Com a vitória, Gilson Diniz, quase 30 anos de profissão, tornou-se o maior ganhador de Potros do Futuro da Associação, com cinco vitórias desde 1990
Premiação Potro do Futuro ANCR 2017 Aberto N4. Foto: Adilson Silva/Foto Perigo

Foi de arrepiar a passada que encerrou o maior evento de Rédeas da temporada.  Sábado (19/8), o veterano e ídolo Gilson Vieira Diniz foi o último competidor a entrar em pista, após quatro dias de provas e intensa programação do ANCR Potro do Futuro, Campeonato Nacional, Copa Internúcleos, Copa Cardinal Jovem e 1° NRHA/ANCR International Cup. Com Gold Red Dunit (Reminic n Dunit x Startimes Last) ele tinha chance de desbancar os concorrentes e vencer. E foi o que aconteceu! Numa linda apresentação, não só levou o título, como marcou a maior nota do evento – 222.

“Eu sou o cara mais feliz do mundo, né? Estou muito feliz por tudo que meus filhos conquistaram nessa prova. Além do show que a Giovanna deu, o Gilson Filho provou mais ainda seu talento como treinador. Saiu de casa faz um ano, esta morando em Uberaba/MG, trabalhando no MG Horse. E estou muito orgulhoso dele ter colocado os três cavalos na final no seu primeiro ano sozinho. Ele mostrou que é capaz e que nós ainda continuamos juntos e nos ajudando.”

A tarefa poderia ser indigesta, já que quem liderava até então era seu filho, Gilson Vieira Diniz Filho. Com Walla Walla Gun, Gilsinho tinha dado um show e marcado 220,5. Mas, para a família Diniz o que importa é um ver o outro feliz. E antes mesmo da nota ser anunciada, antes mesmo do pai sair da pista, eles protagonizaram o momento mais emocionante, um abraço mais do que fraterno, de agradecimento e reconhecimento. Sensacional! Essa mesma situação aconteceu no potro do futuro de 2012. Gilsinho liderava e Gilsão terminou o evento como campeão.

“Estou muito feliz pelo meu ídolo ter ganhado esse Potro do Futuro. Como sempre digo, meu pai é o melhor, tenho uma admiração por tudo que ele conquistou, e ainda irá conquistar”, publicou Gilsinho em seu instagram logo após a final.

Giovanna Diniz e Gold Red Dunit
Foto: Adilson Silva/Foto Perigo

E a festa da família não parou por ai. Uma noite antes, em outra grande apresentação e montando o mesmo Gold Red Dunit, Giovanna Diniz, a caçulinha, sagrou-se campeã Potro do Futuro Amador, com nota 209. Um show!

“Foi um sonho”, contou Giovanna. “Todo mundo já sabia que o cavalo era muito habilidoso, já tinha ido ao Futurity Haras Dan e feito bom trabalho lá. E como era ‘O’ cavalo do meu pai, eu tinha uma responsabilidade GIGANTESCA de competir uma noite antes da final do Aberto, com o Red no Amador. A única coisa que eu pensava era que eu não podia errar nada para não atrapalhar meu pai no dia seguinte.”

O legal da história desse cavalo, ela reforça, “é que eu ganhei a cobertura do Reminic no Haras Dan 2012, ai agora eu apresento o cavalo no Potro do Futuro e ganho. E além de eu ganhar, meu pai também ganha. Então eu me sinto um pouquinho responsável por essa conquista.” Para a jovem campeã, o Potro do Futuro é a prova mais legal de ganhar. “Ainda mais agora, correndo a noite, cheio de público, super valorizado, a ANCR está investindo muito. E meu sonho é ser multicampeã no PF, igual meu pai!!!”

Esse foi o quinto título de Potro do Futuro ANCR do Gilsão e o segundo de Giovanna. Somando o do Gilsinho, a família contabiliza oito no total pela Associação. E a felicidade se estendeu a todos que viram de perto ou que estavam em casa. Foi uma comoção geral!

E o que falar do pódio feminino no Potro do Futuro Amador Nível 4? Giovanna ficou em primeiro, tento Joana Azevedo como reservada, com Hickory Whiz Dun It, e Karoline Rodrigues em terceiro, com Spin Like A Dancer. Amigas, lindas e queridas por todos, comemoraram muito esse título juntas. Foi o primeiro PF com três mulheres nas primeiras posições.

Pódio Campeonato Nacional Amador N4
Foto: Adilson Silva/Foto Perigo

Pelo Campeonato Nacional, que é uma espécie de final, após todos os Núcleos Regionais realizarem e classificarem seus competidores durante o ano hípico 2016/2017, o resultado na Aberta Nível 4 foi de empate. Dividiram o título o Quarto de Milha Custom Whiz Kid, apresentado por Paulo Koury Neto, e o Crioulo F5 Licurgo do Tapajós, apresentado por Roberto Jou, ambos com nota 220.

No Amador Nível 4, a vitória foi de Gunner Chexy e Jefferson Butti Abbud, do Haras Sacramento, com 215 pontos. As disputas aconteceram também nas categorias Aberta Níveis 3 e 2, Aberta e Amador Principiante Nível 1, Copa Cardinal Jovem e Jovem 10, e ainda Copa Internúcleos.

Lenda do MMA venceu desafio de Rédeas em Avaré!
Rodrigo Minotauro aprendeu a montar aos três anos. Por conta de seus compromissos profissionais, morou fora do Brasil, inclusive, e voltou a ter contato com cavalos quando conheceu a Rédeas, há pouco mais de um ano. Ele treina regularmente com Roberto Jou e competiu de forma oficial em uma das etapas do campeonato Gaúcho meses atrás.

Pedro Rizzo e Rodrigo Minotauro.
Foto: Verônica Formigoni

Aceitou o convite de ir a Avaré para um super Desafio de Celebridades. Na noite de sexta (18), ele entrou em pista contra seu amigo, o também lutador de MMA Pedro Rizzo. Vitória pra Minotauro! Rizzo teve apenas nove treinos antes do desafio, enquanto Minotauro já vem treinando há um bom tempo.

“Eu aprendi a montar antes de aprender a lutar. Sou apaixonado, hoje tenho oito cavalos. E também sou apaixonado por competição e quando me aposentei dos octógonos, me voltei para a Rédeas como esporte. Imagine você guiar um animal tão sensível como o cavalo, impondo o mínimo de comando, usando as pernas e não as mãos. É sensacional”, disse ele após a conquista à nossa reportagem.

Pedro Rizzo também adorou a experiência e ainda mais estando ao lado de um grande amigo. “Estou muito feliz, foi muito gratificante e emocionante. Fui muito bem recebido, consegui treinar um pouco, fiz o percurso, errei no spin, mas faz parte. Foi muito bacana”, contou ele que teve Gilsinho Diniz como coach.

João Marcos (Diretor Internacional ANCR) e Francisco Moura (Presidente ANCR) entregam a premiação
aos desafiantes! Foto: Adilson Silva/Foto Perigo

A presença deles no evento não só engrandeceu a programação, como chamou atenção de toda a mídia nacional, uma vitrine importante para o nosso esporte.

International Cup

International Cup – Equipes
Foto: Adilson Silva/Foto Perigo

Cavaleiros e amazonas de Brasil, Japão, Argentina, Estados Unidos, Chile, Paraguai e Uruguai estiveram em Avaré para a disputa do 1° NRHA/ANCR Internacional Cup de Rédeas, uma iniciativa do diretor Internacional João Marcos de Arruda Pires, que luta bravamente pela Rédeas mundo afora.

“João Marcos fez um trabalho muito forte junto à National Reining Horse Association (NRHA) e demais entidades pelo mundo para que fôssemos sede dessa competição inédita. Foi uma oportunidade ímpar vermos de perto os melhores competidores do mundo em ação. E também mais uma marco para a Rédeas do Brasil, que vem somando forças ano a ano” comentou o presidente da ANCR, Francisco Moura.

As provas, disputadas na Aberta e Amador, com um representante de cada país em cada categoria, aconteceram no sábado (19), com transmissão para todo mundo através do site e youtube da ANCR. E ainda houve premiação por equipes também. Ao todo, R$ 27 mil em prêmios só para esta categoria.

Resultados:
Aberto:
1º – Brian Bell (EUA)
2º – Nestor Leguizamon (ARG)
3º – Marcelo Almeida (BRA)
Amador
1º – Shelby Burke (EUA)
2º – Anne Chiara Neufeld (PAR)
3º – Ana Cristina Benevides (BRA)
Equipes
1º – EUA
2º – Paraguai
3º – Brasil

Franco Bertolani e Brian Bell.
Foto Divulgação ANCR

Ainda fez parte da programação um workshop gratuito de Rédeas, ministrado pelo brasileiro Franco Bertolani e pelo americano Brian Bell, que abordou diversas técnicas de manobras, como círculo, spin, troca de mão, esbarro, recuo, rollback, rundown e parada, fornecendo ainda dicas de como realizá-las da melhor forma. Na tarde de sábado, aconteceu o 2° Leilão ANCR, transmitido pela IprimeTV e tendo a WV como leiloeira responsável. Liquidez com os 12 lotes vendidos, média de R$ 17.650,00 e faturamento geral, segundo a leiloeira, de R$ 211.800,00. Encerrando esse evento com ‘chave de ouro’, uma grande confraternização ao som de Rodrigo Haddad e Pure Country Band no restaurante Tia Lucia.

As provas aconteceram no Parque de Exposições Dr. Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP, de 16 a 19 de agosto. Segundo a Associação, foram registrados 197 inscritos e a premiação total foi de mais de R$ 200 mi. A ANCR se prepara agora para dar início as seletivas que classificarão a equipe brasileira de Rédeas para os Jogos Equestres Mundiais 2018!

Outras informações e os resultados completos das provas: www.ancr.org.br.

Por Luciana Omena

Escreva um comentário