Importantes eventos seguem seu curso, como o Congresso ABQM de Vaquejada, que abre temporada 2019 do Quarto de Milha na modalidade

A realidade da vaquejada atual mostra a evolução do esporte sustentável. Quem está participando do 5º Congresso Nacional ABVAQ, percebe que o objetivo da instituição vai além de formar novos profissionais de trabalho ou capacitar àqueles já em atividade. A equipe da Associação Brasileira de Vaquejada conta com o auxílio multidisciplinar de vários profissionais ligados diretamente à vaquejada, como médicos veterinários, zootecnistas e advogados.

O participante do Congresso sai das palestras com uma noção da realidade atual da vaquejada e este fato tem mudado o conceito de vários competidores e promotores de eventos. Gley Paiva (foto de chamada) é diretor do Circuito dos Amigos, na região metropolitana de Natal/RN, e foi um dos poucos que participaram de duas edições do Congresso em 2019.

Além da edição de Campina Grande/PB, ele também esteve presente em Parnamirim/RN e revelou o motivo em participar das duas: “A principal intensão foi a de adquirir conhecimento. Nós temos um circuito e, muitas vezes, temos dificuldades em sanar algumas dúvidas. Comparecendo a eventos como esses da ABVAQ, sempre aprendemos muita coisa”.

10º Congresso & Derby e a 3ª Copa dos Campeões ABQM de Vaquejada começam hoje. Foto: ABQM Divulgação

Gley confessa que estava entre os que criticavam algumas ações da ABVAQ. No entanto, após participar das apresentações dos especialistas em Bem-Estar Animal e do setor jurídico, defensor da legalidade do esporte, conseguiu compreender a importância de seguir o regulamento e o motivo de algumas obrigatoriedades na vaquejada.

“Eu tinha uma imagem que a ABVAQ era uma coisa totalmente diferente de tudo isso que eles fazem hoje. Não só ir à Brasília, mas brigar pela regulamentação das leis, o chancelamento das vaquejadas. Eu acho que todo competidor deveria ter por obrigação participar dos Congressos da ABVAQ. Para de criticar e conhecer melhor o que o pessoal faz em prol do nosso esporte”.

A série de palestras começou em 8 de janeiro, em Fortaleza/CE, e passou por Teresina/PI, 15 de janeiro; Campina Grande/PB, dia 22 de janeiro; Vitória da Conquista/BA, 29 de janeiro; Natal/RN, dia 12 de fevereiro. O encerramento será em Lagarto/SE, dia 26 de março.

Parque das Palmeiras em Lagarto/SE. Foto: CPV

Calendário

A temporada 2019 de competições da maior raça equina do Brasil começará em Pernambuco hoje. De 13 a 17 de março, o Parque Rufina Borba, em Bezerros, sedia o 10º Congresso & Derby e a 3ª Copa dos Campeões ABQM de Vaquejada. O evento é um dos mais aguardados do calendário oficial da Associação.

“Pernambuco é um estado muito bem localizado no Nordeste brasileiro, de fácil acesso e com boas rodovias. Isso, aliado ao fato de deter a maior concentração de cavalos Quarto de Milha da região, será um grande atrativo para o evento. As expectativas são as melhores possíveis”, destacou Cicinho Varejão, presidente da ABQM.

Parque Evânio Higino em Campo Maior/AL. Foto: CPV

Pelo ‘Brasileirão das Vaquejadas’, as provas voltam com a distribuição de meio milhão em prêmios nas etapas de Alagoas e Sergipe. O Campeonato Portal Vaquejada realiza duas grandes etapas no mês de março. A primeira será na cidade de Campo Maior/AL, no Parque Evânio Higino, de 20 a 24, com R$ 200 mil em prêmios, incluindo um carro e duas motos. Além da etapa do CPV 2019, o parque também sediará a etapa do Circuito Alagoas-Sergipe.

De Campo Maior, o CPV 2019 parte para Lagarto para completar a rodada, direto para o Parque das Palmeiras. A tão esperada etapa com R$ 300 mil em prêmios é um evento promovido por Geraldo Majella, de 27 a 31. Muitas novidades estão sendo preparadas aos participantes, com uma boiada extra e recepção de primeira no mais bem estruturado Parque de Vaquejada do Brasil.

Colaboração: ABQM e Campeonato Portal Vaquejada

Escreva um comentário