Mangalarga

Núcleo Alta Mogiana se destaca pelo trabalho de fomento ao Cavalo Mangalarga em SP

Este ano, foram realizados sete eventos na região de Ribeirão Preto; Exposição Regional da raça ocorrerá de 28 a 30 de julho

Publicado

⠀em

Núcleo Alta Mogiana se destaca pelo trabalho de fomento ao Cavalo Mangalarga em SP

O Núcleo Alta Mogiana de Cavalos Mangalarga, com sede em Ribeirão Preto (SP), possui um trabalho árduo de fomento à raça na região. Apenas neste ano, o núcleo realizou Dia de Campo, três Cavalgadas, Curso de Equitação, Mangalargada, Copa de Marcha e Função e, agora, fecha o mês de julho com uma Exposição Regional. A representatividade do Alta Mogiana perante o estado é muito grande. Atualmente, são 55 criatórios associados à entidade. “O Núcleo Alta Mogiana sempre foi muito forte, sendo um dos maiores em número de associados. Recentemente, completamos 30 anos de existência”, enfatiza o presidente da entidade, Sílvio Junqueira.

“A função dos núcleos é fomentar a raça nas regiões, promovendo eventos que congreguem a família margalarguista. Quando a região promove um evento grande, além de dar muita visibilidade à raça, consegue atender criadores menores, que não têm, muitas vezes, condições de levar um animal para uma exposição mais distante, pois fica muito caro. Então, a gente dá essa condição, através do núcleo, para que eles consigam participar de, ao menos, dois eventos e, assim, automaticamente se tornarem aptos para se apresentar na Exposição Nacional”, explica o presidente.

Exposição Regional do Cavalo Mangalarga

De 28 a 30 de julho, o Haras Manoel Leão, localizado em Ribeirão Preto (SP), será a casa do Mangalarga do Brasil nesta semana, com a realização da Exposição Regional da raça. Promovido pelo Núcleo Alta Mogiana, com o apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), o evento já é um sucesso, devido ao elevado número de inscritos. “Nossas expectativas já foram superadas! Estamos com recorde de inscrições, sendo 200 animais e 60 expositores”, comemora Junqueira.

Segundo a ABCCRM, a competição reunirá as tradicionais provas de Marcha e Morfologia, além de provas funcionais com mais de R$ 6 mil em premiação, divididos entre os seis primeiros colocados. Os julgamentos ficarão a cargo de Lourenço de Almeida Botelho, na Morfologia, e Pedro Henrique Bueno de Camargo, na Marcha. A etapa será transmitida ao vivo pelo aplicativo Ride2Play, primeiro streaming de cavalo do país. “A Exposição Regional do Mangalarga será aberta ao público, uma ótima oportunidade para os amantes de cavalos conhecerem de perto a raça”, finaliza.

Por: Grupo Cavalus Comunicação

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads