Foram 42 provas para o Concurso de Salto Nacional de aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro, maior entidade do hipismo brasileiro

Nesse domingo, 8 de setembro, o Concurso de Salto Nacional* do 84º Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro, em São Paulo, chegou ao final fazendo jus à condição de maior clube do hipismo brasileiro. Em três pistas – duas de areia e uma de grama – foram disputadas 42 provas de Salto.

Programação que incluiu o GP da quarta etapa do Ranking Brasileiro Senior Top e quinta etapa do Longines Extreme Teams Challenge. O GP/Clássico Termo Gel, 1.40/1.45 metro foi a principal atração fechando a competição. Sagrou-se campeão o top carioca Rodrigo Ullmann Lima, 51 anos, apresentando Ferrari do Santo Antonio.

Participaram do GP/Clássico 61 conjuntos, dos quais 12 – cinco sem faltas e sete com uma falta – habilitaram-se à segunda volta. Somente dois garantiram duplo zero. Rodrigo e Ferrari do Santo Antonio, um sela holandês de nove anos, em 40s84. E a amazona paranaense que defende São Paulo Luciana Camargo, apresentando Chamboard JMen, um holsteiner de oito anos, vice-campeã, em 47s91.

“Comecei a montar o Ferrari, importado e que era de propriedade do Sítio Chuin, em fevereiro desse ano. O Chico Brandão, sempre grande incentivador do nosso esporte, comprou o cavalo acreditando em suas qualidades fora do comum, para nossa equipe Sítio Santo Antonio. Esse é nosso primeiro concurso fora de casa e graças a Deus garantimos esse grande resultado”, contou Rodrigo.

“Fomos muito bem recebidos aqui em Santo Amaro e todos os percursos tiveram grande dificuldade técnica”, complementou o campeão, que também estreou no GP do ranking senior top, no dia 7, montando Dehli do Santo Antonio, de apenas oito anos. “Fizemos uma boa primeira passagem no GP, sem faltas, e agora vou focar no próximo concurso, o Indoor na Hípica Paulista, daqui a três semanas”.

Rodrigo Lima com Ferrari do Santo Antonio: campeão do GP/Clássico Termo Gerl
Rodrigo Lima com Ferrari do Santo Antonio: campeão do GP/Clássico Termo Gerl

Ao final da premiação do GP/Clássico, a bateria do Mestre Rafa, da Rosas de Ouro, com produção do Maestro Misiuk, encerrou as festividades que comemoraram mais um ano do CHSA. O evento contou com mais de 700 cavalos em pista e R$ 330.000 em premiação.

No sábado, 7 de setembro, o GP Dieberger Fragances, a 1.55 metro, levantou a torcida. O jovem talento paulista Guilherme Foroni estreou com Cornet Silver JMen, de apenas oito anos, com vitória. Dos 37 conjuntos, conforme a regra, 12 habilitaram-se à segunda volta, dentre os quais nove sem faltas.

Mas somente três fecharam os dois percursos idealizados pelo course-designer internacional Gabriel Malfatti sem derrubes. Antepenúltimo em pista, Guilherme e Cornet Silver JMen, garanhão filho de Cornet Obolensky em Calisco JMen, foram perfeitos: duplo zero em 41s99, marca que lhes garantiu a vitória no GP.

“Eu monto o Cornet Silver, de propriedade do Haras Agromen, desde os quatro anos. Muitas vezes achei que o desenvolvimento dele era tardio, mas hoje em nosso primeiro GP juntos garantimos a vitória”, contou Guilherme, 26 anos. O cavaleiro é considerado especialista na formação de cavalos novos.

Guilherme Foroni com Cornet Silver JMen: campeão do GP 1.55m
Guilherme Foroni com Cornet Silver JMen: campeão do GP 1.55m

“Agradeço ao Haras Agromen por confiar o Cornet a mim e também ao meu pai Edgar que sempre acreditou nele. No dia a dia treinamos no Haras Catherine em São Roque, de propriedade da minha família, mas agora sou recém sócio do Clube Hípico de Santo Amaro e vou dividir a minha agenda para trabalhar aqui também”.

Sagrou-se vice-campeão o cavaleiro amador da casa Mario Appel , que apresentando Challenger Z, um sela holandês de 14 anos, fez duplo zero em 47s92. A terceira colocação ficou com Luciana Camargo, com Cayanna B Jmen II, animal de criação nacional do Haras Agromen, de dez anos, duplo zero, 49s49.

Dos seis primeiros colocados, somente Challenger, do vice-campeão Mario Appel, não é de criação nacional. “Esse resultado aponta para evolução da criação nacional e também o bom trabalho feito por nossos cavaleiros e amazonas na formação dos cavalos”, destacou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo.

Com o resultado do final de semana, o carioca Marcello Ciavaglia lídera o ranking brasileiro senior top com 112,5 pontos. Seguido de perto pelo paulista José Roberto Reynoso Fernadez Filho, 112 pontos; pelo brasiliense Flávio Grillo, 96,5 pontos; e por Guilherme Foroni, em quarto, com 95,5 pontos. Para ver mais conteúdo como esse clique aqui.

A sexta das nove etapas do ranking brasileiro senior top 2019 acontece durante o Concurso de Salto Internacional Indoor, entre 24 e 29 de setembro, na Sociedade Hípica Paulista. Resultados completos, clique aqui.

Colaboração: Assessoria de Imprensa CBH
Fotos: Luis Ruas
Na foto de chamada: Ronaldo Bittencourt, Ricardo Pires e Francisco Mari com os campeões do GP 1,55m

Escreva um comentário