Apartação

Fabio Berestino fala da sua paixão por cavalos e pela Apartação

Em contato com cavalos desde criança, mesmo contra todas as possibilidades, tornou-se um nome conhecido e excelente treinador de cavalos

Publicado

⠀em

O paranaense Fabio Berestino, natural de Apucarana, se estabeleceu em São Paulo, depois de passar também por Minas Gerais, para dar sequencia a sua profissão de treinador de cavalos. Hoje ele mora em Jaguariúna, onde toca o seu centro de treinamento. “Aluguei o Rancho Arati e lá montei meu centro de treinamento de Apartação e treino alguns cavalos de Ranch Sorting também”, conta.

Fabio Berestino tem paixão por cavalos desde pequeno. “Meu primeiro contato com o cavalo foi desde pequeno, eu sempre gostei. E sempre tive um cavalinho daqueles pangarézinhos para andar. Com toda a certeza, sempre gostei de estar no meio, desde criança”. Tornou-se um profissional mesmo contra todas as possibilidade, já que ninguém mais em sua família é do meio.

“Na minha família eu não tenho irmãos, sou filho único. E ninguém gosta de cavalo lá em casa e nem parentes meus que eu conheço, só eu mesmo. Acho que eu fiz isso para contrariar meu pai, que ele odeia cavalo”, relembra o treinador.

Em contato com cavalos desde criança, mesmo contra todas as possibilidades, Fabio Berestino tornou-se um nome conhecido e excelente treinador

Descoberta da Apartação

Antes de conhecer a Apartação, Fabio Berestino treinava cavalos de Três Tambores em um rancho que tinha em Guaxupé/MG. E antes disso, também treinou cavalos de Laço Individual. Hoje participa não só de provas de Apartação, como também de Ranch Sorting.

A primeira vez que viu um cavalo de Apartação ao vivo foi em um leilão no Rancho das Américas em 2002. Até então, só tinha visto na televisão e em revistas. Assistiu o já treinador Gildo Vendrame apresentar Hobby Trouble, filho do Hobby Top Cody, que tinha acabado de ser campeão Potro do Futuro da ABQM.

“Eu fiquei impressionado de ver que aquele cavalo apartando sem cabeçada em cima do palco do leilão. Daí conversei com a Angela, esposa do Gildo, eles me deixaram passar uma semana lá com eles no final de 2002. Em seguida, em março de 2003, eles me convidaram para trabalhar. Aceitei o convite e fiquei lá por cinco meses. Logo depois fui ser treinador da Fazenda Barrinha e não parei mais”, reforça Berestino.

São 193,25 pontos no Registro de Mérito da ABQM e mais de R$ 137 mil em ganhos pela ANCA. Já montou em todas as provas do calendário, entre campeonatos regionais e de idade limitada dos animais.

 Ele ainda conta que, em principio, seu sonho era ser treinador de Rédeas, mas não teve oportunidade. “Acabei me apaixonando pela Apartação e segui assim meu caminho. Hoje treino cavalo de Apartação e também de Ranch Sorting”.

O treinador comenta também que 2020 foi um ano muito bom comercialmente para ele e por isso está sem um cavalo de prova com expressão. “Estou com poucos animais devido a bastante procura de cavalo de Ranch Sorting treinado em Apartação. Esse ano que passou eu vendi muito cavalo de clientes e meus devido a essa demanda”.

Em contato com cavalos desde criança, mesmo contra todas as possibilidades, Fabio Berestino tornou-se um nome conhecido e excelente treinador

Momentos marcantes e ligação com o Paint Horse

Em uma carreira longa e sólida como a dele, há uma coleção de momentos emocionantes marcados por acontecimentos inesquecíveis. “Um especial foi quando eu fui reservado campeão do Potro Futuro Aberto em 2013. Classifiquei em todas as fazes com a última nota e na final fizemos uma prova muito boa, meu cavalo andou bem perto de ganharmos a prova”.

Outro momento marcante para ele foi a vitória no ANCA Derby em 2014, com um cavalo praticamente de sua criação. “Inseminei a égua, o pai do Stilo Rey Cat SLB era meu, eu que o treinei desde o começo. Portanto, ganhar essa prova no Aberto com ele foi um dos grandes momentos da minha carreira”.

Hoje ele tem ligação com o cavalo Paint Horse. Diz que sempre gostou bastante da raça e logo no começo comprou uma potra sólida muito boa. “Uma das primeiras ligações que eu tive foi com Luís Manuel Tranquillini. Na época da novela Estrela de Fogo, ele comprou um filho do Eternal Doctor, do amigo que depois se tornou meu amigo, Beto Orsi, e me mandou para treinar. Foi um dos melhores cavalos Paint que eu já montei. Gosto bastante”.

Aliás, um dos destaques da raça na atualidade, o garanhão Winning Pep, já foi campeão Nacional pela ABCPaint sob a sela de Berestino. “No meu modo de ver, acho que as coisas vão melhorar muito para a raça nos próximos anos. Tem linhagem nova entrando, cruzamento de garanhões Paint com éguas Quarto de Milha de Trabalho. Eu gosto bastante do Paint Horse, inclusive eu tenho cinco na minha casa, adoro a raça.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Adilson Silva e Roberto Mattos

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Apartação

Apaixonado por cavalos, Aloísio Junior mantém seu haras na Bahia

Competidor de Apartação e criador de cavalos da raça Mangalarga Marchador, ele não se vê longe dos cavalos

Publicado

⠀em

“As minhas primeiras e melhores lembranças da infância já envolvem os cavalos. Acho que nasci apaixonado por eles”, conta o competidor e criador baiano Aloísio Figueiredo Andrade Junior, 42. Apaixonados por cavalos, ele tem certeza que a sua ligação com os cavalos é tão forte que eles sempre influenciam o curso da sua vida.

Nascido em Elísio Medrado/BA, Aloisio Junior mora em Santo Antônio de Jesus/BA. Advogado, empresário, pecuarista, ele é ainda criador de cavalos da raça Mangalarga Marchador e competidor de Apartação. Junto com a família toca o Haras Pena Branca, localizado na cidade de Varzedo/BA.

“Minha vida, pessoal e profissional, sempre com influência dos cavalos. Muitas decisões e escolhas pessoais e profissionais que fiz foram pautadas por lições aprendidas na convivência com eles. Assim, não consigo me imaginar vivendo longe desses animais. Eles me inspiram e me motivam. Temos uma longa história até aqui e não pretendo encerrá-la por agora”, afirma.

E ele não está sozinho nessa paixão. Sua esposa Tatiana é sua grande incentivadora, sempre o acompanhando nas viagens para as provas de Apartação. Ela também ajuda a organizar as provas que realizam no haras. O filho Victor iniciou muito bem na Apartação. De tal forma que ganhou provas na Bahia e participou do Campeonato Nacional da ANCA em São Paulo.

Entretanto, no momento, foca em outras paixões. A caçula, Melissa, também demonstra todo ao amor da família por esses animais. De acordo com Junior, apesar de nunca ter montado em um cavalo de Apartação, está sempre nos eventos e monta nos cavalos Mangalarga do haras.

Apaixonado por cavalos, Aloísio Junior está na Apartação, cria cavalos da raça Mangalarga Marchador na Bahia não se vê longe dos seus animais

Cavalos e Apartação na Bahia

No Haras Pena Branca Aloisio Junior mantém seus cavalos da raça Mangalarga Marchador e ainda Jay Jay Girl. Aliás, ele também treina sua égua preferida na Apartação. Os demais animais da modalidade ficam no centro de treinamento de Carlos Eduardo Costa Braum, Araças/BA.

E foi através de outro amigo que ele conheceu a Apartação. “O grande amigo Nailton Araújo, de Vitória da Conquista/BA, me deu a oportunidade de montar pela primeira vez em um Quarto de Milha. Bem como me incentivou a entrar para a modalidade”. Antes da Apartação, o competidor e criador fez algumas provas de Team Penning. Contudo, nessa época a sua referência era os passeios ou cavalgadas, então não seguiu.

Além da Jay Jay Girl, Aloisio Junior monta JSA Ace Jay Lena. Com a Jay Jay, marcou notas altas não só em provas na Bahia, mas também em outros estados. Chegou até a marcar um 76 em um desses eventos do Campeonato Baiano.

Por falar na Bahia, o competidor e criador conta que a pandemia esfriou bastante as coisas por lá em relação à Apartação. “Acredito que não só na Bahia, como também em todo o Brasil, o que é lastimável. Mas aqui na Bahia temos um grupo extraordinário de apartadores. Somos apaixonados por cavalos e pela modalidade. Dai estamos seguindo firmes e crescendo a cada dia. Em número de competidores, mas, principalmente, na qualidade dos animais”.

Junior reforça ainda a importância da presença do Cau Braun. “Além de ser veterinário de formação e um extraordinário treinador, tem muito conhecimento sobre a genética do Quarto de Milha de Apartação. Com toda certeza, tem nos ajudado bastante para o fortalecimento da modalidade aqui no nosso Estado. A Bahia já conta com um pouco do que há melhor em genética de Apartação no momento”.

Apaixonado por cavalos, Aloísio Junior está na Apartação, cria cavalos da raça Mangalarga Marchador na Bahia não se vê longe dos seus animais
Família

Momento marcante

Segundo o competidor, o momento mais emocionante desde que entrou para a Apartação, sem dúvida, foi em uma etapa do Campeonato Baiano, no Haras Pena Branca. Ele e o filho competiam na mesma categoria, a Principiante. Víctor liderava a prova com a nota 72 e Junior era o último a montar.

“Entrei na pista com o coração apertado e logo senti que minha prova estava muito boa e sabia que seria uma nota alta. Daí veio o dilema: facilito para ele ser o campeão ou finalizo a prova dando o máximo para vencer? Decidi dar o máximo! Finalizei a prova com nota 73 e fui o campeão, com meu filho ficando em segundo lugar”, lembra.

No final da prova, recebeu um abraço do filho. “Ele me parabenizou e eu aproveitei para lhe contar sobre o meu dilema e o porquê da minha decisão de ir até o fim. Disse a ele: Filho, você conquistou o segundo lugar por seus próprios méritos e isso é fantástico. Se eu tivesse facilitado para você vencer, você nunca poderia experimentar com plenitude a sensação da vitória, porque o mérito não seria todo seu”.

Uma grande lição para todos que presenciaram o momento ou que sabem da história. “Foi um grande dia. Minha esposa me apoiou nessa decisão, tiramos grandes lições e fortalecemos nossos vínculos familiares. Coisas do cavalo.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Adilson Marcelino tem na Apartação uma paixão

Treinador soma mais de R$ 100 mil em prêmios pela ANCA e mais de 130 pontos em provas da oficiais ou oficializadas pela ABQM

Publicado

⠀em

Aos 37 anos, Adilson Marcelino se sente realizado. Morando em Curvelo/MG, nasceu em Avaí/SP. Ao lado do irmão, Aroldo Marcelino, ele trilha seu caminho na Apartação como treinador. Hoje trabalha para a Fazenda Mundo Novo, de propriedade de Carlos Eduardo Lopes Kury.

“Eu tenho uma parceria com o Carlos Eduardo. Treino os animais dele e tenho animais de fora também”, conta o profissional, que começou a montar cavalos aos 4 anos de idade. “Sempre morei em fazenda. E conheci a Apartação quando meu pai foi trabalhar no Haras 4 Irmãos, em Bauru/SP”. Uma grande escola para ele, sem dúvida.

Aroldo começou primeiro e Adilson, ou Nenê como é carinhosamente conhecido, passou a trabalhar ao lado do irmão. “Eu domava e iniciava os potros no boi para o Aroldo quando comecei na profissão. Mas, eu decidi mesmo ser um profissional da Apartação no dia que corri minha primeira prova”.

Adilson Marcelino soma mais de R$ 100 mil em prêmios pela ANCA e mais de 130 pontos em  provas da oficiais ou oficializadas pela ABQM
Foto: Roberto Mattos

Adilson Marcelino, então, alçou voos mais altos e foi trabalhar para o Haras São Camilo, em Brotas/SP. A fim de se especializar, o treinador fez cursos com profissionais americanos, assim como também buscou aprender com os treinadores brasileiros mais experientes. “Até hoje continuo me aperfeiçoando”, reforça.

Entre os animais que mais marcaram sua carreira, ele cita: Smart N’Oak, Colombina Fancy, Dualena Top CD, CD O’lena Dual, Stanalena e Haidas and Bunch.

Memória mais marcante

Adilson Marcelino foi campeão Aberta Limitada do Potro do Futuro ANCA 2008, a 20ª edição da prova mais importante da modalidade. Ademais, com um currículo já recheado de vitórias na época, foi a primeira fivela de potro do futuro da carreira. “Ganhar um Potro do Futuro é uma emoção muito grande. Todo treinador sonha com esse título, já que é a coroação de um trabalho no animal de praticamente dois anos”.

Adilson Marcelino soma mais de R$ 100 mil em prêmios pela ANCA e mais de 130 pontos em  provas da oficiais ou oficializadas pela ABQM
Foto: Fernando Ulhoa

De acordo com ele, ficou feliz demais na época, pois tem certeza que o primeiro é o que sempre fica marcado. “Acabei ganhando outros depois, mas esse foi muito emocionante. E a importância não só para mim como treinador, como também para o animal, proprietário e criador”. O título veio com a Colombina Fanncy, uma égua tordilho, filha de Play At Second e Verdad De Badger.

“Lembro que a Colombina entrou em um leilão junto com uma irmã e o Amaury (Camilo) queria comprar a irmã dela. No final do leilão, portanto, voltaram a Colombina para o palco e compramos por um bom preço. Acabou nos dando muitas alegrias, com certeza foi a melhor escolha”, lembra Nenê.

Junto com ela, ele iniciou outros seis potros na doma e, posteriormente, treinamento com boi. “Mas ela sempre se destacou, estava sempre à frente dos outros. Só deu alegria para gente, diversos títulos. Além de campeã Potro do Futuro, foi campeã mineira, do Congresso, Paulista. Uma égua que quase não chegou para gente, mas que foi extremamente marcante.

Foto: Adilson Silva

Outro momento marcante na carreira dele foi quando fez uma dobradinha no pódio com o irmão em uma etapa do Campeonato Mineiro em 2009. “Ah, fico emocionado sempre que lembro. Porque ele foi meu professor. Respeito todos os treinadores, mas ele é meu grande ídolo. Se eu trabalho com Apartação hoje e tudo que eu sei é por causa dele. E até hoje ele me ajuda, sempre que preciso ele está de prontidão.”

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Divulgação/Fernando Ulhôa

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA Derby realizado em Araçatuba premia com mais de R$ 100 mil

Associação precisou tirar um dia da programação original do evento devido ao novo decreto do Estado de São Paulo e a realocação para a fase vermelha de combate a pandemia da Covid-19

Publicado

⠀em

ANCA Derby ‘Laredo Blue’ 2021 aconteceu dias 4 e 5 de março. Mais uma vez Araçatuba/SP foi a ‘casa da Apartação’ para a realização do evento no Parque Clibas de Almeida Prado. Em pista, cavalos de Derby, quatro anos hípicos, e Derby Classic, cinco e seis anos hípicos. Ademais, todas as provas nas categorias Aberta, Aberta Limitada, Non Pro e Amador, total de 192 inscrições.

Inicialmente, o evento aconteceria de 4 a 6 de março, mas mudou por conta de novo decreto do Governo. Prestes a abrir as portas do ANCA Derby 2021, a Associação recebeu a notícia de alteração de todo o Estado de São Paulo para a fase vermelha. A fim de seguir as determinações e não cancelar o evento, houve uma adequação de data.

Os protocolos de distanciamento social, uso de máscara e a proibição da entrada de público já estavam previstos. Vale lembrar que o evento do ano passado não aconteceu já que a pandemia eclodiu nessa mesma época. Em 2021, houve julgamento de Jaime Beamer, de Brock, Texas.

Pódio Amador

ANCA Derby

Dessa forma os competidores e seus cavalos entraram na pista para mostrar o que tem de melhor. O ANCA Derby contou com R$ 44.622,18 de premiação. Sues Lil Kitty e Antonio Sergio de Araújo Júnior foram os campeões da Aberta com 75 pontos na final. Juninho Araújo (foto), aliás, venceu os últimos três eventos oficiais da ANCA em sequencia. Potro do Futuro e Super Stakes ANCA com Little Jewels Cat e agora o Derby com Sues Lil Kitty.

“Infelizmente não foi a tão esperada e inédita tríplice coroa, mas não me apego a isso. Trabalhei e lutei durante horas, dias, meses e anos no lombo de cada um destes animais da mesma geração. Me empenhei para treinar todos da melhor maneira possível e aí está a minha maior satisfação. Meu trabalho e a dedicação de minha equipe têm sido algo extraordinário”, postou o treinador em seu Instagram aproveitando para agradecer a todos nessa trajetória.

Gerson Almeida dos Santos levou o segundo e o terceiro lugares. Com Metalic By Rey BCM marcou 74 pontos, enquanto que com Miss Pepto Made sua nota foi 73. Pela Aberta Limitada, vitória de Cat Yellow Pistol e Leandro dos Santos Santana. O conjunto recebeu do juiz nota 70.

Olavo Coutinho Nogueira com Adria Pepto Cat, vice-campeões da Limitada, subiram ao lugar mais alto do pódio na Non Pro. Marcaram 70 pontos e levaram a fivela de campeão. Curiosamente, o mesmo aconteceu com Dailton Marin e Smart Kats King. Encerraram a Non Pro em segundo lugar e foram campeões da Amador. Para levar o prêmio marcaram 73 pontos.

ANCA Derby mudou a programação devido ao novo decreto do Estado de São Paulo e a realocação para a fase vermelha de combate a pandemia
Pódio Non Pro Classic

ANCA Derby Classic

Em jogo, R$ 39.877,82 de premiação para as disputas dos cavalos de cinco e seis anos hípicos. Não houve classificatória no Classic Aberta. Vitoria novamente para Antonio Sergio de Araújo Júnior, um verdadeiro colecionador de fivelas. Com Kitty Delite o treinador marcou nota 75 para ficar com mais essa vitória.

“Não me apego a vitórias e conquistas. Tenho humildade em saber que aprendemos muito mais com as derrotas. Por isso, mesmo ganhando não me acomodo. Quero aprender mais e, principalmente, ganhar mais. ‘Bora’ trabalhar e melhorar para as próximas”.

Com All My Love, nota 74, ele ainda foi terceiro lugar da mesma categoria. Pódio que dividiu com o pai. Antonio Sergio de Araújo foi segundo lugar com Shes Tilly Song 4M, nota 74,5 e com Lavender Feline empatou em terceiro lugar ao marcar 74. Mesma nota de Midnight Sugar e Rafael Henrique Cason.

Metallic Jazz e Jairo Roberti de Oliveira foram os campeões do ANCA Derby Classic Aberta Limitada. Marcaram para vencer nota 74. Pela Non Pro, vitória de Felipe Simões Zica com Hard Silver Bingo YM. O conjunto levou a fivela ao marcar 76 pontos, a maior nota do evento. Por fim, Metallic Jazz voltou ao pódio para coroar o título de Mariana Argüello Vanni Azevedo no Classic Amador. Eles venceram os demais concorrentes ao marcar 74 pontos.

Houve ainda a premiação extra do Millionaire, um programa de incentivo de criadores da Apartação, distribuindo R$ 51 mil. Resultados completos e demais informações, clique aqui.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/Adilson Silva 

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo