Entre os títulos, o mais importante foi ser campeão brasileiro Amador em 2013

Os fãs de Pedro de Araújo Militão e Nóbrega vão começar a vê-lo novamente nas pistas de Vaquejada a partir deste final de semana. Após ficar parado nos primeiros seis meses da temporada 2019, o vaqueiro da categoria Amador retoma as competições e participa da reabertura do Campeonato Portal Vaquejada. Um dos mais importantes circuitos da modalidade no país volta com a primeira prova do segundo semestre em Inhapí/AL.

Aos 31 anos de idade, Pedro Militão tem mais de 140 mil seguidores no Instagram – @pedromilitaoo. Certamente, tornou-se referência para o meio. “Sinto-me feliz e orgulhoso por tudo que conquistei até aqui com meu Instagram”, contou ele, que além de vaqueiro é comerciante e também digital influencer. Usar as reses sociais para divulgar um meio de vida, uma causa, e inspirar pessoas é algo bem interessante.

Pedro Militão vaquejada

O atleta nasceu em Patos e hoje mora na capital João Pessoa, Paraíba. Tem seus cavalos no Rancho Alagamar e total apoio da família. O pai, Hypolito Gomes Militao, 69 anos; a mãe Ana Maria de Araújo Militão, 61 anos; e da irmã Lawana de Araújo Militão e Nóbrega. “Quando nasci, meu pai já comercializava cavalos trazidos do centro oeste e sudeste do país, em Patos. Foi assim que comecei. Tenho foto correndo atrás de boi com quatro anos”, relembra.

Correndo desde a categoria Mirim, Pedro também já foi piloto de Motocross, busca se aperfeiçoar fazendo cursos. “Tenho alguns cursos de Rédeas e investi muito no meu treinamento em casa mesmo”. Sobre os ídolos preferiu não citar um nome para não ser injusto. “Tenho vários amigos que admiro, mas, talvez citar nomes seria injusto com alguns, pois são muitos”.

Pedro Militão vaquejada

Com o passar dos anos e uma vida mais atribulada, ele confessa que não consegue ter uma rotina regular de treinos em casa. Mas sempre que pode se dedica, para poder alcançar sempre a excelência em suas passadas. O CPV é um campeonato bastante concorrido e para se destacar é preciso esforço. Militão, inclusive, já foi campeão brasileiro na categoria Amador pelo CPV.

“Graças a Deus, tenho vários títulos que são importantes para mim. Para citar alguns: Melhor Vaqueiro do Brasil 2013; campeão Nacional ABQM 2013; campeão Potro do Futuro ABQM 2013; Bicampeão Brasileiro por Equipe 2013/2014”. Ele também foi campeão Nacional CPV Amador em 2013, por antecipação. “Esse foi um ano de muita batalha, de abdicações, de foco, mas foi o ano em que realizei meu sonho de ser campeão nacional”.

Pedro Militão vaquejada

Todo mundo tem aquele título almejado, muitas vezes ainda não conquistado. Com Pedro não é diferente. Ele sonha em alcançar a fivela de Campeão dos Campeões do Campeonato Portal Vaquejada. “E também tenho vontade de ganhar um carro sozinho. Já conquistei esse prêmio, mas rachado com outra pessoa uma vez. Mas sonho em ganhar um sozinho e espero que seja mais rápido possível”.

Com tanto tempo no esporte, o vaqueiro e digital influencer coleciona momentos memoráveis. Um deles, em uma Vaquejada em Montes Claros/MG, onde o prêmio era dois carros ‘zero’ km e 42 motos ‘zero’ km. “Fui campeão e rachei um carro com quatro outros vaqueiros e ganhei uma moto em outra vaga. Em outra oportunidade, em Bezerros/PE, em uma única prova fui classificado com seis vagas”, lembra.

Pedro Militão vaquejada

Foi campeão pela ABQM, campeão no geral a Vaquejada, e ainda quarto, quinto, décimo e décimo primeiro lugares. “Nunca esqueço também quando rachei um carro com outro vaqueiro na final de um circuito do meu Estado”.

Competidor não é nada sem um bom cavalo e para Pedro Militão, escolher um só como especial, é difícil. “Montei em muitos animais bons de esquerda do Brasil, para citar alguns:  Ronaldinho, Top, Apolinho, Lion Steel, Zidane. Mas a que me marcou foi a Top. Hoje monto Embaixador Dual, com o qual irei disputar o CPV a partir de agora”.

Pedro Militão vaquejada

Para encerrar, ele comenta sobre o momento da Vaquejada hoje. “A Vaquejada é como uma grande potência, sé que adormecida e não tão vista por grandes empresas. Pelo fato de não ser um esporte legalizado, a desunião é muito grande ainda tanto de vaqueiros como de donos de parques.” Mesmo dando passos importantes, o esporte ainda precisa de mais união.

Por Luciana Omena
Fotos: Aninha Clark e Dinajá Fotografia

5 Comentários

  1. It’s a pity you don’t have a donate button! I’d
    certainly donate to this brilliant blog! I suppose for now i’ll settle for book-marking and adding your RSS feed to my Google account.

    I look forward to new updates and will talk about
    this blog with my Facebook group. Chat soon!

  2. I have noticed you don’t monetize cavalus.com.br, don’t waste your traffic,
    you can earn additional cash every month with new monetization method.

    This is the best adsense alternative for any type of website (they approve all websites), for more info simply search in gooogle:
    murgrabia’s tools

Escreva um comentário