Crioulo

Competições acirradas definem vencedores do Freio de Ouro

Publicado

⠀em

A fêmea Capanegra Quinta Sinfonia e o macho PN Cambiasso receberam o título máximo da disputa em uma final marcada por homenagens aos 85 anos da ABCCC

Um grande público, como de costume, prestigiou a final da 36ª edição do Freio de Ouro ocorrida no domingo, dia 27 de agosto, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. A estimativa é de que mais de 20 mil pessoas circularam pelo complexo da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, promotora do evento.

Abertura Freio de Ouro 2017. Foto Leandro Vieira

A solenidade de abertura das últimas provas que definiram os vencedores contou com um desfile comemorativo aos 85 anos da entidade que fez um resgate histórico da trajetória do prêmio, exaltando a presença da raça no Estado e no Brasil.

Capanegra Quinta Sinfonia

Nas fêmeas, a vencedora do Freio de Ouro foi a Capanegra Quinta Sinfonia, da Cabanha Capanegra, de Dom Pedrito/RS, e da Cabanha Gameleira, de Goiânia/GO, guiada pelo ginete Eduardo Weber de Quadros, com média de 22.033. Quadros justificou a sua vitória como uma consequência do trabalho em equipe e das cabanhas. “É a primeira a vez que participo da premiação e atribuo o meu desempenho ao trabalho intenso de todos”, destacou. Os proprietários da égua também celebraram o êxito da parceria. “Estamos satisfeitos, pois o público tomou a Capanegra como a grande favorita, simpatizou com ela, que deu o seu recado durante as provas.”

PN Cambiasso

Já nos machos o título foi para PN Cambiasso, da Cabanha Positivo, de Portão/RS, montado pelo ginete Adriano Comunelo, 32 anos, com média de 20.812, que realizou um sonho. “Isso tem que ficar de lição, pois temos que acreditar que o impossível pode se tornar realidade”. O expositor Jonas Leopoldino de Souza conquistou o primeiro título da Cabanha, que tem 15 anos de trabalho. Afirmou que é um orgulho receber o prêmio máximo de uma disputa importante para a raça. “A gente costuma dizer que Cambiasso é domingueiro: quando chega no domingo ele faz diferente.”

O ginete destaque do ano foi para Fábio Teixeira da Silva. A partir desta edição do Freio de Ouro a ABCCC instituiu também o prêmio Craque Funcional, que na categoria fêmea ficou com a Capanegra Quinta Sinfonia, e na categoria macho, o título foi para PN Cambiasso.

O Freio de Ouro é a prova máxima do cavalo Crioulo. Ao longo do ano, os conjuntos passaram por classificatória e credenciadoras e chegaram à final os melhores entre machos e fêmeas, para mostrar a funcionalidade, rusticidade e resistência, que são características marcantes da raça. De acordo com o presidente da ABCCC, Eduardo Suñe, inovações como as comissões de ginetes e de bem estar animal foram novidades que são importantes para a raça, criadores e produtores. “Esta edição ficou acima da expectativa da direção, tanto em público quanto em inovações. Tínhamos certeza de que este Freio de Ouro seria competitivo.”

E toda a programação do Freio faz parte da 40ª Expointer, exposição reconhecida como um dos maiores eventos do mundo no gênero, sendo considerada a maior feira a céu aberto da América Latina, que este ano aconteceu entre 26 de agosto e 3 de setembro de 2017. Nela, os visitantes acompanham as últimas novidades da tecnologia agropecuária e agroindustrial, as mais modernas máquinas, o melhor da genética e as raças de maior destaque criadas no Estado. Só em 2016, segundo o site oficial, foram movimentados R$ 1.923.053.324,46.

Parque Assis Brasil. Foto Felipe Vieira

O Parque Assis Brasil também merece destaque. Localizado a 25km de Porto Alegre/RS, foi inaugurado em 1970, tem uma área de 141 hectares, conta com 45,3 mil m² de pavilhões cobertos, 70 mil m² de área de exposição, nove espaços para leilões, auditórios, 19 locais para julgamentos, 10 mil vagas para estacionamento, postos médicos, restaurantes, agências bancárias e internet.

Outras informações: www.abccc.com.br.

Colaboração: AgroEffective Comunicação
Fotos: Felipe Ulbrich (Capanegra Quinta Sinfonia) e Fagner Almeida (PN Cambiasso)/ABCCC Divulgação

Crioulo

Seleção para Morfologia segue com a segunda prévia em Esteio

Antes das prévias, foram realizadas cinco exposições, onde 40 animais garantiram vagas na Morfologia da raça Crioula na Expointer

Publicado

⠀em

Seleção para Morfologia segue com a segunda prévia em Esteio

Começou, na quarta-feira (21) a segunda prévia morfológica do ciclo 2021. A segunda e última prévia contou com alterações em sua programação, sendo adiantada em um dia. Dessa forma, são 273 inscritos que passarão pela admissão e avaliação em pista, que segue até sábado, 24, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

Bem como, promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), a 2ª Prévia Morfológica conta com a avaliação dos técnicos Gustavo Arhanitsch, Rodrigo Albuquerque Py e Thiago Andreolla Persici.

Contudo, vale lembrar que, na primeira etapa, 268 conjuntos inscritos passaram pela avaliação criteriosa do júri. Desse total, 103 exemplares foram pré-aprovados e seguem com chance de chegar à decisão da Morfologia.

Por fim, a Prévia Morfológica 2, está sendo transmitida ao vivo para o público de casa. A seletiva pode ser assistida na íntegra através dos canais oficiais da associação no Youtube, Facebook, site e aplicativo. Da mesma forma, pelo Instagram da ABCCC, é possível conferir os bastidores dessa etapa.

A programação completa está disponível no site da ABCCC.

Por Heloísa Alves
Fonte: Assessoria de Imprensa ABCCC
Crédito da foto: Divulgação/Leandro Vieira

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Conjuntos são classificados no Uruguai para a final do Freio de Ouro

Classificatórias ocorreram na cidade de Salto, com programação de quatro dias para selecionar sete conjuntos para a decisão de 2021

Publicado

⠀em

Conjuntos são classificados no Uruguai para a final do Freio de Ouro

Chegou ao fim no último domingo (18), as classificatórias do Freio de Ouro de 2020. Foram sete conjuntos selecionados na etapa realizada em Salto, no Uruguai. A Classificatória ao Freio de Ouro promovida pela Sociedad de Criadores de Caballos Criollos del Uruguay teve duração de quatro dias, e garantiu aos classificados vaga na decisão de 2021.

Destaques

Em primeiro lugar, como destaque entre as Fêmeas, Irmazita Cala Bassa. A égua segurou a liderança do início ao fim, já que marcou presença na primeira colocação desde a etapa morfológica. Além disso, a égua propriedade de Nicolas O’Brien Fernandez alcançou a maior nota de toda a semifinal: 20,319, com a montaria do ginete Juan Pablo Gonzalez.

Em seguida, outro destaque, porém entre os Machos, Indio Varigui Del Chamame, com 19,282 de média final. Houve uma alternância de posições no decorrer da classificatória, contudo, o cavalo conduzido pelo próprio expositor (e ginete), Juan Jose Castrillon, foi quem levou a melhor.

Classificatórias Freio de Ouro

Assim como outras competições equestres, as classificatórias para o Freio Ouro seguiram sem público e cumprindo os protocolos necessários no enfrentamento à Covid-19. Ao todo, foram de 26 animais, sendo 18 fêmeas e oito machos. Com avaliação do trio de jurados composto por Felipe Malfatto, Rouget Gigena Wrege e Sebastian Nieves.

Por fim, vale lembrar que no ano passado os uruguaios marcaram presença expressiva na disputa e nos pódios do Freio de Ouro. Com destaque aos animais trazidos por expositores do país vizinho, como Colibri Matrero (Ouro nos Machos), Jaguel Nueve Lunas (Bronze nas Fêmeas) e Poral Calandria (Alpaca nas Fêmeas).

“Se vê um entusiasmo e um avanço espetacular na qualidade dos ginetes aqui no Uruguai. Muito lindo o trabalho que a Associação está fazendo de formar gente e continuar programando provas para que eles tenham êxito e vão adiante. Se viram animais bons, competitivos e com qualidade tanto morfológica quanto funcional”, declarou o jurado brasileiro, Rouger Gigena Wrege, à transmissão ao vivo promovida pela Associação do Uruguai.

O resultado completo, com os sete conjuntos classificados, está disponível do site da ABCCC.

Por: Heloísa Alves
Fonte: ABCCC
Crédito imagem: Divulgação/SCCCU

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Finalistas para o Freio de Ouro serão selecionados no Uruguai neste final de semana

Classificatórias começam na quinta-feira, com 26 animais inscritos e grande expectativa para as cabanhas uruguaias

Publicado

⠀em

Finalistas para o Freio de Ouro serão selecionados no Uruguai neste final de semana

Antes de tudo, os uruguaios vêm se destacando nas pistas do Freio de Ouro, uma prova disso é Colibri Matrero, vencedor da prova FICCC em 2018, conquistando a competição entre os machos. Assim sendo, a expectativa para a classificatória no Uruguai é grande.

A programação segue com início para esta quinta-feira (15), sendo finalizada no domingo (18), na cidade de Salto no norte do país vizinho. A seletiva, promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, conta com um total de 26 animais, sendo 18 fêmeas e oito machos.

Segundo Diego Brum, presidente da Sociedade de Criadores de Cavalos Crioulos do Uruguai – SCCCU, este é o segundo ano que a cidade recebe a prova do Freio de Ouro. Para ele, as condições e a estrutura da pista da associação agropecuária local, é o que garante uma classificatória de alta qualidade.

“Sabemos da importância do Freio de Ouro para as cabanhas uruguaias que querem buscar a classificação. No ano passado os animais classificados tiveram uma excelente atuação na final. É importante para a entidade fazer todo o possível e ter excelentes participações, por isso procuramos dar condições para que os animais tenham uma excelente classificatória”, destaca.

Então, para o júri foram escalados: Felipe Malfato, Rouget Wrege e Sebastian Nieves. Devido à pandemia, o evento segue sem a presença do público, que podem acompanhar a transmissão ao vivo de casa através das redes sociais da SCCCU. Ao mesmo tempo das classificatórias, haverá a Copa VW.

Por fim, a programação completa para as seletivas do Freio de Ouro está disponível no site da ABCCC.

Por: Heloísa Alves
Fonte: ABCCC
Crédito imagem: Divulgação/ABCCC

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Após 15 dias, Marcha da Resistência é finalizada com 750 quilômetros

Prova foi concluída no último sábado, com 22 participantes cruzando a linha de chegada

Publicado

⠀em

Após 15 dias, Marcha da Resistência é finalizada com 750 quilômetros

Após 750 quilômetros e 15 dias de prova, a Marcha da Resistência, realizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, chegou ao final. Dos 38 admitidos no início da Marcha Anual de Resistência, 22 cruzaram a linha de chegada, em Jaguarão (RS).

Quem cumpriu o percurso em menor tempo, imprimindo adrenalina no trajeto final, foi Jura do Rincão da Querência com o ginete que corre Marcha há mais de 15 anos, Luis Umberto Silva Rodrigues, conhecido por “Balula”.

O conjunto concluiu a 19ª edição da modalidade em 67h18 min de provas no total, sendo 7 horas, 28 minutos e 47 segundos somente de etapas livres. Assim, Jura do Rincão da Querência foi considerada a égua mais resistente da raça Crioula no ciclo 2021, ganhando também o prêmio de Melhores Condições de Seguir Marchando e se tornando Campeã Égua Maior de 7 anos.

“É o trabalho de um ano inteiro, uma coisa que a gente faz por gostar do cavalo. Quando completa uma Marcha, eu acho que já é um vencedor. Só que ganhar e superar todos os outros cavalos que estão competindo, animais bons e preparados, é o máximo que se pode ter para uma pessoa que se dedica ao cavalo”, disse o ginete ganhador.

Marcha da Resistência

Segundo a associação, a competição é muito mais do que uma prova que testa e comprova a resistência do Cavalo Crioulo, a modalidade transborda histórias sobre superação individual, respeito ao cavalo, persistência e responsabilidade. A competidora Isadora Herrmann, por exemplo, que recebeu o prêmio de melhor ginete, tinha como objetivo concluir a Marcha. E foi aguardada pela filha que segurava um cartaz escrito “Vai mamãe. Você vai chegar”. E aliviada, a ginete desabafou: “Eu cheguei”.

A competição contou com a presença de Luiz Carlos Cassal de Albuquerque, criador e incentivador da Marcha, além de outra figura muito especial para a raça Crioula, Bayard Bretanha Jacques. Um momento muito especial para todos, principalmente pelo fato da Marcha não ter sido realizada no primeiro ano de pandemia e, agora, com todas as medidas preventivas necessárias, ter voltado ao calendário do Cavalo Crioulo.

Por fim, no instagram da ABCCC, o público pôde acompanhar os melhores momentos, assim como as melhores histórias, que envolveram a disputa da edição que leva o nome de Antônio Joaquim de Lemos Piúma (in memorian), também conhecido pelos amigos queridos por “Tio Nico”. Seus familiares foram homenageados também na entrega de premiação e assim, terá seu nome eternamente lembrado quando o assunto for a Marcha de Resistência, em especial a do ciclo 2021.

Os resultados completos estão disponíveis no site da ABCCC.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Crédito da foto em destaque:
 Divulgação/ABCCC/Fagner Almeida

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Prévia Morfológica 1 começou hoje com transmissão ao vivo

Com 268 inscritos, primeira etapa, que classifica exemplares para a Nacional da Morfologia do Cavalo, começou hoje e vai até o dia 11 de julho

Publicado

⠀em

Prévia Morfológica 1

Começou nesta quinta-feira (08), a primeira das duas prévias morfológicas do ciclo 2021. A princípio, é importante destacar que a programação dessa primeira etapa, que vai até o dia 11 de julho, teve alterações em sua programação.

Bem como, promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), a Prévia Morfológica 1 conta com um total de 268 inscritos, que passam pela admissão e entrarão em pista para a avaliação dos técnicos Gustavo Arhanitsch, Rodrigo Albuquerque Py e Thiago Andreolla Persici.

Por fim, a Prévia Morfológica 1, que acontece no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), está sendo transmitida ao vivo para o público de casa. A seletiva pode ser assistida na íntegra através dos canais oficiais da associação no Youtube, Facebook, site e aplicativo. Da mesma forma, pelo Instagram da ABCCC, é possível conferir os bastidores dessa etapa.

A programação completa está disponível no site da ABCCC.

Por Heloísa Alves
Fonte: Assessoria de Imprensa ABCCC
Crédito da foto: Divulgação/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Bocal de Ouro classifica 16 conjuntos para o Freio de Ouro 2021

Seletiva de inéditos contou com qualidade em pista da raça, destacando os melhores para o Ferio de Ouro 2021

Publicado

⠀em

Bocal de Ouro classifica 16 conjuntos para o Freio de Ouro 2021

No último final de semana, o Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS) foi palco da fase final do Bocal de Ouro. Na ocasião, 32 exemplares entraram em pista participando da seletiva de inéditos. Dezesseis conjuntos foram classificados para a grande final da modalidade, que ocorrerá entre o fim de setembro e início de outubro.

Fêmeas

Nas fêmeas, as oito classificadas ficaram com média acima dos 20 pontos. Na primeira posição, Evita do Purunã com o experiente ginete Milton Castro, maior vencedor da prova com oito títulos. Mas a vibração pelo primeiro lugar foi a de quem estava competindo pela primeira vez. “É um prazer estar aqui com esta turma competindo e graças a Deus com um resultado tão sonhado que era chegar com esta égua na final”, comemorou.

Machos

O destaque, nos machos, foi o cavalo Poncho Viejo Charrua. O ginete Ricardo Gigena Wrege, emocionado, lembrou o trabalho realizado para chegar nesta etapa. “A gente fica sem palavras, pois foi um final de semana muito iluminado. Não tem explicação de conseguirmos mostrar todo nosso empenho e transformar isto em resultado nas pistas”, declarou.

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, Onécio Prado Júnior, destaca que apesar da pandemia, o trabalho e o esforço da equipe, contribuíram para uma prova de grande competitividade. “Estamos realizando uma seletiva que, além da qualidade extraordinária, temos quantidade. Tanto na parte morfológica quanto na função, realmente tivemos uma final de Bocal de Ouro surpreendente por esta qualidade”, destacou, acrescentando ainda sobre a reforma feita nas pistas, o que proporcionou uma melhora nas condições da competição para os conjuntos.

Por fim, os dois trios de jurados que avaliaram esta primeira etapa classificatória do Freio de Ouro 2021, foram André Luiz Narciso Rosa, Gustavo Silveira Rodrigues e Leonardo Alberton Ardenghy, na categoria fêmeas, e Gustavo Arhanitsch, Leonardo Rodrigues Teixeira e Luciano Corrêa Passos, na categoria machos.

A classificação completa, com os 16 conjuntos selecionados durante o Bocal de Ouro, está disponível no site da ABCCC.

Fonte: Assessoria de Imprensa ABCCC
Crédito da foto em destaque:
Divulgação ABCCC/Felipe Ulbrich/Fagner Almeida

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

É dada a largada para a 19ª Marcha Anual da Resistência do Cavalo Crioulo

Ao todo, 36 conjuntos percorrerão 750 quilômetros até o dia 10 de julho

Publicado

⠀em

É dada a largada para a 19ª Marcha Anual da Resistência do Cavalo Crioulo

A ABCCC – Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos, deu início, no último sábado (26), a 19ª edição da Marcha Anual de Resistência e 28ª Marcha de Resistência de Jaguarão – edição que também carrega o nome de Antônio Joaquim de Lemos Piúma, o “tio Nico”.

Em primeiro lugar, logo pela manhã, os exemplares deram a largada no Sindicato Rural de Jaguarão (RS). Percorrendo a primeira etapa de 15 quilômetros, a cavalhada teve a companhia das equipes e veterinários, seguindo os protocolos sanitários. Em seguida, na parte da tarde, os marcheiros percorreram o segundo percurso de 15 quilômetros e assim cumpriram o primeiro dia de prova.

Concentrados em revisar todos os detalhes da prova, os competidores foram recepcionados pela abertura oficial da prova. Para o coordenador da subcomissão de Marcha, Luiz Mário Queirolo Diaz, a prova teve cuidado especial com o protocolo de distanciamento. “Com todos os protocolos sanitários em dia, a prova está acontecendo da melhor forma possível. Tivemos muito apoio da associação, do núcleo e também do Sindicato de Jaguarão. A prefeitura também teve um papel importante para o andamento da prova”, completa.

Já no domingo (27), a Marcha Anual da Resistência contou com a etapa de 40 quilômetros, divididos no turno da manhã.

A 19ª Marcha Anual da Resistência

Foram 30 dias de concentração na Estância São Gabriel, em Jaguarão. Como uma das principais regras, pasto de qualidade e água eram as únicas condições ofertadas à manada que faz parte da 19ª edição da Marcha, para que todos largassem com as mesmas condições alimentícias.

Por fim, após todo este tempo de preparo, os animais juntaram-se aos seus cavaleiros e assim percorrem 750 quilômetros no período de 15 dias. Sendo conhecida como patrimônio histórico do estado do Rio Grande do Sul, a Marcha Anual de Resistência de 2021 recepciona os conjuntos no dia 10 de julho, momento em que será conhecido o nome daqueles que levarão os títulos e certificados para casa.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Crédito da foto em destaque:
 Divulgação/ABCCC/Fagner Almeida

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

ABCCC faz adaptação no calendário de provas para integrar a Expointer 2021

Classificatória ao Freio de Ouro, Supercopa do Freio do Proprietário e Morfologia farão parte da programação da feira

Publicado

⠀em

Expointer 2021

Após a definição das datas da Expointer 2021, comunicada oficialmente pelo Estado na última terça-feira (22), a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, ajustou a agenda de seletivas previstas para o segundo semestre. Agora, as disputas seguem dentro da programação da feira.

Datas

Sendo assim, a Classificatória Aberta ao Freio de Ouro será realizada de 30 de agosto a 5 de setembro. Já a Supercopa do Freio do Proprietário dias 6 e 7 de setembro, em seguida a Final da Morfologia de 8 a 12 de setembro. Dessa forma, ambas farão parte do evento no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

Contudo, a readequação na agenda contribui também na proximidade de longa data da associação com a feira, que é considerada a maior a céu aberto da América Latina, sendo uma parceria importante para ambos.

O vice-presidente de Exposições e Provas Morfológicas, Eduardo Móglia Suñe, destaca que a ABCCC sempre manteve contato com a Secretaria de Agricultura do Estado, compartilhando o  calendário de provas, possibilitando alterações nas datas em caso de necessidade.

“Entendemos que a Expointer não seria a mesma sem a raça Crioula e nem a raça Crioula seria a mesma sem estar na Expointer. É uma parceria de anos, portanto mudamos o calendário para que a raça esteja nela”, afirma.

Expointer 2021

De acordo com a Secretaria de Agricultura do Estado, a realização da Expointer 2021 será entre os dias 4 e 12 de setembro. Em sua 44ª edição, a feira deverá ter controle de público e restrições, atendendo a implementação dos protocolos sanitários. A versão digital do evento, a exemplo do ano passado, também será mantida.

Por fim, a secretaria destaca o planejamento da feira. “A Expointer vem sendo planejada juntamente com a Secretaria Estadual da Saúde, que define os protocolos sanitários que terão que ser seguidos de forma plena, em função da pandemia do coronavírus. Nas últimas semanas, a equipe de vigilância sanitária trabalha este planejamento para criar as condições de segurança para o evento ser realizado”, destaca a nota publicada no site oficial.

Fonte: Assessoria de Imprensa ABCCC/Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural
Crédito da foto em destaque:
Divulgação/ABCCC/Felipe Ulbrich

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

Índia II do Purunã e JQ Número Um são os campeões da seletiva de Morfologia em Ourinhos

Município paulista contribuiu para a presença dos expositores da região sul, já que é localizado próximo ao Paraná

Publicado

⠀em

Morfologia

A cidade de Ourinhos (SP), recebeu, no último final de semana, a Exposição Passaporte nível B. Ao todo, foram 92 animais em pista, no evento organizado pelo Núcleo Sem Fronteiras de Criadores de Cavalos Crioulos. Foram classificados mais oito exemplares para a Final Morfológica, que deve ser realizada em setembro no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

Destaques

O julgamento de Lauro Varela Martins destacou Índia II do Purunã entre as fêmeas e JQ Número Um entre os machos como grandes campeões da seletiva de morfologia , sendo a fêmea intitulada a Melhor Exemplar da Raça.

Esteve presente durante o evento, o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, Onécio Prado Júnior, assim como o vice-presidente de Núcleos, Fellipe Boratto, que ressaltou a organização exemplar do Núcleo e a receptividade do município em relação ao Cavalo Crioulo.

“Passaporte extraordinário, depois de muito empenho, dedicação e trabalho sério do Núcleo Sem Fronteiras. Com todos os cuidados, a organização e estrutura fizeram jus a uma Passaporte na região 8”, completou Boratto. Além do presidente da associação, estiveram presentes o primeiro secretário da ABCCC, André Machado, e o prefeito de Ourinhos, Lucas Pocay.

Novo local

A mudança de local foi necessária devido às restrições causadas pela pandemia de Covid-19. Contudo, o evento que, tradicionalmente ocorre em Avaré, será realizado seguindo os protocolos apresentados pela associação.

Por fim, o presidente do Núcleo Sem Fronteiras destaca também que essa mudança contribuiu para a presença dos expositores da região sul, considerando que Ourinhos que fica perto do Paraná.

O resultado completo está disponível no site da associação.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Crédito da foto em destaque:
 Divulgação/ABCCC/Fagner Almeida

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo

Crioulo

ABCCC divulga novo calendário de provas para o segundo semestre de 2021

Segundo a associação, as alterações têm como objetivo adaptar as provas ao atual cenário brasileiro, com otimização da temporada com segurança

Publicado

⠀em

calendário

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC, divulgou na última sexta-feira (18) o novo calendário de provas do segundo semestre. As datas dão continuidade ao ciclo 2021 do Cavalo Crioulo. De acordo com a associação, as alterações visam a adaptação ao cenário brasileiro da pandemia, otimizando a temporada com segurança.

De acordo com o calendário divulgado, foram incluídas duas credenciadoras abertas de 13 a 18 de julho de 2021, organizadas pela ABCCC em Esteio (RS). O calendário também como destaque, as Classificatórias (Gaúcha Sul e Regiões 5, 7 e 8) que acontecem de forma separada, porém no mesmo evento, para unificar o volume de animais em um único final de semana.

Nesse sentido, outra mudança apresentada pela associação é a inclusão de etapas Seletivas do Freio Jovem e Freio do Proprietário. Lembrando que as etapas estão marcados para acontecer de 14 a 19 de setembro, que funcionarão nos mesmos moldes do ciclo passado.

As demais alterações foram relacionadas a datas. “Um ciclo complicado, mas que tem nos trazido também muitas alegrias. Vamos chegar no nosso Freio praticamente com o mesmo número de animais que o ano passado”, ressaltou o vice-presidente do setor de Provas Funcionais, Exposições Morfológicas e Expansão, Eduardo Suñé.

Por fim, a Nacional da Morfologia segue marcada para os dias 1º e 4 de setembro, enquanto a grande final do Freio de Ouro está marcada de 29 de setembro a 3 de outubro. O calendário completo já está disponível no site da ABCCC.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Crédito da foto em destaque:
 Divulgação/ABCCC/Fagner Almeida

Veja mais notícias do cavalo Crioulo no portal Cavalus

Continue lendo