Internacional

A lenda Ty Murray elogia vitalidade de João Ricardo Vieira

O eneacampeão mundial deu uma entrevista à PBR americana falando que está impressionado com o brasileiro, grande candidato ao título esse ano

Publicado

⠀em

A lenda Ty Murray elogia vitalidade de João Ricardo Vieira

Enquanto João Ricardo Vieira persegue seu primeiro título mundial, ele escuta elogios de todos os lados. Dessa vez foi Ty Murray, uma lenda do rodeio mundial, que falou, recentemente, estar impressionado com a vitalidade e com a forma competitiva que o brasileiro vem demonstrando.

Sete vezes campeão mundial All-Around pela PRCA, bicampeão mundial de Montaria em Touros pela PRCA e membro do ProRodeo Hall of Fame, Ty Murray disse: “Ele tem sido um grande atleta de montaria em touros por muito, muito tempo mesmo. E ser tão bom, ainda nessa idade, é incrível”.

“Você tem que ser uma ‘aberração’ para ficar tão bom por tanto tempo”. Especialista na modalidade, Ty Murray reforça ainda que quando monta touros que rodam para a esquerda, o brasileiro é imbatível.

Essa é sua décima temporada competindo pela PBR nos Estados Unidos. Em 2013, quando João Ricardo Vieira chegou, já não era um novato. Aos 28 anos, entre os rodeios que montou naquele ano, marcou 92,25 pontos em Smackdown durante o Ty Murray Invitational, em Albuquerque, Novo México.

Ele não falava uma palavra em inglês e estava acima da idade dos atletas que começam sua jornada em uma das maiores entidades de rodeio do mundo. Ninguém naquela época, incluindo a lenda Ty Murray, promotor desse evento citado por mais de duas décadas, poderia imaginar o que Vieira estaria fazendo em 2022.

Nove anos depois, faz uma temporada nunca antes vista na PBR por um veterano de 37 anos. Se ganhar o título esse ano, do qual ele é forte candidato, será o atleta com mais idade a colocar a fivela de ouro no cinto. Superando outra lenda, o brasileiro Adriano Moraes, que levou seu terceiro título aos 36 anos.

Uma carreira que impressiona

No final de março, o brasileiro venceu o PBR Ty Murray Invitational 2022 ao marcar impressionantes 94,25 pontos, o recorde da sua carreira, a bordo de Woopaa, o touro campeão mundial de 2021.

De acordo com as informações da PBR, 2022 é a terceira temporada em que Vieira soma mais de três vitórias em etapas no decorrer do ano (2022, 2019, 2013).

Falando do seu aproveitamento nos touros, o brasileiro tem o melhor momento da carreira: 57,14% de sucesso, 20 paradas em 35 touros, cinco notas na casa dos 90 pontos e cinco rounds vencidos.

Vieira também reconhece o bom momento. “Estou melhor agora do que quando cheguei aos Estados Unidos. A cada ano aprendo mais e hoje me sinto mais tranquilo. Antes, colocava muita pressão em mim mesmo, mas com o decorrer dos anos, o aprendizado, estou mais relaxado. Curtindo cada montaria”.

Era como se ele tivesse obrigação de provar que era bom. Hoje não precisa provar mais nada. Mesmo que encerre a carreira sem o título, será um dos nomes mais importantes da PBR mundial para sempre.

Em 2013, foi Rookie of the Year. Nos anos seguintes, na maioria das temporadas, chegava à decisão com chances de títulos. Em alguns desses anos, liderando o ranking. Já ganhou, ao todo, mais de US$ 3 milhões. São 51 montarias na casa dos 90 pontos em dez temporadas.

É destaque em etapas especiais como Iron Cowboy (quatro títulos). Tem vitórias importantes também pela WCRA e The American. Ajuda o Brasil nas competições da Global Cup.

Se pudesse listar todos os seus êxitos, teríamos que desdobrar esse texto em uma série.

A lenda Ty Murray elogia vitalidade de João Ricardo Vieira
Ty Murray

Para Ty Murray, Vieira sabe ‘jogar esse jogo’ 

Murray tinha 20 anos quando ganhou seu primeiro campeonato mundial All-Around na PRCA (1989) e 25 anos quando ganhou sua última fivela de ouro All-Around (1994). Aos 24 anos, foi campeão mundial de montaria em touros pela segunda vez e se aposentou oficialmente do esporte aos 32 anos.

Co-fundador da PBR, hoje comentarista dos rodeios da associação, afirma que o compromisso de Vieira com sua forma física o está ajudando a manter essa vitalidade, longevidade no esporte e competitividade.

“A questão é que não importa se você está montando um touro ou mil touros. O ‘pulo do gato’ é que você precisa montar bem e manter-se saudável. É isso que importa na montaria em touros”.

“As lesões são comuns no meio, algo que pode acontecer com muita facilidade. Quando o competidor se machuca pouco, não é sorte, mas sim por estar fazendo as coisas certas. Têm confiança e são capazes de pensar com tanta clareza, rapidez e fluidez, que tudo sai da melhor forma possível”, complementa.

Reta final

João Ricardo Vieira se mantém no topo do ranking mundial 2022 com 803 pontos. Já ganhou só esse ano, até o momento, US$ 234.173,86.

A PBR World Finals começa dia 13 de maio em Fort Worth, Texas, na Dickies Arena. Com o mesmo número de etapas, mas como uma temporada mais curta, logo saberemos quem será o novo campeão mundial. E Vieira está cada vez mais perto de colocar a mão na tão sonhada fivela dourada.

À Justin Felisko da PBR ele sorri ao ser lembrado que a conclusão está próxima: “Só me concentro todas as semanas e tento montar bem, e preciso de bons touros porque alguns não são bons para mim”.

Mais sobre a PBR, clique aqui.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/PBR

Mais notícias no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads