Cavalo Árabe

Cavalo Árabe se sobressai durante o 30º Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre

Saiba como foram as disputas em cada categoria do campeonato, as dificuldades enfrentadas pelo percurso e, por fim, quais conjuntos se sagraram campeões brasileiros

Publicado

⠀em

Cavalo Árabe se sobressai durante o 30º Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre

O Haras Minas Gerais Endurance, localizado em Cartanópolis/MG, foi palco recentemente das disputas do 30º Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre (CBEE), esporte em que o Cavalo Árabe se sobresai perante as demais raças. De acordo com Pedro Manetta, que ficou responsável pelo marketing da prova – realizada de 16 a 18 de setembro – praticamente todos os animais inscritos no evento tinham sangue Árabe. “Isso porque os Árabes são mais resistentes e possuem melhor recuperação cardíaca, se comparado as demais raças, sobretudo nas maiores distâncias”.

Ainda de acordo com Manetta Caetanópolis é uma prova bastante conhecida pelos enduristas. “Possui trilha bastante plana, com piso bom, sem muitas pedras e com muitas sombras, uma vez que grande parte do percurso está entre grandes eucaliptos. Contudo, como já era esperado devido ao clima típico da época, o fim de semana reservou dias muito quentes e secos, transformando a prova em uma experiência mais técnica”, acrescenta.

Na quinta-feira, dia 16, houve o Vetcheck inicial para as provas do dia 17 – 160km (Brasileiro); 100km e 80km qualificatórias. O foco da sexta-feira foi o Campeonato Brasileiro de 160km, que contou com a participação de 6 animais, todos eles PSA registrados na ABCCA. Já no sábado foram realizadas as demais categorias: 140km, 120km, 100km, 80km, 60km, 40km e 20km. A prova contou com 81 conjuntos inscritos, sendo que 59 concluíram, 16 foram eliminados e 6 retirados.

Primeiro dia de disputas

Após 08h51m48s de prova, Rodrigo Moreira Barreto e Mandalla Rach (Pavel Rach x Minuette Rach por *Pamir) sagraram-se campeões brasileiros de 160km, com média de 18,05 km/h. José Caio F Vaz Guimarães e Cabo Frio CSM (*Eksport x Ahuar por *Pepi) foram os vice campeões, com média de 17,57 km/h.

O destaque aqui fica na recuperação cardíaca dos animais: Mandalla Rach, que também recebeu o prêmio Best Condition, teve uma recuperação total de 18m38 nos 5 primeiros anéis, enquanto Cabo Frio CSM de 15m43. Sinal de que os animais apresentaram alta preparação física, uma vez que mesmo com o calor, conseguiram manter o rendimento.

Rodrigo Barreto, o Guigo, cavaleiro do Rancho Barreto, localizado em Brasília/DF comentou um pouco sobre os desafios que o levaram ao título: “O grande desafio foi o calor e a baixa umidade, talvez tenha sido a prova mais quente que já corri lá. A trilha é considerada plana, mas engana um pouco, pois tem subidas não tão íngremes, porém bem longas. Outra coisa que reparei, até mesmo depois de ver os resultados, foi em relação ao anel amarelo, de 28km. Era um anel que tinha uma parte bem quebrada no meio, com mais subidas e acabou que alguns conjuntos foram eliminados depois de correr esse anel”.

Guigo também contou um pouco da estratégia utilizada na prova: “Minha estratégia foi andar mais rápido no primeiro anel, quando estava mais fresco, pois a largada foi as 5:00 da manhã, e nos outros anéis, andar mais tranquilo, para poupar a Mandalla do calor intenso. No último anel, que era mais plano, consegui aumentar minha velocidade, pois a Mandalla estava muito bem e fomos coroados ganhando o prêmio de best condition também”.

Segundo dia de disputas

No sábado, segundo dia de disputas, começou as 5:30 da manhã com a categoria de 140km, que contou com 4 animais inscritos, todos também PSA registrados na ABCCA. Fernanda Carvalho M de Abreu e Pocahontas HVP (Bey Shadow TGS x *Padrons Teariffic por *Padron) foram campeãs e Best Condition, com média 17,23 km/h.
Em segundo lugar ficaram Rafaela Moreira Barreto e Tannat XB (Nawwak NA x Thaylla por Khaid El Jammal), com média de 17,23 km/h. Foi uma prova com 100% de aproveitamento, todos os 4 conjuntos terminaram. Rodrigo Storani Saliba e Blues Master Rach (Mister Eros HX x Blue Note Rach por *Polonez) e Gabriela Carvalho M de Abreu e Thelos (Thelonius x Thetis T por Mirage LM) fecharam a classificação.

A categoria de 120km contou com 17 animais inscritos, divididos nas categorias FEI e Young Riders (Campeonato Brasileiro) e Nacional. Todos registrados na ABCCA, sendo 2 anglo-árabes, 2 cruza-árabes e 13 PSA. Tiago Manetta B de Lana e NNL Tremendão (RSC El Deb Haran x NNL Miss Darling por Rashid Van Ryad) foram campeões brasileiros e Best Condition de 120km Adulto, com média 18,21 km/h, enquanto Fernando Gonçalves Costa e Miranda Rach (Vesper Rach x Melina Rach por *HS Titian) ficaram com a medalha de prata, média 17,16 km/h.

Destaque para a incrível recuperação cardíaca do campeão NNL Tremendão, que somou apenas 5m22 nos três primeiros anéis. Cabe ressaltar o bom número de inscritos, 10 no total, aumentando a disputa pelo título. Ainda, 7 concluíram a prova, o que significa 70% de aproveitamento, um índice interessante para provas de longa distância. Na 120km Nacional, João Paulo Nunes da Silva, montando Forlan Trio (Verano Rach x Frontera Endurance por Ledhyr NA) foram os vencedores, com média de 17,09 km/h.

Na categoria Young Riders, após emocionante sprint, que infelizmente culminou na eliminação do conjunto vencedor, João Pedro Antocheski e RG Kamil (*Zapal x Camamu CSM por Ekspresjon Rach), Diogo Martins e Verve Rach (Voltaire Rach x Vaneska Rach por Mister Eros HX) sagraram-se campeões brasileiros, com média 16,31 km/h, seguidos por Helena Haaland e Valente HEB, cruza árabe, filho do importado *Streak of Wiking, que finalizaram com média 15,04 km/h.

Diogo comenta: “Foi uma prova técnica. Já sabia que a competição seria desafiadora quando vi que os 120km seriam em apenas 4 anéis grandes, mas quando o dia chegou e senti o clima quente e seco percebi que seria ainda mais difícil terminar. Tentei conservar ao máximo minha égua durante a prova e tivemos gás para gastar num final disputado e finalizar com êxito”.

A categoria 100km adulto contou com 8 conjuntos, sendo 2 anglo-árabes e 6 PSA, todos registrados na ABCCA. Destaque para o garanhão *D’Jok PY (Djebel Lotois x Keniah por Kesberoy), propriedade do Haras TRIO, o qual teve dois filhos nas duas primeiras colocações: Conan D’Jok Trio (*D’Jok PY x RT Crysti por Nawwak NA), montado por Pedro Stefani Marino, campeão brasileiro com média de 18,71 e grande recuperação cardíaca de 5m41, contando os 3 primeiros anéis, seguido por La Tache D’Jok Trio (*D’Jok PY x *SM La Turca, por JQ Fame Beauty), montado por Rafaela Pantel Vianna, com média de 18,07 km/h.

Nos 80km, 5 conjuntos participaram, sendo 4 registrados na ABCCA. 2 PSA, que faturaram as duas primeiras colocações, Hanna Del RET (Hafid Delmar Sahara x Sahara Alimazara por *Shihan Ali) campeã, montada por Telmo José Sousa Gois e média de 17,12 km/h e Hanke Apprentice (*Thee Apprentice x Hami Vasc por AF Vasco) vice campeão, montado por Rodrigo Beleplacito, com média 15,94. Também correram 2 anglo-árabes, destaque para Norpol CVV (Spirit x Oklahoma HEB por *Northon), que ficou na 4ª colocação.

A categoria curta livre – 60km, contou com 12 conjuntos, todos registrados na ABCCA, sendo 9 no “adulto”, 2 na “jovem” e 1 na “mirim”. Eli Peres Steinbruch e Major “Oman El Hylan” (Hylan x Orquidea el Jammal por *Ali Jammal) foram os campeões brasileiros da categoria mirim, com média 15,21 km/h.

Na categoria jovem, destaque para a criação do Rach Stud, de onde vieram o campeão e o vice: Oliver Rach (Pavel Rach x Opera Rach por *Polonez), montado por Carolina Rocca Borges e Firefox Rach (*Almir SWSB x Freeze Frame Rach por Ocho el Negro), montada por Victor Nuno de Aquino Lucas ficaram, respectivamente, em primeiro e segundo, com médias de 16,57 km/h e 16,55km/h.

A categoria adulto reservou boa disputa pelo título, com 9 conjuntos. Carolina Cardoso Duarte, montando Chief OfControl Rach (Controller x Comitia Rach por Eksort Rach) sagrou-se campeã com média de 18,17 km/h e destaque para a velocidade de anel mais rápido entre todos os competidores que terminaram a prova, com média de 20,32 km/h de trilha. “Foi uma prova com alto nível de dificuldade, calor escaldante, competidores de qualidade, que foi coroada com muita festa de todas as equipes e uma cooperação e parceria ímpar”, disse Carolina. Em segundo lugar, Pedro Manetta B de Lana, montando Dode Trio (Dormane x WN Partytura por *Pepi), com média de 16,39 km/h.

Provas de regularidade

Por fim, mas não menos importante, as provas de regularidade, conhecidas por serem o fomento do esporte, contaram com 21 conjuntos, sendo 10 na graduado adulto, todos PSA, sendo 9 registrados; 1 na graduado jovem, Franco AF, animal cruza árabe pampa sem registro, criação de Aloísio Faria, montado por Paulo Fernandes Torres, campeão; 4 na aberta adulto e 6 na categoria especial marchador.

Pela graduado adulto, José Ubiraci Soares Batista e Giselli da São José, égua árabe sem registro, sagraram-se campeões, com 72,26 pontos, seguidos por Otavio Marques de Paiva Neto e Mona RLC (Aryes El Ludjin x *Super Marc por *QR Marc) com 72,22 pontos. Destaque para a mínima diferença de 0,04 pontos. A título de comparação, o terceiro lugar Logan D’Jok Trio ((*D’Jok PY x *SM La Turca, por JQ Fame Beauty) obteve 66,82 pontos.

Já pela aberta adulto, Martin Mastrangelo e a anglo-árabe Russia Endurance (Miroslav Endurance x Granada Endurance por *Northon) foram os campeões, com 33,33 pontos. O segundo lugar, com 24 pontos, foi Daniel Abbud Haddad, montando o PSA Royal do Bom Viver (*Azhar Du Barthas x *Al Saida Larzac por Said Lotois).

Próximas disputas

E o Enduro Equestre não para por aqui. Esse ano ainda serão realizadas cinco provas: dia 25/09, no Haras Endurance, em Bragança Paulista, acontece a próxima etapa do Campeonato Paulista; em 09/10, ocorre a última etapa do Campeonato Brasiliense, no Brasília Country Club; dia 16/10, Campeonato Gaúcho de Enduro Equestre, no Haras Jacovas, Rio Grande do Sul; em 23/10, a última etapa do Campeonato Paulista, no Haras Albar em Campinas e para fechar o ano, O III International Endurance Festival of Campos Gerais no Haras Triunfo, em Ponta Grossa, Paraná.

Para fechar o ano com chave de ouro, o Uruguai promoverá a Copa Sudamericana em Punta Del Este, dias 06 e 07 de dezembro, com premiações em dólar.

Colaboração: Cavalus Comunicação Equestre
Crédito das imagens: Divulgação/CBH

Veja mais notícias do Cavalo Árabe no portal Cavalus

Cavalo Árabe

Time Brasil conquista medalha de ouro no Campeonato Panamericano de Enduro Equestre no Chile

Medalha de ouro saiu nas disputas por equipe no Young Riders; já no Adulto, dois atletas brasileiros terminaram no Top 10 no individual

Publicado

⠀em

Time Brasil conquista medalha de ouro no Campeonato Panamericano de Enduro Equestre no Chile

De 22 a 26 de novembro, o Time Brasil de Enduro Equestre conquistou resultados expressivos durante o Campeonato Panamericano realizado na cidade de Llay Llay, no Chile. O destaque principal foi a conquista da medalha de ouro por equipe na categoria Young Riders, um feito que ressalta o talento excepcional e a dedicação dos cavaleiros jovens.

A equipe composta por Rodrigo Saliba com Miranda Rach, Helena Haaland com Valente HEB, Diogo de Oliveira Martins com CP Latifa e Arthur Ulsenheimer Junior com Mojito HSSK, demonstraram uma performance impressionante na competição. Em parceria com seus equinos da raça Árabe, os atletas comprovaram a eficiência dessa linhagem no esporte, especialmente em termos de resistência e versatilidade.

Além da conquista por equipe no Chile, os resultados individuais também foram impressionantes. Na categoria Young Riders, Diogo de Oliveira Martins alcançou o 3º lugar com CP Latifa, Rodrigo Saliba o 4º lugar com Miranda Rach, e Helena Haaland o 5º lugar com Valente HEB. Já na categoria Adulto, José Caio F. Guimarães Vaz garantiu o 3º lugar com Stud Brasil Itajara, enquanto Ana Carla Maciel ficou em 10º lugar com Piva Endurance.

“Estou orgulhoso do trabalho que fizeram”, elogiou o chefe da equipe, o médico veterinário Dr. Guilherme Ferreira Santos. “Pessoalmente, eu encaro essas competições internacionais com enorme responsabilidade. Representamos uma nação e as pessoas nos julgam pela forma como nos apresentamos e competimos. Muito respeito pela organização, pelos concorrentes e, sobretudo, pelos cavalos. A equipe deixou uma bonita imagem no Chile. Isso, certamente, trará benefícios ao esporte e a cada um em particular”.

Time Brasil – Campeões Young Riders

Outras conquistas do Time Brasil no Chile

Além do papel essencial de liderança desempenhado por Guilherme Ferreira Santos, o Time Brasil também contou com o apoio do médico veterinário Henrique Garcia, que esteve constantemente atento ao bem-estar dos animais durante a prova. Um trabalho primordial para a obtenção destes resultados, que colocaram, mais uma vez, o Brasil num lugar de destaque no cenário equestre global do esporte.

Um destaque adicional da participação brasileira no Campeonato Panamericano de Enduro Equestre no Chile foi a conquista do prêmio Best Condition, conferido ao equino Valente HEB da raça Árabe. Este reconhecimento sublinha não apenas a vitória, mas também a condição física exemplar do animal da raça Árabe.

“Isso significa que o Brasil possui bons cavalos, bons cavaleiros e uma cultura equestre que pode ser elogiada pela elegância e competitividade”, finaliza o chefe do Time Brasil de Enduro Equestre.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/Mariana Pedroso

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Copa ANCAF/ABCCA 2023 encerra temporada durante o VS Festival Indoor

Prova de Três Tambores e Seis Balizas exclusiva de equinos da raça Árabe celebra o seu crescimento, ao ter registrado um aumento de animais e competidores na temporada

Publicado

⠀em

Copa ANCAFABCCA 2023 encerra temporada durante o VS Festival Indoor

O Complexo do Haras Raphaela, em Tietê (SP), será palco do encerramento da temporada 2023 da Copa ANCAF/ABCCA de Três Tambores e Seis Balizas. A 11ª e última etapa já está sendo realizada no recinto e segue até domingo (03/12), durante o VS Festival Indoor 2023, prometendo uma competição repleta de emoção e talento.

Em entrevista, o presidente da Associação Nacional do Cavalo Árabe Funcional (ANCAF), Bruno Zanotta, refletiu sobre a temporada que se encerra e expressa seu entusiasmo pelo crescimento contínuo da competição. “A temporada começou com muitas expectativas, estamos em uma crescente nos últimos anos. E aos poucos foi se tornando realidade, com aumento de animais e competidores de outras raças buscando conhecer mais sobre as provas do Cavalo Árabe e entrando para as competições”.

Copa ANCAF/ABCCA

Zanotta destaca a evolução dos animais ao longo da temporada, especialmente durante a última etapa realizada durante a 3ª Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, no início de novembro, em Tatuí (SP). Na ocasião, houve a quebra do recorde nacional do cavalo Árabe nas Seis Balizas.

“Foi, sem dúvidas, um momento histórico que marcou a competição. Mas, o mais marcante, está sendo a evolução dos animais, do começo da temporada até a Nacional, tivemos um crescimento técnico dos animais que merece muito ser destacado, assim como o dos competidores, que vem buscando desenvolver mais e mais o cavalo de esporte”, acrescenta Zanotta.

 

Laura da Fonseca e seu cavalo Folhetim Pat – Recorde Seis Balizas

O presidente da ANCAF ainda ressalta o sucesso da estratégia de realizar as etapas da Copa ANCAF/ABCCA junto com grandes campeonatos das modalidades já existentes. Durante estes esses eventos, ao decorrer da temporada, ocorreram diversas pessoas interessadas em adquirir animais árabes para competir. “O caminho que está sendo traçado está correto, e se mantivermos esse caminho, iremos alcançar os objetivos”, conclui o presidente.

Para a 11ª e última etapa da Copa ANCAF/ABCCA de Três Tambores e Seis Balizas, a expectativa é de uma conclusão triunfante para uma temporada repleta de conquistas e avanços no universo equestre. Quem quiser prestigiar pessoalmente os cavalos Árabes em pista nas modalidades, a entrada no evento é aberta ao público e é gratuita.

Serviço
11ª e última etapa da Copa ANCAF/ABCCA
Data: 27/11 a 03/12
Local: Complexo do Haras Raphaela, em Tietê (SP)

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/Machado

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Time Brasil de Enduro Equestre inicia disputas no Campeonato Panamericano no Chile

Conheça os integrantes das equipes brasileiras de Young Riders e Adulto, composta exclusivamente por equinos da raça Árabe, que já estão a posto para o início das disputas

Publicado

⠀em

Time Brasil de Enduro Equestre inicia disputas no Campeonato Panamericano no Chile

A abertura oficial do Campeonato Panamericano de Enduro Equestre foi realizada nesta quarta-feira (22/11) na cidade de Llay Llay, no Chile. A competição, que ocorre até domingo (26/11), conta com a participação do Time Brasil de Enduro Equestre no Young Riders e Adulto, formado por talentosos cavaleiros e amazonas, montando exclusivamente equinos da raça Árabe.

Os jovens talentos do Young Riders, com os seus respectivos companheiros das pistas, são Artur Leonel Ulsenheimer e Mojito HSSK, Diogo de Oliveira Martins e CP Latija, Helena Haaland e Valente HEB, e Rodrigo Storani Saliba e Miranda Rach, que disse em entrevista: “A expectativa é muito grande para fazermos uma bela prova neste Pan Americano”.

Já os experientes integrantes do time Adulto é formado por Ana Carla Maciel com Piva Endurance, João Pedro Antocheski com Mars, José Caio Frisoni Vaz Guimarães com Stud Brasil Itajara e Thiago Freitas Martins com Sabino BV;

“Esta é a quarta vez que represento a equipe brasileira em um Campeonato Panamericano, e dessa vez com um gosto especial porque estou voltando agora a competir internacionalmente depois de ter dois filhos. E a minha égua, Piva, está no auge da sua carreira e vai trazer toda a sua experiência para compor a equipe”, pontua a amazona Ana Carla Maciel.

Boas expectativas para o Time Brasil de Enduro

O chefe de equipe, Dr. Guilherme Ferreira Santos, expressou o quanto todos os competidores estão orgulhosos em participar do evento e empenhados em fazer um bom trabalho. “Temos muito orgulho de participar deste campeonato representando o Brasil, com o time Adulto e Young Riders. Queremos parabenizar o Chile pela organização do evento. Queremos fazer um bom trabalho para colhermos os frutos no final”.

A responsabilidade pelos cuidados dos equinos durante a prova estará sob a supervisão do veterinário da equipe, Dr. Henrique Garcia, que possui constante preocupação com o bem-estar dos animais durante a prova. Por isso, ele irá monitorar atentamente a condição de saúde dos animais e fornecer todo o suporte necessário, assegurando que possam realizar o percurso da maneira mais segura possível.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/Time Brasil de Enduro Equestre

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Emoção até o último galope: Rubicon Rach vence a sétima etapa do Prêmio President UAE Cup For Colts & Fillies

Disputa acirrada nos 1000 metros de grama resulta na vitória de Rubicon Rach, montado por Rudinick Viana, em corrida promovida pela ABCCA em parceria com o Jockey Club de São Paulo

Publicado

⠀em

Emoção até o último galope Rubicon Rach vence a sétima etapa do Prêmio President UAE Cup For Colts & Fillies

No último sábado (18/11), o Jockey Club de São Paulo foi palco de uma emocionante disputa que marcou a sétima etapa do Prêmio President UAE Cup For Colts & Fillies. O evento, organizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) em parceria com o Jockey Club de São Paulo, reuniu oito animais da raça Árabe, machos e fêmeas de 3 anos e mais, sem vitória, em uma corrida de 1000 metros na pista de grama.

A competição foi intensa, e a definição das posições aconteceu nos emocionantes 100 metros finais. Rubicon Rach, sob a habilidosa sela do jóquei Rudinick Viana, cruzou a faixa final em primeiro lugar, registrando o tempo de 1:05.285. O tordilho, de propriedade do Stud Spartacus, de Giancarlo Rocchiccioli, e criado pelo Rach Stud, da família Saliba, é filho de Bismark Rach e Rhondda Rach. A vitória representa o primeiro triunfo do tordilho, que foi treinado por J. Bosco.

O Prêmio President UAE Cup Series for Colts & Fillies VII contou com o apoio de patrocinadores que acreditam no potencial das corridas de cavalos Árabes no Brasil. São eles: Sh Mansoor Bin Zayed Al Nahyan, Vice-Presidente e Vice Primeiro Ministro dos Emirados Árabes Unidos, Ministro do Tribunal Presidencial e Presidente da Emirates Racing Authority; e HE Faisal Al Rahmani, Presidente da Federação Internacional de Corridas de Cavalos Árabes (IFAHR) e Diretor Geral da UAE President Cup.

Além das premiações durante os páreos no Jockey Club de São Paulo, todos os animais participantes do Calendário de Corridas do Cavalo Árabe 2023 têm a oportunidade de concorrer ao Arabian Cup 2023, um ranking promovido pela ABCCA, que este ano distribuirá impressionantes R$ 220 mil em prêmios.

Até o final do ano de 2023, a temporada promete mais emoções e desafios, consolidando o prestígio das corridas de cavalos Árabes no cenário esportivo nacional e internacional.

Confira os resultados do Prêmio President UAE Cup For Colts & Filies VII:

1º RUBICON RACH e RUDINICK VIANA
2º PASSIONADDO RACH e JEANE ALVES
3º ÔMEGA RACH e L.HENRIQUES
4º VIVINA RACH e J.BISPO 54
5º GULLIVER RACH e M.SILVA
6º RG ERA e I.SILVA
7º OMARA RACH e W.ARIEL
8º VIDENTE RACH e H.WILLIAN

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/Jockey Club de São Paulo

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Exposições do Cavalo Árabe em Tatuí (SP) elevam a excelência da raça

Ao decorrer de uma semana de programação, exposições destacaram a funcionalidade do cavalo Árabe reunindo 250 animais em pista e distribuindo R$ 165 mil em premiação, nas mais diversas modalidades equestres

Publicado

⠀em

Exposições do Cavalo Árabe em Tatuí (SP) elevam a excelência da raça

A Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) celebra o êxito das Exposições do Cavalo Árabe, realizadas no Centro Hípico de Tatuí, no interior de São Paulo, de 4 a 12 de novembro. O evento, que contou com a participação de mais de 250 animais provenientes de seis estados brasileiros, reafirmou a importância e a excelência da raça.

Rodrigo Foz Forte, presidente da ABCCA, expressou sua satisfação com o resultado: “Foram mais de 250 cavalos reunidos em Tatuí, totalizando cerca de 500 inscrições e distribuímos mais de R$ 165 mil em prêmios. Uma semana que evidenciou a união dos criadores, usuários e proprietários, destacando a força da raça no cenário nacional. Foi realmente uma semana fantástica”.

Além da participação expressiva de criadores nacionais, as exposições contaram com a presença de entusiastas estrangeiros, incluindo criadores chilenos e árabes, bem como os juízes internacionais. “Um ambiente heterogêneo que enriqueceu o evento e fortaleceu os laços internacionais no universo da criação do cavalo Árabe”, pontuou Forte.

Funcionalidades do cavalo Árabe em evidência

A programação da raça em Tatuí incluiu a realização da 3ª Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, que abrangeu disputas nas modalidades de Salto, Hipismo Rural, Seis Balizas, Três Tambores, Maneabilidade e Corrida. Já a 26ª Brazilian Breeders’ Cup e 5ª etapa da Copa Brasil concentraram-se nas disputas somente de Halter. Destaque também para a 29ª Internacional do Cavalo Árabe, que envolveu disputas de Halter e os diversos estilos de montaria da Performance, como Western Pleasure, Hunter Pleasure, English Pleasure e Traje Típico.

Performance Internacional do Cavalo Árabe – Foto:André Shiwa

O evento começou no sábado (04/11) com as competições de Salto e Hipismo Rural, em parceria com a Associação Brasileira dos Cavaleiros de Hipismo Rural (ABHIR). Paralelamente as disputas em Tatuí, no sábado, o Jockey Club de São Paulo sediou o Grande Prêmio Nacional do Cavalo Árabe 2023, como parte da programação da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte.

Na quarta-feira (08/11) retornaram com as disputas, nas modalidades de Três Tambores e Seis Balizas, junto a Associação Nacional do Cavalo Árabe Funcional (ANCAF). Na ocasião, houve a quebra do recorde nacional do cavalo Árabe na Seis Balizas, com Laura da Fonseca e seu cavalo Puro Sangue Árabe Folhetim Pat que alcançaram a marca de 21s216.

A programação seguiu até domingo (12/11), com as provas de Halter válidas pela 5ª etapa da Copa Brasil de 2023 e as disputas da Brazilian Breeders’ Cup 2023, com destaque para o criatório RFI Arabians, de Itapetininga (SP), que conquistou o troféu pelo terceiro ano consecutivo de melhor criador.

Ainda como parte da programação da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, foram realizadas até domingo as demais categorias dos Três Tambores e também as disputas de Maneabilidade pela Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, bem como de Performance e Halter válidas pela 29ª Exposição Internacional.

Sorteio especial e entrega de prêmios durante evento em Tatuí

No decorrer do evento, a ABCCA realizou o sorteio de um automóvel 0km do Arabian Cup, ranking que reúne a pontuação acumulada pelos competidores do cavalo Árabe ao longo da temporada, abrangendo diversas modalidades da raça. Com 80 números na disputa, o ganhador foi Gastão Mesquita Filho, competidor de Enduro Equestre e proprietário de animais da prestigiada raça Árabe.

Por fim, é importante frisar que, durante as exposições em Tatuí, a ABCCA também organizou uma noite de premiações para os Melhores do Ano pela ANCAF na temporada de 2022, homenageando competidores, animais, proprietários e criadores destacados.

O sucesso das exposições em Tatuí não apenas evidenciou a grandiosidade do evento, mas também ressaltou a notável versatilidade e a incomparável beleza do cavalo Árabe. Nesse cenário de destaque, a ABCCA reafirma seu compromisso inabalável com a promoção e valorização da raça, solidificando a posição do cavalo Árabe como ícone de excelência e diversidade.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Foto de chamada: Divulgação/Machado

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

RFI Arabians conquista terceira vitória consecutiva na Brazilian Breeders’ Cup 2023

Com o resultado, criatório de Itapetininga (SP) assegura o troféu itinerante da competição de Halter mais cobiçado do Cavalo Árabe

Publicado

⠀em

RFI Arabians conquista terceira vitória consecutiva na Brazilian Breeders’ Cup 2023

A 27ª edição da Brazilian Breeders Cup 2023 agitou o Centro Hípico de Tatuí, no interior de São Paulo, reunindo na sexta-feira (10/11) o ápice da criação nacional do Cavalo Árabe em uma competição de Halter emocionante. O destaque do evento foi o criatório RFI Arabians, de Itapetininga (SP), que conquistou a sua terceira vitória consecutiva na prova, promovida pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA).

Rodrigo Foz Forte, titular do RFI Arabians, expressou sua emoção pela conquista: “A emoção é a maior possível, não só por ser o terceiro ano consecutivo, mas o quinto campeonato dentro da nossa história de 33 anos. Uma conquista ao lado da minha família, que é a coisa mais importante que a gente tem, com o Leopoldo, nosso amigo e consultor há 27 anos, é uma felicidade enorme. É o reconhecimento de um trabalho dedicado, por tudo que a gente vem fazendo há tanto tempo, então, estou muito feliz com esse resultado”.

A vitória do RFI Arabians assume um significado ainda mais especial, já que, ao conquistar o troféu pela terceira vez consecutiva, o criatório assegura o troféu itinerante da Brazilian Breeders Cup em definitivo. A criação de Fabio Alberto Amorosino, do Haras Serondella, de Salto (𝖲𝖯), também se destacou no evento, ao conquistar a segunda posição, e Flávia Maria Ramalho Torres, do Haras FT, de Porto Feliz (𝖲𝖯) ficou com a terceira posição.

A Brazilian Breeders’ Cup é o título mais cobiçado, uma vez que somente criadores, que ao mesmo tempo também são proprietários, podem participar das disputas no Halter. Assim, eles apresentaram em pista os seus quatro melhores animais de criação própria da raça que concorreram a essa premiação que ranqueia os principais criadores do Brasil.

RFI Pavaroti – Campeão do Top Ten da Premium Cup

Reconhecimento do trabalho de criação da RFI Arabians

Além do título de melhor criador brasileiro da raça Árabe, o RFI Arabians ainda levou para casa outros dois prêmios durante o evento. São eles: o título de Campeão do Top Ten da Premium Cup com RFI Pavaroti e o título de Campeão do Stallion Cup com RFI Unique.

Leopoldo Coutinho, consultor do RFI Arabians, compartilhou seu entusiasmo sobre a vitória do RFI Unique: “É fantástico você ver nascer um animal de um cruzamento pensado, evoluir assim e ir além das suas melhores expectativas. E agora você o vê numa nova etapa, trazendo filhos, ganhando e continuando dentro da evolução que a gente quer no haras e agregando qualidade, então é fantástico, e fora que é um carisma, é um manso, é uma delícia você ficar ao redor dele”.

Para o futuro, Rodrigo Forte assegura que o RFI Arabians continuará dedicando-se com paixão: “Vamos continuar trabalhando duro, continuar nos dedicando muito, porque isso é uma paixão na nossa família, enfim, seguimos firmes e fortes”, concluiu emocionado.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/André Shiwa

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Cavalo Árabe obtém novo recorde nacional na Seis Balizas

Laura da Fonseca e seu cavalo Folhetim Pat alcançaram a marca de 21s216 durante exposição da raça realizada em Tatuí, no interior de São Paulo

Publicado

⠀em

Cavalo Árabe obtém novo recorde nacional na Seis Balizas

Na última quarta-feira (08/11), a Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, realizada no Centro Hípico de Tatuí, no interior do estado de São Paulo, registrou um feito histórico no cenário equestre da raça. Laura da Fonseca e seu cavalo de Puro Sangue Árabe Folhetim Pat conquistaram um novo recorde nacional na Seis Balizas, com o tempo de 21s216, competindo pela categoria Amador.

A dupla é do Rio Grande do Sul e não apenas fez história ao quebrar o recorde anterior, mas também mostrou o valor do trabalho árduo e dedicação aos esportes equestres. Laura da Fonseca expressou sua gratidão, afirmando: “A gente veio lá do Rio Grande do Sul, então, só de estar aqui já é muito bom, e ainda com esse resultado mostra que todo o esforço que eu e o Folhetim fizemos valeu a pena. Eu queria agradecer todo o apoio da minha família e eu estou muito feliz com o resultado”.

Recorde Nacional

Vale destacar que o recorde anterior na categoria de Seis Balizas do cavalo Árabe estava sob posse de Mauri da Fonseca, tio de Laura. “Nós treinamos e competimos juntos, então, isso faz parte. Estou muito feliz por superar, porque o meu tio é uma inspiração para mim no mundo do esporte e ele conquistou tanta coisa. Então, pra mim, é gratificante bater o recorde dele”, conta a jovem.

As provas de Seis Balizas da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, realizadas em parceria com a Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) e a Associação Nacional do Cavalo Árabe Funcional (ANCAF), contaram com a participação de 52 inscritos e distribuíram um total de 12 mil reais em prêmios, abrangendo cinco categorias.

De acordo com os organizadores, as disputas da modalidade contaram com a participação impressionante dos competidores do Rio Grande do Sul, evidenciando o talento e o comprometimento da região com o esporte equestre. Sobretudo, através do trabalho que é feito pela Associação Gaúcha do Cavalo Árabe (AGCA), que promove o Campeonato Domados do Pampa, que tem como objetivo fomentar a funcionalidade da raça.

Divulgação/Machado

A Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte segue sendo realizada até domingo (12/11) em Tatuí, com entrada gratuita. O evento possui uma programação que promete manter a todos cativados pela versatilidade e beleza do cavalo Árabe ao longo da semana.

Para mais informações sobre a Exposição Nacional do Cavalo Árabe, acesse www.abcca.com.br.

Programação da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte:

– 09/11, quinta-feira: 9h – Abertura Oficial/9h30 – 5ª etapa da Copa Brasil de 2023 (Halter)/15h – Três Tambores/19h – Premiação Melhores de 2022
– 10/11, sexta-feira: 9h30 – Brazilian Breeders’ Cup 2023 (Halter)/16h – Três Tambores
– 11/11, sábado: 9h – Internacional de Performance e Halter/15h – Três Tambores
– 12/11, domingo: 9h – Maneabilidade/11h – Open House RFI, Haras Santo Antônio da Bela Vista, em Itapetininga (SP)

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Foto de chamada: Divulgação/Machado

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte retorna nesta quarta-feira (08/11) com provas em Tatuí

Disputas de Seis Balizas e Três Tambores agitam o Centro Hípico de Tatuí, no interior de São Paulo, na continuação do evento

Publicado

⠀em

Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte retorna nesta quarta-feira (0811) com provas em Tatuí

Nesta quarta-feira (08/11), o Centro Hípico de Tatuí, situado no interior de São Paulo, recebe novamente as disputas da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte. Após as competições de Salto e Hipismo Rural realizadas no último fim de semana, é a vez do cavalo Árabe mostrar sua versatilidade nas provas de Seis Balizas e Três Tambores.

Organizada pela Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA), a Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte reúne mais de 200 animais da raça, vindos de quatro estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Com entrada gratuita, o evento continuará a encantar o público até domingo (12/11). A programação abrangente oferece uma série de disputas em diversas modalidades, que incluem Seis Balizas, Três Tambores, Maneabilidade, Performance e Halter.

Sem dúvidas, uma programação que promete manter a todos cativados pela versatilidade e beleza do cavalo Árabe ao longo da semana. Para mais informações sobre a Exposição Nacional do Cavalo Árabe, acesse www.abcca.com.br.

Provas de Halter/André Shiwa

Programação da Exposição Nacional do Cavalo Árabe:


– 08/11, quarta-feira: 10h e 14h – Seis Balizas/19h – Três Tambores
– 09/11, quinta-feira: 9h – Abertura Oficial/9h30 – 5ª etapa da Copa Brasil de 2023 (Halter)/15h – Três Tambores/19h – Premiação Melhores de 2022
– 10/11, sexta-feira: 9h30 – Brazilian Breeders’ Cup 2023 (Halter)/16h – Três Tambores
– 11/11, sábado: 9h – Internacional de Performance e Halter/15h – Três Tambores
– 12/11, domingo: 9h – Maneabilidade/11h – Open House RFI, Haras Santo Antônio da Bela Vista, em Itapetininga (SP)
 
Serviço
Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte
Data: de 08 a 12 de novembro de 2023
Local: Centro Hípico de Tatuí (CDT), em Tatuí (SP)
Informações imprensa: (14) 99107-8476
 

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Foto de chamada: Divulgação/Karla Viana

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Disputas de Salto e Hipismo Rural marcam o primeiro fim de semana de exposição do Cavalo Árabe em Tatuí

Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, evento que celebra a funcionalidade da raça, seguirá sendo realizada no Centro Hípico de Tatuí de quarta-feira a domingo

Publicado

⠀em

Disputas de Salto e Hipismo Rural marcam o primeiro fim de semana de exposição do Cavalo Árabe em Tatuí

No último sábado (04/11), os admiradores do cavalo Árabe se reuniram no Centro Hípico de Tatuí, no interior de São Paulo, para presenciar as competições de Salto e Hipismo Rural que marcaram o início da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte. Realizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) em parceria com a Associação Brasileira dos Cavaleiros de Hipismo Rural (ABHIR), as provas contabilizaram 60 inscrições e distribuíram mais de R$ 20 mil em prêmios.

O presidente da ABHIR, Carlos Gracias Júnior, enfatizou a versatilidade e adaptabilidade dos cavalos Árabes ao participarem das competições de Salto e Hipismo Rural. “O que a gente pode ver neste primeiro fim de semana do evento foi a versatilidade do cavalo árabe saltando, fazendo o hipismo rural, e desde o profissional montando até crianças fazendo a categoria escola. Isso prova que o cavalo Árabe se encaixa em todas as categorias e para todas as idades”.

Exposição do Cavalo Árabe em Tatuí continua até domingo

Além das competições de Salto e Hipismo Rural, a Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte continuará sendo realizada no Centro Hípico de Tatuí de quarta-feira (08/11) até domingo (12/11). Com entrada gratuita para o público, o evento oferece uma programação repleta de disputas em diversas modalidades, incluindo provas de Seis Balizas, Três Tambores, Maneabilidade e Velocidade.

O Centro Hípico de Tatuí ainda será palco das provas de Halter, que avaliam a conformação e a beleza dos animais, válidas pela Brazilian Breeders’ Cup 2023. Trata-se da competição que reúne os melhores criadores do Brasil, para a disputa do título mais cobiçado da criação nacional 2023.

Por fim, a programação da Exposição do Cavalo Árabe em Tatuí ainda inclui as modalidades de Performance, que são: Western Pleasure, Hunter Pleasure, English Pleasure e Traje Típico. Para mais informações sobre o evento, acesse www.abcca.com.br.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/Guto Paladini

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo

Cavalo Árabe

Clapton AJR conquista vitória no Grande Prêmio Nacional do Cavalo Árabe 2023

Páreo especial fez parte da programação da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, que está sendo realizada de forma simultânea no Centro Hípico de Tatuí

Publicado

⠀em

Clapton AJR conquista vitória no Grande Prêmio Nacional do Cavalo Árabe 2023

No último sábado (04/11), o Jockey Club de São Paulo foi palco de uma emocionante disputa válida pelo Grande Prêmio Nacional do Cavalo Árabe 2023. A corrida de 1.300 metros na pista de grama reuniu nove animais da raça, entre eles machos e fêmeas, com idades a partir de 3 anos, e proporcionou aos espectadores uma demonstração espetacular de velocidade e destreza do cavalo Árabe.

Sob o comando habilidoso do jóquei Antonio Mesquita, Clapton AJR (Mared Al Sahra x *Cowboys Gal by Wiking), cruzou a linha de chegada com firmeza e facilidade, registrando um tempo impressionante de 1:32.590, com mais de três corpos de diferença do segundo colocado RG El Bak (RG Karat x *Endora by Wojslaw), sob a montaria de Idevaldo Silva. Na terceira posição, cruzou a faixa final Normandia Rach (*Uzbek Du Lion x Novella Rach de Voltaire Rach) sob o comando de Ruberlei Viana.

Clapton AJR, que é de criação e propriedade de Almir José Ribeiro e treinado por Oberdan S. Pereira, acumula agora nove vitórias na temporada de corridas exclusivas para cavalos Árabes. Sua impressionante performance é um testemunho de sua habilidade e resistência notáveis, tendo garantido na corrida anterior da raça novo recorde nos 1.500 metros na pista de areia, ao completar o percurso em 1:44:781. O recorde anterior de 1:45:489 era detido por seu meio-irmão, VG Al Mared, na corrida de 15 de abril. 

 

Veja o replay do páreo

O Grande Prêmio Nacional do Cavalo Árabe 2023 foi organizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe (ABCCA) em colaboração com o Jockey Club de São Paulo e fez parte da programação da Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, que está sendo realizada simultaneamente no Centro Hípico de Tatuí, no interior de São Paulo.

“Essa foi a décima primeira vez que a ABCCA promove o GP Nacional do Cavalo Árabe. Esse ano nós optamos por fazer no final do ano junto com a Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, porque a Corrida não podia ficar fora da semana nacional de provas de esporte da raça”, conta o Diretor de Esportes da ABCCA, Ricardo Saliba.

A Exposição Nacional do Cavalo Árabe de Esporte, que segue sendo realizado até domingo (12/11) em Tatuí, destaca a versatilidade dos cavalos Árabes em uma variedade de modalidades equestres, consolidando a importância e a tradição dessa raça no cenário brasileiro.

Classificação final do GP Nacional do Cavalo Árabe:

1º CLAPTON AJR e A.MESQUITA;
2° RG EL BAK e I.SILVA;
3º NORMANDIA RACH e R.VIANA;
4º PASSIONADDO RACH e F.LARROQUE;
5º ÔMEGA RACH e L. HENRIQUES;
6º VIVINA RACH e J.BISPO;
7º RG KALIFA e M.SILVA;
8º RUBICON RACH e V.SOUZA;
9º GWAN AJR e O.PEREIRA FILHO.

Por Natália de Oliveira/Agência Cavalus
Fotos: Divulgação/Jockey Club de São Paulo

Leia mais notícias aqui.

Continue lendo