Três Tambores & Seis Balizas

Bate papo com Mario Garcia da Costa Filho!

Publicado

⠀em

O investimento nos Três Tambores começou devido ao interesse e empenho das filhas no esporte, aliando negócio à paixão por cavalos!

 O criador cresceu no meio rural e o contato com os cavalos sempre fez parte de sua vida.  Há 43 anos cria cavalos, tendo iniciado seu plantel com a raça Mangalarga Paulista. Em 1999, deu outro rumo à criação, após as filhas Amanda e Priscila se encantarem pela modalidade Três Tambores, partindo então para a raça Quarto Milha.

Mario Garcia da Costa Filho
Foto: Cedida

Vendo o empenho das filhas no esporte, Mário Garcia da Costa Filho montou um haras com o nome em homenagem a santa de sua devoção, o Haras Nossa Senhora Aparecida, em Guaíra, interior de São Paulo, perto de Barretos onde elas treinavam. A partir de então, começou a investir em animais de grande qualidade genética, tendo hoje como destaque do seu plantel o garanhão importado Mr. Ta Fame.

Confira nossa conversa com ele!

Portal Cavalus: Como iniciou no meio equestre?

Mário Garcia: Desde a minha infância tenho contato com cavalos, porque fui criado no meio rural lidando com gado e cavalos. Conforme fui crescendo, fui me apaixonando pela criação de equinos, começando a minha criação da raça Mangalarga Paulista no ano de 1970. E em 1999, minhas filhas viram uma prova de três tambores e tiveram interesse pela modalidade e a partir daí elas começaram a treinar em Barretos. Foi quando comecei a pensar em criar cavalos Quarto de Milha.

 

PC: Como foi idealizar o Haras Nossa Senhora Aparecida?

MG: Já que minhas filhas estavam treinando em Barretos, então resolvi montar um haras em Guaíra, próximo a minha casa para evitar que elas ficassem viajando para treinar. E comecei adquirir algumas matrizes da raça Quarto de Milha, pois é uma raça versátil e muito dócil. Sendo assim, com a minha paixão pela criação e a paixão das minhas filhas pelo esporte, resolvemos montar o Haras Nossa Senhora Aparecida, em agradecimento e devoção a santa.

 

PC: Como foi para a formação do plantel do Haras?

MG: Comecei adquirindo um potro de sete meses, de criação da King Ranch do Brasil que hoje é um dos meus garanhões, o Dr Success. Juntamente com ele, adquiri algumas potras e algumas matrizes de outros criadores, como filhas de Sanjay, That Dandy Doc, Doc Gamay, El Zorrero e Mr Jay Bee Dee. Começando assim, a formação do meu plantel, que a princípio era só linhagem de trabalho e de alguns anos para cá adquirimos alguns animais da linhagem de corrida.

 

PC: O principal garanhão do Haras Nossa Senhora Aparecida é o Mr. Ta Fame, como foi para adquiri-lo?

MG: O adquirimos nos Estados Unidos no final de 2006 e o trouxemos para o Brasil no final de 2007. Tenho um amigo que mora nos Estados Unidos, o Murilo Mundin, e conversei com ele para procurar um filho do Dash Ta fame, tordilho, com uma boa morfologia e genética materna, e depois de muita procura e negociação, conseguimos adquirir o Mr Ta Fame, que hoje é o destaque entre os nossos garanhões.

 

PC: Quais os animais de destaque do Haras?

MG: Com a graça de DEUS e NOSSA SENHORA APARECIDA, temos vários animais de destaque nos três tambores dentro do haras, como as éguas Twist Ta Fame, The Easy Side, River Card Dash, Candy Fast Times, Miss Hickory Olena, os castrados Kings Leo e Aquiles Ta Fame e os garanhões Instant Success, Wild Card Dash e Dr Success.

 

PC: Quantos animais têm em competição no Haras Nossa Senhora Aparecida?

MG: Atualmente temos 18 animais competindo, treinados por José Junior Filho. O conhecemos em 2007 e desde então ele é o treinador do Haras. Ele deu muito certo com os nossos animais e com muito trabalho e dedicação ele está trazendo excelentes resultados para o Haras.

 

PC: Quais os principais títulos do Haras Nossa Senhora Aparecida?

MG: Graças a Deus e Nossa Senhora Aparecida já conseguimos títulos importantes, como: campeão do Congresso ABQM, campeão do Campeonato Nacional ABQM, campeão da Copa dos Campeões ABQM, campeão do Campeonato NBQM Aberta Junior 2012, campeão do Campeonato NQMRP Aberta Senior 2011, campeão  da Prova Corpus Christy Tira Teima 2012,campeão Prova Four Friends, 3 vezes campeão Copa Barretos, 3 vezes campeão Estância Ferradura, campeão  do 1º Show Horse Novo Horizonte, campeão 2ª Prova Rancho Mariana,  2 vezes reservado campeão Nacional. E as meninas também têm alguns títulos em rodeios como: Guaíra, Guapiaçu, Uberaba, Colina, Jardinópolis, Buritama, entre outros.

 

PC: Qual título o Haras Nossa Senhora Aparecida mais almeja?

MG: Almejo o título de Campeão do Potro do Futuro ABQM, com potros da minha criação.

 

PC: Como pai e grande incentivador de suas filhas, como se sente quando as vê em pista?

MG: Sinto um misto de orgulho com adrenalina e satisfação. Desde que elas viram a prova dos três tambores e me pediram para treinar três eu as incentivei da melhor forma possível.

 

PC: Em sua opinião quais os principais desafios enfrentados no meio das competições?

MG: Existem vários desafios, como mão de obra qualificada em geral dentro do haras, as pistas estão melhorando, mas antes eram muito desiguais. A questão do antidoping, que em minha opinião todas as provas oficiais pela ABQM deveriam ter e serem pontuadas, tudo isso valorizaria muito mais a raça e os animais que nelas competem.

Por Verônica Formigoni

Três Tambores & Seis Balizas

3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores é concluída com sucesso

Organizadores agradecem a todos que participaram e contribuíram para o êxito de mais uma etapa

Publicado

⠀em

Organizadores agradecem a todos que participaram e contribuíram para o êxito de mais uma etapa

Realizada entre os dias 29 de abril e 1º de maio, a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores mostrou que mesmo em tempos difíceis é possível fazer uma prova equestre de alto nível. Seguindo todos os protocolos de segurança e sem a presença do público, a etapa que havia sido remarcada, agitou o Haras NSG, em São Pedro (SP).

Como resultado deste sucesso, a terceira etapa teve 1.773 inscrições e 533 animais no evento, com uma premiação de R$ 94.365,00.

“Em meio a momentos difíceis tivemos a coragem de realizar uma prova equestre de alto nível com a responsabilidade de manter o distanciamento social e a segurança de todos os competidores presentes, cumprindo à risca o protocolo de segurança COVID 19”, destaca o proprietário do Haras NSG, Alexandre Monteiro.

Inovação

Com o intuito de todos prestigiarem a competição, mesmo sem permissão para a entrada do público, a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores contou um uma inovação: transmissão ao vivo pela Rodeio Play.

De acordo com Peterson Cássio, gerente de marketing e eventos do Haras NSG, foram mais de 50 mil visualizações, com uma locução empolgante, comentários técnicos, entrevistas e abertura das finais emocionante que são alguns dos diferenciais da Copa Wrangler Haras NSG.

 

Organizadores agradecem a todos que participaram e contribuíram para o êxito da 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG, com 1.773 inscritos.
Alexandre Monteiro, proprietário do Haras NSG, fazendo a entrega da moto

Destaques

Antes de mais nada, vale destacar que a etapa contou com 21 tempos na casa dos 16 segundos e mais 19 tempos na casa dos 17,0 segundos, isso apenas na terceira etapa, dados que reafirmam que o Haras NSG possui uma pista rápida e em constante evolução e melhoramento.

O destaque ficou com Caroline Rugolo campeã na categoria Amador na sela de God Given Fame HR com o tempo de 16s696 ficando a dois milésimos de bater o atual recorde da pista que é de 16s694 (Patrick de Castro).

Pela Final Feminina, Barbara Velozo Morais, fez o tempo de 16s337 acompanhada de Fost 36 HRZ, conquistando assim o primeiro lugar da categoria na pista reduzida.

Em primeiro lugar, pela Aberta Masculina, Anderson da Silva Bezerra, na sela de Alestte Zorrero, teve o cronômetro marcando 16s992.

A saber, uma das categorias que vem conquistando os competidores, a Amador Masculino, teve em seu primeiro lugar Thomaz Menendez Martin Calvino, que acompanhado de Paris Fly LW, alcançou o tempo de 17s478.

O conjunto Julia Simões e Playboy High, conquistaram o primeiro lugar na Final Mirim, concluindo o percurso com 17s473. André Guilherme Marcon Morganti com Dakar Red MBFN foi o destaque na Final Jovem, com 17s199.

Organizadores agradecem a todos que participaram e contribuíram para o êxito da 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG, com 1.773 inscritos.
3ª Etapa contou com uma premiação de R$ 94.365,00, organizadores aguardam a próxima etapa, que sem dúvidas nenhuma, será mais um sucesso – Foto: Dani Venturini

Agradecimentos

O Haras NSG agradece a participação de todos e aos patrocinadores Wrangler, Botupharma, Equitech, Vale Rações, Stecar America, RAM, Rastelo DellaRosa, Rodeio Play e Nutrivet que acreditaram no projeto.

E a próxima etapa já tem data marcada: de 10 a 12 de junho o Haras NSG vai ser palco de uma rodada da copa que já é sucesso entre os competidores.

Por Heloísa Alves
Crédito das fotos: Divulgação/Haras NSG/Daniela Venturini/ Rene Paciullo

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

ANTT confirma Barrel Show para o começo de maio

Prova seguirá todos os protocolos e o público assistirá tudo através de plataformas on-line

Publicado

⠀em

A ANTT – Associação Nacional dos Três Tambores confirmou a realização do ANTT Barrel Show 2021 entre os dias 5 e 8 de maio. O evento, originalmente agendado para janeiro,  teve de ser adiado devido às restrições impostas pelo decreto estadual de combate ao coronavírus. Dessa forma, acontece no Haras Raphaela, em Tietê/SP.

Desde o adiamento, então, foram três meses de muita expectativa. Antes de mais nada, a ANTT não mediu esforços para viabilizar a realização do evento. “Acompanhamos semanalmente as ações do governo e estamos felizes por poder anunciar esta data. Trabalhamos para realizar essa prova da forma mais segura possível, seguindo os protocolos que desenvolvemos. Contando, sobretudo, com a colaboração de todos”, declara Flávia Cajé, presidente da ANTT.

Para o público assistir de casa, o ANTT Barrel Show terá cobertura em tempo integral de todas as categorias nas plataformas do Brasil Rural TV. Assim como pelo canal oficial da ANTT no YouTube, o ‘Estrelas da ANTT’. Assim como já se tornou padrão nas transmissões da ANTT, a cobertura será feita com muita informação e sem deixar de lado nenhum detalhe das competições, levando ao público de casa uma experiência única.

Destaques do 2° ANTT Barrel Show

Em sua segunda edição, o ANTT Barrel Show é uma prova com organização própria da entidade e será válido como a 5ª etapa da temporada 2020/2021 do Circuito RAM Rodeo ANTT. Lançado pela ANTT no ano passado, o evento apresentou um novo conceito em competições levando para uma pista oficial toda a emoção das provas realizadas em arenas de rodeio.

“Este é um projeto que desenvolvemos durante anos e colocamos em prática com grande sucesso no ano passado. Para 2021, com a nova realidade que vivemos devido a pandemia, tivemos que readequá-lo. Mas também nos empenhamos em realizar melhorias em diversos aspectos. Queremos fazer esta edição ainda mais especial que a primeira”, completa Flávia Cajé.

Da mesma forma que as demais etapas realizadas pela ANTT em 2020, quando foi pioneira em realizar provas durante a pandemia, o ANTT Barrel Show seguirá diversos protocolos de saúde para evitar a propagação e o contágio do vírus.

Entre os protocolos estão a aferição da temperatura na entrada do recinto. E ainda distanciamento, higienização de locais comuns, uso de equipamentos de proteção pessoal. Os competidores também agendarão as passadas para evitar aglomerações em volta da arena, entre outras.

ANTT Barrel Show  seguirá todos os protocolos e o público assistirá tudo através de plataformas on-line do Brasil Rural TV e da associação
ANTT para todas as idades

Novidades

Entre as principais novidades da edição deste ano está a premiação. Terá um aumento significativo em relação ao ano anterior. O total para todas as categorias já está garantido em mais de  R$ 150 mil. Somente na categoria Feminino, serão distribuídos mais de R$ 35 mil em prêmios. Com toda a certeza, outra marca importante para a modalidade, que deve consolidar ainda mais a principal categoria da ANTT.

Outra novidade será a inclusão da categoria Amador Masculino. Lançada recentemente, tem como objetivo incentivar e fomentar ainda mais a modalidade entre os homens. Ao todo, portanto, serão pelo menos 21 categorias. E elas contarão com competidores e competidoras de todas as idades, desde crianças e principiantes, até as principais estrelas do Três Tambores no Brasil.

Além das categorias Feminino e Mirim, que serão válidas como ‘Etapa Cheia’ para o ranking do Circuito RAM Rodeo ANTT, também serão realizadas as categorias GP ABQM, Aberta Senior, Aberta Junior, Jovem A, B e C, Amador, Amador Master, Amador Light, Amador Principiante, Cavalo Iniciante, Potro do Futuro, Profissional Light, Kids, Jovem Principiante, Junior Principiante, Amador Masculino, Tira-teima e Paratleta.

As inscrições para todas as categorias, bem como as reservas de baias, já estão abertas e podem ser feitas através do www.sgpsistema.com. Todas a informações: www.antt.org.br. Fique por dentro: https://www.instagram.com/estrelasdaantt/.

Colaboração: Agência PrimeComm
Crédito das fotos: Divulgação/Lucas Campos

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Vem aí a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores

Anteriormente, a prova precisou ser adiada por causa da pandemia e agora remarcada para acontecer de 29 de abril a 1º de maio, em São Pedro/SP

Publicado

⠀em

Preparem as máquinas! Afinal, vem aí a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores. Inicialmente, as disputas estavam marcadas para acontecerem no início de abril. Contudo, por causa do agravamento da pandemia da Covid-19 no Estado de São Paulo, o evento foi adiado visando a segurança de todos.

Agora, seguindo todos os protocolos de segurança e sem a presença do público, a etapa foi remarcada. Sendo assim, as disputas – oficializadas pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM) – acontecem de 29 de abril a 1º de maio, no Haras NSG, em São Pedro/SP.

“Temos um reencontro marcado seguindo todos os protocolos de segurança. Tudo para gerar maior segurança para os competidores, com distanciamento social, uso de máscara facial e distribuição de álcool em gel pelo recinto”, frisa o gerente de marketing e eventos do Haras NSG, Peterson da Silva.

Como não será permitida a entrada do público, Peterson frisa que o evento contará com transmissão ao vivo pela Rodeio Play.

2ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG registrou 1.178 inscrições – Foto: Divulgação

Premiação da 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG

Ao todo, a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG distribuirá mais de R$ 100 mil em prêmios, incluindo duas motos 0 km. Sendo, portanto, uma para a campeã do Feminino e outra para o campeão da categoria Tira Teima, que ainda terá premiação em dinheiro até o 5D.

Além disso, a prova terá novamente duas premiações especiais. A primeira delas é para o conjunto que bater o recorde da pista do Haras NSG, que é de 16s694 (Patrick de Castro na sela de A French Lady), e, assim, ganhará um vale compras de R$ 2 mil da Wrangler.

Depois, a segunda premiação especial será para o conjunto que conseguir bater o recorde mundial de Três Tambores, que é de 16s374 (de Sidnei Júnior na sela de Game Boy EK). Quem conquistar esse feito leva para casa uma premiação extra de R$ 30 mil do Haras NSG. Ademais, a Wrangler irá coroar essa premiação com um ano de patrocínio da marca para o novo recordista mundial.

O Haras NSG agradece e ressalta a importância de seus patrocinadores: Wrangler, Botupharma, Stecar América RAM, Classic Equitech, Vale Rações, Nutrivet, Rodeio Play, Loja Western, Fazenda São José, Heliovet

Por fim, outras informações sobre a Copa Wrangler podem ser obtidas com a Flávia Cajé, presidente da ANTT e organizadora da prova, pelo telefone (17) 98112-7669.

 Haras NSG possui uma infraestrutura jamais vista antes no país, com a finalidade de proporcionar uma experiência única durante os eventos no complexo – Foto: Divulgação

LEIA TAMBÉM

Faça a sua prova no Haras NSG!

O Haras NSG tem a pista revelação de 2020, sendo considerada uma das melhores estruturas do país para abrigar provas e eventos. Quer fazer a sua prova no Haras NSG? Então, entre em contato e faça sua cotação 

Instagram: @harasnsg | WhatsApp: (19) 99966-8398  | Site: https://nsg.kidigital.com.br/

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Haras NSG/Daniela Venturini

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Flávia Cajé divide seu tempo entre 4 frentes de trabalho

Ela começou competindo em Team Penning e Três Tambores e agora atua com produção de feno, em seu haras, na gerência da ANTT e com organização de provas

Publicado

⠀em

Flávia Dias Cajé, 32 anos, é paulistana, mas desde criança mora em Barretos/SP. Formada em Zootecnia, com especialização em Administração de Empresas e Coaching, uma das suas frentes de atuação no meio do cavalo é na propriedade da família, onde mora, no Rancho Santa Fé, em Barretos. Longe das pistas como competidora, atua em quatro frentes hoje em dia.

Ao lado do marido Ricardo, ela toca um negócio de produção de feno, em Frutal/MG. Flávia Cajé ainda divide seu tempo entre a gerência da Associação Nacional dos Três Tambores e organização de provas. Sem contar os cuidados com a filha Julia, de 2 anos e 9 meses. Por esse trabalho com eventos equestres, ela se envolve ainda nos bastidores, fazendo parte de decisões importantes para o esporte.

Conversamos com ela para conhecer sua trajetória e saber como divide seu tempo para dar conta de todos os afazeres. Confira!

No começo das competições

Como foi seu primeiro contato com cavalos?

“Tive meu primeiro contato com cavalos por volta dos 4 anos de idade, meu irmão ganhou uma égua Mangalarga. Minha família não era do meio do cavalo, mas víamos a paixão do meu irmão por essa égua e isso me influenciou demais. E, de fato, eu me encantei com aquele amor e me apaixonei pelo cavalo naquele momento. Hoje vivo nesse meio há quase 20 anos.

Lá em casa, no Rancho Santa Fé, a gente não cria cavalos para a venda, apenas para nosso consumo mesmo. Compramos coberturas e tiramos potros de nossas éguas. Mexemos com cavalos de esporte desde que mudamos para Barretos. Eu entrei em uma escolinha de equitação e desde então tudo aconteceu. Fui passando por etapas, até que por volta de 2002 compramos nosso primeiro cavalo Quarto de Milha. E então não paramos mais”.

Flavia Cajécomeçou competindo em Team Penning e Três Tambores e agora atua quatro frentes de trabalho: tem que sua para dar conta de tudo
No Team Penning

Flávia Cajé, a competidora

“Comecei no Team Penning, que fiz durante três ou quatro anos. Durante esse período comecei a competir nos Três Tambores, por 13 anos. Mas eu tive um começo muito difícil, pois me venderam um potro para começar a competir (risos). Infelizmente, ainda vemos muito isso no nosso meio. Por outro lado, acho que isso me deu força para não desistir e lutar tanto para melhorar dentro do esporte.

Tive alguns momentos importantes na minha carreira como competidora, mas tem dois que me marcaram mais. Em 2013 no Rodeio de Colorado, estava com dificuldade com o meu animal, então a Fatiana [Ferreira] me emprestou uma égua nova que tinha. Eu fiz o melhor tempo da noite no rodeio que, em minha opinião, é o melhor do Brasil. Por isso me marcou demais. Estava desanimada, não acertava com meu cavalo, e colocava a culpa no lugar errado. Esse dia foi incrível! Pude entender e perceber coisas que não enxergava.

Outro momento foi no Rodeio de Barretos 2010, final da ANTT. Fiz o melhor da noite em um dos cavalos mais difíceis que já montei. Claro que foi marcante de ter feito o melhor da noite na ANTT e em Barretos, onde estavam as melhores. Mas, o mais importante para mim, foi realizar esse feito naquele animal, que me desafiava a ser melhor a cada treino e a cada passada.

Sou tão grata ao José Carlos Mendes, que na época era o treinador, e também à Fatiana, que sempre acreditaram em mim. Me estimulavam o tempo inteiro a ser melhor e a me dedicar ao máximo. Hoje faço isso com o pessoal que treina no rancho, pois vejo a importância de ter alguém assim do nosso lado. Hoje quero ser essa pessoa para o outro”.

Barretos 2010

E você atua em quatro frentes de trabalho, não é? Fale um pouco sobre isso.

“Minha vida é bem corrida e sempre tenho que organizar mesmo para conseguir fazer tudo (risos). No rancho e no feno tenho uma parceria sólida com meu marido e isso faz uma grande diferença. Dividimos as funções.

Eu tinha parado totalmente de mexer com o rancho, inclusive aluguei durante um tempo. Mas voltamos pelo amor que temos pelos cavalos. Queremos que nossa filha conheça esse amor e possa viver isso em família, de tal forma que ela criará memórias para carregar pela vida toda. Isso é minha maior satisfação.

Desde que passei a fazer parte da diretoria da ANTT, tem sido um trabalho diário. Não tem domingo e nem feriado, mas também fazemos isso em equipe. Tenho sempre a ajuda da Graziella Agnes e da Graziela Mendonça, assim como o apoio de uma diretoria incrível que veste a camisa da ANTT.

Principalmente da nossa modalidade, os Três Tambores. Sinto um prazer imensurável em ver o resultado de tanto trabalho, pois amo e acredito na marca e no propósito da ANTT. O que para mim é o principal segredo do sucesso da Associação. Não desviamos do nosso propósito ao longo dos anos e tenho muito orgulho disso. Dessa forma, a organização de provas surgiu de modo natural, devido o trabalho que faço na ANTT”.

Flavia Cajécomeçou competindo em Team Penning e Três Tambores e agora atua quatro frentes de trabalho: tem que sua para dar conta de tudo
Terceira da direita para esquerda, com a diretoria da ANTT de 2016

Estava com pouca atividade, né? (risos)

 “Não (risos), mas foi algo realmente que surgiu naturalmente. E como gosto muito do que faço decidi aprender a fazer provas. Até para conseguir fazer o ANTT Barrel Show, a prova independente da ANTT que teve sua primeira edição em 2020. Por esse motivo busquei aprender tudo a fim de tocar a prova da ANTT da melhor maneira que pudesse.

Nessa jornada, contei com Sandra Carvalho, Adriane Passos e a equipe da Prova da ABTB. Todos me deram a primeira oportunidade de trabalhar em um evento organizado por eles. Isso foi em 2019, logo depois trabalhei em várias outras provas com a Sandra. Aprendi e aprendo muito com ela. Além disso, sou muito grata por sempre ter pessoas boas ao meu lado. 

Em janeiro de 2020, portanto, criei a Cajé Assessoria e Eventos. Hoje trabalho também organizando provas em parcerias ou sozinha. Não idealizo fazer muitas provas e sim fomentar e disseminar nossa modalidade da melhor maneira. Sempre buscando excelência e transparência.

Sinto muito prazer em organizar provas e amo o que faço, e faço com prazer. O mais importante é que faço com parceiros e isso me deixa muito feliz. Penso que quando fazemos juntos, fazemos mais e isso aprendi ao longo desses 15 anos na diretoria da ANTT”.

No centro, ao lado de Sandra, com a equipe de organização de provas

Por esse trabalho com eventos equestres, você se envolve ainda nos bastidores, fazendo parte de decisões importantes para o esporte.

“Sim. Desenvolvi junto com a Sandra Carvalho a cartilha ‘Aplicação das normas de combate à COVID-19 em provas de Três Tambores’, logo no começo da pandemia em 2020. E com essa cartilha fomos a primeira prova oficializada pela ABQM em meio à pandemia. Sendo assim, acredito que servimos como parâmetro para outros organizadores no combate à Covid-19 em provas e eventos.

Hoje também faço parte do conselho fiscal da IBEqui – Instituto Brasileiro de Equideocultura, que é formado por várias associações de raça e modalidades. Esse projeto vai trazer ainda mais força e melhoria para o nosso meio.

Esses são os principais hoje. Mas tem também todo trabalho com a organização da ANTT, onde busco sempre as melhores condições para o esperte e seus competidores dentro das principais provas e rodeios do Brasil, sempre visando o fomento nosso esporte”.

Flavia Cajécomeçou competindo em Team Penning e Três Tambores e agora atua quatro frentes de trabalho: tem que sua para dar conta de tudo
Flávia, Julia e Ricardo

Para encerrar, fale um pouco sobre o que te move hoje a viver sua vida ligada ao cavalo e ao meio equestre.

“Hoje, o que me move, ou melhor, quem me move (risos) é a minha filha Júlia. Quero ser o melhor espelho para ela ser um adulto melhor no futuro. Uma pessoa que pensa no próximo, que tenha gratidão pelo que tem e que também não tema críticas, pois elas não medem quem somos e sim quem fala.

Quero criar uma mulher forte e que tenha Deus no coração e por este motivo tento ser melhor a cada dia. Acredito que no cavalo ela vai conseguir aprender o que é união, respeito com o animal e com o próximo, trabalho em equipe. E o mais importante. vai aprender a perder e que para ganhar precisará trabalhar duro.

No esporte não ganhamos nada sem esforço e isso me faz querer continuar no meio do cavalo com a minha família. Sou extremamente grata à minha história no meio do cavalo e à todos que fizeram e fazem parte dela. Tenho muito orgulho da minha caminhada!”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Após largar o balé, Kauane Marinho diz ter se encontrado no Tambor

Praticamente da modalidade desde os seis anos, a jovem competidora, agora com 17 anos, se diz completamente apaixonada pelo esporte

Publicado

⠀em

A jovem Kauane Soares Marinho, de 17 anos, natural de Imperatriz/MA, se diz uma completa apaixonada pelos Três Tambores. Tanto que o esporte entrou na vida dela aos seis anos de idade. “Desde pequena sempre estive no meio dos cavalos e tinha um fascínio por eles”, conta.

Contudo, o esporte não foi a sua primeira escolha. “Quando era mais nova praticava balé, mas isso nunca me manifestou aquele sentimento de que era aquilo que eu queria, sabe? Aos meus 6 anos, meu pai me retirou do balé e colocou nos Três Tambores. Com certeza, foi a melhor decisão que ele já fez. Porque, se não, eu não seria quem eu sou hoje”.

E ainda acrescenta: “Isso me completa, faz parte de mim. A primeira vez que montei em um cavalo, que senti o coração dele batendo entre minhas pernas, escutei a sua respiração e nos unimos em um só, eu soube. Soube que aquilo era a minha paixão, minha identidade. Desde então nunca mais parei e não pretendo tão cedo”, se declara a jovem competidora.

Títulos e sonhos

De lá pra cá, Kauane já alguns títulos importantes para a sua carreira no esporte. Como, por exemplo, de Campeã na categoria Kids da Prova do Haras São Francisco, em Acará, no Estado do Pará.

“Todas as provas foram especiais para mim. Mas acho que minha primeira prova com minha égua, Grace Jet Shady 4M, eu estava muito nervosa, nunca tínhamos corrido juntas antes e conseguimos acertar nossa primeira passada, lembra a menina que ainda corre com outro animal, Amadeus Fly.

Para o futuro, Kauane Marinho sonha em participar do Campeonato Nacional da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Quarto de Milha (ABQM). “E, assim, quem sabe, conquistar o tão sonhado 16 segundos”, finaliza.

Por Natália de Oliveira
Fonte: ATBPA
Crédito da foto: Arquivo Pessoal/Kauane Marinho

Veja mais notícias no portal Cavalus

 

 

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Haras Santa Helena se divide entre a Vaquejada e os Três Tambores

Avô, pai e filhos, enfim, toda a família do criatório de Castanhal, no estado do Pará, está envolvida no meio do cavalo

Publicado

⠀em

Com as raízes fincadas na Vaquejada, o Haras Santa Helena, de Castanhal/PA, também vem se destacando na modalidade de Três Tambores. De acordo com Pablo Ricardo Sousa dos Santos, o seu pai sempre mexeu com cavalo no Nordeste.

Contudo, ficou parado por 20 anos. Mas a partir de 2006, quando Pablo tinha 14 anos, voltaram a se interessar por criar e foi aí que recomeçaram a sua história na Vaquejada. Porém, só foram se envolver com os Três Tambores depois de muitos anos.

Afinal, o filho de Pablo, ao fazer 7 anos, começou a gostar do mundo equestre e foi aí que o seu pai o colocou numa escolinha de Três tambores no Haras Ipê, com o treinador Edio Santos. “Daí comecei a treinar junto pra acompanhar meu filho e hoje dentro do haras temos nosso próprio centro de treinamento. Fui cada vez mais me apaixonando pelo esporte”, conta Pablo.

Atualmente, a criação do Haras Santa Helena tem dois propósitos: produzir animais para suprir as necessidades de vô, filho e netos para competirem Vaquejada e Três Tambores. “Meu pai ainda corre Vaquejada, meu filho de 11 anos corre tambor e a minha filha de 6 anos também. Já eu corro Vaquejada e Tambor”.

Amor pelos cavalos que passou de pai para filho e agora netos – Foto: Divulgação

Animais de destaque do Haras Santa Helena

Entre os animais de destaque do Haras Santa Helena, Pablo cita Quixote nos Três Tambores. “Foi o primeiro filho do garanhão do nosso haras, é um cavalo da minha sela. Ele vem se classificando a dois anos seguidos no Campeonato da ATBPA no Amador Principiante. Aliás, temos muita alegria em fazer parte de uma associação que a cada ano vem se fortalecendo cada vez mais”, cita.

Já na Vaquejada, quem se destaca é Patrícia Lauda Chick. ” Foi a primeira égua a nascer no haras, vem se destacando desde 2019. Em 2020 foi umas das mais ganhadoras na sela de Anilson Ribeiro, nosso treinador. Além disso, Patrícia ganhou uma moto em uma vaquejada no Parque Antônio Marcelo, no Maranhão”.

Para a família do Haras Santa Helena, cavalo representa, sobretudo, felicidade, emoção e união. Tanto que para o futuro almejam seguir todos juntos na criação, produzindo campeões tanto nos Três Tambores quando na Vaquejada. “O que tanto almejamos é fazer um campeão de Potro do Futuro em ambos os esportes”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa ATBPA/AV Comunicação Equestre
Crédito da foto: Divulgação/Haras Santa Helena

Veja mais notícias no portal Cavalus

 

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG é adiada

Decisão foi tomada devido ao agravamento dos casos de Covid-19 no Estado de São Paulo

Publicado

⠀em

A equipe organizadora da 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores informou nesta segunda-feira (29) que optou pelo adiamento da prova. O motivo, de acordo com o comunicado, foi o agravamento dos casos de Covid-19 no Estado de São Paulo.

“Em respeito aos competidores, treinadores e patrocinadores, o Haras NSG comunica o adiamento da 3ª Etapa da Copa Wrangler. Infelizmente, estamos atravessando um momento crítico e tivemos que tomar esta decisão. Haja vista o aumento da média de vítimas fatais nos últimos dias e a decisão do Governo Estadual em prorrogar o Lockdown até o dia 11 de Abril. Proibindo, assim, atividades esportivas”, informa o comunicado.

A princípio, o evento estava marcado para acontecer entre os dias 8 e 10 de abril, no Haras NSG, em São Pedro/SP. “Também consideramos o fato da antecipação do feriado pela prefeitura de São Paulo. Diversas cidades da região formaram barreiras para evitar visitantes, o que, como resultado, dificultará o deslocamento dos participantes da prova”.

Ainda de acordo com a equipe organizadora da prova, a etapa acontece ainda no mês de abril, entre os dias 29 e 1º de maio. Contudo, dependendo do Governo do Estado de São Paulo, há a possibilidade de antecipação.

“Caso o governo do estado libere as atividades esportivas, sempre com responsabilidade e seguindo os mais rígidos protocolos de saúde. Contamos com a compreensão de todos, pois neste momento, mais do que uma competição, estamos preocupados com a vida e a segurança de todos”.

Inscrições seguem valendo

Os competidores que já haviam efetuado suas inscrições para etapa não precisam se preocupar, porque as mesmas serão mantidas. Não sendo necessário, portanto, realizá-las novamente para a nova data.

No entanto, caso o competidor opte pelo ressarcimento, os organizadores da prova informa que o mesmo deverá solicitar através dos contatos oficiais da equipe. Dessa forma, o valor devolvido integralmente.

“O momento é de união e de cuidarmos um dos outros com responsabilidade para que em breve nos encontremos. Agradecemos a compreensão e o apoio de todos, com a certeza que em breve nos encontraremos em mais uma belíssima etapa da Copa Wrangler.”

Por Equipe Cavalus
Fonte: Divulgação/Haras NSG

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Inscrições para a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG abrem nesta terça-feira

Prova foi estendida para três dias, de 8 a 10 de abril, a fim de seguir todos os protocolos de segurança em decorrência da pandemia; premiação será de mais de R$ 100 mil, além de duas motos

Publicado

⠀em

Os competidores interessados em participar da 3ª etapa da Copa Wrangler do Haras NSG devem efetuar suas inscrições a partir desta terça-feira (23). Para tanto, basta acessar o SGP Sistema para confirmarem a sua participação, bem como fazer a reserva de baia.

Antes de mais nada vale frisar que a prova foi estendida para três dias de disputas oficiais. Dessa forma, agora a 3ª etapa da Copa Wrangler será realizada de 8 a 10 de abril, no Haras NSG, em São Pedro/SP. Disputas são oficializadas pela ABQM.

De acordo com o gerente de marketing e eventos Peterson da Silva, a ideia de estender a prova para três dias teve como objetivo seguir os protocolos de segurança em decorrência da pandemia. “Tudo para gerar uma maior conforto para os competidores, ao promover ainda mais o distanciamento social, respeitando, assim, os protocolos de saúde”.

Abaixo, confira a programação completa:

Premiação

Ao todo, a 3ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG irá distribuir mais de R$ 100 mil em prêmios, além de duas motos 0 km. Sendo, portanto, uma para a campeã do Feminino e outra para o campeão da categoria Tira Teima, que ainda terá premiação em dinheiro até o 5D.

Se não bastasse tudo isso, a prova terá novamente duas premiações especiais. A primeira delas é para o conjunto que bater o recorde da pista do Haras NSG, que é de 16s694 (Patrick de Castro na sela de A French Lady), e, assim, ganhará um vale compras de R$ 2 mil da Wrangler.

A segunda premiação especial será para o conjunto que conseguir bater o recorde mundial de Três Tambores, que é de 16s374 (de Sidnei Júnior na sela de Game Boy EK). Portanto, quem conquistar esse feito leva para casa uma premiação extra de R$ 30 mil do Haras NSG . E não para por aí, a Wrangler ainda vai coroar essa premiação com um ano de patrocínio da marca para esse novo recordista mundial.

Por fim, para outras informações sobre a Copa Wrangler podem ser obtidas com a Flávia Cajé, presidente da ANTT e organizadora da prova, pelo telefone (17) 98112-7669.

Instagram: @harasnsg | WhatsApp: (19) 99966-8398  | Site: https://nsg.kidigital.com.br/

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Haras NSG/Daniela Venturini

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Jovem Sebastião Neto está presente nas provas por todo Nordeste

“Meu sonho como atleta é competir no Estado de São Paulo!”

Publicado

⠀em

Natural de Pernambuco, Sebastião Neto herdou da família seu amor pelos cavalos. Aos 10 anos hoje, disputa provas por todo o Nordeste na categoria Jovem A e Jovem A Principiante. Desde que ele se entende por gente, sua família cria cavalos da raça Quarto de Milha.

Seu pai, Oscar Barbosa Coutinho Neto, inclusive, já foi competidor da modalidade Vaquejada. E quem nos conta sobre o começo do jovem nos Três Tambores é sua mãe, Luciana Silva de Lucena.

 “Tudo começou com um convite de Dirceu Cordeiro. Ele viu Sebastião Neto fazendo uma apresentação montando uma mula, na Exposição de Animais de Recife/PE. Logo depois, nos encontramos novamente em uma cavalgada em Gravatá/PE. E ele finalmente nos convenceu a levá-lo para um treino em seu haras”.

De acordo com a mãe orgulhosa, Sebastião Neto treinou dois dias e de cara foi para uma competição no Parque Rufina Borba, em Bezerros/PE, em abril de 2017.

“Ele tinha seis anos e ficou em sétimo lugar na categoria Kids. No mês seguinte, o levamos para competir no Parque Luiz Inácio, Gravata/PE. Sua segunda prova e ele terminou em primeiro lugar, também na Kids. Daí pra frente só alegria e emoção”, relembra.

Desde o início, e nas provas por todo o Nordeste, Sebastião Neto faz conjunto com WV Mariápolis Dash (Niko Dash SA x CurlysTazmahal). E treina em seu próprio haras, Jardim São Paulo. Tudo sob as orientações do seu treinador, seu pai.

Sebastião Neto: “Meu sonho como atleta é competir no Estado de São Paulo!”; Natural de Pernambuco, herdou da família seu amor pelos cavalos.

Títulos e sonhos

O pequeno voador tem uma bagagem recheada de títulos. Em 2018, foi 14 vezes campeão e quatro vezes reservado, nas categorias Kids, Jovem, Junior. Em seguida, temporada 2019, foi 37 vezes campeão e dez vezes reservado, nas mesmas categorias Kids e ainda Tira Teima 1D.

A temporada 2020 foi prejudicada pela pandemia, poucas provas aconteceram. De acordo com o SEQM, foram quatro provas e quatro pódios para ele, todos em primeiro lugar, na categoria Jovem.

Sebastião Neto participa das principais provas do Nordeste: Copa dos Estados Nordestina, Circuito ALQM, Congresso Nordeste ABQM de Três Tambores, Copa Potiguar Três Tambores RN, entre outros.

O pequeno atleta que voar alto nos Três Tambores: “Meu sonho como atleta é competir no Estado de São Paulo!”, fala ele mesmo com entusiasmo. Famoso por suas passadas, ele também é um exímio declamador de versos. Toda vez que ele ganha uma prova, proclama um verso.

Por fim, o competidor agradece: “Agradeço minha família pelo apoio e aos meus patrocinadores.”

Por Verônica Formigoni
Crédito da foto: Reprodução/Instagram

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Mais de 1100 inscritos em etapa do Regional Oeste

Um dos maiores circuitos regionais de Três Tambores e Seis Balizas realizou 3ª etapa do 21° campeonato no Haras Raphaela

Publicado

⠀em

O Haras Raphaela, em Tietê/SP, sediou com sucesso mais uma etapa, a terceira, do 21° Campeonato Regional Oeste de Três Tambores e Seis Balizas. As provas em diversas categorias aconteceram, portanto, de 21 a 28 de fevereiro, com a presença de 1139 inscritos, 546 animais e 278 competidores. A premiação ofertada foi de R$ 116.680,00. Fechado ao público cumpriu, acima de tudo, todos os protocolos de segurança no combate à Covid-19. 

Um dos maiores circuitos regionais de Três Tambores e Seis Balizas realizou 3ª etapa do 21° campeonato no Haras Raphaela
Arthur x Heena King EK

O melhor tempo do evento ficou na conta do conjunto Rogerio Romualdo Coelho Ciriaco e Brisca Alibi Rch. Com 16s746 venceram a categoria Tira-Teima, entre mais de 260 cavalos. Foram destaque ainda Rodrigo Fernandes de Oliveira com Cades Tres Seis Hrz, 16s772; e Caroline Escomparim Rugolo com God Given Fame, 16s782. Respectivamente, segundo e terceiro melhores tempos, e ainda campeões das categorias Aberta Senior e Amador, nessa ordem.

Entre os 25 melhores tempo do evento, entretanto, um jovem desponta entre os melhores da modalidade. Miguel Dias da Silva Neto foi campeão da Jovem B ao marcar 16s926 com Blazin Dee (foto). Aliás, ele também foi reservado campeão dessa categoria em conjunto com Bela Futuro ZD, 16s987. 

Um dos maiores circuitos regionais de Três Tambores e Seis Balizas realizou 3ª etapa do 21° campeonato no Haras Raphaela
Arthur e Miguel Neto – Foto: Hugo Lemes

Ao lado do irmão gêmeo Arthur Nogueira Dias, filhos do experiente treinador Miguel Dias da Silva Filho, Miguelzinho, como é conhecido pela galera do Tambor, coleciona troféus e fivelas. Arthurzinho, ao mesmo tempo, não deixou a desejar entre os mais de mil inscritos no evento. Logo depois de um tempo ‘sabático’, foi campeão 3D da Jovem B com Heena King EK, 18s067. Além da genética campeã, estão fazendo a lição de casa direitinho.

Resultados completos, clique aqui.
Crédito das fotos: Divulgação/Batata Bueno

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores e Seis Balizas no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Ellen Sayuri é a Jovem mais rápida do Brasil nos Três Tambores

Competidora foi a sensação do Grande Show ZD & EK com seu tempo e a vitória na Jovem C

Publicado

⠀em

Em meio a mais de dois mil inscritos, Ellen Sayuri Oliveira Yamauchi, 16 anos, foi uma das sensações do Grande Show de Três Tambores ZD & EK 2021. Além de diversas conquistas, ostenta agora no currículo o título de competidora Jovem mais rápida do Brasil nos Três Tambores. Bateu o tempo anterior ao marcar 16s504 ao lado de Designer By Signed ao disputar a Jovem C no evento.

“Me sinto muito feliz por ter conquistado essa grande vitória na minha carreira. E mais feliz ainda por poder contar com pessoas que acreditam e confiam em mim”, conta a amazona à nossa reportagem. A marca anterior era de Letticia Pessim e Designer Buena 5T, 16s568, de 2019 em prova no Rancho Guadalupe.

Mas o que quer dizer ser a Jovem mais rápida do Brasil nos Três Tambores? Em resumo, o menor tempo marcado por um atleta dessa categoria em provas com pista de tamanho oficial. Como foi o caso do Grande Show de Três Tambores ZD & EK, que aconteceu de 17 a 21 de fevereiro, no Haras Terra, em Narandiba/SP.

Para organização, staff dos competidores e os demais competidores, foi uma comoção. Mas Ellen não imaginava, tão cedo no esporte, passar por momentos assim. “Tão de imediato, não! Mas sempre confiei em Deus que um dia pudesse acontecer. E trabalho muito para isso”.

Ela faz questão de agradecer: “não estou sozinha nessa vitória, pois tem muita gente envolvida. Como meu treinador Marinaldo e sua família, meus pais, profissionais (Pro-equus, Equibov) que cuidam da égua. Bem como todos que torcem por mim. Todos são importantes para que essa vitória acontecesse em minha vida”.

Curiosamente, as duas éguas – Designer Buena 5T e Designer By Signed – têm o mesmo pai, Designer Red, desaparecido em 2021.

Jovem mais rápida do Brasil nos Três Tambores, competidora foi a sensação do Grande Show ZD & EK com seu tempo e a vitória na Jovem C

Planos para essa temporada e carreira

Enquanto divide seu tempo entre a escola, treinos e provas, Ellen Sayuri faz planos para 2021. “Pretendo seguir firme campeonatos e provas Oficiais, com o objetivo de conquistar o bicampeonato do ABQM Awards de Fêmea mais pontuada para a Designer By Signed. E, sem dúvida, sempre tentar dar o melhor de mim”.

Campeã Nacional ANTT Mirim 2018, a amazona fez dessa uma temporada impecável pela Associação. Bateu inúmeros recordes de vitórias em etapas e chegou à final como favorita. A competidora de Bastos/SP fez uma decisão regular, em conjunto com Venas Bee Peppy na época. Mas foram os resultados das etapas anteriores que a ajudaram a terminar o ano na primeira colocação.

Logo depois de conquista esse título nacional, nos rodeios, Ellen Sayuri não disputa mais pela Mirim. Mas se engana que a amazona diminuiu o ritmo e ficou sem aparecer nos pódios. Em 2019, na Feminina, foi finalista da ANTT e sétimo lugar na classificação final.

Ela monta desde o cinco anos e aos seis fez sua primeira competição nos Três Tambores. Não parou mais até chegar a competições maiores. Desde 2016 segue o campeonato da ANTT, assim como as provas da ABQM e outras Oficiais.

Por Luciana Omena
Colaboração: Flavia Cajé e Agência PrimeComm
Crédito das fotos: Divulgação/Hugo Lemes

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores e Seis Balizas no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

ACBT estima pagar R$ 270 mil em 2021 em bônus do programa de incentivo

A novidade para esta temporada é a inclusão da categoria Feminina na distribuição do bônus do SUPERSTAKE

Publicado

⠀em

Desde que começou, o Future Cash Stallion já pagou mais de meio milhão em premiações nas modalidades Seis Balizas e Três Tambores. Trata-se de um programa de incentivo criado pela ACBT – Associação Brasileira do Cavalo de Baliza e Tambor, única associação voltada ao incentivo aos animais dessas duas modalidades.

Logo depois de um 2020 turbulento por conta do início da pandemia do novo coronavírus, há a expectativa para a temporada 2021. Dessa forma, a ACBT estima pagar esse ano algo em torno de R$ 270 mil. Em primeiro lugar, aos melhores potros filhos dos garanhões registrados na ABQM e inscritos no programa, com bônus extras em provas de Potro do Futuro.

Valores que incluem ainda o SUPERSTAKE, lançado ano passado. Esse segundo premia não só nos potros do futuro, mas também todas as gerações dos filhos dos garanhões afiliados ao programa. Ambos baseados em programas de sucesso nos Estados Unidos para Três Tambores e Seis Balizas.

ACBT estima pagar R$ 270 mil em 2021 em bônus do programa de incentivo
Future Cash Três Tambores Aberta 2020 – Miguel Augusto Nogueira Mollo Filho X In Love Fame HR

A base do Future Cash, portanto, é a pré-inscrição de potros, filhos de garanhões participantes do programa, que figuram entre os mais importantes garanhões da atualidade. Enquanto o SUPERSTAKE é uma prova aberta a todas as gerações e todas as categorias, premiando Aberta, Amador e Jovem. A novidade para 2021 é a inclusão da categoria Feminina.

Então, o Future Cash Stallions é um programa que valoriza os garanhões nacionais e nacionalizados com premiações expressivas para seus filhos nas principais provas de Potro do Futuro. E, com as mesmas características do Future Cash – alta premiação para filhos dos garanhões afiliados –  vem o SUPERSTAKE para as gerações futuras. 

ACBT estima pagar R$ 270 mil em 2021 em bônus do programa de incentivo
SUPERSTAKE Três Tambores 2020 – Sidnei Pereira da Silva Junior X Natovas Zoom Red EM

Programa de incentivo ACBT 2021

De acordo com as informações da ACBT, a premiação de 2021 será para os seguintes eventos:

  • Abril – durante o Congresso ABQM – Segunda prova de Potro do Futuro/Geração 2016; SUPERSTAKE todas as gerações filhos dos garanhões inscritos; GP ABQM e SUPERSTAKE Feminino.
  • Julho – durante o Nacional ABQM – Primeira prova de Potro do Futuro/Geração 2017; SUPERSTAKE todas as gerações filhos dos garanhões inscritos; GP ABQM e SUPERSTAKE Feminino.
  • Outubro – durante o Potro Futuro ABQM – Segunda prova de Potro do Futuro/Geração 2017; SUPERSTAKE todas as gerações filhos dos garanhões inscritos; GP ABQM e SUPERSTAKE Feminino.

“Nossa expectativa, antes de mais nada, é que possamos cumprir esse calendário. A pandemia ainda gera incertezas em todos nós, mas o desejo da ACBT é que possamos cumprir essa programação. A premiação de incentivo está confirmada, então só precisamos ajustar de acordo com a confirmação dos eventos ao longo do ano. Nosso desejo é a situação melhore e que todas as provas aconteçam normalmente de maneira segura para todos”, comenta Felipe Fedozzi, presidente da ACBT.

ACBT estima pagar R$ 270 mil em 2021 em bônus do programa de incentivo
Future Cash Seis Balizas Aberta 2020 – Nehemias Lima Dos Santos Filho X 3D Niger Beaver

Inscrições

O programa de incentivo ACBT contou ano passado com 25 garanhões, que estão sendo confirmados para continuar esse ano. “A expectativa da Associação é, sobretudo, aumentar ano a ano o número de animais envolvidos, assim como o de participantes. Trazer um número maior de garanhões e potros para os nossos programas”, reforça Felipe.

A ideia é sempre a de manter o fomento dos esportes Três Tambores e Seis Balizas. O presidente lembra ainda a parceria com a ABQM. “Tem nos ajudado a garantir a premiação e poder dar ainda mais incremento a ela. Sabemos que isso é que trás interesse e credibilidade para que agreguemos novos participantes à Associação e aos seus respectivos programas”.

No quesito inscrições, é interessante observar que entre as características do Future Cash e SUPERSTAKE, quanto mais cedo você pré-inscrever seus potros mais barato fica.

Assim como a ACBT tem pacote também para uma maior quantidade de garanhões confirmados de um mesmo criatório e uma maior quantidade de potros de um mesmo proprietário. Com relação aos prazos de inscrição, os criadores e proprietários devem observar:

  • Confirmação garanhão – até 28/02/2021
  • Confirmação de potros geração 2017 – até 31/05/2021; depois dessa data os valores aumentam, com novos prazos – até junho e julho
  • Pré-inscrição de potros – até 30/06/2021; para potros Geração 2018 (corre em 2022) e Geração 2019 (corre em 2023).

Inscrições e informações adicionais: www.acbt.com.br.

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação/Hugo Lemes
Na chamada: SUPPERSTAKE Seis Balizas 2020 – 
Ordeli Charles Gomes X Lionel Beaver 3D

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores e Seis Balizas no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Campeonato Regional Oeste Vetnil fomenta as modalidades de Três Tambores e Seis Balizas

Considerado o maior campeonato, com seis etapas e premiação total de R$ 900 mil, a prova tem a Vetnil como a maior incentivadora

Publicado

⠀em

O Haras Raphaela, em Tietê/SP, está sediando essa semana as disputas da 3ª etapa do Campeonato Regional Oeste Vetnil. O evento – que é fechado ao público e cumpre todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 – teve início na segunda-feira (22) e segue até domingo (28).

De acordo com os organizadores, a prova contabiliza mais de 2,7 mil inscrições, com média de 700 animais. Ao todo, serão distribuídos mais de R$ 150 mil em prêmios entre os melhores colocados de cada categoria.

“É de grande importância, para o desenvolvimento dos esportes equestres, contar com o apoio e fomento de uma empresa do porte da Vetnil. Empresa, aliás, que é líder no mercado de produtos de saúde animal. Tanto que, em comemoração aos 20 anos, o evento passou a se chamar Campeonato Regional Oeste Vetnil”, frisa Roberto Ulhôa, um dos organizadores da prova.

Com o apoio e incentivo da Vetnil, que tem como premissa estar ao lado de quem cuida e valoriza os animais e os esportes, a modalidade dos Três Tambores, sem dúvida, cresce cada vez mais dentro no universo do cavalo Quarto de Milha. Sobretudo, a grande quantidade de provas, como o Campeonato Regional Oeste Vetnil, e as premiações distribuídas comprovam o sucesso da modalidade em todo o país.

Para se ter uma ideia, em 2019, a Revista Tambor & Baliza publicou uma matéria em que, naquele ano, até outubro, havia acontecido 445 competições. Isso considerando os quatro sistemas de gerenciamento de provas mais usados pelos organizadores. Estes que somaram 165 mil inscrições entre Três Tambores e Seis Balizas, bem como a distribuição de quase R$ 12 milhões em prêmios.

Sobre a Vetnil

Fundada em 1994 pelo Médico Veterinário Dr. João Carlos Ribeiro, a Vetnil, empresa 100% nacional, atua em pesquisas e no desenvolvimento de produtos para a saúde animal. Inegavelmente, está entre as líderes do mercado nacional nos segmentos Equinos e Pets, áreas foco de atuação.

Ademais, a companhia disponibiliza suas soluções para mais de 15 países e lança no mercado produtos de alta tecnologia, com reconhecida excelência em qualidade. Dentre estes, destaca-se a linha Super Premium JCR, desenvolvida especialmente para cavalos de alta performance.

Acompanhe a Vetnil pelo Instagram @vetniloficial e pelo site www.vetnil.com.br

Fonte: AV Comunicação Equestre
Crédito da foto: Divulgação/Beto Negrão

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores e Seis Balizas no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Grande Show ZD & EK registra 2 mil inscritos

Etapa da ANTT durante o evento, teve Mayana Muniz, na Feminina, e Maria Luiza Cruvinel, na Mirim, como campeãs

Publicado

⠀em

A ANTT realizou etapa cheia durante o Grande Show ZD & EK de Três Tambores. A prova, com mais de dois mil inscritos, aconteceu de 17 a 21 de fevereiro, em Narandiba/SP. Tradicionalmente realizada em rodeios, a atual temporada da Associação tem acontecido em provas parceiras. Por exemplo, essa foi a quarta etapa 2020/2021 do Circuito RAM Rodeo ANTT.

Quando acontecem em provas, as etapas da ANTT se adequam à programação. Porém, o formato das últimas tem levado para as pistas todo o glamour dos rodeios. Como resultado, houve uma classificatória na Feminina e outra na Mirim e em seguida uma final em cada uma das categorias a fim de pontuar as meninas para o ranking.

Logo após as classificatórias, saiu o resultado da prova, e a final, portanto, valeu para a etapa da ANTT. E nesse caso, como etapa cheia, contou a quantidade de pontos previstos no regulamento do campeonato. Vale ressaltar que o ‘encontro’ entre a ANTT e o Grande Show ZD & EK uniu duas das marcas mais conhecidas do mercado equestre brasileiro.

“Queremos parabenizar aos organizadores pelo sucesso da prova. Assim como agradecer por abrir as portas para a ANTT realizar mais uma etapa da nossa temporada em grande estilo”, afirma a presidente da ANTT, Flávia Cajé. “Especialmente, nas pessoas do Sr. Paulo Dedemo, Sra. Isabel Dedemo, Giovanna Balbo, Eduardo Kucinski, Letícia do Valle, Álvaro e também a toda equipe ZD & EK pelo suporte durante esta etapa”. 

Mayana Muniz, na Feminino, e Maria Luiza Cruvinel, na Mirim, foram as campeãs pela ANTT em Narandiba/SP, no Grande Show ZD & EK
Mayana Muniz

Resultados

Acirrada como sempre, a classificatória da categoria Feminino aconteceu na sexta-feira (19) e definiu as dez finalistas que disputaram o título da etapa no sábado (20). Valia não só a premiação da prova, como também pontos importantes para o ranking da atual temporada da ANTT. 

Assim, o título da categoria ficou com Mayana Muniz, que somou 32s274, montando Miss Question Shiner. A competidora de Araçatuba/SP chegou à decisão na liderança e precisou apenas do segundo melhor tempo da final a fim de não ser ultrapassada por mais ninguém.

Em segundo lugar a jovem estrela Ellen Sayuri, de Bastos/SP, que marcou o melhor tempo da final. Na somatória geral acumulou 32s326 em conjunto com Designer By Sifned. Aliás, Ellen registrou mais um feito inédito para carreira ao quebrar o recorde da pista do Haras Terra. Pela Jovem C obteve o tão desejado 16s504, dessa forma, ela agora é a competidora jovem mais rápida do Brasil em pistas oficiais.

Pela Categoria Mirim, a vitória ficou com Maria Luiza Cruvinel (foto). Em conjunto com Haydar Keys Olera, somou 33s314 após obter o melhor tempo tanto na classificatória, quanto na grande final. Esta foi a terceira vitória da carreira de Maria Luiza entre as jovens estrelas da ANTT e a primeira nesta temporada.

Também com duas excelentes passadas, Gabriela Pegorer Navarro terminou na segunda posição somando 33s728, ao lado de Leidy Peppy Zorrero. Resultados completos: SGP Sistema. O campeonato começou em outubro de 2020 e deve realizar diversas outras etapas até a Final Nacional.

Ellen Sayuri

Destaques Grande Show ZD & EK de Três Tambores

Realizado no Haras Terra, em Narandiba/SP, perto de Presidente Prudente, o Grande Show ZD & EK registrou, segundo o SGP Sistema, 2005 inscrições. Foram 572 animais e 274 competidores para uma premiação total de R$ 140.505,00. O evento, há 11 anos, é uma promoção dos haras ZD, de Paulo Dedemo, e Two Brothers, de Eduardo Kucinski.

Em 2020, por conta da pandemia, a prova não aconteceu. Sempre realizada no final de semana antes do Congresso ABQM, a organizou cancelou a prova assim que a quarentena foi decretada em todo Estado de São Paulo. Dessa forma, a fim de garantir sua realização e contando com todos os protocolos de segurança, mudaram de local e adiantaram a data.

O destaque de tempos da prova, como dito acima, foi 16s504 de Ellen Sayuri Oliveira Yamauchi. Com Designer By Signed ela foi a campeã da categoria Jovem C. Em seguida aparece 16s635 de Edson Carlos da Rosa Santos. Em conjunto com Mike Zorrero Leo ele foi o campeão da categoria GP ABQM – a com o maior número de inscritos, mais de 150 conjuntos. O terceiro menor tempo do evento foi  16s723 de Sidnei Junior. Montando Tres Amendoa IM venceu a Aberta Sênior.

Chamaram atenção ainda duas categorias com disputa somente de animais de criação dos haras ZD e Two Brothers (EK). Pela Futurity ZD&EK (Geração 2017), portanto, vitória de Danyllo Pereira Laurindo e Memes Fame EK, 17s300. Enquanto que no Derby ZD&EK (Geração 2016) o título ficou para Juan Luiz de Chico e Glamour Queen EK, 17s051.

Por Equipe Cavalus
Colaboração: Agência PrimeComm
Crédito das fotos: Divulgação/Hugo Lemes

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores e Seis Balizas no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

“O cavalo mudou a minha vida, sem ele não sou nada”, conta treinador

Cortador de cana quando menino, Paulo Sérgio da Silva chegou a São Paulo há cerca de 20 anos e o trabalho com cavalos alterou o rumo de sua trajetória

Publicado

⠀em

Paulo Sérgio da Silva, o Zeca, trabalha para o Rancho Jr, de José Roberto Braga da Silva, em Cesário Lange/SP. Hoje com 38 anos, saiu do Nordeste há cerca de 20. Cortador de cana quando menino começou a trabalhar com cavalo e tudo mudou.

“Eu não tinha uma vida muito regrada. Fazia tudo que não podia. Costumo falar que eu não valia R$ 1 e agora estou valendo uma nota de R$ 200. Digo isso com leveza, porque minha vida foi muito difícil. Mas o cavalo mudou tudo. Sem ele não sou nada. Além do meu trabalho e uma nova chance na vida, me deu uma família, esposa e duas filhas, carro, casa e tudo que nunca imaginei ter”, conta.

Cortador de cana quando menino, Paulo Sérgio da Silva chegou a São Paulo há cerca de 20 anos e conta: "o cavalo mudou a minha vida"
Ao lado da esposa e das filhas

Sua primeira atuação foi com a Conformação. Foi ainda nessa época que percebeu que precisava tomar outro rumo. Fez uma promessa de que se fosse bem com um cavalo, tudo seria diferente. “Levei dois cavalos e entre os concorrentes estava o Luciano Beretta, o maior para mim nessa modalidade”.

A guinada

Zeca afirma que lembra da vontade de mudar, mas não tinha forças. “Então usei o meu trabalho com os cavalos para buscar essa força”. Não só ganhou como também ficou em segundo lugar, ou seja, 100% de aproveitamento. Em uma épica que levou os títulos de campeão e reservado do Potro do Futuro, Congresso e Nacional. 

Cortador de cana quando menino, Paulo Sérgio da Silva chegou a São Paulo há cerca de 20 anos e conta: "o cavalo mudou a minha vida"
José Roberto Braga da Silva e Zeca

Promessa feita, promessa cumprida. Em seguida, ele conseguiu um emprego no Rancho Jr, onde está até hoje. Zeca começou no manejo, limpando baia, até que apareceu a oportunidade de começar a treinar os cavalos de Três Tambores. “O patrão me deu essa chance de vida. Treino os cavalos e sou responsável pelos haras. Através do cavalo, sem dúvida, veio muita coisa boa na minha vida”, reforça o treinador.

Fiz cursos de doma racional, que usa bastante até hoje na doma dos potros; logo depois fez cursos com dois americanos. Mas aprendeu mesmo observando e conversando com os amigos. “Tinha um treinador lá e eu ficava na cerca vendo a forma como ele trabalhava. Quando ele saiu, o patrão me convidou para assumir. Só agradeço a ele, principalmente a confiança dele em me dar essa oportunidade de trabalho”.

Cortador de cana quando menino, Paulo Sérgio da Silva chegou a São Paulo há cerca de 20 anos e conta: "o cavalo mudou a minha vida"
Trabalho de doma no rancho

Amor ao cavalo

O treinador afirma que não trabalha por dinheiro. “Por tudo que aconteceu na minha trajetória, eu trabalho por amor. O dinheiro que eu ganho hoje me mantém, não preciso de mais. O amor que eu sinto pelo cavalo não tenho palavra para agradecer. Muita gente acha que o dinheiro importa mas que o amor, mas na minha visão não é isso. Tem que amar muito para mexer com esses bichinhos”.

Nos Três Tambores, o primeiro cavalo de destaque Zeca montou foi EF Hurricane Brown. Hoje, seus companheiros de pista são Cody Time Leo, Catarina Bull, Simple The Best Fame, American Ta Fame, Beliska Roxo e Guys Corona.

O amor aos cavalos transformou a vida de Zeca

Por fim, mas não menos importante, ele faz questão de agradecer a todos que estão ao seu lado agora e todos esses anos. “Primeiro a Deus e à minha família, meu patrão. E a todos os amigos que sempre me dão dicas e me apoiam. Tem muita gente a quem sou grato, como Abelardo Peixoto, Carlos Alberto, Marquinhos Toledo, Claudio Silva, Bruno Neves”.

Realmente, ninguém faz nada sem a ajuda dos amigos e Zeca, sem dúvida, tem gente forte do lado dele. Olhando para o passado, de onde ele começou, e vendo onde está agora, ele diz: É uma coisa maravilhosa.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Geral

2ª etapa Copa Wrangler Haras NSG registra mais de 1 mil passadas

Disputas de Três Tambores em São Pedro/SP foram realizadas de 11 a 13 de fevereiro; mais de R$ 70 mil em prêmios foram distribuídos entre os melhores colocados

Publicado

⠀em

A 2ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG movimentou os competidores de Três Tambores entre os dias 11 e 13 de fevereiro em São Pedro/SP. De acordo com o SGP Sistema, o evento contou com 1.178 inscrições, resultado de 366 animais e 162 competidores em pista.

No quesito premiação, a 2ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG distribuiu R$ 78.940,00.  Sendo, portanto, que os campeões do Tira Teima e do Feminino levarão para casa uma moto Honda 0 km cada. Além disso, no caso do Tira Teima, a premiação ainda foi feita em dinheiro até o 5D.

De acordo com Flávia Cajé, organizadora das etapas da Copa Wrangler Haras NSG, o evento contou com uma inovação que foi aprovada por todos. Afinal, foi realizada a Final Masculina das categorias Abertas para treinadores. “Tivemos um feedback muito legal, uma coisa mais glamourosa para os treinadores, que, aliás, gostaram bastante”.

Fabiana e Alexandre Monteiro, titulares do Haras NSG – Foto: Divulgação

Já para Peterson Silva, gerente de marketing e eventos do Haras NSG, o evento superou as expectativas. A abertura no estilo rodeio das disputas finais emocionou o público presente e também os mais de 6 mil expectadores da live pelas mídias sociais. “No geral, o evento superou nossas expectativas, com mais de 1.100 inscrições. Certamente, estamos no caminho certo para que a nossa Copa se torne um grande campeonato da modalidade e entre definitivamente para o calendário de provas equestre”.

“Um grande espetáculo não se faz sozinho, depende muito do empenho de todos e o sucesso de mais uma etapa da Copa Wrangler Haras NSG não é diferente”, garante o proprietário do Haras NSG, Alexandre Monteiro. “De uma forma simples, mas com todo carinho, agradecemos a todos que trabalharam arduamente. Aos competidores, treinadores e tratadores por confiarem em nós e nos darem a oportunidade de recebê-los em nossa arena para que o show de vocês fosse feito da forma mais profissional possível”, agradece.

Categoria Tira Teima teve moto para o 1º colocado e premiação em dinheiro em 5D – Foto: Divulgação/Daniela Venturini

Até a 3ª etapa!

Ao todo, a Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores terá cinco etapas, sendo que a primeira foi realizada em 2020. Já a terceira etapa está marcada para os dias 1, 2 e 3 de abril, obviamente, em São Pedro. Ademais, está sendo planejada uma etapa extra que seria a grande final, porém sem data marcada ainda.

Por fim, vale mencionar que o Haras NSG e seus parceiros – Wrangler, Botupharma, Classic Equitech, Rações Vale e Embryoland, Stecar América Ram, Nutrivet e Aversa Motos Honda – , estão preparando uma super premiação para a final da Copa (válida para quem participar de no mínimo 3 etapas).

Sidnei Pereira da Silva Junior e HP Fiesta Fame – Foto: Divulgação/Daniela Venturini

Melhores tempos da 2ª etapa Copa Wrangler

Antes de mais nada vale destacar o melhor tempo da prova, que saiu na categoria Tira Teima. O responsável foi o atual recordista mundial, Sidnei Pereira da Silva Junior. Contudo, desta vez, na sela de HP Fiesta Fame (recorde mundial é com Game Boy EK). Sendo assim, o conjunto marcou o tempo de 16s966 e, assim, conquistou o título da categoria Tira Teima.

Depois, o segundo tempo mais baixo da prova foi, novamente, de Sidnei Junior. No GP ABQM, montando Porsche Victory, obteve mais um tempo na casa dos 16 segundos, 16s681, levando mais um título para casa.

Já no Feminino, que segue o modelo de rodeio e, por isso, a fotocélula é reduzida, o tempo mais baixo foi de Ana Carolina Laurini Cardozo. Montando Cromo Down Jet WA, a amazona conquistou o tempo de 16s246 e levou o título de campeã da categoria.

Ana Carolina Laurini Cardozo – Foto: Divulgação/Daniela Venturini

Confira os campeões de cada categoria:

  • Test Horse Quinta: Sidnei Pereira da Silva Junior e Renna Girl Fame EK – 17.217
  • Test Horse Sexta: Luana Lima Bastos e Mr King Fame – 17.312
  • GP ABQM: Sidnei Pereira da Silva Junior e Porsche Victory – 16.681
  • GP ABQM Castrado: Sidnei Pereira da Silva Junior e Porsche Victory – 16.981
  • Cavalo Iniciante: Anderson da Silva Bezerra e John Fame Fling HR – 17.068
  • Potro do Futuro: Daniel Araújo Lourenço da Silva e Red Windy – 17.449
  • Potro do Futuro Castrado: Daniel Araújo Lourenço da Silva e ST Flip Flop – 17.540
  • Aberta Sênior: Alexsandro de Souza Santos e Preety By Signed MIL – 17.068
  • Aberta Sênior Castrado: Denilson Radighieri – Kayky Lane JIBF – 17.394
  • Profissional Light: Alexsandro de Souza Santos e Preety By Signed MIL – 17.499
  • Profissional Light Castrado: Alexsandro de Souza Santos e Kamal Firewater – 17.784
  • Feminino: Ana Carolina Laurini Cardozo e Cromo Down JET WA – 16.246
  • Feminino Castrado: Luana Lima Bastos e Mr King Fame – 16.652
  • Tira Teima: Sidnei Pereira da Silva Junior e HP Fiesta Fame – 16.966
  • Test Horse Sábado: Caroline Rugolo e Candy Famous – 17.528
  • Aberta Junior: Ronaldi Godinho e Neftali Famefire OFV – 17.039
  • Aberta Júnior Castrado: Ronaldi Godinho e Neftali Famefire OFV – 17.039
  • Kids: Luiz Filipe Tanzi Terrassan e Key Peppy San Lena – 17.826
  • Paratleta HC1: Andreia Ursula de Oliveira Lima e Luna Genys – 53.298
  • Paratleta HC3: Veridiana Real e WRA Shady Packin – 22.875
  • Jovem A: João Gabriel Tanzi Terrassan e Key Peppy San Lena – 17.394
  • Jovem A Castrado: João Gabriel Tanzi Terrassan e Key Peppy San Lena – 17.394
  • Amador Principiante: Glaucia Landahl de Carvalho Pinto e Walker Question L – 17.724
  • Jovem C: Yasmin Furlan de Matteo e B2B Madeleine Rolls – 17.127
  • Jovem C Castrado: Ana Laura Savini Gomes e B2B Lorenzo Rolls – 17.468
  • Junior Principiante: Gabriela Guimarães de Oliveira e Boris Misty HS7 – 17.820
  • Jovem Principiante: Ana Laura Gaioti e EF Dash Fireflit – 17.877

Confira os campeões das finais especiais estilo rodeio:

  • Masculina: Sidnei Pereira da Silva Junior e Miss Lady Red – 17.148
  • Feminino: Yasmin Furlan de Matteo e B2B Madeleine Rolls – 16.514
  • Jovem: João Gabriel Tanzi Terrassan e Guadalupe Royal HR – 17.669

Instagram: @harasnsg | WhatsApp: (19) 99966-8398 | Site: https://nsg.kidigital.com.br/

Por Natália de Oliveira
Crédito da foto em destaque: Divulgação/Haras NSG

Veja mais notícias no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Só Para Elas comemora 10 anos e o sucesso do evento

Foram mais de 900 inscritos e mais de R$ 60 mil em prêmios de 4 a 6 de fevereiro, no Haras LF, em Limeira/SP

Publicado

⠀em

Tudo que Lica Leão, idealizadora e organizadora, queria era prestar uma homenagem a todos que a ajudaram nessa caminhada até aqui. Não foi possível, mas ela comemora do mesmo modo o sucesso do evento. A 10ª da prova Só Para Elas aconteceu de 4 a 6 de fevereiro, no Haras LF, em Limeira/SP.

“Para marcar esses dez anos, eu queria muito ter feto uma homenagem para bastante gente na abertura. Por ser essa data especial, acima de tudo, agradecer às pessoas que sempre estiveram com a gente e acreditaram no projeto, apoiando a prova”, comenta.

De acordo com ela, tinham um limite de horário por conta dos protocolos do evento, em combate ainda à Covid-19. “Não consegui fazer, a abertura não podia se estender, então gostaria de agradecer a todos mesmo que me apoiaram desde sempre. Cada um que faz parte dessa história desde o começo e, sem dúvida, todos que estiveram nessa edição ao meu lado”.

Só Para Elas: Foram mais de 900 inscritos e mais de R$ 60 mil em prêmios de 4 a 6 de fevereiro, no Haras LF, em Limeira, São Paulo
Lica Leão está à frente da Só Para Elas e comemora sucesso do evento

Lica contou com o apoio na organização do filho, Rafael Leão, e ainda de Sandra Carvalho e Flávia Cajé. “Agradecer ainda a todos do manejo, equipe toda de execução, às pessoas que ‘seguram as pontas’ em casa para que possamos tocar a prova, nossos patrocinadores e competidores”.

Pensando em tudo isso, a avaliação dela é super positiva: “Com toda a certeza, crescemos a cada ano em número de inscritos, premiação, nossa organização fica melhor e mais completa. Por isso, o gostinho de completar 10 anos é especial, sim. Significa que é um evento que vem sendo sucesso. E esperamos uma prova ainda maior para o ano que vem”, complementa Lica.

Destaques 10ª Só Para Elas

Segundo o SGP Sistema, houveram 955 inscrições, 330 animais no evento, 194 competidores e a premiação total foi de R$ 65.680,00. Um dos destaques foi a Amador Masculina, que teve uma moto ‘zero’ km para o campeão. Lançada ano passado por um grupo de criadores visando o fomento, é uma categoria que se firma.

Feminina Final Ouro

Uma boa premiação atraiu um ótimo número de inscritos. Para ficar ainda mais acirrada a busca pela moto, houve uma final entre os 12 melhores da primeira passada. Rafael José de Brito Vinagre ficou com o título ao somar 32s193. Ele montou Apolonia Jay Fame. Rafael Fioravanti e Im Fame Seis HR, menor tempo da final, encerrou em segundo lugar, 33s010.

Com 99 inscritas, a categoria Feminina foi outro destaque. As 20 melhores da primeira passada fizeram a Final Ouro. Vitória para Yasmin Furlan de Matteo, com B2B Madeleine Rolls, 15s573. Na Final Prata, Keila Mendonça e Fishers Fool, com 16s213, levaram a melhor. O menor tempo da prova foi de Rodrigo Fernandes de Oliveira com Lady Baretta, 15s546 no Tira-Teima. Vale lembrar que o tamanho da pista é reduzida.

Resultados completos no SGP Sistema.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Batata Bueno/Sport Horse TV

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Gabriela Cestari vence etapa e assume liderança do BRB 2020/2021

Disputa acirrada entre as competidoras da Feminina em Minas Gerais; por conta da pandemia, temporada será mais curta

Publicado

⠀em

A terceira etapa do BRB 2020/2021 aconteceu de 5 a 7 de fevereiro, durante a etapa da AMCT no Haras do Lay, em Capim Branco/MG. Vitória de Gabriela Cestari (foto), paulista radicada no Rio de Janeiro, treinadora do B2B Ranch, de Três Rios. Ela montou B2B Louisvuitton Tux e encerrou sua participação na prova com 35s130.

Em busca do título, Gabriela Cestari marcou o menor tempo da primeira classificatória, 17s341. Só do BRB, foram 58 passadas no total, somando as duas classificatórias, a final da Feminina e ainda BRB Mirim.

Na segunda passada, o melhor tempo foi de Fernanda Ventura em El Shady Trouble, 17s982. A saber, o único tempo na casa dos 17 segundos dessa classificatória. Dez conjuntos fizeram a grande final.

Duas competidoras foram penalizadas com tambor derrubado e ficaram fora da briga pelo título. Outras três obtiveram SAT – Sem Aproveitamento Técnico em suas passadas. Restaram cinco competidoras: Gabriela Cestari, Luciana Zica, Rúbia Rocha, Amanda Sales e Flávia Abreu.

Disputa acirrada entre as competidoras da Feminina e da Mirim em Minas Gerais; por conta da pandemia, temporada BRB 2020/2021 será mais curta
Julia Chaves

Luciana Zica fez o melhor tempo da final, 17s786. Ficaria com a fivela, mas Gabi Cestari cravou apenas três décimos a mais, 17s789. Como tinha um bom tempo da primeira passada, manteve a menor soma total da etapa.

De Minas Gerais, Luciana ficou em segundo lugar, 35s317. Gabriela Cestari lidera o BRB 2020/2021 no momento, com 360 pontos. Em seguida vem Priscila Huguenin Aguiar de Castro, 280 pontos.

O campeonato promove ainda o BRB Mirim. A campeã da terceira etapa foi Julia Fernanda Chaves montando Mr Dry Bruder, 39s138. Com 80 pontos, Julia divide a liderança do ranking com Maria Eduarda Vaz.

BRB 2020/2021

Destaque pela união das competidoras e organização, as meninas superaram um contratempo nessa etapa. No formato de competição, as classificatórias ocorrem sempre nas noites de sexta e sábado. “O BRB estava marcado para acontecer no sábado, 18h, mas bem na hora da abertura começou uma chuva muito forte”, conta Débora Castilho.

Segundo ela, a chuva invadiu a pista e, na sequência, caiu um raio na rede elétrica, impossibilitando o início da segunda classificatória. “Ficamos sem luz por três horas. Então, com todo esse imprevisto, em comum acordo, decidimos realizar a passada no dia seguinte, antes da final”.

Disputa acirrada entre as competidoras da Feminina e da Mirim em Minas Gerais; por conta da pandemia, temporada BRB 2020/2021 será mais curta
Pódio Feminina

É sempre bom comentar que em todos os eventos que o BRB está, as passadas válidas para o campeonato são antecedidas sempre por uma abertura ‘no estilo rodeio’, com todas as inscritas entrando em pista para uma oração e apresentação.

Ainda de acordo com Débora Castilho, diretora do campeonato, a retomada das provas apenas no segundo semestre do ano passado mudou todo o calendário. Assim, o número total de etapas será menor.

Por exemplo, depois dessa terceira etapa só haverá mais uma antes da final. Vale ressaltar que com menos etapas a estratégia das competidoras que querem disputar o título muda. Campeonato forte nos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, o BRB recebeu competidores desses dois estados para essa prova.

A próxima etapa ainda não tem data confirmada. Resultados completos no SGP Sistema. Fique por dentro: @barrel_racing_brasil.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Bruno Carvalho – BRK Desing e Fotografia

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Inscrições para a Copa Wrangler Haras NSG abrem nesta segunda-feira

Competidores devem fazer suas inscrições pelo SGP Sistema; 2ª etapa da prova irá distribuir mais de R$ 70 mil em prêmios, com duas motos Honda e outras premiações especiais

Publicado

⠀em

As inscrições para a 2ª etapa da Copa Wrangler Haras NSG abrem a partir das 14h desta segunda-feira (25). Os competidores interessados em participar da prova, realizada na pista revelação de 2020, devem acessar o SGP Sistema para confirmarem a sua participação. 

Além disso, no ato da inscrição também será possível fazer a reserva de baias. Antes de mais nada vale lembrar que a região onde o Haras NSG está localizado, em São Pedro/SP, está na fase laranja do Plano São Paulo de combate a Covid-19. Portanto, a prova segue segue confirmada para os dias 11, 12 e 13 de fevereiro. Atenção, porque as vagas são limitadas!

De acordo com os organizadores, a expectativa é que o evento supere o número de inscritos da 1ª etapa, realizada em novembro do ano passado. Para a 2ª etapa, cada competidor ganhará um kit exclusivo da Wrangler, incluindo uma bolsa jeans e camiseta Wrangler oficial da prova, uma bisnaga da Pré-racing da Botupharma, porta lata térmico da Classic Equitch, entre outros brindes dos parceiros Vale Rações e Embryoland.

Ao todo, a Copa Wrangler Haras NSG de Três Tambores terá cinco etapas. Para este ano, o Haras NSG e seus parceiros prepararam uma super premiação para a final da Copa. Contudo, a mesma será válida somente para quem participar de no mínimo 3 etapas.

LEIA TAMBÉM

Haras NSG possui uma pista coberta com painel 360º – Foto: Divulgação

Premiações especiais

Mais de R$ 70 mil em prêmios serão distribuídos entre as 19 categorias disputadas, sendo que os campeões do Tira Teima e do Feminino levarão para casa uma moto Honda 0 km cada. No caso do Tira Teima, a premiação ainda será em dinheiro até o 5D. Ademais, a inédita Final Masculina também terá uma premiação em dinheiro.

Se não bastasse tudo isso, a prova terá duas premiações especiais, que prometem agitar ainda mais as disputas. A primeira delas é para o conjunto que bater o recorde da pista do Haras NSG, que é de 16s877 (de Anderson da Bezerra na sela de Alestte Zorrero), ganhará um vale compras de R$ 2 mil da Wrangler.

A segunda premiação especial será para o conjunto que conseguir bater o recorde mundial de Três Tambores, que é de 16s374 (de Sidnei Júnior na sela de Game Boy EK). Portanto, quem conquistar esse feito leva para casa uma premiação extra de R$ 20 mil do Haras NSG . E não para por aí, a Wrangler ainda vai coroar essa premiação com um ano de roupa da marca para esse novo recordista mundial.  

Por fim, para outras informações sobre a Copa Wrangler podem ser obtidas com a Flávia Cajé, presidente da ANTT e organizadora da prova, pelo telefone (17) 98112-7669.

Instagram: @harasnsg | WhatsApp: (19) 99966-8398 | Site: https://nsg.kidigital.com.br/

Por Natália de Oliveira
Crédito das fotos: Divulgação/Haras NSG

Veja mais notícias no portal Cavalus

 

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

ANTT adia prova por conta do novo decreto do Governo

Outros eventos também foram adiados diante da nova classificação do Plano São Paulo de combate a Covid-19

Publicado

⠀em

Primeiro foi a ANTT. A diretoria da Associação Nacional dos Três Tambores comunicou, a uma semana da realização, o adiamento do 2° ANTT Barrel Show. A prova aconteceria entre os dias 27 e 30 de janeiro no Haras Raphaela, em Tietê/SP.

De acordo com comunicado enviado à imprensa e competidores, a decisão se deu em face do novo decreto do Governo do Estado de São Paulo. Publicado na sexta-feira (22), o decreto aumentou as restrições para diversos tipos de atividades em todo o Estado.

De tal forma que elevou a região de Sorocaba de volta para a ‘Fase Vermelha’ em tempo integral. Fato, então, que impossibilitou a realização de qualquer atividade.

“Nossa diretoria trabalhou incansavelmente nas últimas semanas para a realização do ANTT Barrel Show. Implementamos todos os protocolos de segurança exigidos, bem como tínhamos todas as autorizações para a realização da prova. Porém, com o novo decreto, a ANTT ficou impossibilitada de realizar o evento”, explica Flávia Cajé, presidente da Associação.

ANTT adia prova por conta do novo decreto do Governo; ANTT Barrel Show estava marcado para acontecer essa semana em Tietê, no Haras Raphaela

2° ANTT Barrel Show remarcado

No mesmo comunicado, entretanto, a Associação anunciou uma nova data. A 2ª edição do ANTT Barrel Show acontecerá entre os dias 16 à 19 de junho. “Seguiremos a mesma programação divulgada para fevereiro, todo o formato que preparamos. Mas, acima de tudo, esperamos realizar um evento ainda mais especial em junho”, complementa Cajé.

Aos inscritos para a prova dessa semana que desejam reaver os valores pagos, basta solicitar o ressarcimento junto a diretoria. Por outro lado, há opção também para quem quiser manter suas inscrições para a nova data.

“Lamentamos profundamente este adiamento e esperamos a compreensão de todos os competidores, treinadores, familiares e envolvidos no evento. Ressaltamos que a diretoria da ANTT fez tudo o que era possível para evitar”.

Outras informações: www.antt.org.br| @estrelasdaantt | Colaboração: Agência PrimeComm

Decreto do Governo adia duas provas em Avaré

Em seguida, a Copa Avaré soltou comunicado parecido. De acordo a nota, a diretoria da NBHA Brazil adiou a 2ª etapa da IV Copa Avaré que seria realizada nos dias 29 e 30 de janeiro. Mesmo com toda documentação aprovada, GTA e alvará em mãos, o novo decreto do Governo elevou a cidade de Avaré/SP à ‘Fase Vermelha’ do Plano São Paulo de combate a Covid-19. 

Os organizadores trabalham para reagendar a prova. Da mesma forma que a ANTT, os inscritos para a Copa Avaré terão os valores pagos em inscrições e reservas de baia devolvidos. Basta que entrem em contato com a organização.

Mais recentemente, o Núcleo Castelo do Cavalo de Rédeas fez anúncio semelhante. A 1ª etapa da temporada 2020/2021 também aconteceria em Avaré nos dias 29 e 30 de janeiro. A diretoria do Núcleo informou aos competidores que se reuniu com os órgãos competentes da cidade a fim de confirmar o alvará, o que não foi possível.

A prova terá uma nova data em breve. Primeiramente, aos que fizeram inscrições, fica a opção de crédito ou reembolso.  

Por Equipe Cavalus

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Continue lendo