Como aconteceu nos últimos anos, o último dia da Expoagro foi dedicado à família, com portões abertos ao público

A Expoagro Guaxupé, em sua 45ª edição, aconteceu de 5 a 14 de julho com muitas atrações no Parque de Exposições Dr. Geraldo Souza Ribeiro. A principal atração do segundo final de semana, como já é tradição, foi o show de montarias na arena, com a definição dos grandes campeões deste ano. Além dos atletas de montarias em touros, a modalidade três tambores também entrou em cena.

Com etapa da Ekip Rozeta, 30 competidores começaram na quinta, 11 de julho, o primeiro round da disputa. A fivela de campeão de Guaxupé está entre uma das mais desejadas do circuito de rodeios no Brasil. O rodeio já é tradição na segunda semana de festa e reúne destacados competidores enfrentando os mais difíceis touros.

os títulos do rodeio de Guaxupé
Recinto lotado

Chegando cedo para garantir lugar na arquibancada, o público não arredou o pé até que as últimas montarias fossem realizadas. Na arquibancada, como era o domingo da família, podia-se ver muitas crianças conferindo as disputas finais. O cerimonial de abertura teve início às 20h com bandeiras em pista, apresentação dos finalistas e dos profissionais da arena.

A final do rodeio em touros, válida pela 37ª etapa Ekip Rozeta, foi atração final na arena. Houve a apresentação dos dez competidores que estavam muito pareados em pontuação. Enfrentando os difíceis touros, metade deles pontuou. Bruno Roberto da Silva, de Restinga/SP, se tornou campeão de Guaxupé após marcar a maior nota de todo o rodeio.

os títulos do rodeio de Guaxupé
Campeão do rodeio em Touros

Foram 89,25 pontos no touro Asa Delta (Cia João Eduardo). Chegando à final na terceira colocação ele totalizou 344,50 pontos e superou os concorrentes. O segundo lugar ficou para Felipe Furlan, de Sales Oliveira/SP, com 335,50 pontos; seguido por Diego Henrique Vieira, de Piratininga/SP, em terceiro, com 331,25 pontos.

A primeira decisão da noite aconteceu na modalidade feminina do rodeio, os três tambores, categoria Jovem. Com locução de Joseph Prado, três competidoras disputaram o título de Guaxupé e as duas primeiras que se apresentaram derrubaram um tambor, ficando mais fácil para a líder garantir o título.

os títulos do rodeio de Guaxupé
Emanuelli Caldeira Lima da Silva

Emanuelli Caldeira Lima da Silva, de São José do Rio Pardo/SP, montando Hobby Dust marcou 14s646. Com a menor somatória da competição – 29s447 – levou a fivela de campeã deste ano. Entre as competidoras da categoria Feminina, Lívia Helena da Costa (foto), de Vargem Grande do Sul/SP, fez o menor tempo da noite. No total, 25 competidoras entraram na disputa.

Ela marcou 14s648 na final para tornar-se campeã da Expoagro Guaxupé em 2019. “Só tenho que agradecer primeiro a Deus, o meu treinador Bruno, o meu cavalo que nunca me deixa na mão, e o apoio da minha família”. Ela somou 44s143. O segundo lugar ficou para Lara Bonani, de Araraquara/SP, 44s267. Ficando em terceiro Emanuelli Caldeira, mais uma vez no pódio, 44s350. As provas foram organizadas pela MZ Eventos Equestres.

os títulos do rodeio de Guaxupé
Premiação

A novidade este ano foi a volta do Desafio do Bem, que aconteceu no sábado, 13, em prol do Hospital de Câncer de Passos. A montaria foi entre líder do rodeio no dia e o touro mais difícil, motivando empresários e o público em geral a fazerem suas doações. O competidor Marcos Érico da Silva, de Juína/MT, enfrentou o touro Nacional, do Grupo Pera, e levou a melhor, vencendo a disputa. O total arrecadado ainda não foi divulgado.

Após as competições, o pódio montado na arena recebeu os campeões para a diretoria da Expoagro entregar as premiações em pista, enquanto o show pirotécnico estava sendo montado na arena, para finalizar a festa com chave de ouro e um belo espetáculo.

Marque na agenda a data de 2020: 3 a 12 de julho! Outras informações e resultados completos: www.expoagroguaxupe.com.br | Instagram: @expoagro.guaxupe | Facebook: fb.com/expoagroguaxupe.

Colaboração: Susi Freitas
Fotos: André Monteiro/Expoagro Guaxupé e Cedidas