Cavalo Árabe

Copa Nacional do Cavalo Árabe reúne enduristas do Brasil e do mundo em SP

Disputas ocorreram durante o 12° Campeonato de Enduro Equestre do Haras Albar, em Campinas (SP), que contou com a presença de competidores internacionais

Publicado

⠀em

Copa Nacional do Cavalo Árabe

Uma das provas de Enduro mais esperadas do ano, ocorreu neste final de semana! Trata-se da Copa Nacional do Cavalo Árabe, que foi realizada durante o 12° Campeonato de Enduro Equestre do Haras Albar, de 22 a 24 de julho, em Campinas (SP). De forma simultânea, também foram realizadas disputas válidas pela IV Etapa Paulista da modalidade.

Mariucha Quintieri, gerente e veterinária do Haras Albar, conta que o evento contabilizou mais de 160 conjuntos inscritos, de sete raças equinas, sendo 124 deles formados por exemplares Árabe (Puro Sangue Árabe, Anglo-Árabe ou Cruza- Árabe). “A minha expectativa foi ultrapassada, porque eu esperava 150 conjuntos inscritos”, comemora a gerente.

Ainda de acordo com a veterinária do Haras Albar, a prova – que teve o apoio da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) – contou com a presença de enduristas de países da América Latina e Europa. “Além dos brasileiros, tivemos cinco franceses, dois portugueses e dois chilenos”, enumera Mariucha.

Foram disputadas 20 categorias no total, dentre elas as provas nacionais, de 40 km, 60 km e 80 km, e também as internacionais, acima de 100 km, regulamentadas pela Federação Equestre Internacional (FEI). “Estas últimas, aliás, tiveram a participação dos conjuntos internacionais”, destaca a representante do haras.

Beto Rossi, diretor de Enduro da ABCCA, contou que a vinda dos franceses se deu a partir de um programa de intercâmbio do Young Rider. “Os brasileiros foram para França e correram com os cavalos franceses, e agora foi a vez dos franceses correrem com os cavalos nacionais”, explica.

Estrutura para o cavalo, cavaleiro e público que gosta de Enduro

Atualmente, o Campeonato de Enduro Equestre do Haras Albar é uma das principais provas do calendário da modalidade, não somente pelo volume de conjuntos, mas também por conta da estrutura do local. Sendo adequada, portanto, tanto para o cavalo e cavaleiro, quanto para o público que gosta de acompanhar as disputas.

“Além das trilhas boas e da pista de trote, uma coisa muito legal dessa prova é que os familiares que quiseram acompanhar tiveram uma área adequada para ficar com conforto. Foi uma prova muito concorrida e aguardada por todos os enduristas nacionais e estrangeiros”, finaliza o diretor de Enduro da Associação do Cavalo Árabe.

Por: Grupo Cavalus Comunicação

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads