Cavalgadas Brasil

Cavalgada das Quatro Águas em Portugal: mar, rio, lagoa e riachos

Paulo Junqueira, em sua coluna da semana, escreve sobre os seus próximos destinos para viagens a cavalo

Publicado

⠀em

Viagem a cavalo num dos destinos badalados do verão português, Vila Nova de Milfontes no coração do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, maior Parque Natural de Portugal. Uma combinação perfeita: praias de rio e de mar e uma cidadezinha muito charmosa. https://www.cavalgadasbrasil.com.br/destinos/europa/portugal

Nessa cavalgada vive-se a paixão dos donos pela região e por cavalos Lusitanos. “É a paixão pela lendária arte equestre que nos motiva. Preservamos os costumes alentejanos, as tradições da terra e os ciclos da Natureza”.

A Cavalgada das Quatro Águas no Alentejo

Primeiro dia – Primeira água – o mar! cavalgamos cerca de duas horas através de uma floresta de eucaliptos e sobreiros, até chegar ao nosso destino da manhã, um local cercado por enormes formações rochosas aonde nos esperava o piquenique de almoço. De tarde, cavalgamos mais uma hora até chegar no mar, aonde brindamos na beira da praia.

Segundo dia – Segunda água – o lago!  – saímos da praia e cavalgamos ao longo de falésias até chegar num restaurante que nos serviu o melhor peixe fresco da costa. À tarde, a experiência foi completamente diferente, seguimos em direção ao interior, rumo à segunda água – o lago!

O dia terminou numa bela fazenda onde os cavalos ficaram e nós voltamos de carro para a Quinta. A noite teve apresentação do Cavalo Lusitano, acompanhado de música ao vivo e tapas para o jantar!                                                                                              

Terceiro dia – Após um rápido traslado para encontrar os cavalos, começamos explorar a segunda água – o lago. Cavalgamos cerca de duas horas ao longo da orla do belo lago Campilhas, até chegarmos ao local do piquenique de almoço, nas margens de outro lago menor. À tarde, cavalgamos cerca de duas horas de volta para os estábulos da Quinta, passando por algumas fazendas tradicionais do Alentejo.      

                         

Quarto dia – Neste dia fomos visitar um tradicional criador de Cavalos Lusitanos, a famosa Coudelaria Brito Paes e a noite fizemos uma cavalgada de lua cheia.     

Quinto dia – Este dia foi dedicado à terceira água – o rio! Uma cavalgada circular combinou impressionantes vistas panorâmicas de pequenas colinas, a travessia de pitorescos vales e a descoberta do rio Mira – considerado um dos menos poluídos da Europa. Um piquenique de almoço foi servido nas margens do Mira.                                                                                    

Sexto dia – O último dia de cavalgada nos levou a quarta água – os riachos! Outra cavalgada circular de 2h30 de manhã e mais 2h30 de tarde pela típica paisagem alentejana, onde as vistas panorâmicas mudam a cada 5 minutos. O piquenique de almoço foi num local místico onde um dos córregos locais atravessa um desfiladeiro rochoso com profundidade desconhecida…

Rui e sua mulher Pamela nos receberam com maestria em sua Coudelaria e ofereceram uma verdadeira imersão equestre na natureza. 

Por Paulo Junqueira Arantes
Cavaleiro profissional e Diretor da agência Cavalgadas Brasil
www.cavalgadasbrasil.com.br

Veja outras notícias da editoria Turismo Equestre no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads