O AQHA World Show, realizado de 2 a 18 de novembro, em Oklahoma City, é a prova mais importante da associação americana do Quarto de Milha

Mais notícias bacanas de brasileiros competindo e se dando bem no AQHA World Championship Show. Depois da Rédeas e do Laço Individual, agora foi a vez do Laço em Dupla ter brasileiros finalistas. Rafael Correa Paoliello, em sua quinta participação, e Marcelo Rizzi da Silva, em sua estreia, foram os representantes das cores da nossa bandeira. Ao todo, mais de 4800 inscritos e mais de 2000 cavalos passaram pelo State Fair Park, um dos templos sagrados das provas equestres, para concorrer a US$2.300.000,00 em prêmios.

Rafael Correa Paoliello em OKC

O melhor resultado foi de Rafael Paoliello, na Aberta Senior Laço Cabeça – Open Senior Heading Level 3. Com DT Scotch Man (Paddys Irish Whiskey X King Snazzy Sugar) ele marcou 216 ficando em 9° lugar. “Eu consegui um índice pela minha pontuação da AQHA nas provas da ABQM, mas também montei outros quatro cavalos classificados aqui nos Estados Unidos. Esse é o quinto ano seguido que vou competir o Mundial da AQHA e a cada ano que passa o nível fica ainda mais difícil”, contou ele já de volta ao Brasil. A vitória foi de Brad Lund e Metallicat com 226,5. Mesma nota que os favoritos tinham marcado na classificatória, que teve 53 conjuntos.

Marcelo Rizzi da Silva no AQHA World Show

Em prova vencida por Joseph Harrison e Dual Patron com 227 pontos, entre 21 finalistas, Marcelo Rizzi, o Pepa, terminou a competição em 13° lugar. Montando Mo Cattin (High Brow Cat X Stars Miss Fancy), marcou 217,5 na final. Pepa passou por uma classificatória entre 66 conjuntos na categoria Aberta Junior Laço Pé – Open Junior Heeling Level 3. “Fui a convite de um amigo, Lorenzo Armenta, para correr nos cavalos já classificados por lá. Laçar nessa prova foi uma experiência enorme para mim. Poder estar num lugar daquele participando de um evento tão grande, com os maiores treinadores do mundo, foi sensacional”, afirma Pepa, direto dos Estados Unidos, onde fica até dezembro. Com 216, nesta mesma categoria, Rafael Paoliello terminou em 15°  montando DT Hula Girl (WSR Hesa Dun Lena X Cols Holly Lena).

No Laço Pé Aberta Senior – Open Senior Heeling Level 3 – 20 conjuntos fizeram a final, de um total de 74 que passaram pela classificatória. O 15° lugar foi de Rafael com Weavers Playgem (Gems And Starlight X Budhas Playgun), uma ótima égua de propriedade do brasileiro Lincoln Figueiredo. O conjunto marcou 217,5 na final. “Pelo trabalho dos cavalos e as provas que eu fiz, achei que podia ter recebido mais nota dos juízes. Mas a interpretação deles não foi a mesma que a minha, infelizmente. De qualquer forma, é muito importante ir até lá e aprender, os americanos têm uma experiência fantástica. Quero ir todos os anos, pois agregar conhecimento é algo que deve ser constante em nossas vidas. E estar no meio dos melhores do mundo, é motivo de muito orgulho”. A prova teve como campeão Jay Lyn Wadhams e Smart Nu Shiner, que marcaram impressionantes 230 pontos.

Em 2013, Rafael foi campeão Level 2 (Aberta Light) no Pé, com Hicka Rey,  e reservado na cabeça, com Ruby Red Letters. Ano passado, ele conquistou um ótimo quarto lugar, na Aberta Junior Laço Pé, com Tommy Girl, entre outros resultados. Entre os melhores do mundo, cavalos e cavaleiros, mais uma vez o Brasil entrou para brigar por títulos importantes, e em mais de uma modalidade.

Por Luciana Omena

Escreva um comentário