Ranch Sorting

Inauguração de pista em Ouro Verde para etapa da Copa Noroeste

Publicado

⠀em

A RSNC Brazil dá sequência ao seu campeonato de Ranch Sorting com prova realizada dia 27 de janeiro

A 3ª etapa Copa Noroeste de Ranch Sorting aconteceu no Rancho Peixoto, na cidade de Ouro Verde/SP. Os proprietários estavam há um ano preparando o local para receber a competição e inaugurar a pista de Ranch Sorting. E foi mais um sucesso da RSNC Brazil, empresa que vem promovendo eventos memoráveis para a modalidade e trabalhando na expansão desse esporte no Brasil.

“Correu tudo dentro da normalidade. Tivemos ameaças de chuva, que de fato não ocorreram a ponto de atrapalhar o evento. Registramos mais de 300 passadas, entre todas divisões RSNC e oficializadas ABQM. Contamos com o juiz oficial ABQM Marcos Monteiro, e os trabalhos de Ricardo e Leticia (veterinários), Raoni (locução), Ana e Cristina (mesa de inscrições) e Gilmar de Souza e família (manejo). A boiada utilizada foi locada da Cavalgare e mais boiada local. Ainda faltam duas etapas para o término desta Copa Noroeste, que é muito disputada em todas as divisões. Como prêmio ao melhor competidor, daremos um potro filho de Seven From Heaven”, destacou Alex Saleta, da RSNC Brazil. A organização esteve a cargo do Rancho Peixoto, representado por Natalicio Peixoto da Silva Júnior e Mario Alberto Lima Fonseca.

A chance de ir para os Estados Unidos competir na final mundial da RSNC é um dos atrativos do campeonato. Ir bem nos regionais a fim de estar classificado para a Final das Copas, que reunirá classificados de todas as regionais, é uma das metas. A premiação será três pacotes completos de viagem, com passagem, hospedagem e inscrição para três competidores, sendo um iniciante, um intermediário e um graduado, entre os mais pontuados dessa final. A grande final mundial acontece em junho, em Fort Worth, Texas.

E os campeões desta etapa foram:

RSNC BRAZIL

Divisão #15

1° – Odair Vieira Bontempo \ Helton Candido da Cruz

2° – Edilson Bezerra Siqueira \ Heitor Gomes Siqueira

3° – Edson Vieira Junior \ Marcio Marquez Rodrigues

Divisão #13

1° – Marcio Gomes Barbosa \ Igor Yassuo Galhego Umeta

2° – Odair Vieira Bontempo \ Alexandre dos Santos Curci

3° – Alex Saleta \ Diogo P Correa Abade

Divisão #12

1° – João Flávio Mariano Milham \ Carlos Ravagnani Junior

2° – Marcio Gomes Barbosa \ Manoel Oscar Ornelas de Souza

3° – Aparecido Batista de Souza \ Carlos Ravagnani Junior

Divisão #10

1° – João Paulo Vieira Serrano \ Heitor Gomes Siqueira

2° – Diego Shiguemi Ikejiri \ Felipe de Lima de Souza

3° – Carlos Ravagnani Junior \ Manoel Oscar Ornelas de Souza

Divisão #9 – Posições Fixas

1° – Jeferson Calado Rocha \ Edmar Bezerra Siqueira

2° – Miguel Baleroni Recco \ José Roberto Lourenço Junior

3° – Miguel Baleroni Recco \ Eduardo Augusto de Andrade Haik

Divisão #8 – Adulto Jovem

1° – Murilo Fernando Cervelo Machado Diego Shiguemi Ikejiri

2° – Maria dos Anjos Rodrigues \ Natan Rodrigues Colombo

3° – Jorge Abdo Abdalla \ Sarah Felix Abdalla

Divisão #4

1° – José dos Santos \ Cilso Silvano de Souza

2° – Luiz Henrique Vieira Garcia \ Manoel Oscar Ornelas de Souza

3° – Valdemir Xavier Pereira \ Victor Alves Xavier Pereira

Divisão Master #14

1° – Alex Saleta \ Marcio Gomes Barbosa

2° – Marcio Gomes Barbosa \ Ismael da Silva Rodrigues

3° – Valdemir Xavier Pereira \ Eduardo Augusto de Andrade Haik

Divisão Feminina #14

1° – Maria dos Anjos Rodrigues \ Ana Crsitina Lemos Cenci

2° – Isadora Maciel de Andrade Haik \Leticia Figueira dos Santos

3° – Leticia Figueira dos Santos \ Geovana de Lima de Souza

Divisão Muares

1° – Valdemir Xavier Pereira \ Eduardo Augusto de Andrade Haik

Divisão Sem Sela \ Cabeçada

1° – Marcos Antonio de Souza Crescimano \ Heitor Gomes Siqueira

2° — Ismael Rodrigues da Silva \ João Paulo Vieira Serrano

2° — Jeferson Calado Rocha \ Marcos Antonio de Souza Crescimano

 

Oficializada ABQM

Aberta

1° – José Carlos Recco Junior \ Eduardo Augusto de Andrade Haik

2° – Ismael Rodrigues da Silva \ João Paulo Vieira Serrano

3° – Edmar Bezerra Siqueira \ Edilson Bezerra Siqueira

Amador

1° – Mario Alberto Lima Fonseca \ Diego Shiguemi Ikejiri

2° – Alex Saleta \ Ana Cristina Lemos Cenci

3° – Maria dos Anjos Rodrigues \ João Mariano Milham

Amador Master

1° – Marcio Gomes Barbosa \ Manoel Oscar Ornelas de Souza

2° – Alex Saleta \ Manoel Oscar Ornelas de Souza

Amador Principiante

1° – Samanta Paula Albani Borini \ Igor Yassuo Galhego Umeta

2° – Luiz Henrique Vieira Garcia \ Marcio Gomes Barbosa

3° – Diego Shiguemi Ikejiri\ Jose Carlos Recco Junior

Jovem Principiante

1° – Natan Rodrigues Colombo \ Heitor Gomes Siqueira

2° – Heitor Gomes Siqueira \ Eduardo Augusto de Andrade Haik Filho

3° – Miguel Baleroni Recco \ Isadora Maciel de Andrade Haik

 

O campeonato segue com provas em São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. Calendário completa e demais informações: http://rsncbrazil.com/

Por Luciana Omena
Fotos: Cedidas

Ranch Sorting

Vale do Paraíba recebe primeira prova oficial de Ranch Sorting

Etapa foi realizada durante a Jacareí ExpoAgro 2022 e recebeu 240 competidores em busca da premiação de R$ 17 mil

Publicado

⠀em

Vale do Paraíba recebe primeira prova oficial de Ranch Sorting

Com o intuito de fomentar a modalidade de Ranch Sorting na região de Jacareí (SP), Tião Pedroza abraçou a tarefa de trazer para o Vale do Paraíba a primeira prova oficial da modalidade.

Entre os dias 8 e 10 de julho, durante a Jacareí Expo Agro, maior rodeio do Vale do Paraíba, a família do Ranch Sorting se reuniu para participar da primeira prova da região. Ao todo, foram 240 inscritos que entraram na pista em busca do grande prêmio de R$ 17 mil, dividido entre as categorias. A boiada da prova foi da Colina Ranch.

Confira a lista de campeões

Na categoria Aberta os campeões foram João Salla e Jaine Amaro. Já na categoria Amador, JOão Lucas e Michael Alexandre foram os grandes campeões.

Maria Paula Borsoi e Cecília Ferreira foram as grandes campeãs na categoria Feminina e Elias Correa e Isabella Simão foram os campeões da categoria Iniciante.

Sebastião Pedroza e o Ranch Sorting

Sebastião Pedroza, o Tião da Cow Horse, responsável pela prova de Ranch Sorting, teve seu primeiro contato com o esporte em 2017, e a partir daí foi em busca de conhecimento e aperfeiçoamento na modalidade.

Recentemente, organizou uma clínica de treinamento de Ranch Sorting ministrada por João Salla, no Colina Ranch, de sua propriedade, onde treina ao lado de sua esposa, Fernanda Rezende, com quem inclusive, foi campeão da Segunda Etapa, na categoria mista na 1 Copa Jorge Sidney Atalla.

A modalidade de Ranch Sorting

O Ranch Sorting foi criado entre 2006 e 2007, nos Estados Unidos. Está no Brasil há mais de uma década e já tem inúmeros fãs no Vale do Paraíba (SP).

Trata-se de uma versão esportiva de Apartação de gado, praticada em duplas. Um dos maiores benefícios desse esporte é poder ser praticado por atletas de qualqeur idade, desde crianças até idosos, e com isso abre portas para que pais, filhos e avós participem juntos.

Em pouco tempo de existência, o Ranch Sorting já entrou para a lista dos principais esportes equestres existentes, em especial entre os criadores de cavalos da raça Quarto de Milha (ABQM), bastante indicados para apartação. Os competidores participam em duplas e devem ordenar 10 cabeças de gado de acordo com a indicação numérica solicitada. 

O local onde a competição é realizada deve ter dois currais coligados. Em um deles ficam as 10 cabeças de gado numeradas, de 0 a 9, e no outro a dupla. Antes da prova começar, o juiz sorteia um número, assim, a dupla participante deverá ordenar as cabeças de gado de acordo com esse número indicado. Vence a competição a dupla que conseguir organizar as cabeças de gado de acordo com esse número em menos tempo.

Colaboração: Juliana Oliveira – @caminhosdaju

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Dupla mineira detém o novo recorde mundial do Ranch Sorting

Com o tempo de 18s918, João Paulo Silveira Caixeta e Guilherme Santana Antunes conquistaram o feito durante a Copa AMCT de Ranch Sorting

Publicado

⠀em

João Paulo Silveira Caixeta, montando Reyzin the Kash e Guilherme Santana Antunes, montando Tina Cutter Rey DMFR bateram o recorde do Ranch Sorting de tira boi com o tempo de 18s918. O recorde anterior pertencia a João Vitor Reschine Jardim e André Coutinho Fernandes Júnior, com o tempo de 19s068.

O recorde foi batido durante a quinta e última etapa da Copa AMCT de Ranch Sorting 2021, realizada no Haras do Lay, em Capim Branco/MG, no último dia 10.

“Bater este recorde e ter como parceiro um cliente, que acreditou e confiou em mim, sem dúvidas, para um profissional que vive do cavalo, é a cereja do bolo, faz todo trabalho valer a pena!”, comemorou Caixeta.

Dupla bateu o recorde do Ranch Sorting de tira boi com o tempo de 18s918.

“Foi uma surpresa para mim, principalmente porque sou amador, e foi uma honra bater este recorde com o João Paulo que é meu professor e amigo. Foi uma experiência única!”, afirmou Guilherme Santana Antunes.

Histórico dos atletas

João Paulo Silveira Caixeta trabalha como treinador no Clube Hípico Valle da Mata. Como competidor de Ranch Sorting já bateu na trave duas vezes para quebrar o recorde mundial. “Quando o recorde era 22 baixo eu fiz 22 alto. Quando era 19s eu tinha feito 20s300 e agora neste final de semana finalmente consegui, batendo o tempo de 18s918.

Caixeta conquistou títulos importantes na ABQM, como Campeonato Nacional ABQM 2020, Reservado Campeão Derby 2021, Campeão Derby 2020, Campeão do Congresso 2021, Reservado Campeão Potro do Futuro 2020, entre outros.

Já Guilherme Santana Antunes está começando agora a competir na modalidade. Mesmo assim, já conquistou o título de Campeão do Potro do Futuro na Categoria Amador deste ano. “Já estava feliz com essa conquista maravilhosa e agora neste final de semana bater o recorde mundial ao lado de João foi sensacional!” afirma.

Animais campeões

Caixeta estava montando Reyzin the Kash LN (Reydiculous x Kash Kitty), de propriedade de Juan Pedro Garrido Miranda e criação de Lineu Krahenbuhl Ferraz Neto.

A égua é um animal que está há pouco tempo com o treinador, mas o conjunto já conquistou pódios importantes: na Categoria Aberta Livre do Campeonato Centro-Oeste de Ranch Sorting, III Etapa Old Friends Categoria Aberta Livre, TOP 10 da V Etapa da Copa AMCT e na Categoria Aberta da III Etapa Old Friends.

Seu proprietário é competidor, mas está afastado das pistas e deu a Caixeiro a responsabilidade de competir com o animal. “Juan está numa fase de trabalho, e como ele não pode ir nas competições, faz questão que eu leve a égua”, enfatiza.

Já Guilherme Santana Antunes estava montando Tina Cutter Rey DMFR (Reydiculous x Handall Cutter DM), de sua propriedade e criação de Dailton Marin.

Montada por João Paulo, o conjunto foi campeão da Categoria Aberta do Campeonato da AMCT – Associação Mineira do Cavalo de Trabalho. “É um animal muito especial que toda a minha família monta, desde minha esposa que é iniciante até minha filha mais nova de apenas 5 anos”, ressalta Guilherme.

Copa AMCT de Ranch Sorting

Realizada no dia 10, pela AMCT – Associação Mineira do Cavalo de Trabalho, núcleo exclusivo do Quarto de Milha em Minas Gerais, o evento contou com 683 inscrições dia, sendo 105 competidores.

Alessandro Andrade de Souza foi o juiz de pista que avaliou a desenvoltura de todos os conjuntos.

Por: Camila Pedroso

Foto: Beto Rocha

Mais notícias sobre Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Geral

Lolla Líder é a égua mais pontuada de Ranch Sorting do Brasil

De criação e propriedade do CL Ranch, de Betim/MG, a égua soma 371,50 pontos pela ABQM, sendo 302,50 na modalidade, se consagrando, assim, a fêmea mais pontuada de todos os tempos em Ranch Sorting

Publicado

⠀em

Habilidosa, precisa e detentora de um cow sense apurado. Essa é Lolla Líder, égua de criação e propriedade do CL Ranch, de Betim/MG, de Kelly Greco Pugas Eugênio e Cláudio Luiz de Resende Eugênio. Diante de tais características, o resultado não poderia ser outro: Lolla Líder é a égua mais pontuada de Ranch Sorting do Brasil.

Afinal, ela soma 371,50 pontos pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM). Deste total, 302,50 são exclusivos no Ranch Sorting, tornando a fêmea número 1 do ranking geral da modalidade.

“Temos muito prazer em dizer que Lolla Líder nasceu em nossa casa. Que é de nossa criação! Ela foi uma feliz surpresa de Deus pra nossa família”, ressalta Kelly Greco que, ao lado do marido, cria Quarto de Milha há poucos mais de 10 anos. Atualmente, direcionado para o Ranch Sorting e Team Penning.

Lolla Lider é filha de Soldier Boy Q Falcao (por Shady Leo) e Lolla Hickory Jam (por Doc’s Hichory). A mãe de Lolla, aliás, foi um presente dado por Cláudio para a Kelly na época que eles eram ainda namorados. “Ela é uma égua super feminina, dócil, adora pessoas. Alazã rabicana, mascarada, crina e rabo loiros”.

Kelly Greco Pugas Eugênio e Lolla Líder – Foto: Arquivo pessoal

Campanha de Lolla Líder em pista

Antes de mais nada vale ressaltar que, apesar de correr há sete anos Ranch Sorting, com total vigor, Lolla Líder nunca teve um treinador na vida. “Talvez o maior diferencial dela é gostar do que faz. Sempre foi montada por amadores. Um ser vivo abençoado por Deus!”, conta Kelly.

Entre os principais títulos, é possível destacar que foi campeã do primeiro Campeonato Derby Aberta de Ranch Sorting da ABQM em 2015. Além, é claro, de vários Campeonatos Mineiros, dentre eles o de 2019 nas categorias Aberta e Aberta Feminina.

Lolla Líder nunca teve um treinador na vida – Foto: Arquivo Pessoal

Ademais, Lolla Líder ainda soma no seu currículo alguns Campeonatos Nacionais, como campeã do Amador Light em 2016, bem como Congressos Brasileiros. “Ela possui mais de 50 fivelas, muitos troféus, medalhas e ganhos em dinheiro”, acrescenta a proprietária.

Por fim, vale citar que todo o vigor físico da égua é acompanhado de perto pelo Laboratório Loci Genética, que mantém os exames sanitários dela atualizados para os campeonatos. Tudo visando mantê-la sempre apta e saudável para se destacar nas principais pistas de Ranch Sorting do país. “Seja grato e fiel que Deus te honra lhe dando mais do que você almeja ou precisa”, finaliza Kelly.

Por Natália de Oliveira
Crédito da foto: Arquivo pessoal/Kelly Greco Pugas Eugênio

Veja mais notícias do cavalo Quarto de Milha no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Copa Laredo Blue de Ranch Sorting é destaque no interior de São Paulo

Prova aconteceu na pista coberta do Haras Terra, em Narandiba/SP, com mais de 500 inscrições

Publicado

⠀em

O Haras Terra, em Narandiba/SP, sediou a 2ª etapa da Copa Laredo Blue de Ranch Sorting no dia 13 de fevereiro. De acordo com os organizadores, o evento foi uma integração de competidores dos Estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. Assim como contou com participações de atletas de Minas Gerais e Bahia.

Antes de mais nada, foi uma prova credenciada pela ABQM – Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Quarto de Milha em 18 categorias. Também aconteceram três categorias no Tira Boi (Aberta). Do mesmo modo que a Copa Laredo Blue de Ranch Sorting contou com apoio do NOPQM – Núcleo Oeste Paulista do Quarto de Milha.

Copa Laredo Blue de Ranch Sorting aconteceu na pista coberta do Haras Terra, em Narandiba/SP, com mais de 500 inscrições; veja como foi!

A organização, portanto, ficou a cargo dos CT’s MM – Marcio Marques (Buck’s Ranch), Welinton Pontes e Marcio Barbosa (Rancho MB). Conforme planilha de inscritos, nas categorias ABQM foram 253 inscrições, enquanto nas categorias Tira Boi (aberta), 279 inscrições.

Com instalações adequadas, pista coberta, boiada qualificada, a competição apresentou alto nível com disputas eletrizantes em todas as categorias. Em ambas as etapas a adesão de participantes foi acima do esperado segundo a organização da prova.

Copa Laredo Blue

A copa leva o nome do reprodutor Laredo Blue, patrocinador máster do campeonato. Laredo Blue é recordista em prêmios com mais de um R$ 1 milhão de ganhos em competições. E seus filhos têm vitórias em Apartação, Rédeas, Laço, Team Penning e Ranch Sorting.

João Carlos e Patrícia

Seu novo proprietário, João Carlos Bezerra da Silva Júnior, esteve presente na prova, acompanhado de sua esposa Patrícia Carmel Bezerra. Ambos também aproveitaram para competir e ver de perto o evento que Laredo Blue patrocina. Antes de tudo, um fomento ao esporte, além de divulgar o ganharão Laredo Blue.

Assim sendo, essa primeira edição da Copa Laredo Blue de Ranch Sorting contará com três etapas. A final já tem data: 29 de maio de 2021, no mesmo local da segunda etapa. A primeira etapa foi realizada em 2020, em Regente Feijó/SP.

Copa Laredo Blue de Ranch Sorting aconteceu na pista coberta do Haras Terra, em Narandiba/SP, com mais de 500 inscrições; veja como foi!

Fique por dentro: @laredoblue.

Colaboração e fotos: Eugênio José

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Filhos de Second Amendent somam mais de 50 pontos em um único evento

Proprietárias comemoram o fato de filhos do seu garanhão se destacarem em prova de Ranch Sorting e elevar seu nome no ranking de reprodutores

Publicado

⠀em

Único filho de Nic It In The Bud no Brasil em Katie Gun, mãe do famoso Gunner, Second Amendent vem cada vez mais comprovando-se na reprodução. De propriedade de Sueli Regina Deodato Mottola, do Haras Ysabruje, de Duartina/SP, comemorou recentemente o fato de quatro de seus filhos pontuarem em um mesmo evento mais de 50 pontos.

Um feito e tanto para o histórico do garanhão como reprodutor. A equipe do haras participou da primeira etapa do Núcleo Paulista do Quarto de Milha de Ranch Sorting, no Haras Suleira, em Bálsamo/SP. Mesmo sabendo de todo o potencial dos cavalos, os resultados foram uma surpresa por conta da soma de pontuação para registro de mérito, 53, em uma única prova.

Proprietárias comemoram feito dos filhos de Second Amendent, destaque em prova de Ranch Sorting, elevando seu nome no ranking de reprodutores
Destiny Dun It Gun – Foto: Ysabella Mottola

Destiny Dun It Gun é agora filho mais pontuado de sua prole. Nesse evento somou 15 pontos com as vitórias nas categorias Aberta Feminino e Amador Castrado e anda terceiro lugar na Amador. Em segundo lugar na lista dos melhores filhos, Metalic Bodee Gun. Ele somou 18 pontos em Bálsamo como campeão da Cavalo Iniciante e Amador Castrado e ainda o terceiro lugar da Amador e quarto da Amador Light.

Enquanto Countess Dun It Gun, em sua primeira participação em provas, conquistou a fivela de reservada campeã na categoria Aberta Livre, somando 8 pontos. Completando a lista, Grafit Bee Gun. Égua que aparece em terceiro lugar na lista de filhos melhores pontuados de Second Amendent, somou 12 pontos pela vitória na Aberta Feminino e quarto lugar na Amador Light.

Proprietárias comemoram feito dos filhos de Second Amendent, destaque em prova de Ranch Sorting, elevando seu nome no ranking de reprodutores
Metalic Bodee Gun

Destaque na lista de reprodutores

Como resultado, Second Amendent subiu posições importante na lista de reprodutores da ABQM em Ranch Sorting. De acordo com o SEQM, é o segundo melhor pai do Ranking 2021, com 60,5 pontos. Por outro lado, no Ranking Geral de Animais para a temporada 2021, destaque para Destiny Dun It Gun, quarto lugar, e Metalic Bodee Gun, quinto.

Countess Dun It Gun – Foto: Ysabella Mottola

Sueli Mottola lembra que seus primeiros filhos são da Geração 2012. Logo na estreia, Atlas Lena ARG foi destaque nas modalidades Ranch Sorting e Team Penning. “Sua prole surpreende por uma extrema docilidade e cow sense apurado”, conta a proprietária.

E não apenas em Ranch Sorting e Team Penning, como também no Laço Comprido, Rédeas, Team Roping e Westenr Pleasure. Segundo ela, “o plano é continuar com acasalamentos focados em diversas modalidades demonstrando sua docilidade e genética em pista”.

Grafit Bee Gun

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Jovem empreendedor supera adversidade para seguir com sua criação

Vitor Zafanelli conta sua história de superação e a volta às pistas de Ranch Sorting, enquanto toca sozinho sua criação de cavalos Quarto de Milha

Publicado

⠀em

Vitor Zafanelli Dória Garcia, 18 anos, é um jovem empreendedor do cavalo de Umuarama/PR. Montou a primeira vez em aos três anos de idade na fazenda da família. Cresceu em meio aos cavalos de lida. Seu avô, aliás, está entre os cinco maiores pecuaristas do Paraná e é ainda um dos maiores do Noroeste do Paraná.

A família de Vitor cria gado Nelore e de corte desde que ele era criança, ambiente perfeito para que ele desenvolvesse a paixão pelos cavalos. Contudo, só em 2014 ganhou seu primeiro animal da raça Quarto de Milha e começou no Ranch Sorting.

Vitor Zafanelli sofreu um acidente que limitou os movimentos de um braço; de volta às pistas o jovem empreendedor toca sozinho sua criação

Dois anos depois ele viu que podia viver de negócio e montou o VZ Ranch, em Umuarama mesmo, dentro da propriedade da família. Da paixão de criança, portanto, o jovem empreendedor transformou em sua profissão. Hoje ele cria cavalos Quarto de Milha voltados para o trabalho, com linhagem de boi.

Cavalos e a superação de uma adversidade

“Por conta, especialmente da modalidade que eu pratico, que é o Ranch Sorting, os animais aqui de casa são todos com sangue de boi. Temos Metallic Cat, One Time Pepto, Peptoboonsmal, High Brow Cat, Dual Rey, Smart Little Lena, Dual Pep”, explica.

Vitor Zafanelli sofreu um acidente que limitou os movimentos de um braço; de volta às pistas o jovem empreendedor toca sozinho sua criação
Star Shine Light

Vitor é o único da família a tocar o negócio com os cavalos. Conta que seus animais de prova são Star Shine Light, Napoli Boy e Blue Cast Rey. Ademais, o Star Shine Light serve também como o garanhão-chefe da criação hoje.

“Estamos negociando a compra de outro garanhão, como ainda não está finalizada, deixo o nome em suspense”, comenta Vitor. Napoli Boy também serve como uma das matrizes para reprodução e o VZ Ranch tem ainda mais 30 éguas receptoras em que ele utiliza a Transferência de Embrião.

Em 2018, porém, precisou passar por uma adaptação. Vitor sofreu um acidente, que limitou um pouco os movimentos do braço esquerdo. Foram seis meses longe das pistas em recuperação. “Graças a Deus estou de volta às pistas e tocando meu negócio de criação. Continuo participando das provas nos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso e as das oficiais da ABQM”, finaliza.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Existe cavalo ideal para Ranch Sorting?

Publicado

⠀em

Conversamos com o pessoal do CT Estância da Mata para entender mais sobre o melhor animal para a modalidade Ranch Sorting

Ao ingressar em uma modalidade equestre, uma preocupação que ronda a cabeça de qualquer pessoa é: qual o cavalo ideal? Especificamente para o Ranch Sorting, fomos conversar com Walter Garcia, proprietário do CT Estância da Mata. “Aqui, focamos e recomendamos que sejam animais fechados em linhagem de Apartação. Acima de tudo, são cavalos dotados do chamado ‘cow sense’, importante para a modalidade”.

De acordo com o criador, para efeito de teste, não há oposição a outras linhagens. “Sendo bem objetivo, ainda não tivemos animais de outras linhagens que se destacaram com o nosso treinamento”. Walter comenta que conhece outros CTs que estão se destacando com animais de linhagem de Rédeas. “Vimos ótimos resultados para os competidores, o que evidencia a ampla possibilidade que existe no Ranch Sorting como mercado para os criatórios de cavalos de maneira geral”.

Conversamos com o pessoal do CT Estância da Mata para entender melhor sobre o melhor animal para Ranch Sorting; existe o cavalo ideal?

Quando se fala em linhagem de Apartação ou Rédeas, o Quarto de Milha é uma raça amplamente utilizada. Contudo, o proprietário lembra que outras raças, como Crioulo, Árabe e Mangalarga estão se rendendo ao Ranch Sorting. “Especialmente pela integração que existe entre os criadores e seus familiares. Ou seja, desde que o cavalo tenha agilidade, rapidez e calma para se tornar um animal ‘preciso’ em pista, a modalidade terá muitos espetáculos para o publico assistir”.

Profissional x Amador

O assunto, entretanto, pode se desdobrar para outro questionamento bastante feito no meio equestre. A categoria Aberta é a que oferta mais prêmios, logo os cavalos são, em essência, preparados para se dar bem nela. Agora, quem paga a conta, eventualmente, são os amadores, os proprietários desses cavalos. E eles competem também, nesse mesmo animal preparado para o profissional.

“Com toda a certeza, é importante manter a sincronia entre o animal e o cavaleiro. Quantos não são os casos de um animal que é um fenômeno na mão de uma pessoa e não vira nada com outra. Cavalos que servem apenas para profissionais apresentarem. Em outras palavras, um ponto para se abordar com muita cautela”, reforça Walter.

Conversamos com o pessoal do CT Estância da Mata para entender melhor sobre o melhor animal para Ranch Sorting; existe o cavalo ideal?

Segundo ele, no CT Estância da Mata o assunto não é tabu. “Sempre falamos sobre isso. Quem paga a conta são os amadores e cavalos bons são os que eles ganham provas. Então, não adianta um cavalo ‘bailarino’ na mão de um treinador que o proprietário nunca montou. Ou ainda uma égua super veloz que não para na porteira com o amador. Que não sabe usar as pernas e esporas corretamente”.

Antes de mais nada, deixar o animal preparado para seu cliente é uma preocupação constante dos treinadores de Ranch Sorting. “Eles buscam por este entendimento. Mas vale lembrar que cada cavalo tem um tipo de treinamento de acordo com nível de equitação do seu proprietário. Dessa forma, todos se divertem e a modalidade continua crescendo cada vez mais!”

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Crédito das Fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Estrutura ideal para um CT de Ranch Sorting

Publicado

⠀em

Uma modalidade relativamente nova no Brasil e que cresce a cada ano, o Ranch Sorting tem algumas especificidades que podemos destacar

Uma modalidade relativamente nova no Brasil e que cresce a cada ano, o Ranch Sorting tem algumas especificidades que podemos destacar

O Ranch Sorting é um esporte que evoluiu do trabalho comum em ranchos de separar o gado em currais. Dessa forma, a pista é uma parte importante para que um centro de treinamento seja especializado na modalidade. De acordo com Walter Garcia, proprietário do CT Estância da Mata, as medidas seguem um padrão médio. “Em geral, medem de 16,5 a 18 metros de diâmetro para cada ‘bola’ e a porteira central com abertura de 3,80 a 4,20 metros”.

O formato da pista, se você nunca teve a oportunidade de ver, parece o número 8. Apesar de ser um competidor Amador, Walter é o responsável pela instalação do primeiro centro de treinamento exclusivo para a modalidade e entende das coisas. “Quanto menor for a pista, maior será a pressão que o gado exercerá na porteira. Dessa forma, a conclusão da prova fica mais difícil. Especialmente para os amadores”.

Então, se você pensa em se dedicar ao Ranch Sorting deve ter em mente também que além disso tudo o tamanho da porteira terá influência significativa. “Quanto maior for a porteira, mais difícil será a conclusão da prova, pois os bois passarão com mais facilidade”, lembra Walter.

Ademais, o dia a dia de um centro de treinamento especializado precisa ter estrutura e planejamento de treino. “Geralmente, o treinador passará os cavalos no gado três vezes na semana e fará treinos físicos nos demais dias”. Assim como em qualquer outro esporte equestre, o Ranch Sorting de alto rendimento requer cuidados especiais.  

Uma modalidade relativamente nova no Brasil e que cresce a cada ano, o Ranch Sorting tem algumas especificidades que podemos destacar

Referência

Considerada uma modalidade nova no Brasil, o Ranch Sorting não para de crescer. Inclusive, recentemente bateu recorde de inscrições em evento oficial do Quarto de Milha realizado em Barretos, na Hípica do Parque do Peão.

“Podemos afirmar que a Estância da Mata foi o primeiro Centro de Treinamento especializado em Ranch Sorting. Só para exemplificar, antes de formatamos o projeto haviam somente locais que trabalhavam com mais de uma modalidade, como por exemplo o Team Penning.  Em razão da exclusividade que temos, nosso slogan é: ‘A Casa do Ranch Sorting’!”, reforça Walter.

Segundo o proprietário, foi essa motivação que o levou a dar foco no Ranch Sorting. “Acreditávamos que o esporte cresceria muito e tivemos a oportunidade de conhecer centros de treinamento de referência aqui no Brasil e nos Estados Unidos. Sobretudo, os que são focados em uma modalidade apenas”. Ademais, por toda essa força, os animais de Ranch Sorting também são bastante valorizados no mercado.

“Em nossa experiência aqui na Estância da Mata, os cavalos ‘prontos’, para crianças, são os mais buscados pelo mercado. O que comprova que a modalidade realmente se identificou como o ‘Esporte da Família’”, finaliza.

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Crédito das Fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

2ª Prova de Ranch Sorting quebra recorde de inscritos

Publicado

⠀em

Campeonato Barretos realizou a maior prova oficializada de todos os tempos no Ranch Sorting

Contra fatos não há argumentos. Basta ver os números para entender o motivo dessa frase. De acordo com os organizadores do Campeonato Barretos, a 2ª Prova de Ranch Sorting bateu recorde: 830 inscrições. Nas categorias oficializadas pela ABQM foram 593 conjuntos. Enquanto no Tira Boi (prova aberta), registro de 237 inscritos. O evento foi realizado na pista coberta da Hípica do Parque do Peão de Barretos.

2ª Prova de Ranch Sorting quebra recorde de inscritos, realizada pelo Campeonato Barretos, a maior prova oficializada de todos os tempos
Rafael Cestari e Cats Acre, campeões Derby Aberta em dupla com Evandro Soldi e Yellow Pepto JPJ (foto de chamada)

Com o intuito de preservar a segurança e a saúde de todos os presentes, as provas ocorreram seguindo todos os protocolos de combate a Covid-19. Aliás, como tem acontecido com diversas outras provas de mesmo formato. A saber, foi obrigatório o uso de máscaras, distanciamento social e uso de álcool em gel.

Julgou a prova o juiz oficial ABQM Nei Batista. Trabalharam ainda Matheus Chocolate (locução), China (mesário), Galo Braga (apoio geral). Ademais, o evento teve transmissão ao vivo e online pela SportHorseTV.

Resultados

A premiação distribuída ultrapassou a soma de R$ 52 mil. Em síntese, os números mostram presença de 198 competidores e 280 animais.

2ª Prova de Ranch Sorting quebra recorde de inscritos, realizada pelo Campeonato Barretos, a maior prova oficializada de todos os tempos
Derby Aberta

Destaque para a classe Aberta, que contou com 109 duplas concorrentes. Os campeões foram Hendrix Whiz (Dellbell Hendrix ADW x Clone Whiz Dun It) e Holiday From Heaven (Seven From Heaven x Emerald Bayou YM). Sob condução de João Salla Neto e Wellington Siqueira dos Santos, venceram com o tempo de 31s808.

Daniel Caramoni Veloso e Luís Fernando Rosa Andrade foram os campeões da Amador. Ao todo 76 conjuntos disputaram essa categoria. Eles conduziram Sukita Zevi (Bomfim Cevi ZRC x Martina) e Miss Boon Bit (Bit Of Pepto x Miss Boon Remedy) ao marcar 31s218.

2ª Prova de Ranch Sorting quebra recorde de inscritos, realizada pelo Campeonato Barretos, a maior prova oficializada de todos os tempos
Aberta Livre

Da mesma forma, destaque para os campeões do Potro do Futuro Aberta. Para superar 33 duplas, os campeões marcaram 31s339. E foram eles Cool Acre (Abrakadabracre x Calm Coll Smooth), apresentada por Gustavo Andrade de Oliveira. E Fandy Duehickey (Smokin Duehickey X Lady Freckle HDA), por Julio César dos Reis.

No Derby Aberta 31 duplas se inscreveram. O tempo da dupla campeã foi 32s789. De Cats Acre (Abrakadabracre X Cats Dualena), apresentado por Rafael Cestari. E Yellow Pepto JJP (Boonsmal Cee Lena X CD Date), apresentado por Evandro Luís Soldi.

Resultados completos: www.seqm.com.br. A terceira prova já tem data marcada: 12 de setembro.

Colaboração: Marcelo Xavier
Crédito das fotos: SportHorseTV

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Ranch Sorting

Ricardo Schmidt se orgulha de sua trajetória no Ranch Sorting

Publicado

⠀em

Ricardo Schmidt se orgulha de sua trajetória no Ranch Sorting Competidor conversou com a nossa reportagem e contou como começou no esporte, falou dos seus cavalos e conquistas

Competidor conversou com a nossa reportagem e contou como começou no esporte, falou dos seus cavalos e conquistas

O competidor Ricardo José Schmidt nasceu e mora em Rio Claro/SP. Praticante de Ranch Sorting, ele tem seu cavalo em treinamento no Haras Luana, de propriedade do amigo Luiz Claudio Correa Contato. Na companhia de seu cavalo Bally Jay, estava atuando na temporada 2020, até que houve a paralisação por conta do novo coronavírus.

Contudo, o animal segue em treinamento de Ranch Sorting por Ricardo, enquanto o treinador do haras, João Francisco Pereira da Silva, o mantém condicionado. Entre os principais títulos do competidor na modalidade: Potro do Futuro ABQM Aberta 2012, Congresso Brasileiro ABQM, tricampeão do Campeonato Nacional ABQM, bicampeão da Copa dos Campeões ABQM e Show AQHA/ABQM.

Entre outros da ABRS, RSBR, Liga Leste, Campeonato Barretos. Ricardo também possui títulos no Team Penning, como bicampeão do Congresso Congresso Brasileiro ABQM e do Campeonato Nacional ABQM.

De acordo com ele, seu cavalo, Bally Jay, também recebeu prêmio pela AQHA, o ‘International Rookie of the Year’, em 2013, e o ‘Internacional Open High Point’, em 2018. Conversamos com Ricardo Schmidt, confira!

Ricardo Schmidt se orgulha de sua trajetória no Ranch Sorting Competidor conversou com a nossa reportagem e contou como começou no esporte, falou dos seus cavalos e conquistas

O começo de tudo

“Comecei em 2010 correndo Team Penning pela Central Paulista de TP, com os parceiros Luiz Claudio Contato e Diego Baldissera. Em princípio, montava em uma égua Paint Horse chamada Sunny Sweet JA, um animal incrível também. Ela me proporcionou muitas alegrias e conquistas, e está comigo até hoje curtindo sua aposentadoria. Naquela época, nosso treinador era o Osmir Francisco.

Foi um começo difícil, de muito aprendizado. Monto cavalo desde meus seis anos, mas nunca havia participado de competições, não tinha técnica nenhuma. Assim sendo, a Sunny foi uma professora. Devagar fomos conquistando experiência, vitórias e campeonatos. Sem falar nas amizades que o mundo do cavalo me proporcionou, muitas delas que duram até hoje!

Ricardo Schmidt se orgulha de sua trajetória no Ranch Sorting (6)

Ranch Sorting

“Fomos apresentados ao Ranch Sorting já em 2012, no Haras Luana mesmo. O Alex Saleta estava divulgando a nova modalidade e começamos a treinar. Foi paixão à primeira passada (risos). Conheci meu cavalo também no Luana, quando meu amigo Adilson Campagna estava iniciando ele no Ranch Sorting. Vi que era o animal perfeito para mim. Assim, em uma roda de amigos – o próprio Adilson, Luiz Cláudio, eu e o treinador na época Ricardo Carvalho – regada a cerveja no Congresso Brasileiro de 2012 em Avaré, fiz uma proposta e comprei o Bally.

Se eu tivesse que escolher um cavalo que mais me marcou até hoje seria como você me pedir para escolher entre dois filhos. O Bally foi o animal que mais me deu prêmios e alegrias, bem como a Sunny foi quem me ensinou quase tudo que sei no esporte. São os dois, não tem como escolher um só!”

Trajetória

“É difícil falar de minhas próprias conquistas sem parecer convencido. Mas, hoje, me considero um vitorioso dentro do Ranch Sorting! Corri praticamente 80% da minha trajetória com somente um cavalo, disputando com treinadores e proprietários que corriam com até seis. E hoje possuo um dos animais mais pontuados e mais premiados na modalidade no Brasil há tres anos.

E isso nunca seria possível sem a ajuda e o apoio de meus amigos, parceiros – em especial o Luiz Cláudio -, treinadores, colaboradores, família e sem a bênção de Deus. Considero-me uma pessoa privilegiada por tudo o que a vida me proporcionou.

Ao mesmo tempo, vivi muitas histórias e uma prova que mais me marcou, sem dúvida foi a vitória na categoria aberta do Potro do Futuro ABQM de Ranch Sorting em 2012. Meu parceiro foi o Ricardo Carvalho e, embora eu tivesse sido campeão Nacional de Team Penning como Amador Principiante três meses antes, ganhar uma premiação dessas numa prova aberta num potro foi inesquecível!

Por fim, posso dizer que o cavalo significa amizade sem igual, uma parceira que não se desfaz, significa aprendizado e respeito, e significa acima de tudo, amor!”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias de Ranch Sorting no portal Cavalus

Continue lendo

Categorias

COPYRIGHT © 2021 CAVALUS. TODOS DIREITOS RESERVADOS
ESSE SITE É PROTEGIDO PELO GOOGLE RECAPTCHA
POLÍTICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE SERVIÇO