Dicas do Nitta

SAT por peso mínimo?

Juíz da ABQM Thiago Nitta explica a importância do peso mínimo nas provas

Publicado

⠀em

Nas provas que envolvem peso: Três Tambores, Seis Balizas, Cinco Tambores e Maneabilidade de Velocidade, o peso aferido no momento da prova é muito relevante e passível de desclassificação.

De acordo com o Juiz e Inspetor de Provas Oficial da ABQM, o médico veterinário Thiago Nitta esta é uma questão que envolve um alto nível de desclassificação nas provas.

O objetivo da pesagem mínima é manter a igualdade entre os competidores, visto que, principalmente na categoria Jovem, os competidores podem ter uma discrepância muito grande de idade, o que seria desproporcional visto o peso e o tamanho dos atletas.

Leia mais:

Neste sentido, para as categorias unificadas, em que não temos divisão por idade (Categoria Aberta, Amador e Jovem Unificada), explica o juiz, o peso mínimo deve ser de 75 quilos. Já na categoria feminina, o peso mínimo é 65 quilos.

“São categorias em que é possível competir crianças e como elas possuem um peso muito baixo, existe este peso mínimo para igualar as chances entre os atletas”, explica Nitta.

O que fazer se o atleta não atinge o peso mínimo?

Caso o cavaleiro ou a amazona não atinja este peso mínimo, é permitido a utilização de arriamentos, como selas mais pesadas, mantas de peso e chumbos amarrados na sela.

Entretanto, o juiz faz um alerta. “Muitos atletas molham as mantas para tentar atingir o peso mínimo. Porém, vale ressaltar que o peso válido é o do momento a dupla sai na pista.

Se a água evaporar e o peso não bater, é SAT – Sem Aproveitamento Técnico, automaticamente, e a dupla é desclassificada.

Por: Camila Pedroso

Fotos: Divulgação

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads