Brasileiro de Hipismo

Haras Drosa vence como melhor criador do Festival BH 2019

Publicado

⠀em

Roberto Ferreira Camargo Pedrosa foi premiado como melhor Expositor de 2019

O proprietário do criatório, Roberto Ferreira Camargo Pedrosa ainda recebeu o prêmio melhor expositor do evento

O XIV Festival Nacional do Cavalo Brasileiro de Hipismo, realizado no Clube Hípico de Santo Amaro, em São Paulo, premiou no sábado (16) o Haras Drosa como o melhor criador do evento.

Além disso, o proprietário do criatório, Roberto Ferreira Camargo Pedrosa também levou para casa o título de melhor expositor da edição 2019 do Festival BH.

No decorrer do evento, conforme os produtos de cada um dos criatórios vencia, os pontos eram somados para formação da nota final. Ao todo, oito criadores distintos concorrendo ao prêmio, contra sete expositores.

Com 85 pontos, o Haras do Drosa recebeu o prêmio de Melhor Criador enquanto Roberto Ferreira Camargo Pedrosa foi premiado como Melhor Expositor com 111 pontos.

“Sou criador de Lusitano já faz 16 anos e comecei a criar BH nos últimos quatro anos. Trouxe algumas matrizes de salto, adestramento e sêmens da Europa”, disse o proprietário ao receber o prêmio.

Leia mais notícias sobre o cavalo BH

O criador, que participou pela segunda vez do maior evento da Raça BH, também fez questão de elogiar a organização do Festival. Além disso, ele garante estar otimista com a qualidade da raça.

“Estamos extremamente satisfeitos não somente com os resultados obtidos, que é o ápice de qualquer criador, como o Festival como  um todo. Todas as estruturas, arquibancadas, camarotes e estrutura no geral”, finaliza.

Fonte: ABCCH
Crédito das fotos: Anna Carvalho

Brasileiro de Hipismo

Produtos do Haras Império Egípcio mostram que estão em boa fase

Animais de criação do criatório situado em Cotia/SP têm se mantido, desde novembro do ano passado, no topo das principais competições de salto a nível nacional e estadual

Publicado

⠀em

Em meio à pandemia não é fácil se manter em forma dentro e fora das pistas. Mas para uma equipe que seguiu firme e forte na rotina, dentro das normas recomendadas e com segurança, tudo parece fluir de forma natural. Trata-se dos produtos do Haras Império Egípcio, de Cotia/SP, que, desde do ano passado, seguem com vitórias ininterruptas.

Tudo começou em novembro de 2020, durante o 30º Concurso de Salto Nacional e Internacional Indoor na Sociedade Hípica Paulista. Na ocasião, Raphael Machado Leite e Diamant Haylla Império Egípcio, égua BH de 8 anos filha de Diamant de Semilly x Numero Uno, sagraram-se campeões da série Cavalos Novos 7/8 anos com dois primeiros lugares e um oitavo.

Na sequência, já dentro da maior vitrine da raça Brasileiro de Hipismo, foi a vez de Lara Império Egípcio. Durante o Festival Nacional da raça, a égua venceu a qualificatória da Copa Ouro, com obstáculos a 1.35m.

Sharapova MCJ Império Egípcio – Foto: Divulgação/Emersom Emerim

Despedida de Sharapova Império Egípcio

Depois, ainda no Festival BH teve o Clássico, com obstáculos a 1.45m, denominado Prova Sharapova Império Egípcio. Um total de 40 conjuntos participaram, formados por cavalos da criação nacional e com registro genealógico emitido pela ABCCH.

Antes de mais nada vale destacar que a prova era especial. Afinal, marcada a despedida das pistas de uma das maiores BHs da atualidade: a égua que deu o nome a esse Clássico, ninguém menos que a craque Sharapova MCJ Império Egípcio.

Como resultado, Sharapova foi quem roubou toda a cena para se aposentar em grande estilo ao vencer a prova. Aliás, a conquista foi sob a sela do cavaleiro Raphael Machado Leite. Na sequência, ele encerrou sua participação no Festival BH de 2020 novamente no topo do pódio. Desta vez, na Copa Ouro Haras Ipiranga no dorso de Billie-Jean Império Egípcio (Dollar Du Murier / Calvaro Z).

Por fim, vale frisar que as vitórias a nível nacional e estadual seguiram desenfreadamente para os produtos do Haras Império Egípcio. Entre os prêmios conquistados de lá pra cá, ainda é possível citar:

  • Título no Mini-GP CHSA Encerramento 2020 com a Lara Império Egípcio;
  • Copa Ouro, II Etapa Torneio de Verão 21, com Billie Jean Império Egípcio;
  • Mini-GP da I Etapa da Copa Santo Amaro 21, com Ulena Qui Império Egípcio;
  • Copa Ouro SHP Open com Baronessa Império Egípcio.

Fonte: ABCCH
Legenda da foto em destaque: Raphael Machado Leite e Diamant Haylla Império Egípcio
Crédito da foto em destaque: Divulgação/Luis Ruas

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Continue lendo

Brasileiro de Hipismo

Criação nacional vence as duas principais disputas do SHP Open 2021

Enquanto Baronessa Império Egípcio venceu a Copa Ouro a 1.35m, Kripton Pullman Império Egípcio levou a melhor no GP Clássico; ambas vitórias sob a sela do cavaleiro Raphael Machado Leite

Publicado

⠀em

A criação nacional conquistou recentemente as duas principais disputas do SHP Open 2021, o Concurso de Salto Nacional 3* na Sociedade Hípica Paulista. No GP Clássico, a 1.45m, Kripton Pullmann foi o único a zerar o desempate em 45s10. Depois, na Copa Ouro a 1.35m Baronessa Império Egípcio, filha de Casall de 9 anos, foi quem subiu no lugar mais alto do pódio.

Antes de mais nada vale destacar que ambas conquistas de exemplares da raça Brasileiro de Hipismo foram sob a sela do cavaleiro Raphael Machado Leite. De acordo com ele, até o momento ele fez poucas provas com Kripton Pullman Império Egípcio. “Ainda estamos nos conhecendo”, garantiu ele.

Já com relação a Baronesa, Raphael fala que essa foi a primeira vitória em uma Copa Ouro da dupla. Esta que já venceu Clássicos em rankings organizados pelos principais clubes de São Paulo. “Baixamos ela de altura para que possa se divertir um pouco, saltar com mais facilidade. Depois vamos voltar a subir”, finaliza o cavaleiro.

Raphael com Kripton Pullman Império Egípcio – Foto: Divulgação/Luis Ruas

Pódio Clássico, 1.45m

Campeão Raphael Machado Leite / Kripton Pullman Império Egípcio – FPH – 0/45s10
Vice Tiago Mesquita / Falbert SB – FEERJ – 4/45s07
3º Tiago Mesquita / So What HP Z – FEERJ – 4/46s95
4º Gabriel Baptista Braz / Special Effect – FEPA – 1/89s87
5º Cicero Faustino Barros / Cassino Blue HR JA – FPH – 4/83s21
6º Antonio D Orey Correa da Veiga / Le Care- FEERJ – 4/85s04

Pódio Copa Ouro, 1.35m

Campeão Raphael Machado Leite / Baronessa Império Egípcio – FPH – 0/37s07
Vice Thiago Lucas Leite de Noronha / Camaro JMen – FHBR – 0/37s99
3º Bernardo Braga de Albuquerque Pereira / Rayssa R – FPH – 0/43s13
4º Rafael Ribeiro / Ludam do Liberte – FPH – 4/34s75
5º Marcello Artiaga / Sapienza TW – FPH – 4/37s03
6º Tiago Ferreira de Camargo / Cord´alia JMen – FPH – 4/37s62

Fonte: ABCCH
Legenda da foto em destaque: Raphael Machado Leite com Baronessa Império Egípcio
Crédito da foto em destaque: Divulgação/CBH/Luis Ruas

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Continue lendo

Brasileiro de Hipismo

Exemplares BHs dominam pódio da 2ª etapa do Torneio de Verão do CHSA

Criação nacional esteve presente nas seis primeiras colocações da Copa Ouro da 2ª etapa do Torneio de Verão, além de vencer o Classic Isec

Publicado

⠀em

Exemplares da raça Brasileiro de Hipismo dominaram os pódios do 2ª Etapa do Torneio de Verão no Clube Hípico de Santo Amaro (CHSA). O evento – que chegou a sua 33ª edição – foi realizado nos dias 12 e 13 de fevereiro na capital paulista.

Na sexta-feira, a Copa Ouro, a 1.35m, foi a principal disputa do Concurso de Salto Nacional 3* da 2ª Etapa do Torneio de Verão. Como resultado, o cavaleiro Raphael Machado Leite dominou o placar garantindo dobradinha nas duas primeiras colocações. Sobretudo, com duas montarias da criação nacional do Haras Império Egípcio.

Dos 32 conjuntos, 10 foram ao desempate idealizado pelo course-designer internacional Gabriel Malfatti, em que somente Raphael voltou a zerar. Montando a égua BH Billie Jean Império, de 11 anos, Raphael foi campeão sem faltas em 37s12.

Na sequência, com sua segunda montaria, o BH Thin Thin Império Egípcio, de apenas 8 anos recém completados, o cavaleiro do Haras Império Egípcio garantiu o vice. Aliás, com mais percurso sem faltas, em 39s84.

Raphael e Thin Thin do Império Egípcio em franca ascensão – Foto: Divulgação/CHSA

Mais BHs em destaque no evento

Ainda na Copa Ouro, em terceiro lugar chegou a sempre competitiva dupla Rafael Ribeiro apresentando Ludam do Liberte, uma falta, 37s18. Já a 4ª colocação ficou com Rodrigo Chaves Nunes apresentando Calvano C JMen, seguido por Luiz Guilherme Ciampi com Casilero C JMen, também com apenas um derrube, em 37s18 e 40s27.

Por fim, já o 6º posto coube a Waldir Pereira de Souza Junior, o Juninho, com Mercedes des Flandres, uma falta, 40s53. Antes de mais nada vale destacar que todos cavalos dos seis primeiros são da raça Brasileiro de Hipismo, apontando para a força e contínuo crescimento da criação nacional.

Lucio Osório e Nefertite do Arete campeões do Clássico Isec no Torneio de Verão – Foto: Divulgação/Luis Ruas

Clássico Isec

Para encerrar as disputas no CHSA, o Clássico Isec, a 1.40/1.45m, marcou o ponto alto do Concurso de Salto Nacional 3* 2ª Etapa do 33º Torneio de Verão. Dos 22 conjuntos na 1ª volta – conforme a regra – os 12 melhores entre os quais quatro sem faltas habilitaram-se para a 2ª e decisiva volta com R$ 60 mil em jogo.

Sagrou-se, portanto, campeão o top Lucio Osório, montando Nefertite do Aretê. Aliás, o BH de apenas 8 anos, foi o único a garantir duplo zero, em 39s76. O vice-campeão foi Raphael Machado Leite – campeão e vice da Copa Ouro -, com Kripton Pullmann Império Egípcio, BH de 10 anos, totalizando apenas 2 pontos perdidos, 1 em cada passagem, em 52s05.

Já o 3º posto coube a Saint Clair Gonçalves Passarinho Neto com Dardo Montana, dupla vice-campeã do Clássico do Torneio de Verão em 5/2, que fechou com um derrube na 2ª volta em 43s41.

Fonte: ABCCH
Legenda da foto em destaque: Raphael e Billie Jean Império Egípcio no galope da vitória

Crédito da foto em destaque: Divulgação/ABCCH/CHSA

Veja mais notícias sobre o cavalo Brasileiro de Hipismo no portal Cavalus

Continue lendo