O maior evento do ano da ANCR será realizado em Avaré e começa hoje

As vésperas do maior evento da modalidade Rédeas no Brasil – Potro do Futuro ANCR – a ansiedade aumenta. A gente sabe que muitos atletas, de várias modalidades, e vários esportes, têm uma crença especial, um ritual antes de cada prova, e suas superstições.

Muita gente repete algumas coisas, já que da primeira vez deu certo, né, para que arriscar. No caso da Rédeas, tem quem aqueça o cavalo sempre na mesma ordem de manobras, usa os mesmos itens pessoas, como camisa e roupas íntimas, até os mesmos equipamentos, como manta, e o horário de pegar o cavalo para aquecer são mantidos para que o universo conspire a favor.

 Um dos mais vencedores da modalidade Shawn Flarida, por exemplo, tem sua camisa da sorte, a verde. Pode olhar as fotos das suas maiores vitórias. Outro que também coleciona milhões em ganhos, Andrea Fappani disse que já tentou usar sempre camisa vermelha, mas não rolou. Ele é bastante supersticioso, tem alguns itens da sorte. Mas usar vermelho está descartado.

Karoline Rodrigues, que compete pela Amador e está preparando Top Tag Chex para tentar o titulo de Potro do Futuro, “se faço uma vez de um jeito e dá certo, vou repetindo. Não tenho tanto isso com camisa, mas meia e roupa íntima sim”. Disputando na Amador também, Giovanna Diniz, que irá montar o mesmo cavalo que o pai no PF, Hollywood Smokingun, conta que um ritual é rezar.

Potro do Futuro de Rédeas
Gilsão e Giovanna Diniz

“Eu rezo muito! É a única coisa que eu faço de ‘ritual’. E também penso basicamente 100% no meu percurso. Penso muito no que tenho que fazer lá dentro! Não fico muito de conversa, tento me concentrar bastante”. Ganhador de cinco títulos de Potro do Futuro na ANCR, Gilson Diniz tem um ritual de ele mesmo colocar as caneleiras, cloches, skid boots, e apertar a barrigueira.

“Eu gosto de fazer tudo, prefiro preparar e equipar o cavalo eu mesmo antes de cada prova. Também me concentro e rezo”, conta Gilsão. “E quem faz o ‘groom’ dos cavalos do meu pai, sou sempre eu. Outro ritual! Eu escovo, limpo, e preparo para entrar em pista bem lindo (risos)”, complementa Gioavanna.

Dono de quatro títulos de Potro do Futuro, Marcelo Almeida também segue um ritual para levar sorte à competição. “Assim que sai a ordem de entrada da classificatória, eu monto sempre o cavalo no horário que vai ser sua prova”. A primeira classificatória terá 81 cavalos na disputa, três de Marcelinho, Whiz N Tag Dunit, So Much Colonels e Just In Hollygun QR.

Mesmo com anos de profissão e muitas provas no currículo, assim como vitórias, João Felipe Lacerda ainda fica com aquele friozinho na barriga. Nesse PF Aberta ele entrará em pista com Shinning Tag, Bambam’s Little Gun, Galactic Tag e My Lucky Gun. “Já tive ritual de camisa, mas não tenho mais. Hoje em dia, acho que nem é um ritual, mas a única coisa que eu faço é dar uma respirada funda, pois fico com muito frio na barriga antes de entrar”.

Há quem use o ritual mais como um reforço mental positivo. Gilsinho Diniz faz uma oração e pensa em todo o trabalho de meses com os potros e se imagina vencendo a prova. “Eu penso que trabalhei muito e aquele é o momento de mostrar quem sou eu e meu cavalo”. Campeão do PF Aberta e também do Campeonato Nacional ano passado, ele apresenta em 2019 Quenia Blue, Shinning Probability e Young Tag Dan esse ano.

Potro do Futuro de Rédeas
Além dos importantes Potro do Futuro, Campeonato Nacional e Copa Internúcleos, ANCR fará uma Prova Internacional nas categorias Aberta e Amador

“Antes de entrar em sempre faço o sinal da cruz, quando entro e quando saio. Nenhuma superstição mais complexa (risos). A única coisa que eu faço, nos treinamentos antes da prova, é anotar algumas particularidades do cavalo que vou competir para fixar e nunca esquecer”, conta Antonio Brocker Junqueira, que tentará o título do PF Amador com Sun Light Dunit.

Outro ritual que podemos ver nas pistas de aquecimento é o da concentração. Como conta Marcus Antonio Pereira Junior, do Haras Sacramento. “Não sou supersticioso, só gosto de ficar sozinho e me concentrar. Entro no meu mundo, não vejo nada mais”. Kinzin tem pela frente o desafio com Blue Eyes For Wanda na Aberta. O mesmo para o titular do Sacramento, Jefferson Butti Abbud, que apresenta Lack Boy na Amador. “Não tenho rituais, mas se estou com um cavalo ‘muito bom’, a tensão aumenta”.

O evento

Abrindo o ano hípico 2019/2020, a Associação Nacional do Cavalo de Rédeas promove a partir de hoje, 13 de agosto, até o próximo sábado, 17 de agosto, no Parque de Exposições Dr. Fernando Cruz Pimentel, em Avaré/SP, o Potro do Futuro e o Campeonato Nacional de Rédeas. Na programação ainda Copa Internúcleos e da I ANCR International Open – prova internacional que contará com a presença de outros países e com o apoio da NRHA.

O também comemorará os 30 anos de fundação da ANCR e contará com premiação especial. Além de um anel de ouro cravejado com diamantes, avaliado em R$ 50 mil, que será ofertado pelo Haras Retiro Velho ao campeão Potro do Futuro N4 Aberta. O Cardinal Ranch promove ao campeão do Potro do Futuro Amador um trailer com capacidade para dois cavalos.

Potro do Futuro de Rédeas
O evento vai contar com Praça de alimentação; estandes de lojas de roupas e produtos equestres, grife ANCR, camarotes e arquibancadas e uma megaestrutura

O 30° ANCR Potro do Futuro de Rédeas é exclusivo para animais da geração 2015, nascidos entre 01/07/2015 e 30/06/2016; o 28° ANCR Campeonato Nacional de Rédeas e a 10° Copa Internúcleos ANCR são destinados a animais de qualquer idade hípica, devidamente pré-classificados nos núcleos afiliados da ANCR.

Já a Prova Livre – I ANCR International Open – está destinada a cavalos de qualquer idade, mesmo aqueles que não foram nominados. O julgamento ficará a cargo de cinco juízes estrangeiros, sendo três norte-americanos e dois europeus, e os juízes brasileiros acompanharão de scribers.

Programação:

Terça-feira, dia 13
8h – classificatória Potro do Futuro Aberta N2, N3 e N4
Quarta-feira, dia 14
18h – Campeonato Nacional Aberta N1
19h30 – Campeonato Nacional e Copa Internúcleos Aberta N2, N3 e N4
Quinta-feira, dia 15
8h – Repescagem Potro do Futuro Aberta N2, N3 e N4
15h30 – Assembleia Geral Ordinária
19h – II Prova Livre Aberta – I ANCR International Open Aberta
Sexta-feira, dia 16
8h – Treino pago
13h – Sorteio da ordem de entrada para a final do Potro do Futuro Aberta N2, N3 e N4
15h – II Prova Livre Amador
18h – Abertura oficial
19h – Potro do Futuro Amador N 2, 3 e 4
Sábado, dia 17
8h – Campeonato Nacional e Copa Internúcleos Amador N2, N3 e N4
Na sequência – Campeonato Nacional Amador N1
A seguir – Categoria Jovem 10 e Categoria Jovem 13 e Jovem 15
14h – 3º Leilão ANCR
17h – Apresentação da Nova Geração da Rédeas
18h30 – Final Potro do Futuro Aberta N2 e N3
20h – Final do Potro do Futuro Aberta N4
No encerramento, confraternização com show country d e Rodrigo Haddad

Quem estiver por lá poderá contar com uma megaestrutura que vem sendo montada há alguns anos. Praça de alimentação com food trucks variados; restaurante Tia Lúcia em frente a Pista 2, além do Café Cowboy e do Café Manacá ao lado dos estandes; estandes de lojas de roupas e produtos equestres, grife ANCR, camarotes e arquibancadas. Para a tranquilidade dos pais também haverá um espaço reservado para as crianças se divertirem de sexta a sábado.

E ainda depois de todas essas emoções, no domingo, dia 18 de agosto, o já tradiconal Open House dos haras e centros de treinamentos da região. Ainda, domingo e segunda, a ANCR promoverá um workshop para os juízes brasileiros atualmente habilitados. O também curso é aberto para quem tiver interesse em se tornar juiz. As provas serão transmitidas pelo site da ANCR e qualquer outra informação ancr.org.br.

Por Luciana Omena
Colaboração: Assessoria de Imprensa ANCR
Fotos: Adilson Silva/Foto Perigo