Geral

Conheça a lenda de Pégaso na mitologia grega

Conta a lenda que o cavalo era filho de Medusa e Poseidon;  também representava criatividade de espírito, imaginação e imortalidade

Publicado

⠀em

Grandes histórias e figuras compõem a mitologia grega. Dessa forma, a lenda de Pégaso é uma delas. Também conhecido como Pegasus, o animal é descrito como um cavalo branco voador, ou seja, possuía asas.

Além disso, Pégaso era conhecido pela inteligência e pelo espírito nobre. Apesar da gentileza, o cavalo era domado apenas por alguém com características nobres. O animal conseguia identificar quem tinha essa habilidade e, por consequência, afastava o mal.

Antes de mais nada, na história mitológica, Pegasus era filho de Poseidon, Deus dos oceanos, e Medusa, que possui serpentes no lugar dos cabelos. O cavalo branco é encontrado em muitas obras de arte, já que também é conhecido como símbolo da imortalidade, da criatividade e da imaginação.

Conta a lenda que o cavalo Pégaso era filho de Medusa e Poseidon;  também representava criatividade de espírito, imaginação e imortalidade
Belerofonte e Pégaso

Pégaso é, então, o famoso cavalo alado de Zeus. Na lenda, o garanhão nasceu do sangue derramado por Medusa, logo após ser decapitada por Perseu. Quando o sangue de Medusa encostou na água, ouviu-se um trovão. Assim, com uma espuma branca surgiu o cavalo branco com asas.

Ademais, conforme a lenda, ao nascer Pégaso bateu os cascos no monte Hélicon dando origem a fonte de Hipocrene, símbolo de inspiração para as artes. Ainda assim, dizia-se que quem bebesse as águas desta fonte passaria a ter dons artísticos. Além de ser um famoso cavalo da mitologia grega e da ficção internacional, Pégaso foi o único cavalo que ‘viveu’ entre os deuses do Olimpo.

Conta a lenda que o cavalo Pégaso era filho de Medusa e Poseidon; também representava criatividade de espírito, imaginação e imortalidade

Pégaso e outras lendas

Belerofonte, herói grego, matou o poderoso Quimera, monstro da mitologia grega, montando Pégaso após domá-lo com ajuda de Atena e do cabresto de ouro. Tomado pelo orgulho, o herói pensou que poderia usar o animal alado para chegar ao Monte Olimpo, a morada dos Deuses.

Zeus não gostou nada e não deixou. De acordo com a lenda, o deus da mitologia grega enviou uma vespa para picar o cavalo e, assim, o ele caiu. Existem dois finais para essa história. Um em que Belerofonte morreu devido à grande altura e outro em que Atena o salva ao fazer com que a terra ficasse mole.

A recompensa de Zeus para Pegasus foi transformá-lo em uma constelação. O formato triangular com três estrelas representam as suas asas, enquanto seu corpo no formato de um quadrado é composto por quatro estrelas. Simbolicamente, o cavalo alado ficou a serviço dos deuses para sempre.

Fonte: Wikipedia, Segredos do mundo
Crédito das fotos: Mitografia

Veja outras notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads