turfe, fazendo as pessoas conhecerem e se apaixonarem pelo esporte e pelos cavalos de corrida.

“Para pessoas que estão interessadas em cavalos de corrida, esse modelo oferece uma oportunidade única de se envolver nessa modalidade emocionante de entretenimento, mesmo não tendo conhecimento e experiência. E também oferece aos mais experientes a oportunidade de serem cotistas de cavalos sem ter que supervisionar os cuidados diários e o treinamento do animal”, explica o idealizador do projeto.

Por ser diluído por cotas, o projeto torna-se acessível, pois os valores e riscos ficam baixos, além disso, todos os valores adquiridos com as premiações dos animais serem divididas por todos os cotistas.

No modelo implementado no Brasil, um ou mais cavalos da raça puro sangue inglês são arrendados e divididos em 100 cotas por um período, com a finalidade de competir nas corridas no Hipódromo da Gávea. “Toda assistência como: treinamento, alojamento, alimentação e assistência veterinária é administrada pela Syndicate Brasil. O cotista fica livre de qualquer responsabilidade com cuidado diário”, afirma Borges

“As cotas deixam a aquisição mais acessível, a um custo mais baixo, assim proporcionando a chance das pessoas entrarem no mundo do turfe com baixo investimento”, pontua.

Primeiras cotas do Syndicate Brasil

Segundo Borges, o primeiro projeto do Syndicate Brasil foi realizado com uma receita de apenas R$ 50 mil e dois cavalos mais velhos, com 5 anos. “Para o projeto sair barato e conseguir vender a ideia, fiz em sistema de arrendamento e com período inicial e final de 5 meses. Os animais foram escolhidos a dedo e o resultado foi fantástico”, ponta.

No primeiro projeto, os animais foram divididos em 100 cotas, e destas 76 foram vendidas. As 24 restantes foram assumidas pelo investidor. Dentro das cotas vendidas, haviam 49 pessoas diferentes de 11 estados do Brasil, além de três de outros países como França, Noruega e Suécia. “Neste grupo, 30 pessoas estavam adquirindo seu primeiro cavalo”, ressalta Borges.

O resultado foi imediato. Na primeira corrida do cavalo no conjunto, vitória logo na estreia! “Reunimos 46 pessoas na foto da vitória”, relembra animado.

“Para implantar a ideia aqui, tive que trabalhar duro e mostrar que o negócio era muito sério e transparente.  Muito difícil de gerar credibilidade em uma novidade como essa”, afirma o investidor.

Projeto 2022 de cavalos de corrida

Nesse novo projeto chamado Projeto 2022, foram adquiridos dois produtos da geração 2020, com dois anos, para competir nas corridas de cavalos no ano que vem. Foram dois animais selecionados por pedigree e estrutura física. 

Neste projeto, assim como o anterior, o lote dos dois animais foi dividido em 100 cotas. “Cada cota cobrirá os valores de aquisição, manutenção, alojamento, alimentação, treinamento e assistência veterinária por 18 meses. Quem adquirir uma cota não terá que pagar nada a mais durante estes 18 meses. Após, haverá uma assembleia para discutir o futuro dos cavalos de corrida. Então iremos decidir qual será o futuro de cada equino e todos os prêmios conquistados pelos animais serão divididos por todos os cotistas”, explica Borges.

O projeto Syndicate Brasil oferece ainda um canal direto via grupo de WhatsApp em que são enviados com frequência informações relevantes sobre os animais, como notícias, fotos, vídeos e planejamento dos animais. Além disso, todos os meses os cotistas recebem um relatório por e-mail com detalhes financeiros do projeto.

Todo cotista tem acesso direto a “Conta Prêmio” online no site do Jockey Club Brasileiro, podendo assim conferir como estão as premiações dos animais.

O projeto está com cotas disponíveis e para mais informações acesse: https://syndicatebrasil.com.br ou @syndicate.brasil.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Divulgação/ Arquivo

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Emoção e adrenalina marcaram o Jockey Club de Sorocaba neste sábado

Jockey recebeu neste sábado (18) as classificatórias do Torneio Especial 4º Leilão Mega Velocidade; Torneio Especial Leilão Ana Dantas Ranch; Grande Prêmio Super Speed e o GP Megarace Gianni Franco Samaja

Publicado

⠀em

Jockey Club de Sorocaba

Final de semana movimentado no Jockey Club de Sorocaba. Abrindo a oitava reunião de 2022 do recinto, o Jockey recebeu neste sábado (18) as classificatórias do Torneio Especial 4º Leilão Mega Velocidade; Torneio Especial Leilão Ana Dantas Ranch; Grande Prêmio Super Speed e o GP Megarace Gianni Franco Samaja.

O primeiro páreo foi o Torneio Especial 4º Leilão Mega Velocidade nos 201 metros. Dez animais inscritos disputaram as seis vagas para a final em três eliminatórias, passando para a próxima fase os vencedores mais os três melhores tempos.

A disputa foi acirrada já na primeira eliminatória, com Lady Good Dash WA e Jane Call Girl HBR brigando passo a passo pelo primeiro lugar.

Quem se deu melhor nessa disputa foi a fêmea de criação e propriedade de Roberto Sylvio Abdalla, Lady Good Dash WA. A égua cruzou a linha de chegada, com AR Lima na sela, em 11s849, com apenas um focinho de vantagem sobre Jane Call Girl HBR.

Se classificaram para a final além de Lady, Jane Call Girl HRB, a segunda mais veloz das classificatórias e Miss Desirio Zo, que terminou na terceira colocação.

Já no segundo páreo da tarde do Jockey Club de Sorocaba, o macho Delegado Teller MRL, de propriedade e criação do Haras Portofino, foi o grande campeão.

O macho largou na baliza quatro e dominando a prova, cruzou a linha de chegada coma marca de 11s938. O segundo lugar ficou com Gogloria Gold, que também se classificou para a final pelo tempo.

Fechando as classificatórias do Jockey Club de Sorocaba, vitória de Big Black Eagle JM, de criação e propriedade de Jorge Maluf Neto. Pela baliza 2, ele abriu luz e venceu com o tempo de 11s881, com Kira Louisiana AD em segundo.

Confira os classificados:

11.849s – Lady Good Dash WA (Venc.)
11.856s – Jane Call Girl HBR
11.881s – Big Black Eagle JM (Venc.)
11.938s – Delegado Teller MRL (Venc.)
12.063s – Gogloria Gold
12.064s – Miss Desirio Zo

Torneio Especial Leilão Ana Dantas Ranch no Jockey Club de Sorocaba

O segundo grande prêmio da tarde de sábado foi o Torneio Especial Leilão Ana Dantas Ranch, prova de 201 metros e bolsa de R$ 30 mil.

Viva Lenda PK, de propriedade de Renato E. Rezende Barbosa e criação de Plinio de Rezende Kiehl foi a grande campeã. A égua cruzou a linha de chegada em 11s872, seguida por Kadron Corona e Poesia For Me MV.

Viva Lenda PK estava com C Medina na sela e é treinada por M M Tavares e levou ao seu proprietário a soma de R$ 21 mil da bolsa destinados ao campeão. Confira os tempos e colocações.

1 – Viva Lenda Pk – 11.872s (Aaa-91)
2 – Kadron Corona – 12.940s (Aa-89)
3 – Poesia For Me MV – 12.034s (Aa-84)
4 – Apollitical Seis Jnn – 12.069s (Aa-83)
5 – Dodger Verde – 12.080s (Aa-82)
6 – Secrte For Cash Hfsj – 12.102s (Aa-81)

GP Super Speed – Marc Nacamuli

A terceira prova da tarde foram as classificatórias para o GP Super Speed – Marc Nacamuli, com distância de 201 metros e bolsa de R$ 200 mil.

O grande prêmio reuniu 14 competidores em 3 classificatórias para a definição dos finalistas.

Na primeira eliminatória, vitória do favorito Bueno Lake de criação do Haras 2M e propriedade do Stud K & P foi o grande campeão.

O macho venceu com a marca de 11s710, alcançando índice AAA-99 –  o maior registrado este ano em Sorocaba. O animal foi guiado por V A Barros e treinado por A Artemam.

Na segunda eliminatória, Campari Verde foi o grande campeão com o tempo de 11s763s. De criação do Haras Vista Verde e propriedade de Celio Roberto da Silva Junior, ele garantiu a vaga na final sob a condução de J J Medina e treinamento de A J Macedo.

Com o segundo melhor tempo das classificatórias, Churchill Verde venceu o terceiro e último páreo eliminatório, marcando 11s740s, com um dos índices de velocidade mais altos do ano: AAA-98. Churchill Verde foi guiado por J J Medina e com A J Macedo no preparo.

Confira os tempos dos classificados:

11.710s (Aaa-99) – Bueno Lake
11.740s (Aaa-98) – Campari Verde
11.763s (Aaa-97) – Churchill Verde

GP Megarace – Gianni Franco Samaja

O último grande páreo da tarde foi o tradicional GP Megarace – Gianni Franco Samaja, de 402 metros, com bolsa de R$ 363 mil.

Miss Isao JQM foi a grande campeã da etapa e de quebra ainda derrubou dois tabus: é a primeira fêmea a vencer o GP Megarace desde 2011; e iguala o feito de Hipocresia Dash que há 15 anos vencia os dois grandes prêmios de maior dotação em Sorocaba.

Numa corrida fantástica, ela cravou 21s601 e venceu seguida de Royal Fantastic. Invicta com quatro vitórias em quatro apresentações, contou com C Medina na condução e treinamento de M M Tavares.

Por: Camila Pedroso

Fonte: Assessoria JCS

Fotos: Marc Nacamuli

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Gluck AJR e Clapton AJR brilham no Jockey Club de São Paulo

Exemplares da raça Árabe venceram o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies e o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts, realizado no Jockey Club de São Paulo

Publicado

⠀em

Gluck AJR e Clapton AJR fizeram a festa para o treinador Oberdan Pereira e o criador e proprietário Almir José Ribeiro ao vencerem o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies e o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts respectivamente; que fazem parte da UAE President Cup South America Mondial Series for Purebred Arabian Horses, no Hipódromo de Cidade Jardim, Jockey Club de São Paulo.

Cinco animais de quatro proprietários distintos competiram na primeira corrida, o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies, que foi disputada em 1.200 metros na grama para animais nascidos em 2018.

Após uma largada com todas as potras agrupadas, Gluck AJR, filha de Mared Al Sahra, e com excelente condução do jockey Wellington Ariel, abre por fora e domina a corrida de ponta a ponta para vencer com 12 ¼ corpos de vantagem e estabelecer recorde em 1.200 metros.

Em segundo e terceiro lugares as potras Odessa Rach (Feitizzo Rach x Obsession Rach by Voltaire Rach) e Flicka AJR (Feitizzo Rach x Fascinacion by *Adventure Aladin) ambas treinadas por Oberdan S. Pereira.

“Gluck AJR mais uma vez brilhou ao vencer de ponta a ponta em mais um grande show no Jockey Club de São Paulo. Nossa pupila, que é filha de Genna AJR uma das mais destacadas filhas de Voltaire Rach, não desapontou e estabeleceu um novo recorde para a distancia de 1.200 m na grama para as fêmeas. Uma vitória irretocável em sua primeira participação em um Grande Premio e segunda em duas duas vitorias em duas corridas”, declarou o criador e proprietário Almir José Ribeiro.

O treinador Oberdan Pereira comentou: “Gluck AJR competiu em duas corridas e venceu as duas. Com quatro animais na corrida, eu tinha certeza de que ela venceria porque mostrou nos treinos que estava excelente e preparada para a vitória.”

“A Gluck AJR treinou na grama esta semana e tive a certeza da sua qualidade na corrida. Logo na largada ela mostrou que tinha força e fôlego para vencer e administrei para conquistar a vitória”, disse o jockey Ariel.

Clapton AJR vence quarta corrida consecutiva no Jockey Club de São Paulo

Após uma disputa emocionante com Hallmarck Rach (Bismarck Rach x Havella Rach by Pavel Rach) conduzido por Jorge Ricardo, recordista mundial de corridas, Clapton AJR (Mared Al Sahra x *Cowboys Gal by Wiking), sob o comando de Idevaldo Silva, conquista sua quarta vitória consecutiva no Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts, no Jockey Club de São Paulo.

Com um belo ataque por fora nos 150 metros finais, o filho de Mared Al Sahra ultrapassa Hallmarck Rach e vence com três corpos de vantagem. Veneraddo Rach (Atentaddo VE x Vanna Rach by *Aicyng AHRA) sob a montaria de Osmar Pereira Filho foi o terceiro colocado.

O Grande Prêmio Uae President Cup Series For Colt, realizado no Jockey Club de São Paulo, que teve a participação de seis animais de seis proprietários diferentes foi disputado em 1.200 metros na grama para animais nascidos em 2018.

Mais uma vitória do treinador Oberdan Pereira que comentou: “Só tenho a agradecer ao criador Almir José Ribeiro por ter a oportunidade de treinar Clapton AJR que é um cavalo maravilhoso com quatro corridas e quatro vitórias e excelentes tempos de corrida. Ele é filho de Mared Al Sahra que mais uma vez confirma nossas expectativas.”

O Jockey Idevaldo Silva disse: “O treinador Oberdan pediu-me para não o forçar no início da corrida, mas o Clapton AJR começou com vontade de correr e ter a oportunidade disputar o primeiro lugar com o mestre Jorge Ricardo é sempre uma aula. Ele provou mais uma vez que tem sangue de campeão, como seu pai Mared Al Sahra.”

Almir José Ribeiro, criador e proprietário, disse: “Foi mais uma grande exibição do Clapton AJR que vem construindo a sua historia a cada corrida ao conquistar sua quarta vitória consecutiva em Cidade Jardim, sendo três delas vitórias clássicas. Mais uma vez o nosso campeão sob o treinamento de Oberdan Pereira e seu time e condução impecável de Idevaldo Silva estabeleceu um novo recorde para a distância de 1.200 m na grama, o que comprova que os filhos do Mared Al Sahra serão um divisor de águas na criação dos cavalos Árabes de esporte no Brasil.”

“Primeiramente gostaria de agradecer a Diretoria do Jockey Club de São Paulo, por mais esta grande oportunidade de participar da semana mais importante do Turf Paulista. Encerrando esta semana, tivemos mais dois Grandes Prêmios desta vez fazendo parte do Calendário da UAE President Cup Series Mondial para os animais da Raça Arabe nascidos em 2018.”

“Mais uma vez, agradecemos aos nossos patrocinadores HH Sh Mansoor Bin Zayed Al Nahyan, Vice Primeiro Ministro e Ministro de Assuntos Presidenciais e HE Faisal Al Rahmani, Presidente da International Federation of Arabian Horse Racing e Diretor Geral UAE President Cup, que mais uma vez estão contribuindo para o crescimento das corridas de cavalo Árabe no Brasil.”

“Nossos agradecimentos aos proprietários e criadores e um agradecimento muito especial ao Al Shahania Stud do Qatar que generosamente tem contribuído com o melhoramento genético dos cavalos Arabes de esporte no Brasil através de seus reprodutores, como Mared AL Sahra, que a cada corrida vem construindo a sua reputação de grande reprodutor de campeões de corrida”, declarou Almir José Ribeiro, diretor de corridas da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA).

Além dos prêmios durante as corridas, todos os cavalos participantes do Calendário de Corridas 2022 também competem na categoria Corrida da Arabian Cup 2022 promovida pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA).

O Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies e o Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts foram organizados pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe em parceria com o Jockey Club de São Paulo

Resultados Grande Prêmio UAE President Cup Series For Fillies mo Jockey Club de São Paulo
1 GLUCK AJR (Mared Al Sahra x Genna AJR by Voltaire Rach)
J: Wellington Ariel
T: Oberdan S. Pereira
B/O: Almir José Ribeiro

2 ODESSA RACH (Feitizzo Rach x Obsession Rach by Voltaire Rach)
J: Idevaldo Silva
T: Oberdan S. Pereira
O: Haras Rio Iguassu
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

3 FLICKA AJR (Feitizzo Rach x Fascinacion by *Adventure Aladin)
J: Ruan Mendonça
T: Oberdan S. Pereira
O: Stud Lumaju
B: Almir José Ribeiro

4 TÁBITA RACH (All Pol Rach x Tanara HJB by *Ultimate Bey Star)
J: Antonio Mesquita
T: Adonir F. Correia
O: Diogo de Oliveira Machado
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

5 NORTHENA AJR (Feitizzo Rach x Nadja AJR by Second Chall)
J: André R. Oliveira
T: Oberdan S. Pereira
B/O: Almir José Ribeiro

Resultados Grande Prêmio UAE President Cup Series For Colts no Jockey Club de São Paulo
1 CLAPTON AJR (Mared Al Sahra x *Cowboys Gal by Wiking)
J: Idevaldo Silva
T: Oberdan S. Pereira
B/O: Almir José Ribeiro

2 HALLMARCK RACH (Bismarck Rach x Havella Rach by Pavel Rach)
J: Jorge Ricardo
T: Ginivaldo J. Santos
O: Stud Truc
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

3 VENERADDO RACH (Atentaddo VE x Vanna Rach by *Aicyng AHRA)
J: Osmar Pereira Filho
T: Cícero F. Silva
O: Daniela Franco de Oliveira
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

4 MOLOTOV AJR (Feitizzo Rach x Miss Dancer Lud by *Almaden II)
J: Wellington Ariel
T: Oberdan S. Pereira
O: Roberto Jonas Simões
B: Almir José Ribeiro

5 SERENO RACH (Eksort Rach x Seresta VE by Feitizzo Rach)
J: Jeane Alves
T: Rivan J. Souza
O: Agropecuária Ilha da Chapada Ltda.
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

6 LAMARCK RACH (Bismarck Rach x Linéa Rach by Mister Eros HX)
J: Ruan Mendonça
T: Rivan J. Souza
O: Ricardo Jamil Saliba
B: Rach Stud Agropecuária Ltda.

Por: Cidinha Franzão

Fotos: Porfírio Menezes

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

GP Brazilian Futurity e GP America Futurity agitam a tarde no Jockey Club de Sorocaba no sábado (7)

Miss Isao JQM, foi a grande campeã do GP Futurity levando a bolsa de R$380 mil e Meteoro Senator HF, Kitkat Corona AD e Super Tac Man se classificaram para o GR Américan Futurity

Publicado

⠀em

Uma das mais esperadas corridas do ano, o GP Brazilian Futurity, finalizou a tarde de sábado (7) no Jockey Club de Sorocaba.

A prova, realizada em pista de 320 metros, ofereceu bolsa de R$ 800 mil– a maior da América do Sul.

Miss Isao JQM, foi a grande campeã. A égua, filha de Mr Jess Perry em mãe Corona Cartel, cruzou a linha de chegada com o tempo de 17s401, levando o prêmio de R$ 380 mil.

De propriedade do Haras Jaguaruana, a égua esteve no comando de C Medina e treinada por M M Tavares.

Diabolical Wagon FJM do Haras Mantovani foi o segundo; seguido por Royal Fantastic do Haras Fazenda São José; Macarena Reason Wa, de Roberto Sylvio Abdalla; Chefe Teller MRL, do Haras Portofino e Quantico Senator, de Antonio L. Simon e Fábio Mattos.

GP America Futurity Jockey Club Sorocaba

As classificatórias do GP America Futurity agitaram a pista do Jockey Club de Sorocaba no sábado (7).

A prova de 365 metros, ofereceu uma bolsa de R$200 mil e contou com 12 animais inscritos, subdivididos em três páreos classificatórios, nos quais apenas os três vencedores se classificaram para a final.

Na primeira classificatória, o alazão Super Tac Man (Tac It Like A Man x Korona Jess BR, Fantastic Corona Jr) de criação do Haras Flor do Campo e propriedade de Luiz Meneghel Neto foi o primeiro a cruzar a linha de chegada.

O animal, conduzido por A Souza, cruzou a linha com 20s26 com um corpo e meio de vantagem de segundo colocado.

O segundo lugar ficou com RCH A Star In Born, de Dercilio Severgnini e H. Mantovani; o terceiro lugar ficou com Run Special SV de antoniel João da Silva e finalizando o páreo, Muchacha Cartel HJS de Marcos Ferreira e Sá.

Com o melhor tempo das classificatórias, o estreante Meteoro Senator HF (Louisiana Senator x Mongoose Separatist, Separatist) foi o grande campeão do segundo páreo. De criação de Fernando Rabelo Gonçalves e propriedade do Stud K & P, o tordilho, conduzido por A Barros, finalizou a prova com 19s701.

Presidente Eagle MRL do Haras Portofino ficou com o segundo lugar; seguido por Xanthic Desirio, do Rancho Horizonte e Mister corona Medal de Erico Braga.

Finalizando os páreos classificatórios, a terceira eliminatória foi vencida pela fêmea de criação do Ana Dantas Ranch e propriedade do Haras Redenção, Kitkat Corona AD (Fantastic Corona Jr x Emare 36 HRZ, Tres Seis).

A alazã, guiada por G Brito, cruzou a linha com o tempo de 19s798.

Damascus Verde, de propriedade de Stud El Bayo ficou com o segundo lugar, seguido por Corona Light do stud El Centauro e Delegado Teller MRL, do Haras Portofino.

Por: Camila Pedroso

Fonte: Assessoria Jockey Club de Sorocaba

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Jockey Club de Sorocaba reuniu quatro páreos neste sábado (23)

Grande final do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint; Páreo Haras Portofino & Convidados; Terceira classificatórias do GP Presidente do Centro Hípico do Oeste – Sr. Jonatas Dantas – I Derby e o tão esperado Grande Prêmio Brazilian Futurity agitaram a pista do espaço

Publicado

⠀em

Sábado agitado no Jockey Club de Sorocaba. O espaço recebeu a grande final do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint; Páreo Haras Portofino & Convidados; 3 classificatórias do GP Presidente do Centro Hípico do Oeste – Sr. Jonatas Dantas – I Derby e o tão esperado Grande Prêmio Brazilian Futurity.

A primeira corrida do dia a grande final do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint.

A prova de 275 metros ofertou uma bolsa de R$ 200 mil e reuniu quatro animais na disputa.

Quem levou a melhor foi o único macho no páreo, Sir Runaway JM (Wicked Eagle x Ocean Runaway), de criação e propriedade de Jorge Mluf Neto.

Com A Ramos na condução e A Artemam no treinamento, ele cruzou o disco final cravando 15s264 (AAA-94) levando para casa os mais de R$ 81 mil de prêmio.

Confia a ordem de chegada do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint.

15.264s (Aaa-94) – Sir Runaway JM
15.355s (Aaa-91) – Devassa Vista
15.389s (Aaa-90) – Odalisca Teller HFSJ
15.555s (Aa-85) – Blue Ivy

Segundo páreo do dia no Jockey Club de Sorocaba

O Páreo Haras Portofino & Convidados abriu as corridas da tarde. Com 275 metros, o páreo reuniu oito animais inéditos.

A alazã Goldetoile Way (Gold Medal Jess x Etoile Runaway, Ocean Runaway), de criação e propriedade de Renato E. Rezende Barbosa, foi a grande campeã.

Ela venceu a disputa com J J Medina na sela e cruzou o disco final com a marca de 15s362. A égua é treinada por A J Macedo.

Confira a ordem de chagada do Páreo Haras Portofino & Convidados

15.362s (Aaa-91) – Goldetoile Way
15.451s (Aa-88) – Ola de Mar
15.484s (Aa-87) – Condessa Eagle Mrl
15.508s (Aa-86) – Kant Seis
15.541s (Aa-85) – Jess Dandy
15.633s (Aa-82) – Flying Senator Stm
15.743s (Iv-78) – Kabala Senator

GP Presidente do Centro Hípico do Oeste – Sr. Jonatas Dantas – I Derby

Dando sequência aos páreos, o Jockey recebeu as três classificatórias do GP Presidente do Centro Hípico do Oeste – Sr. Jonatas Dantas – I Derby.

Com R$ 100 de dotação original, a prova de 301 metros reuniu 10 competidores para a disputa de seis vagas na final – os três vencedores mais os três melhores tempos.

Na primeira classificatória, a zaina Primeira Fast HWS (Granite Lake x Jewel Fast HWS, Fast Pass Jess) de criação Antonio Lírio Simon e propriedade do Stud Rancho Alegre, cravou o melhor tempo das classificatórias e garantiu sua vaga na final. Sob o comando de J D Pereira e com treinamento M Praxedes, ela marcou 16s314 (AAA-98).

Na segunda eliminatória, vitória de Eurico For Me JQM (Corona For Me x First Down Dash), de criação e propriedade do Haras Jaguaruana. Com a marca de 16s401 (AAA-95), ele superou os outros dois adversários, Black Splash (Tac It Like A Man x Chick Good Opener, Good Reason SA) e Teller Turim MRL (Teller Cartel x White Zoom, Shazoom) que também se classificaram, mas pelo tempo. Eurico For Me JQM teve treinamento de M M Tavares e C Medina na condução.

No terceiro e último páreo eliminatório quem venceu foi Breeze Wagon FS (Delicate Breeze x Painted Veil B, PYC Paint Your Wagon), conhecido na Argentina como Viento Suave. De criação de Frederico Stancof e propriedade do Haras Brasil, o animal venceu o páreo marcando 16s344 (AAA-97) com vantagem de mais de um corpo sobre The Good Kisser WA (Good Dash Reason WA x Kiss Me For Me SA, Corona For Me) que se classificou por tempo. Breeze Wagon FS correu sob a sela de A R Lima e treinamento de J C Rocha.

Confira os classificados e seus respectivos tempos:

16.314s (Aaa-98) – Primeira Fast HWS
16.334s (Aaa-97) – Breeze Wagon FS
16.401s (Aaa-95) – Eurico For Me JQM
16.467s (Aaa-93) – Black Splash
16.476s (Aaa-93) – Teller Turim MRL
16.480s (Aaa-93) – The Good Kisser WA

Grande Prêmio Brazilian Futurity

Finalizando o sábado de grandes páreos, o tão esperado Grande Prêmio Brazilian Futurity, de 320 metros que conta com a maior premiação do turfe da América do Sul – R$ 800 mil.

As classificatórias para a grande final ocorreram neste sábado (23). Com 32 inscritos, o GP resultou em seis classificatórias para a disputa de seis vagas na grande final.

A primeira classificatória foi vencida por Diabolical Wagon FJM (Granite Lake x Carlotta Wagon, PYC Paint Your Wagon) de criação e propriedade do Haras Mantovani. O macho zaino veio firme e venceu com o tempo de 17s332 (AAA-93) com mais de um corpo de vantagem do segundo colocado. Contou com J D pereira na condução e V Antunes no preparo.

O segundo a se classificar foi Chefe Teller MRL (Teller Cartel x Dashin Follies, Strawfly Special) de criação e propriedade do Haras Portofino. Sob a sela de B Guimarães e treinamento de R Rosa, o alazão venceu com autoridade, cravando 17s520 (AA-88) com um corpo e ¼ de vantagem.

Macarena Reason WA (Good Dash Reason WA x Genoma Daring, Tolltac Daring) venceu a Terceira classificatória do GP Brazilian Futurity. De criação e propriedade de Roberto Sylvio Abdalla, ela cruzou o disco final com 17s373 (AAA-92) com meio corpo de vantagem. Macarena Reason WA é treinada por S Sampaio e A R Lima na condução.

Com o melhor tempo das eliminatórias, 17s155 (AAA-99), Miss Isao JQM (Mr Jess Perry x Cortona Cartel, Corona Cartel) foi o outro classificado. De criação e propriedade do Haras Jaguaruana, a alazã venceu com autoridade, com mais de um corpo de vantagem. Miss Isao JQM foi guiado por C Medina e treinado por M M Tavares.

O décimo páreo da reunião trouxe o quinto classificado: Quantico Senator HSW (Louisiana Senator x Royal Wild Dynasty, FDD Dynasty) de criação de Antonio Lírio Simon e propriedade dele com Fabio Mattos. Numa incrível disputa, ele superou os adversários e venceu com a marca de 17s473 (AA-89) com apenas uma cabeça de vantagem. B Guimarães conduziu o craque e R Rosa foi o treinador.

Finalizando as classificatórias, a última vaga para a final foi conquistada por Royal Fantastic (Fantastic Corona Jr x Sheza Royal Dream, Royal Streakin) de criação de Erico Braga e propriedade do Haras Fazenda São José. O tordilho venceu firme com mais um corpo de vantagem, marcando 17s572 (AA-87). Ele contou com R Rosa como treinador e D Conceição nas rédeas.

Confira os tempos dos classificados:

17.155s (Aaa-99) – Miss Isao JQM
17.332s (Aaa-93) – Diabolical Wagon FJM
17.373s (Aaa-92) – Macarena Reason WA
17.473s (Aa-89) – Quantico Senator HWS
17.520s (Aa-88) – Chefe Teller MRL
17.572s (Aa-87) – Royal Fantastic

Por: Camila Pedroso

Fonte: Jockey Clube de Sorocaba

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Corrida

Três etapas movimentaram a pista do Jockey Clube de Sorocaba

Grande final do GP Torneiro Início; classificatórias do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint e o páreo 4º Leilão Haras Brasil & Convidados agitaram a tarde do último sábado

Publicado

⠀em

Final de semana movimentado no Jockey Clube de Sorocaba. No último dia 2, foram realizadas a grande final do GP Torneiro Início; as classificatórias do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint e o páreo 4º Leilão Haras Brasil & Convidados.

A primeira corrida da segunda reunião da temporada 2022 no Jockey foi o Páreo 4º Leilão Haras Brasil & Convidados. Com 275 metros, a prova reuniu setes animais inéditos.

O páreo foi bem disputado, mas a fêmea, zaina Amor de Mãe (Granite Lake x SC Chiseled In Stone) foi a grande campeã.

Correndo pela segunda baliza, a égua cruzou a linha de chegada com o tempo de 15’496, seguida por Xantily is Bac (Desirio x Bac In Black RLT, Splash Bac).

De criação e propriedade de Francisco B. dos Santos, Amor de Mãe contou com treinamento de R. Rosa e foi guiada por K. Bueno.

O terceiro lugar ficou com Divina Teller MRL (Teller Cartel x Ava Thiger Beduino), seguida por Corona Kiss HJS (Corona For Me x Jess Wanna Fly), Guria Fantástica (Fantastic Corona Hr. x Roleta Lake VM), Kalimera Famous (One Famous Eagle x Chimera Dash BR) e Highlander Gold (Gold Medal Jess x Callme Eyesa Special).

GP Super Sprint

Continuando os páreos, foram realizadas as classificatórias do GP Fernando Muniz de Souza, o Super Sprint.

Com bolsa de R$ 200 mil, a prova de 275 metros reuniu 18 animais de dois anos para a disputa das quatro vagas para a final.

Na primeira classificatória, que contou com quatro competidores, Sir Runaway JM (Wicked Eagle x Miss Runaway), de criação e propriedade de Jorge Maluf Neto, e conduzida por A. Ramos, superou os adversários cravando 15’519.

O segundo lugar ficou com Muchcha Cartel HJS (Teller Cartel x Muchcha Lake), seguida por Solucionator FJM (Granite Lake x Libertina Jess) e Poderosa Teller MRL (Teller Cartel x Gather The Roses) que ficou com a quarta colocação.

Segundo páreo

A segunda corrida do Super Sprint contou com a vitória da fêmea alazã Devassa Vista (No Secrets Here x Corona Cartel), de criação do Haras Vista Verde e propriedade do Haras Fazenda São José, que cruzou a linha de chegada com 15’499.

O segundo lugar ficou com Capitão Teller MRL (Teller Cartel x White Zoom, Shazoom), seguido por Odalisca Teller HFSJ (Teller Cartel x Odalisca Fly VM) e Xanthic Is Bac (Desirio x Bac In Black RLT).

Terceiro páreo

Finalizando os páreos do Super Sprint, a última vaga foi conquistada por Blue Ivy (Granite Lake x Mr Jess Perry), de criação de Erico Braga e propriedade dele com o Stud FD.

Blue Ivy cruzou o disco final com a marca de 15’471, seguida por Akemi Eagle (Wicked Eagle x Miss Runaway).

Corona Quimera JNN (Corona For Me x Quimera Seis Show), Luzbela Toll (Louisiana Senator x Tolltac Sound) e Dodger Verde (No Secrets Here x Bitisof Bliss) fecharam o páreo.

GP Torneio Início

Fechando o tarde de páreos, a grande final do GP Torneio Início trouxe uma bola de R$ 180 mil.

O alazão Granite Reason (Granite Lake x Feature Reason) foi o grande campeão, cruzando a linha de chegada com o tempo de 16’717. Treinado por L. Levir e guiado por L S Pereira, é criação de Erico Braga e pertence ao Stud América do Sul.

A fêmea Kitkat Corona AD (Fantastic Corona Jr x Swingin Jessie), cruzou em segundo lugar seguida por MR Fantastic Jess (Fantastic Corona Jr x Swingin Jessie), Dimona Vista (Teller Cartel x Xpecial Vista) e Downtown Verde (Get Down Perry x Katrina SA).

Por: Camila Pedroso

Fotos: Jack Silva

Fonte: http://www.jcsorocaba.com.br/

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO