Associação regulamenta a modalidade Working Cow Horse nos Estados Unidos

A National Reined Cow Horse Association anunciou que homenageará os cavalos da categoria Non Pro Limited com um novo prêmio. Com sede em Pilot Point, Texas, a Associação criou p Non Pro Limited Achievement Award, que será oferecido como uma forma de reconhecer cavalos que se destacam nas classes limitadas. Começará este ano como parte do Programa de Prêmios de Mérito da NRCHA.

O NRCHA’s Merit Award Program foi criado para reconhecer os cavalos de alta performance em Workoing Cow Horse que têm sucesso constante em toda a sua carreira nas provas da modalidade. Os prêmios de mérito são determinados pelos ganhos vitalícios do cavalo na NRCHA, premiações conquistas em provas regionais ou nacionais. Hoje, os cavalos podem receber os seguintes méritos: Certificate of Ability, Superior Cow Horse Award e Supreme Reined Cow Horse.

O novo prêmio – Non Pro Limited Achievement Award – foi instituído pela NRCHA, pois o conselho de administração da Associação aprecia e reconhece o valor de cavalos e cavaleiros das categorias Limited e sua contribuições para a indústria. Portanto, a partir de 2019, os cavaleiros da Non Pro Limited e da Youth Limited poderão solicitar o mérito.

Os requisitos são: o cavalo deve ter ganhado um mínimo de US$ 15.000,00; o cavalo deve ter ganhado um mínimo de US$ 1.000,00 em Limited Aged Event em Derbies ou Futurities; um mínimo de US$ 10.000,00 em provas sem idade dos animais competindo na categoria Limited, incluindo as categorias de jovens.

Os merecedores do Non Pro Limited Achievement Award receberão da NRCHA uma placa de madeira personalizada, com uma foto a escolha do proprietário e um certificado com logotipo da NRCHA. Todos os premiados serão apresentados no jantar de gala da associação, durante o Celebration of Champions em fevereiro do ano seguinte. Para muitos proprietários e cavaleiros, alcançar esse status é uma honra, um verdadeiro testemunho do desempenho consistente de um cavalo em todas as fases do Working Cow Horse.

NRCHA

Surto de EHV-1

Mesmo como todo a alegria da notícia acima, a comunidade de Working Cow Horse vem vivendo momentos de tensão. Um terceiro cavalo que participou do NRCHA Stallion Stakes foi testado positivo para Equine Herpesvirus – type 1 (EHV-1). O cavalo, que se diz estar se recuperando, é um dos dois cavalos do condado de Clark a testar positivo para a forma não neurológica da infecção após o evento.

O vírus EHV-1 pode se manifestar em cavalos de várias maneiras, inclusive como uma infecção respiratória ou uma condição neurológica. Autoridades dizem que a forma respiratória não neurológica do EHV-1 é similar à da gripe humana. Na forma neurológica, em casos graves, pode resultar em morte. Entre os sinais, corrimento nasal, incoordenação, fraqueza nos membros posteriores, perda do tom da cauda, ​​letargia, drenagem de urina, inclinação da cabeça e incapacidade de sustentar as pernas.

Todos que estiveram na mesma prova, e os demais proprietários de cavalos de Working Cow Horse foram alertados pela NRCHA a fazer exames e mantê-los atualizados, bem como monitorar os hábitos alimentares e o comportamento de seus cavalos. É importante, segundo a Associação, evitar compartilhar equipamentos e também as mesmas áreas em que passaram os cavalos contaminados.

Todos os cuidados, incluindo medidas de biossegurança, foram tomados ainda durante o NRBC de Rédeas, em abril, depois que um cavalo de Houston que foi a uma prova da modalidade em Ardmore, Oklahoma, teve seu teste positivo para a forma neurológica da mesma doença. Existe até um caso em um cavalo de Três Tambores que esteve em provas na mesma região.

No Brasil há o Herpesvírus equino Tipo 1, mas sem casos recentes conhecidos.

Fonte: Quarter Horse News
Tradução e adaptação: Luciana Omena
Foto: Primo Morales

Escreva um comentário