Hipismo

João Victor Marcari Oliva é o 1º atleta brasileiro a chegar na Vila Olímpica em Tóquio

O atleta é o único representante do país no Hipismo Adestramento, sendo a primeira modalidade de Hipismo nas Olimpíadas

Publicado

⠀em

João Victor Marcari Oliva é o 1º atleta brasileiro a chegar na Vila Olímpica em Tóquio

Durante essa semana, Comitê Olímpico do Brasil – COB, anunciou que o cavaleiro João Victor Marcari Oliva seria o primeiro atleta do país a se instalar na Vila Olímpica em Tóquio, chegando ao local nesta sexta-feira (16).

João Victor Oliva e seu cavalo Escorial Horsecampline, embarcaram na última quarta-feira (14), da Alemanha – onde o cavalo cumpriu quarentena em Aachen – rumo a Tóquio.

Então, como a primeira modalidade do Hipismo nas Olimpíadas, o Adestramento começa com o Grand Prix nos dias 24 e 25 a partir das 05hs no horário brasileiro, define o pódio por equipe no dia 27 no mesmo horário e o pódio individual no dia 29 às 05h30 no Brasil. “Quero trazer de Tóquio o melhor resultado do Adestramento brasileiro em Olimpíadas”, planeja o atleta.

A princípio, a meta é superar o resultado do primeiro representante do país no Hipismo Adestramento em Olimpíada, o Cel. PM Sylvio Marcondes de Rezende que montando Othelo ficou em 33º lugar nos Jogos de Munique, em 1972. João Victor já traz uma marca importante em sua estreia olímpica, nos Jogos do Rio: melhor nota, 68.071% no Grand Prix, em Olimpíadas.

João Victor Marcari

Com 25 anos, o paulistano João Victor Marcari Oliva compete desde os 12. Aos 18 foi morar na Alemanha e, atualmente, reside em Portugal. Além disso o atleta é filho da campeã mundial e prata olímpica Hortência Marcari e do empresário e criador de cavalos José Victor Oliva.

João Victor Marcari Oliva começou a montar aos três anos no rancho dos pais (hoje, Coudelaria Ilha Verde), em Araçoiaba da Serra (SP). Aos 12 anos de idade, estreou nas pistas, sendo inspirado por Rogério Silva Clementino, então funcionário da coudelaria.

Desde sua estreia em pista, em 2008, o jovem talento soma importantes conquistas: melhor atleta do time Brasil de Adestramento nas Olimpíadas do Rio 2016 e o melhor brasileiro em uma Final da Taça do Mundo de Dressage, em 2017, em Omaha, Estados Unidos; medalha de bronze por equipe em duas edições dos Jogos Panamericanos, Lima 2019 e Toronto 2015; campeão Sul-Americano individual e por equipe (Odersul/Chile 2014); melhor atleta da equipe brasileira nos Jogos Equestres Mundiais da Normandia, na França, em 2014, e de Tryon, em 2018, nos Estados Unidos.

Bem como, João Victor Oliva é também pentacampeão brasileiro (Amador em 2008, Mirim em 2009, Junior em 2010 e 2011, Young Riders em 2012). Da mesma forma obteve títulos paulistas e lideranças nos rankings anuais da Confederação Brasileira de Hipismo – CBH e Federação Paulista de Hipismo – FPH.

Maratona para Olimpíada

Após o Pan de Lima, João Victor retornou a Europa e se transferiu para Portugal onde foi convidado a participar de um “Projeto Olímpico” montando F-Aron de Massa. O Projeto idealizado pelos proprietários deste garanhão Lusitano, Leonardo dos Anjos, da Coudelaria do Luar, com sedes na França e Bélgica, e o brasileiro Rodrigo Guedes da Cunha, radicado na Flórida, EUA.

O objetivo do Projeto era a participação do conjunto em importantes concursos internacionais, com o alcance os dois índices mínimos de qualificação estabelecidos pela Federação Equestre Internacional – FEI, para garantir a vaga brasileira nos Jogos de Tóquio.

Apesar de o conjunto ter sido formado em setembro, em outubro já estava competindo e registrando o 1º índice olímpico no CDI3* Le Mans, na França. João Victor e F-Aron de Massa voltaram a competir em Randbol, na Dinamarca, Moscou, na Rússia e em München, na Alemanha até final de 2019. Contudo, o conjunto só conseguiu registrar outros dois índices em CDIs3* em Cascais, Portugal, em fevereiro e março de 2020.

Por fim, lembramos que as Olimpíadas de Tóquio começam na próxima semana, no dia 23, sexta-feira, com término no dia 8 de agosto.

Dessa forma, a programação, com os dias e horários em que os brasileiros entrarão em pista está disponível do site da Confederação Brasileira de Hipismo.

Fonte: CBH
Credito da foto: Divulgação/Rui Godinho – CBH

Veja mais notícias do Hipismo no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads