Geral

Parceria de laboratório com a ABQM visa a rastreabilidade de laudos laboratoriais

Referência em pesquisa e identificação genética na área veterinária, a Allele Biotecnologia deu prioridade máxima nas customizações para essa integração com a ABQM, a fim de facilitar a vida de proprietários e criadores da raça na hora de acompanharem status de exames

Publicado

⠀em

Por “casar” com o período de seca, animais precisam atenção e aporte nutricional neste período

A Alelle Biotecnologia, laboratório referência em pesquisa e identificação genética na área veterinária, fechou recentemente uma importante parceria com a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Quarto de Milha (ABQM). O projeto surgiu a partir de uma iniciativa da própria Associação e tem como objetivo permitir total rastreabilidade de laudos veterinários aos criadores e proprietários da raça.

“Ficamos muito felizes com essa iniciativa da ABQM. Desde o início deste projeto, a equipe da Allele deu prioridade máxima nas customizações para essa integração”, disse a Diretora de Marketing e Negócios da Allele, Selly Sayed. “Isso vai de acordo com tudo que a gente se baseia. Ou seja, tecnologia de ponta, agilidade e excelência no atendimento”, complementa.

Resultado parceria

Como resultado, a partir de agora, proprietários e criadores de exemplares da raça Quarto de Milha poderão acompanhar os status de exames de DNA, doenças e laudos de animais através do site da ABQM. Tudo isso sem precisar telefonar para a Associação ou mesmo para o laboratório. Assim, eles terão na palma das mãos acesso a informações detalhadas de pagamento e data de emissão.

Portanto, o criador ou proprietário da ABQM que quiser agora acompanhar algum laudo específico, basta acessar o site da Associação. No portal, clicar em ‘Consulta de Pedido de Registro’, e clicar em documentos. Já no caso de um animal registrado, o caminho para acessar os laudos é clicando em ‘Consulta de Animais’.

Então, vale lembrar que os resultados de todos os materiais coletados, já estão sendo lançados no sistema, que ainda funciona em fase experimental. “Fomos o primeiro laboratório a utilizar a integração de DNA em produção, e temos certeza que esse será o caminho com outras Associações também! Gostaríamos de agradecer o empenho da ABQM, nas pessoas do Douglas, Paula, João e Daniela, que nos conduziram nesse processo”, finaliza Selly Sayed.

Colaboração: AV Comunicação Equestre
Crédito da foto: Divulgação/Portal ABQM

Veja mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads