Três Tambores & Seis Balizas

Etapa do Regional Oeste de Três Tambores e Seis Balizas foi um estouro

Publicado

⠀em

Foi em meados de fevereiro que o Haras Raphaela sediou mais uma brilhante etapa, sendo histórica com 2602 inscrições

A terceira etapa do 19° Campeonato Regional Oeste de Três Tambores e Seis Balizas foi realmente marcada por sua grandiosidade. Contou com a presença de dez estados brasileiros, 24 tempos de 16 segundos e mais de R$ 100 mil em premiação.

Incluindo uma moto na categoria Amador, valorizando cada vez mais os competidores dessas categorias. As disputas foram acirradas e aconteceram de 20 a 23 de fevereiro, no Haras Raphaela, com números surpreendentes: 2062 inscrições e 767 animais em pista.

O menor tempo da prova foi do conjunto Vitor Teixeira dos Santos e Prime Six (Tres Seis x Musics Dancing Glady), cravando o tempo de 16s687, na categoria Aberta Junior.

As irmãs Rugolo também deram show na categoria Feminino, levando o título de campeã Louise Escomparim Rugolo e Star Bryan Fame HR (Dash Ta Fame x Divina Bryan), 16s923; e Reservada Campeã Caroline Escomparim Rugolo Fioravante e PG Blue Max Jazzy (PG Blue Max x Jazzy Ken Girl), 16s978.

Pódio da Amador

“A oportunidade de formar conjunto com a Star é muito especial. O primeiro capítulo começou a ser escrito nessa terceira etapa do Regional, onde estavam presentes as principais competidoras do Brasil. E conseguimos sair com esta vitória incrível! Ela chegou no momento certo, me dando confiança e motivos para seguir acreditando que sou capaz, que é possível se reinventar e alcançar meus objetivos”, contou Louise.

“Agradeço primeiramente a Deus e Nossa Senhora Aparecida, a minha família e ao meu namorado Ricardo por estarem sempre ao meu lado. A toda a Equipe do Haras Raphaela pelo suporte, ao me treinador Edgar que em pouco tempo vem realizando um ótimo trabalho, ao Alfredo da Pro Equus pelos cuidados com meus animais e a todos que torcem por mim”, reforçou a campeã.

Carol Rugolo também ganhou os três primeiros lugares na categoria Amador. Com Firework Dash HR (Royal Dash Toll Car x Nanda Holy Bee LCB) marcou 16s758, com PG Blue Max Jazzy, 16s867, e com Cheyenne Fame I AM (Dash Ta Fame x Memes Rapid Dash), 16s906. Pelo título, adicionou mais uma moto para seu currículo.

“Uma das melhores provas que fiz como competidora, consegui dar quatro tempos de 16 segundo em um mesmo evento! Será algo que jamais esquecerei! Agradeço a Deus primeiramente, ao Paulo Araujo que se dedica a cada dia no treinamento meu e dos cavalos, a Sportequus por todo cuidado, fazendo os animais superarem todas as expectativas”, falou Carol ainda em êxtase.

Seis Balizas

Já nas Seis Balizas quem brilhou foi o pequeno Henzo Jouberth Almeida Silva. Com Second Time RMG (Trouble Two Times x Caruana FF) fez dobradinha. Na categoria Kids, eles terminaram o percurso em 21s683, consagrando-se campeões. E na categoria Jovem Unificada, marcaram o tempo de 21s850, levando o título para casa também.

Além de reservado campeão na categoria Kids de Três Tambores. “Muito bom ser campeão, dou glória a Deus pelo meu cavalo, agradeço meus pais por ter comprado ele. Foi muita emoção, que nem sei explicar”, afirmou Henzo emocionado.

Para os organizadores foi uma grande prova. “Foi a maior prova do Brasil, tirando o Grand Prix”, afirma Pedro Lara.

E Roberto Ulhoa reforça. “Isto prova que estamos no caminho certo, consolidando um trabalho realizado em conjunto com competidores, treinadores e proprietários, com o objetivo de melhorar o modelo de prova, buscando sempre a qualidade e o bem e star de todos, cavaleiros e animais”.

Resultados completos, clique aqui. A próxima etapa já tem data marcada, será de 16 a 18 de maio, também no Haras Rafaella.

Por Verônica Formigoni
Fotos: Beto Negrão

Comentar com o Facebook

Três Tambores & Seis Balizas

Luana Conde vence 2ª etapa do BRB 2020/2021

Por conta da pandemia da Covid-19, a nova temporada do BRB será mais curta e, por isso, muito mais acirrada

Publicado

⠀em

As competidoras de Três Tambores que participam do Circuito BRB têm uma missão mais difícil para a temporada 2020/2021. De acordo com Débora Castilho, diretora do campeonato, com a retomada das provas apenas no segundo semestre, a atual temporada ficou ainda mais ‘apertada’ e mais disputada. Serão apenas quatro etapas antes da final, duas em Minas Gerais e duas no Rio de Janeiro.

Dessa forma, a segunda etapa do BRB 2020/2021 aconteceu entre 20 e 22 de novembro, durante a etapa da AMCT, no Haras Eternal Peppydun, em Capim Branco/MG. Só pelo BRB nessa prova aconteceram 64 passadas no total, entre classificatórias e final. “Recebemos em Minas, portanto, competidoras não só da região como também do Rio. Todo mundo em busca de pontuação para a grande final”, conta Débora.

Antes de mais nada, foi uma etapa super apertada e disputada desde o primeiro dia. “A cada classificatória podíamos ver que as meninas não estavam ali para brincadeira, queriam e batalhavam pela liderança”.

Por conta da pandemia da Covid-19, a nova temporada do BRB será mais curta e, por isso, muito mais acirrada; Luana foi a campeã da 2a. etapa
Pódio

Disputa

Disputada apenas na Feminina nessa prova, sem o BRB Mirim, o menor tempo da primeira classificatória ficou com uma competidora de Divinópolis/MG. Eva Fernandes, com Angel Dunits, marcou 17s578. Seguida bem de perto por Cláudia Aparecida, em Onix Fly LW, 17s580. Em seguida, pela segunda passada no sábado, melhor tempo para Marina Monteiro, montando Carolina Dashin ID, 17s487.

Como em todos os eventos em que o BRB participa, a programação do domingo começa com a disputa final da etapa. Em resumo, nada ficou definido até a última passada. Classificaram os dez menores tempos. Destaque para a competidora de São Lourenço, Luana Conde. Ela se classificou em quarto lugar e marcou o menor tempo da final.

Com Quick Ta Fame fechou a fotocélula em 17s365 – menor tempo da final e de toda etapa – e apertou para as três líderes Marina, Eva e Cláudia. Claudia derrubou um tambor e teve seu tempo penalizado. Em seguida, Eva marcou 17s531 e Marina 18s138 .

Por conta da pandemia da Covid-19, a nova temporada do BRB será mais curta e, por isso, muito mais acirrada; Luana foi a campeã da 2a. etapa

Contudo, não foram suficientes para alcançar a soma de Luana Conde (foto), de 35s050. Eva Fernandes encerrou a prova em segundo lugar, 35s109. Priscila Castro lidera o ranking da Feminina, com 250 pontos. A próxima etapa será no Haras do Lay, em Capim Branco/MG, de  22 a 24 de janeiro de 2021.

Resultados completos no SGP Sistema. Fique por dentro: www.circuitobrb.com.br | Instagram: @barrel_racing_brasil | Fanpage: Barrel Racing Brasil.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Bruno Carvalho – BRK Design e Fotografia

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

VS Festival Indoor 2020 vai distribuir mais de R$ 200 mil em prêmios

Disputas de Três Tambores e Seis Balizas serão realizadas de 01 a 06 de dezembro no Haras Raphaela, em Tietê/SP.

Publicado

⠀em

Vem aí mais uma grande prova para a família dos Três Tambores e das Seis Balizas. Afinal, começa nesta terça-feira (2) e segue até domingo (06) o VS Festival Indoor 2020, no Haras Raphaela, em Tietê/SP. De acordo com os organizadores, o evento vai distribuir mais de R$ 200 mil em prêmios.

Antes de mais nada vale lembrar que a prova é realizada, há 14 anos, pelo treinador Vagner Simionato. Inicialmente, juntamente com o Núcleo de Bauru, mas, desde 2019, veio com uma nova proposta de versão indoor. “A gente, sem dúvida, está preparando mais um grande evento no Haras Raphaela. Uma festa bonita, com o maior Tira Teima do Brasil. Esperamos todos vocês”, frisa Vaguinho.

Com relação a premiação, o treinador ainda explica. “A prova é no mesmo modelo que da edição passada, em 10D no Tira Teima e com inscrição barata. O campeão do 5D ganha o carro 0 km. Já o campeão do 1D ganha R$ 10 mil, enquanto que os vencedores do 2D ao 4D e do 6D ao 9D, levam para casa uma moto 0 km cada. Além disso, no 10D, como o pessoal pediu, o campeão ganha um Fusca cheio de cerveja”. 

Em decorrência da pandemia, o uso de máscara facial será obrigatório no evento. Em caso de descumprimento, o competidor estará sujeito a multa, conforme informou a organização do VS Festival Indoor 2020. Portanto, é importante que todos fiquem atento as regras de combate ao Covid-19 divulgadas no Instagram oficial da prova.

Prova é realizada desde 2009 em nova versão indoor – Foto: Divulgação/Hugo Lemes

Etapas bônus

Ademais, vale ressaltar que o evento contará com duas etapas bônus. A primeira delas é da Associação Nacional do Cavalo Árabe Funcional (ANCAF), onde o competidor irá pontuar para o ranking da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Árabe (ABCCA). Sendo assim, as categorias valendo são Feminino e Potro do Futuro, esta última que correrá, aliás, junto com a Cavalo Iniciante e Aberta Livre, nesse caso correndo unificado na Aberta Sênior.

A outra etapa bônus é da Associação Nacional de Três Tambores (ANTT). Dessa forma, as categorias valendo serão Feminino e Kids. No Feminino, todas as inscritas que forem filiadas a ANTT estarão pontuando para o ranking de acordo com a sua colocação. Caso a competidora participe com mais de um animal, será válido para a classificação da etapa bônus o melhor tempo de cada uma.

Já o Kids indicado para todas as categorias jovens de até 12 anos, mas no ato da inscrição a competidora deverá assinalar a opção “pontuar pela ANTT”. Há a opção de escolher mais de uma categoria, desde que seja com animais diferentes e caso pontue em duas ou mais categorias, irá para o ranking apenas o melhor resultado de cada competidora.

Inscreva-se!

Os competidores interessados em participar do VS Festival Indoor 2020 tem até esta segunda-feira (30) para efetuarem suas inscrições pelo site www.sgpsistema.com. Posteriormente, o comprovante de pagamento da taxa – que varia de acordo com a categoria – enviado via e-mail para o endereço: sandra_rcarvalho@hotmail.com.

Por fim, para outras informações sobre o evento é só falar com a Sandra Carvalho pelo telefone (14) 99671-7606.

Confira a programação completa:

  • Terça-feira, 01/12
    7h – Test Horse
  • Quarta-feira, 02/12
    7h – Test Horse (200 passadas); Test Horse Baliza; GP Vetnil.
  • Quinta-feira, 03/12
    8h – Seis Balizas: GP ABQM; Cavalo Iniciante; Aberta Júnior; Aberta Sênior.
            Três Tambores: Aberta Junior Haras Bom Jesus; Aberta Sênior Vetnil; Cavalo Iniciante Haras Vilas Boas; Aberta Master e Profissional Light.
  • Sexta-feira, 04/12
    8h – Tira Teima Rancho 20/20 – 1ª passada
  • Sábado, 05/12
    8h – Tira Teima Rancho 20/20 – 2ª e 3ª passadas
  • Domingo, 06/12
    7h – Seis Balizas: Amador; Amador Master; Mirim; Jovem A, B e C; Feminino e Principiante.
    Três Tambores: Amador Haras Fazenda São José; Amador Master; Jovem A; Kids; Paratambor; Feminino ANTT; Amador Masculino Três Seis; Jovem B e C; Amador Light Protec Horse; Jovem A, B e C Principiante; e Amador Principiante.

Por Natália de Oliveira
Crédito da foto: Divulgação/Hugo Lemes

Veja mais notícias no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo

Três Tambores & Seis Balizas

Heitor Borges tem como meta no esporte bater tempo na casa dos 16 segundos

O competidor participa da categoria Jovem e vem conquistando bons resultados no Campeonato ATBPA

Publicado

⠀em

Heitor Borges

Nascido e criado em Parauapebas/PA, Heitor Souza Borges, de 28 anos, começou nos Três Tambores participando de provas no parque de exposições de sua cidade natal. Atualmente, entre as suas metas no esporte é, sem dúvidas, a de bater o tempo na casa dos 16 segundos.

Desde que iniciou nos Três Tambores, tem ao seu lado o seu treinador Gean Carlos e treina no Chibata Ranch. “Antes de tudo, a minha primeira prova foi do A&L Rancho, no mesmo Parque de Exposição”, lembra o competidor.

Entre as principais provas que ele participa, Heitor Borges destaca, aliás, as do A&L e, ainda, do Haras São Francisco. Contudo, ele garante: “As que geralmente participo, todas são importantes, pois se trata de um campeonato e cada etapa importa”.

Mas, sem dúvidas, a prova mais marcante da sua vida foi a do Haras São Francisco. “Foi no final do ano de 2019. Eu quebrei recordes meus e dos meus próprios animais. Além disso, mantive uma ótima constância com todos animais que competi”.

Aliás, sobre os animais que ele compete, ele faz questão de enfatizar o nome de cada um deles: “Monto na Canninha Del Toro, Get Away, Camarote Ta Fame e Shogun Shady Sanadoc”.

Principais títulos e planos para o futuro no esporte

Sendo assim, foi com a ajuda desses companheiros que ele conquistou os seus principais títulos. Ou seja, de Campeão e Reservado Campeão, nas categorias Jovem e Principiante C. Além disso, Heitor ainda tem no currículo uma classificação para a Copa dos Campeões.

“Foi quando me classifiquei no Congresso Nacional da ABQM, foi importante. Pois nunca tinha corrido em São Paulo, e nem montado naquela égua na qual ganhei, e corro atualmente”, relembra Heitor que, agora, sonha em participar da prova do milhão no Haras Raphaela.

Fonte: Assessoria de Imprensa ATBPA
Crédito da foto: Sport Horse/ Batata Bueno 

Veja mais notícias da modalidade Três Tambores no portal Cavalus

Comentar com o Facebook

Continue lendo
X
X