Apartação

Super Stakes ANCA encerra o ano da Apartação

Modalidade realizou três eventos nas últimas semanas em três estados diferentes

Publicado

⠀em

Depois de modificar todo o seu calendário por conta da pandemia da Covid-19, a ANCA conseguiu finalizar 2020 realizando seus dois principais eventos do segundo semestre. Primeiro foi o Potro do Futuro e Campeonato Nacional, entre final de outubro e começo de dezembro.

Agora foi a vez do Super Stakes ANCA. O evento aconteceu em Araçatuba/SP, de 3 a 6 de dezembro. Com premiação total de R$ 198 mil, e 184 inscrições, contou com Super Stakes (cavalos de cinco anos hípicos) e o Super Stakes Classic (cavalos de seis anos hípicos ou mais). Além disso, do total da premiação, incentivos da ABQM aos melhores Quartos de Milha e do fundo de incentivo Millionaire.

Portanto, no Parque Clibas de Almeida Prado, sem a presença do público, os apartadores disputaram os títulos nas categorias Aberta, Aberta Limitada, Non Pro e Amador.

Pelo Super Stakes ANCA, foram campeões: Little Jewel Cat – Antônio Sergio de Araújo Júnior – Aberta – 74 pontos (conjunto campeão do Potro do Futuro mês passado); Pepto Blue Fancy – Matheus -Bittencourt – Aberta Limitada – 75 pontos; Kit Kat Rey – Filipe Rezende Barbosa – Non Pro – 73 pontos; All Shook Up ARS – Flavio de Vuono Junior –Amador – 73 pontos.

Enquanto que pelo Super Stakes Classic, subiram ao lugar mais alto do pódio: Simply Cat – Antonio Sergio de Araújo – Aberta – 74 pontos; Metalic Pep – Glauber Alan de Sousa – Aberta Limitada – 75 pontos; Beccalicat – Filipe Rezende Barbosa – Non Pro – 73 pontos; Shine Cutting – Relson Dias Caetano – Amador – 73 pontos.

Aberta Limitada/SS Classic – Foto: Adilson Silva

Palavra do Presidente ANCA

“Nossas expectativas foram superadas”, afirma Fernando Latufe, presidente da ANCA. “Se no ano passado fizemos um ótimo Super Stakes, esse ano conseguimos ir um pouco mais além. O aumento das inscrições em 12% foi um detalhe para nós. O que nos deixou contente mesmo foi o sorriso de satisfação no rosto de cada competidor que esteve apresentando seu cavalo”.

De acordo com ele, “pista, gado, juiz, infraestrutura, restaurante, enfim, tudo estava muito bem preparado e correspondeu para que pudéssemos fazer um evento agradável, onde todos se divertiram”. Latufe aproveita para agradecer aos colaboradores: “Justiça seja feita, sem o empenho dos colaboradores da ANCA, equipes de comunicação e manejo, nada teria sido possível. Somado a isso, ainda tivemos o super patrocínio do Laredo Blue, que viabilizou a fomentação do evento. A ANCA passa por momentos gloriosos graças a harmonia entre todos os envolvidos.”

Non Pro/NPCA – Foto: Adilson Silva

Campeonato Paulista NPCA

Na mesma data e local, o Núcleo Paulista do Cavalo de Apartação realizou a primeira etapa do campeonato paulista 2020/2021, com 228 inscritos. A fim de otimizar o tempo de prova, algumas categoria correram junto com o Super Stakes ANCA. Dessa forma, os eventos e, SP foram julgados por Grant Ogilvie do Texas. Ingrid Jerry e João Paulo Ferreira Mello foram campeões da Aberta Junior com a nota 75. Pela Aberta Classic, vitória de Shine Cutting e Aroldo José Marcelino, nota 74,5.

Assim também, Aroldo ainda venceu a Aberta Livre, com Kat Rey e a nota 76. Já na Aberta Limitada, vitória para Akira Rode Cat DMFR e Lucas Gabriel de Araújo, 76 pontos. Hard Silver Bingo YM e Felipe Simões Zica foram os campeões da Non Pro com 76 pontos. Os três, sobretudo, marcando a maior nota do final de semana. Little Jewel Cat voltou a vencer com seu co-proprietário Fernando Latufe, nota 74.

Por fim, vitória para Black Power Baby NSA e Juliano dos Santos Tosta, 73 pontos, na Master; Smooth As Bagonia e Thomaz Paião, 74 pontos, na Jovem; e Smooth N Cattacular e Isadora Holzhausen, 73 pontos, na Principiante.

Super Stakes ANCA encerra temporada da Apartação; Modalidade realizou três eventos nas últimas semanas em três estados diferentes
Pódio Aberta do PF ABTCA

Campeonato Sul-matogrossense NSMCA

O Rancho TR, em Campo Grande, recebeu os apartadores dias 20 e 21 de novembro para a primeira etapa do Campeonato Sul-matogrossense  NSMCA2020/2021. Juninho Araújo vlevou dois prêmios para casa. Venceu a Aberta Junior com This Kittyware, 76 pontos; e a Aberta Classic com Dual Smart Boon, 74 pontos. Desse modo, Aroldo Marcelino levou Spots Rey ao pódio ao marcar 75 pontos.

Spots Rey foi campeão da Aberta Limitada também com Graziela Araujo Pereira, nota 74. Curly Rey DMFR e Olavo Coutinho Nogueira venceram a Non Pro, 74 pontos. Enquanto André Joliace Araújo ficou com o título da Amador ao apresentar Smart Jazzy Lena, nota 73. De volta ao pódio, Curly Rey DMFR, dessa vez com Pedro Henrique da Silva Nascimento, campeões da Jovem, nota 74. E, por fim, pela Principiante, vitória de Metallic Big Cat e Jordana Prata Volpon, 73 pontos.

Na oportunidade, a associação dos treinadores de Apartação realizou o Potro do Futuro ABTCA, com mais de 100 inscritos e mais de R$ 100 mil em prêmios. Fulla Blue e Aroldo José Marcelino receberam 74 do juiz e levaram o prêmio na Aberta. Mais um pódio para Olavo Coutinho, só que com Adria Pepto Cat na Aberta Limitada, nota 74. Sues Lil Kitty e Norberto Soares Leite marcaram 74 para ficar com o título da Non Pro. Em seguida, This Kittyware e Letícia Schmidt Abath levaram a Amador, nota 73.

Super Stakes ANCA encerra temporada da Apartação; Modalidade realizou três eventos nas últimas semanas em três estados diferentes
Gerson Almeida dos Santos ‘Mano’ – Foto: Fernando Ulhôa

Campeonato Mineiro ANCA

No mesmo final de semana, dias 21 e 22 de novembro, aconteceu na Fazenda Santa Helena SZ, em Matozinhos, a primeira etapa do Campeonato Mineiro 2020/2021. De acordo com a ANCA, 107 inscrições concorrendo a R$20.000,00 de premiação em dinheiro. Gerson Almeida dos Santos foi primeiro e segundo na Aberta Junior. Marcou 73 com Miss Pepto Made e 71 com Cat Yellow Pistol. Do mesmo modo José Carlos Rodrigues Filho, campeão e reservado da Aberta Classic. Com Fantastic Cat marcou 74 e com Secret Cats RHF, sua nota foi 73.

Ficou para João Manoel Dias do Valle a vitória na Aberta Livre, 73 pontos, com Luma Tina Cat. Cristiano de Souza Nunes venceu a Aberta Limitada com Cajuina Gray Cat ARG e a nota 73. Stanalena e Grace Magalhães Santos foram os campeões da Non Pro ao marcar 74 pontos. Ao passo que Toy Smooth Boon DMFR e Carlos Eduardo Lopes Cury ficaram com o título na Amador, 73 pontos.

Conjunto acostumado ao pódio, Dualena Smart JTR e Felipe Simões Zica foram campeões da Master com 73 pontos. Robert Souza de Mendonça reinou sozinho no pódio da Jovem, levando primeiro, segundo e terceiro lugares. Foi campeão, portanto, com Roxy Fortune TLM, e a nota 73. Em conclusão, pela Principiante, vitória de Gustavo Alves Porto com Toy Smooth Boon DMFR, 73 pontos. Resultados completos de todas as provas, clique aqui.

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Apartação

Dirceu Grigoletto usa sua experiência a serviço da Apartação

Com anos de profissão, o treinador vive seu sonho de criança ao permanecer firme e forte fazendo o que mais ama, que é trabalhar com cavalos

Publicado

⠀em

Dirceu Grigoletto Júnior, 56, viveu, recentemente, um dos momentos que mais marcaram a sua carreira no cavalo. Mesmo depois de anos de estrada, estar dentro de uma das arenas mais famosas do mundo, apresentando um cavalo treinado por ele desde potro, o emocionou.

Nascido em Araras/SP, o treinador mora em Weatherford, Texas. Trabalha junto com outro brasileiro, Rodrigo Taboga, e sua esposa Nila, no R Taboga Cutting Horses. Dirceu Grigoletto, entretanto, convive com cavalos desde que se entende por gente. “Em frente da minha casa em Araras passava um monte de tropas e boiadas e foi assim que essa paixão começou”, conta.

Uma de suas mais antigas lembranças, de quando ele tinha 7 para 8 anos de idade, era assistir um programa de televisão, que se chamava ‘Mundo Animal’. “Nesse programa, que era de realização norte-americana, assisti a um episódio sobre o cavalo Quarto de Milha. E foi nesse dia que vi a Apartação pela primeira vez”.

O tempo passou e Dirceu Grigoletto chegou até a famosa Fazenda Berrante, local em que viu os cavalos trabalhando ao vivo. “Daí em diante comecei a buscar mais e mais informações sobre a Apartação. E decidi me tornar treinador, porque o trabalho de transformação de um potro xucro em um cavalo de competição é muito desafiador e gratificante”, afirma.

Ele trabalhou com Rédeas e Working Cow Horse, mas não teve jeito, a Apartação é a sua paixão. “Para mim, a Apartação é o mais completo de todos os esportes equestres. Você tem que trabalhar uma rês sem o uso de rédeas, sintonizado inteiramente com seu cavalo. É extremamente difícil e complexo de se conseguir esse grau de comunicação”.

Com anos de profissão, Dirceu Grigoletto vive seu sonho de criança ao permanecer firme e forte fazendo o que mais ama, trabalhar com cavalos

Experiência a serviço da Apartação

Sorriso farto e o jeito mais camarada que você já viu, com Dirceu Grigoletto não só sua altura que marca presença, mas seu coração grande também. Parceiro e grande conhecedor do cavalo Quarto de Milha, ele atuou também auxiliando associação e núcleos.

“Além de montar e treinar, fui diretor de provas da ANCA por três anos e ainda colaborador do Núcleo da ABQM de Ribeirão Preto/SP. Ajudei, e ainda ajudo, vários treinadores de várias modalidades. Sempre que pude, dei aulas e palestras sobre doma, treinamento e manejo de cavalos”, reforça Grigo.

E 2015, resolveu passar cinco meses nos Estados Unidos buscando aprendizado. A ideia era ficar esse pouco tempo e logo depois retornar ao Brasil. Mas ele ficou e trabalhou para alguns nomes como Ascencion Banuelos, Adan Banuelos, treinadores, Sandra McBride, competidora da categoria Non Pro.

Seu último trabalho antes de tornar-se assistente de Rodrigo Taboga foi com o Million Dollar Rider Bruce Morine, no Perks Ranch de propriedade de Lachlan Perk.

Com Smart Pepto Magic, potro de sua propriedade, domado por ele, participou recentemente do NCHA Super Stakes na Open Limited. “Até agora, o momento mais marcante. Mas creio que a participação no NCHA Summer Spectacular Derby em julho será mais emocionante ainda.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Sylvester Photography

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Fabio Berestino fala da sua paixão por cavalos e pela Apartação

Em contato com cavalos desde criança, mesmo contra todas as possibilidades, tornou-se um nome conhecido e excelente treinador de cavalos

Publicado

⠀em

O paranaense Fabio Berestino, natural de Apucarana, se estabeleceu em São Paulo, depois de passar também por Minas Gerais, para dar sequencia a sua profissão de treinador de cavalos. Hoje ele mora em Jaguariúna, onde toca o seu centro de treinamento. “Aluguei o Rancho Arati e lá montei meu centro de treinamento de Apartação e treino alguns cavalos de Ranch Sorting também”, conta.

Fabio Berestino tem paixão por cavalos desde pequeno. “Meu primeiro contato com o cavalo foi desde pequeno, eu sempre gostei. E sempre tive um cavalinho daqueles pangarézinhos para andar. Com toda a certeza, sempre gostei de estar no meio, desde criança”. Tornou-se um profissional mesmo contra todas as possibilidade, já que ninguém mais em sua família é do meio.

“Na minha família eu não tenho irmãos, sou filho único. E ninguém gosta de cavalo lá em casa e nem parentes meus que eu conheço, só eu mesmo. Acho que eu fiz isso para contrariar meu pai, que ele odeia cavalo”, relembra o treinador.

Em contato com cavalos desde criança, mesmo contra todas as possibilidades, Fabio Berestino tornou-se um nome conhecido e excelente treinador

Descoberta da Apartação

Antes de conhecer a Apartação, Fabio Berestino treinava cavalos de Três Tambores em um rancho que tinha em Guaxupé/MG. E antes disso, também treinou cavalos de Laço Individual. Hoje participa não só de provas de Apartação, como também de Ranch Sorting.

A primeira vez que viu um cavalo de Apartação ao vivo foi em um leilão no Rancho das Américas em 2002. Até então, só tinha visto na televisão e em revistas. Assistiu o já treinador Gildo Vendrame apresentar Hobby Trouble, filho do Hobby Top Cody, que tinha acabado de ser campeão Potro do Futuro da ABQM.

“Eu fiquei impressionado de ver que aquele cavalo apartando sem cabeçada em cima do palco do leilão. Daí conversei com a Angela, esposa do Gildo, eles me deixaram passar uma semana lá com eles no final de 2002. Em seguida, em março de 2003, eles me convidaram para trabalhar. Aceitei o convite e fiquei lá por cinco meses. Logo depois fui ser treinador da Fazenda Barrinha e não parei mais”, reforça Berestino.

São 193,25 pontos no Registro de Mérito da ABQM e mais de R$ 137 mil em ganhos pela ANCA. Já montou em todas as provas do calendário, entre campeonatos regionais e de idade limitada dos animais.

 Ele ainda conta que, em principio, seu sonho era ser treinador de Rédeas, mas não teve oportunidade. “Acabei me apaixonando pela Apartação e segui assim meu caminho. Hoje treino cavalo de Apartação e também de Ranch Sorting”.

O treinador comenta também que 2020 foi um ano muito bom comercialmente para ele e por isso está sem um cavalo de prova com expressão. “Estou com poucos animais devido a bastante procura de cavalo de Ranch Sorting treinado em Apartação. Esse ano que passou eu vendi muito cavalo de clientes e meus devido a essa demanda”.

Em contato com cavalos desde criança, mesmo contra todas as possibilidades, Fabio Berestino tornou-se um nome conhecido e excelente treinador

Momentos marcantes e ligação com o Paint Horse

Em uma carreira longa e sólida como a dele, há uma coleção de momentos emocionantes marcados por acontecimentos inesquecíveis. “Um especial foi quando eu fui reservado campeão do Potro Futuro Aberto em 2013. Classifiquei em todas as fazes com a última nota e na final fizemos uma prova muito boa, meu cavalo andou bem perto de ganharmos a prova”.

Outro momento marcante para ele foi a vitória no ANCA Derby em 2014, com um cavalo praticamente de sua criação. “Inseminei a égua, o pai do Stilo Rey Cat SLB era meu, eu que o treinei desde o começo. Portanto, ganhar essa prova no Aberto com ele foi um dos grandes momentos da minha carreira”.

Hoje ele tem ligação com o cavalo Paint Horse. Diz que sempre gostou bastante da raça e logo no começo comprou uma potra sólida muito boa. “Uma das primeiras ligações que eu tive foi com Luís Manuel Tranquillini. Na época da novela Estrela de Fogo, ele comprou um filho do Eternal Doctor, do amigo que depois se tornou meu amigo, Beto Orsi, e me mandou para treinar. Foi um dos melhores cavalos Paint que eu já montei. Gosto bastante”.

Aliás, um dos destaques da raça na atualidade, o garanhão Winning Pep, já foi campeão Nacional pela ABCPaint sob a sela de Berestino. “No meu modo de ver, acho que as coisas vão melhorar muito para a raça nos próximos anos. Tem linhagem nova entrando, cruzamento de garanhões Paint com éguas Quarto de Milha de Trabalho. Eu gosto bastante do Paint Horse, inclusive eu tenho cinco na minha casa, adoro a raça.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Adilson Silva e Roberto Mattos

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Apaixonado por cavalos, Aloísio Junior mantém seu haras na Bahia

Competidor de Apartação e criador de cavalos da raça Mangalarga Marchador, ele não se vê longe dos cavalos

Publicado

⠀em

“As minhas primeiras e melhores lembranças da infância já envolvem os cavalos. Acho que nasci apaixonado por eles”, conta o competidor e criador baiano Aloísio Figueiredo Andrade Junior, 42. Apaixonados por cavalos, ele tem certeza que a sua ligação com os cavalos é tão forte que eles sempre influenciam o curso da sua vida.

Nascido em Elísio Medrado/BA, Aloisio Junior mora em Santo Antônio de Jesus/BA. Advogado, empresário, pecuarista, ele é ainda criador de cavalos da raça Mangalarga Marchador e competidor de Apartação. Junto com a família toca o Haras Pena Branca, localizado na cidade de Varzedo/BA.

“Minha vida, pessoal e profissional, sempre com influência dos cavalos. Muitas decisões e escolhas pessoais e profissionais que fiz foram pautadas por lições aprendidas na convivência com eles. Assim, não consigo me imaginar vivendo longe desses animais. Eles me inspiram e me motivam. Temos uma longa história até aqui e não pretendo encerrá-la por agora”, afirma.

E ele não está sozinho nessa paixão. Sua esposa Tatiana é sua grande incentivadora, sempre o acompanhando nas viagens para as provas de Apartação. Ela também ajuda a organizar as provas que realizam no haras. O filho Victor iniciou muito bem na Apartação. De tal forma que ganhou provas na Bahia e participou do Campeonato Nacional da ANCA em São Paulo.

Entretanto, no momento, foca em outras paixões. A caçula, Melissa, também demonstra todo ao amor da família por esses animais. De acordo com Junior, apesar de nunca ter montado em um cavalo de Apartação, está sempre nos eventos e monta nos cavalos Mangalarga do haras.

Apaixonado por cavalos, Aloísio Junior está na Apartação, cria cavalos da raça Mangalarga Marchador na Bahia não se vê longe dos seus animais

Cavalos e Apartação na Bahia

No Haras Pena Branca Aloisio Junior mantém seus cavalos da raça Mangalarga Marchador e ainda Jay Jay Girl. Aliás, ele também treina sua égua preferida na Apartação. Os demais animais da modalidade ficam no centro de treinamento de Carlos Eduardo Costa Braum, Araças/BA.

E foi através de outro amigo que ele conheceu a Apartação. “O grande amigo Nailton Araújo, de Vitória da Conquista/BA, me deu a oportunidade de montar pela primeira vez em um Quarto de Milha. Bem como me incentivou a entrar para a modalidade”. Antes da Apartação, o competidor e criador fez algumas provas de Team Penning. Contudo, nessa época a sua referência era os passeios ou cavalgadas, então não seguiu.

Além da Jay Jay Girl, Aloisio Junior monta JSA Ace Jay Lena. Com a Jay Jay, marcou notas altas não só em provas na Bahia, mas também em outros estados. Chegou até a marcar um 76 em um desses eventos do Campeonato Baiano.

Por falar na Bahia, o competidor e criador conta que a pandemia esfriou bastante as coisas por lá em relação à Apartação. “Acredito que não só na Bahia, como também em todo o Brasil, o que é lastimável. Mas aqui na Bahia temos um grupo extraordinário de apartadores. Somos apaixonados por cavalos e pela modalidade. Dai estamos seguindo firmes e crescendo a cada dia. Em número de competidores, mas, principalmente, na qualidade dos animais”.

Junior reforça ainda a importância da presença do Cau Braun. “Além de ser veterinário de formação e um extraordinário treinador, tem muito conhecimento sobre a genética do Quarto de Milha de Apartação. Com toda certeza, tem nos ajudado bastante para o fortalecimento da modalidade aqui no nosso Estado. A Bahia já conta com um pouco do que há melhor em genética de Apartação no momento”.

Apaixonado por cavalos, Aloísio Junior está na Apartação, cria cavalos da raça Mangalarga Marchador na Bahia não se vê longe dos seus animais
Família

Momento marcante

Segundo o competidor, o momento mais emocionante desde que entrou para a Apartação, sem dúvida, foi em uma etapa do Campeonato Baiano, no Haras Pena Branca. Ele e o filho competiam na mesma categoria, a Principiante. Víctor liderava a prova com a nota 72 e Junior era o último a montar.

“Entrei na pista com o coração apertado e logo senti que minha prova estava muito boa e sabia que seria uma nota alta. Daí veio o dilema: facilito para ele ser o campeão ou finalizo a prova dando o máximo para vencer? Decidi dar o máximo! Finalizei a prova com nota 73 e fui o campeão, com meu filho ficando em segundo lugar”, lembra.

No final da prova, recebeu um abraço do filho. “Ele me parabenizou e eu aproveitei para lhe contar sobre o meu dilema e o porquê da minha decisão de ir até o fim. Disse a ele: Filho, você conquistou o segundo lugar por seus próprios méritos e isso é fantástico. Se eu tivesse facilitado para você vencer, você nunca poderia experimentar com plenitude a sensação da vitória, porque o mérito não seria todo seu”.

Uma grande lição para todos que presenciaram o momento ou que sabem da história. “Foi um grande dia. Minha esposa me apoiou nessa decisão, tiramos grandes lições e fortalecemos nossos vínculos familiares. Coisas do cavalo.”

Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Adilson Marcelino tem na Apartação uma paixão

Treinador soma mais de R$ 100 mil em prêmios pela ANCA e mais de 130 pontos em provas da oficiais ou oficializadas pela ABQM

Publicado

⠀em

Aos 37 anos, Adilson Marcelino se sente realizado. Morando em Curvelo/MG, nasceu em Avaí/SP. Ao lado do irmão, Aroldo Marcelino, ele trilha seu caminho na Apartação como treinador. Hoje trabalha para a Fazenda Mundo Novo, de propriedade de Carlos Eduardo Lopes Kury.

“Eu tenho uma parceria com o Carlos Eduardo. Treino os animais dele e tenho animais de fora também”, conta o profissional, que começou a montar cavalos aos 4 anos de idade. “Sempre morei em fazenda. E conheci a Apartação quando meu pai foi trabalhar no Haras 4 Irmãos, em Bauru/SP”. Uma grande escola para ele, sem dúvida.

Aroldo começou primeiro e Adilson, ou Nenê como é carinhosamente conhecido, passou a trabalhar ao lado do irmão. “Eu domava e iniciava os potros no boi para o Aroldo quando comecei na profissão. Mas, eu decidi mesmo ser um profissional da Apartação no dia que corri minha primeira prova”.

Adilson Marcelino soma mais de R$ 100 mil em prêmios pela ANCA e mais de 130 pontos em  provas da oficiais ou oficializadas pela ABQM
Foto: Roberto Mattos

Adilson Marcelino, então, alçou voos mais altos e foi trabalhar para o Haras São Camilo, em Brotas/SP. A fim de se especializar, o treinador fez cursos com profissionais americanos, assim como também buscou aprender com os treinadores brasileiros mais experientes. “Até hoje continuo me aperfeiçoando”, reforça.

Entre os animais que mais marcaram sua carreira, ele cita: Smart N’Oak, Colombina Fancy, Dualena Top CD, CD O’lena Dual, Stanalena e Haidas and Bunch.

Memória mais marcante

Adilson Marcelino foi campeão Aberta Limitada do Potro do Futuro ANCA 2008, a 20ª edição da prova mais importante da modalidade. Ademais, com um currículo já recheado de vitórias na época, foi a primeira fivela de potro do futuro da carreira. “Ganhar um Potro do Futuro é uma emoção muito grande. Todo treinador sonha com esse título, já que é a coroação de um trabalho no animal de praticamente dois anos”.

Adilson Marcelino soma mais de R$ 100 mil em prêmios pela ANCA e mais de 130 pontos em  provas da oficiais ou oficializadas pela ABQM
Foto: Fernando Ulhoa

De acordo com ele, ficou feliz demais na época, pois tem certeza que o primeiro é o que sempre fica marcado. “Acabei ganhando outros depois, mas esse foi muito emocionante. E a importância não só para mim como treinador, como também para o animal, proprietário e criador”. O título veio com a Colombina Fanncy, uma égua tordilho, filha de Play At Second e Verdad De Badger.

“Lembro que a Colombina entrou em um leilão junto com uma irmã e o Amaury (Camilo) queria comprar a irmã dela. No final do leilão, portanto, voltaram a Colombina para o palco e compramos por um bom preço. Acabou nos dando muitas alegrias, com certeza foi a melhor escolha”, lembra Nenê.

Junto com ela, ele iniciou outros seis potros na doma e, posteriormente, treinamento com boi. “Mas ela sempre se destacou, estava sempre à frente dos outros. Só deu alegria para gente, diversos títulos. Além de campeã Potro do Futuro, foi campeã mineira, do Congresso, Paulista. Uma égua que quase não chegou para gente, mas que foi extremamente marcante.

Foto: Adilson Silva

Outro momento marcante na carreira dele foi quando fez uma dobradinha no pódio com o irmão em uma etapa do Campeonato Mineiro em 2009. “Ah, fico emocionado sempre que lembro. Porque ele foi meu professor. Respeito todos os treinadores, mas ele é meu grande ídolo. Se eu trabalho com Apartação hoje e tudo que eu sei é por causa dele. E até hoje ele me ajuda, sempre que preciso ele está de prontidão.”

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Divulgação/Fernando Ulhôa

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA Derby realizado em Araçatuba premia com mais de R$ 100 mil

Associação precisou tirar um dia da programação original do evento devido ao novo decreto do Estado de São Paulo e a realocação para a fase vermelha de combate a pandemia da Covid-19

Publicado

⠀em

ANCA Derby ‘Laredo Blue’ 2021 aconteceu dias 4 e 5 de março. Mais uma vez Araçatuba/SP foi a ‘casa da Apartação’ para a realização do evento no Parque Clibas de Almeida Prado. Em pista, cavalos de Derby, quatro anos hípicos, e Derby Classic, cinco e seis anos hípicos. Ademais, todas as provas nas categorias Aberta, Aberta Limitada, Non Pro e Amador, total de 192 inscrições.

Inicialmente, o evento aconteceria de 4 a 6 de março, mas mudou por conta de novo decreto do Governo. Prestes a abrir as portas do ANCA Derby 2021, a Associação recebeu a notícia de alteração de todo o Estado de São Paulo para a fase vermelha. A fim de seguir as determinações e não cancelar o evento, houve uma adequação de data.

Os protocolos de distanciamento social, uso de máscara e a proibição da entrada de público já estavam previstos. Vale lembrar que o evento do ano passado não aconteceu já que a pandemia eclodiu nessa mesma época. Em 2021, houve julgamento de Jaime Beamer, de Brock, Texas.

Pódio Amador

ANCA Derby

Dessa forma os competidores e seus cavalos entraram na pista para mostrar o que tem de melhor. O ANCA Derby contou com R$ 44.622,18 de premiação. Sues Lil Kitty e Antonio Sergio de Araújo Júnior foram os campeões da Aberta com 75 pontos na final. Juninho Araújo (foto), aliás, venceu os últimos três eventos oficiais da ANCA em sequencia. Potro do Futuro e Super Stakes ANCA com Little Jewels Cat e agora o Derby com Sues Lil Kitty.

“Infelizmente não foi a tão esperada e inédita tríplice coroa, mas não me apego a isso. Trabalhei e lutei durante horas, dias, meses e anos no lombo de cada um destes animais da mesma geração. Me empenhei para treinar todos da melhor maneira possível e aí está a minha maior satisfação. Meu trabalho e a dedicação de minha equipe têm sido algo extraordinário”, postou o treinador em seu Instagram aproveitando para agradecer a todos nessa trajetória.

Gerson Almeida dos Santos levou o segundo e o terceiro lugares. Com Metalic By Rey BCM marcou 74 pontos, enquanto que com Miss Pepto Made sua nota foi 73. Pela Aberta Limitada, vitória de Cat Yellow Pistol e Leandro dos Santos Santana. O conjunto recebeu do juiz nota 70.

Olavo Coutinho Nogueira com Adria Pepto Cat, vice-campeões da Limitada, subiram ao lugar mais alto do pódio na Non Pro. Marcaram 70 pontos e levaram a fivela de campeão. Curiosamente, o mesmo aconteceu com Dailton Marin e Smart Kats King. Encerraram a Non Pro em segundo lugar e foram campeões da Amador. Para levar o prêmio marcaram 73 pontos.

ANCA Derby mudou a programação devido ao novo decreto do Estado de São Paulo e a realocação para a fase vermelha de combate a pandemia
Pódio Non Pro Classic

ANCA Derby Classic

Em jogo, R$ 39.877,82 de premiação para as disputas dos cavalos de cinco e seis anos hípicos. Não houve classificatória no Classic Aberta. Vitoria novamente para Antonio Sergio de Araújo Júnior, um verdadeiro colecionador de fivelas. Com Kitty Delite o treinador marcou nota 75 para ficar com mais essa vitória.

“Não me apego a vitórias e conquistas. Tenho humildade em saber que aprendemos muito mais com as derrotas. Por isso, mesmo ganhando não me acomodo. Quero aprender mais e, principalmente, ganhar mais. ‘Bora’ trabalhar e melhorar para as próximas”.

Com All My Love, nota 74, ele ainda foi terceiro lugar da mesma categoria. Pódio que dividiu com o pai. Antonio Sergio de Araújo foi segundo lugar com Shes Tilly Song 4M, nota 74,5 e com Lavender Feline empatou em terceiro lugar ao marcar 74. Mesma nota de Midnight Sugar e Rafael Henrique Cason.

Metallic Jazz e Jairo Roberti de Oliveira foram os campeões do ANCA Derby Classic Aberta Limitada. Marcaram para vencer nota 74. Pela Non Pro, vitória de Felipe Simões Zica com Hard Silver Bingo YM. O conjunto levou a fivela ao marcar 76 pontos, a maior nota do evento. Por fim, Metallic Jazz voltou ao pódio para coroar o título de Mariana Argüello Vanni Azevedo no Classic Amador. Eles venceram os demais concorrentes ao marcar 74 pontos.

Houve ainda a premiação extra do Millionaire, um programa de incentivo de criadores da Apartação, distribuindo R$ 51 mil. Resultados completos e demais informações, clique aqui.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/Adilson Silva 

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

João Renato Pereira Lara é presença constante nas provas de Apartação

Competidor e proprietários de cavalos, o mineiro é atuante ainda nos bastidores, na promoção de campeonatos e fomento da modalidade

Publicado

⠀em

Entre os títulos mais recentes, João Renato Pereira Lara sagrou-se campeão do Campeonato Mineiro 2019/2020 de Apartação na categoria Master. Aliás, o criador e competidor é um dos responsáveis pelo fomento da Apartação no Estado de Minais Gerais. Mineiro de Betim, aos 50 anos, ele continua uma paixão que começou de forma mais robusta em 1995.

“Já fiz quase todas as modalidades do Quarto de Milha em provas da ABQM: Laço de Bezerro, Rédeas, Working Cow Horse, Três Tambores. E, atualmente, pratico, além da Apartação, o Ranch Sorting e o Team Penning”. Da família, só ele faz Apartação, mas outros membros atuam em outras modalidades.

João Renato Pereira Lara toca, então, seu Haras JR, que fica em Esmeralda/MG. Tem como treinador Djair Nunes de Oliveira, profissional que prepara seus animais. No momento, são dois animais em competição, Smart Moon Keys JTR e VS Nice Tina. E eles preparam e treinam mais duas potras para o Potro do Futuro desse ano.

João Renato Pereira Lara, competidor e proprietários de cavalos mineiro, atua ainda nos bastidores, na promoção de campeonatos da modalidade
Foto: Divulgação/Fernando Ulhoa

Criação e fomento

Criador e proprietário desde 1995, João Renato Pereira Lara conta que sempre tirou poucos produtos. Hoje em dia, para a reprodução, usa o garanhão Sedution Cat TMR (filho do Metallic Cat) e o KF Bet On Sunday. E ainda garanhões de fora, como Reydiculus, Son Ofa Jay, Hollywood Gotta Gun, entre outros.

Iniciou nas provas somente em 2003. Sua primeira competição na Apartação foi em Jau/SP, cidade que era um pólo importante para o cavalo Quarto de Milha na época. Seu primeiro animal da modalidade foi um garanhão da raça Appaloosa, Jocker Plaudit.

“Acompanho as provas de Apartação há muitos anos, mas a primeira experiência em competição foi em uma prova da modalidade em Jau no ano de 2003. Também ajudo a fomentar o esporte em Minas Gerais, através dos campeonatos Mineiros da ANCA e AMCT/ABQM”, conta o competidor.

De acordo com ele, o que mais chama atenção no esporte são os movimentos do cavalos trabalhando com o boi. Por fim, para a temporada 2021, João Renato espera rever os amigos e competir em todas as provas de Apartação pela ANCA, AMCT e ABQM.

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Divulgação ANCA/Adilson Silva 

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Mariana Vanni Azevedo se apaixonou pela Apartação de imediato

Competidora e proprietária de cavalos da modalidade está entre os destaques da temporada 2019/2020 da ANCA

Publicado

⠀em

Mariana Argüello Vanni Azevedo, 35 anos, é natural de Campo Grande/MS. A Apartação combina muito bem com a localidade em que reside, já que a modalidade alia o trabalho do cavalo e a interação com o gado e o estado é forte nos dois quesitos. Seria natural que ela praticasse desde sempre, mas só mais recentemente ingressou no esporte.

“Fui criada na fazenda, por isso sempre tive contato com cavalos, mas nunca me interessei por praticar nenhum esporte equestre. Por influência do meu esposo, Arthur, conheci e me apaixonei pela Apartação. Acompanhava desde 2010, mas só tive oportunidade de começar a montar em 2016”, conta ela, eleita no Melhores da ANCA 2019/2020 a Competidora Principiante Mais Premiada.

Sobre sua primeira prova, Mariana Vanni Azevedo diz que não teve um bom desempenho. “Foi um desastre (risos). Eu era muito inexperiente e fiquei muito nervosa. Mas a sensação foi de euforia e entusiasmo”. Em contrapartida, conseguiu vencer esse começo e constrói uma história na Apartação.

Mariana Vanni Azevedo ,competidora e proprietária de cavalos da modalidade, está entre os destaques da temporada 2019/2020 da ANCA
Premiação da ANCA – Foto: Adilson Silva

De acordo com o site da ANCA, entre outros títulos, foi campeã Nacional Principiante 2017/2018, entre outros pódios, todos no Campeonato Sul Matogrossense de Apartação. Ela também já pontua na categoria Amador.

Melhor Principiante e investimentos

Durante o Super Stakes ANCA, Mariana Vanni Azevedo recebeu a placa do ANCA Awards de Competidora Principiante Mais Premiada da temporada 2019/2020. “Tomara que seja o primeiro prêmio de muitos! Mas, o mais importante, é que eu continue montando, fazendo o que amo e encontrando meus amigos”, afirma.

Mariana Vanni Azevedo ,competidora e proprietária de cavalos da modalidade, está entre os destaques da temporada 2019/2020 da ANCA
Foto: Roberto Mattos

Aliás, quesitos que a competidora e proprietária de cavalos de Apartação sentiu falta no ano passado. “Foi uma temporada muito atípica, muitas provas canceladas por conta da pandemia. Gostaria de ter ido em mais provas, encontrado os amigos e feito mais o que mais gosto atualmente”.

Segunda ela, a Apartação é uma competição entre o competidor e o cavalo contra o boi. “Sendo assim, considero como conquista quando eu consigo escutar os rebatedores em pista e fazer o que eles me pedem. Às vezes, fico mais satisfeita em prova, mesmo quando não tenho resultado nenhum, mas consigo montar o animal da melhor maneira possível”.

Mariana Vanni Azevedo ,competidora e proprietária de cavalos da modalidade, está entre os destaques da temporada 2019/2020 da ANCA

Para estar perto dos cavalos e competir, afirma que teve a sorte de conhecer a Apartação no JCR Ranch, também sediado em Campo Grande. Segundo a competidora, algo que facilitou muito para pudesse treinar. “Além disso, é um local onde me sinto em casa e que tenho o maior prazer em estar”.

Por fim, Mariana comenta sobre os investimentos que fez para a prática do esporte. “Tive que comprar um cavalo. Mas como estava começando, procurei um que atendesse a minha necessidade naquele momento. Durante meu percurso, tiver oportunidade de monta uma égua de um amigo, que é a minha paixão, a Cat Peppy HMR. E agora tenho os meus três companheiros de pista Metallic Jazz, A Dream Solution e This Kitty Style.”

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada: Roberto Mattos

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Fazenda Gruta Azul leva sete prêmios no ANCA Awards

Super premiada, Fazenda Gruta Azul é referência no mundo do cavalo e da modalidade Apartação; ANCA conferiu 10 prêmios aos melhores do ano

Publicado

⠀em

A diretoria da Associação Nacional do Cavalo de Apartação premiou os melhores do ano em 5 de dezembro. Aproveitando os intervalos das competições do Super Stakes e Super Stakes Classic ANCA 2020, entregou as placas de reconhecimento aos Melhores da ANCA 2019/2020. E a Fazenda Gruta Azul levou nada menos que sete prêmios.

Queen Boon A Lena – Cavalo do Ano Aberta 2019/2020; Kitty Delite – Cavalo do Ano Non Pro 2019/2020; Norberto Soares Leite – Proprietário e Criador do Ano 2019/2020; This Kats King – Produtor do Ano 2019/2020; KF Boon A Lena – Produtora do Ano 2019/2020; Antonio Sergio de Araújo Júnior – Competidor Profissional Mais Premiado 2019/2020.

Conversamos com Patricia Arakaki Leite Miglioli, que ao lado do pai, Norberto Soares Leite, toca a operação de sucesso que é a Fazenda Gruta Azul. Confira!

Super premiada, Fazenda Gruta Azul é referência no mundo do cavalo e da modalidade Apartação; esta sempre nos pódios ganhando prêmios
Queen Boon A Lena e Nolberto Soares Leite – Foto: Roberto Mattos

Mesmo em um ano de superação e incertezas, a Fazenda Gruta Azul concluiu 2020 com esses prêmios. Como vocês avaliam esse feito?

“Apesar de todos os obstáculos que enfrentamos no ano de 2020, não desanimamos em nenhum momento. Demos continuidade no treinamento dos animais e na nossa preparação também. Dessa forma, quando as competições voltaram, estávamos preparados e segurando a ansiedade a fim de obter bons resultados. Felizmente, fechamos o ano hípico da ANCA com vitórias, somando pontos para o Awards da Associação”.

Super premiada, Fazenda Gruta Azul é referência no mundo do cavalo e da modalidade Apartação; esta sempre nos pódios ganhando prêmios
Kitty Delite e Patricia Leite – Foto: Roberto Mattos

Os cavalos premiados e seu pai são destaques em todos os eventos, assim como você e o treinador da FGA, Juninho Araújo. A que vocês creditam o sucesso? Com toda a certeza, há investimentos.

“Sim, tudo isso é resultado de muito investimento em genética, na criação dos animais desde o nascimento, em treinamento, assim como preparação para as provas. Procuramos dar todas as condições necessárias para que os animais mostrem seu maior potencial nas pistas. Também tivemos a felicidade de adquirir um garanhão que sempre esteve acima de todas as expectativas na reprodução. This Kats King demonstra que transmite habilidade para todos os seus filhos”.

This Kats King – Foto: Jader Pacheco

E as expectativas para 2021; o Derby Gruta Azul foi adiado, correto?

“Sim, adiamos nossa prova, pois em janeiro todos os eventos estão cancelados na cidade onde se localiza a fazenda. Mas estamos na expectativa de conseguir realizá-la em março. E, além disso, continuamos a programação normal de treinamento dos potros e animais de prova. Estamos animados e nosso objetivo é ter ótimos resultados em 2021, pois a Apartação não para e é o que amamos fazer!”

KF Boon A Lena – Foto: Maria Luiza Cáceres

Também foram premiados no ANCA Awards: Filipe Rezende Barbosa – Competidor Non Pro Mais Premiado 2019/2020; Dailton Marin – Competidor Amador Mais Premiado 2019/2020; Mariana Argüello Vanni Azevedo – Competidora Principiante Mais Premiada 2019/2020. Fique por dentro: @ancacutting.

Por Luciana Omena
Crédito da foto de chamada:  Divulgação ANCA/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Andy Adams ministra palestra de julgamento de Apartação no Brasil

Mais de 30 pessoas participaram da palestra que aconteceu em Espírito Santo do Pinhal/SP

Publicado

⠀em

Juízes em reciclagem, candidatos a juízes oficiais da NCHA/ANCA e competidores estiveram em uma palestra de julgamento em Apartação ministrada por Andy Adams. O evento aconteceu no dia 2 de novembro, logo após as competições do Potro do Futuro Paddock Ranck ANCA 2020. Antes disso, ao longo do evento, os participantes fizeram uma espécie de treino. Julgaram as apresentações na sexta cabine e depois tiraram suas dúvidas ao final de cada bateria.

Andy Adams é da Califórnia, Estados Unidos, e esteve no Brasil em diversas outras oportunidades julgando eventos da ANCA e ABQM. Ele é, acima de tudo, juiz AAAA e monitor da NCHA, a associação americana de Apartação. “Há muitos benefícios. Se você for juiz e precisa fazer reciclagem ou não, é importante”, comenta o norte-americano.

Ademais, com ajuda de vários vídeos ele explicou aos 36 participantes como os créditos e as penalidades são analisados. Assim como comentou a respeito do preenchimento correto da ficha de julgamento. Por fim, mostrou como dividir as provas em partes a fim de simplificar o julgamento.

Antes de mais nada, palestras como essa são importantes já que os juízes brasileiros não têm um volume alto de provas de Apartação para atuar como acontece nos Estados Unidos. “Se eu fosse juiz aqui, estaria em toda palestra com o intuito de praticar, já que não existe a oportunidade de julgar todo fim de semana”, pondera Andy.

Andy Adams ministrou palestra de julgamento de Apartação ANCA/ABQM no Brasil para mais de 30 pessoas em Espírito Santo do Pinhal/SP
Andy Adams, Fernanda Costa e Pete Kampjes

ANCA/ABQM

De acordo com a nota enviada pela ANCA, este curso de formação e reciclagem de Jurados de Apartação teve empenho mútuo dela e da ABQM. Entre os objetivos, o de homologar juízes para atuar em ambas as associações. União também que proporcionou o recorde de participantes em palestras de julgamentos já realizadas pela ANCA.

“Nosso propósito é capacitar os jurados de nosso quadro com constante aprendizagem e treinamento. Do mesmo modo que é importante formarmos novos juízes que atendam às duas associações. Fiquei feliz ao me reencontrar com Andy Adams, amigo de longa data, e satisfeita com o número expressivo de participantes no evento”, afirma Fernanda Costa, Coordenadora de Juízes da ABQM.

Forma correta de preencher a ficha de julgamento

Aprendizado no julgamento de Apartação

Segundo Andy Adams, qualquer treino ou oportunidade de ouvir opinião de outro juiz é algo que acrescenta ao conhecimento do profissional. Quer seja ele juiz credenciado, aspirante a juiz, quer seja competidor. “Não há lado negativo em participar dessas palestras”. Em sua visão, o competidor, por exemplo, tem a chance de aprender o que os juízes estão procurando ver nas pistas. “Portanto, para o competidor, é um momento de entender como melhorar suas notas”, reafirma ele.

E reitera que sentiu que dessa vez todos estavam focados em aumentar o patamar e seguir bem as regras à risca. “Além disso, acho que todos perceberam as consequências para quem não segue a regra. No passado, não tive a mesma sensação. Alguns tentavam, mas a maioria não seguia as regras. Agora acredito que está mudando e a maioria tem mais responsabilidade. Isso é importante. Em outras palavras, senti que a maioria dos que estiveram na palestras realmente queriam aprender e melhorar ou conseguir se tornar juiz.”

Andy Adams ministrou palestra de julgamento de Apartação ANCA/ABQM no Brasil para mais de 30 pessoas em Espírito Santo do Pinhal/SP
Orientações a participantes da sexta cabine

Próximos eventos

Por outro lado, a Apartação estará movimentada no final do ano. Provas nos núcleos do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. A primeira etapa do Campeonato Sul Matogrossense NSMCA 2020/2021 acontece no Rancho TS, em Campo Grande, nos dias 20 e 21 de novembro. No mesmo evento, também o Potro do Futuro ABTCA AFOCAB 2020.

Mesma data, 20 e 21 de novembro, primeira etapa do Campeonato Mineiro 2020/2021 na Fazenda Santa Helena, em Matozinhos. Em seguida, Super Stakes e Super Stakes Classic ANCA e a primeira etapa do Campeonato Paulista NPCA 2020/2021 entre os dias 3 e 6 de dezembro, em Araçatuba. Mais informações: www.anca.com.br.

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA fecha 2020 com Potro do Futuro e Campeonato Nacional

Juninho Araújo conquistou seu 16° título de Potro do Futuro da carreira; campeões Nacionais e da Copa Interestadual também foram conhecidos

Publicado

⠀em

Mais de R$ 400.000,00 em prêmios foram distribuídos no Potro do Futuro Paddock Ranch ANCA, Campeonato Nacional ANCA e também na Copa Interestadual ANCA de 28 de outubro a 1° de novembro. “Obrigado a todos os parceiros, patrocinadores, ao Fundo Millionaire –  programa de incentivo e fomento – e também à ABQM – que premiou oito cavalos – pelo incentivo e apoio”, comenta a ANCA.

De fato, as provas de Apartação mais aguardadas da temporada. Adiadas desde julho foram confirmadas logo após o avanço das cidades no plano São Paulo de combate à Covid-19. As decisões de títulos aconteceram em Espírito Santo do Pinhal/SP. Antes de mais nada, a modalidade voltou à Fazenda Barrinha, casa onde esteve por tantos anos.

“Tivemos um gado de ótima qualidade do primeiro ao último dia e um julgamento preciso. Acima de tudo, sem esquecer que a estrutura fornecida pela Fazenda Barrinha viabiliza muito a realização de eventos de qualidade”, reforça Fernando Latufe, presidente da ANCA. “A diretoria e os colaboradores da ANCA tiveram a sensação de dever cumprido. Não foi fácil, por causa de vários entraves decorrentes da pandemia, mas conseguimos”.

Juninho Araújo conquistou seu 16° título de Potro do Futuro da carreira; campeões Nacionais ANCA e da Copa Interestadual foram conhecidos
Potro do Futuro – Amador

Potro do Futuro

O Potro do Futuro Paddock Ranch ANCA 2020 foi disputado nas categorias Aberta, Aberta Limitada, Non Pro e Amador. É uma prova para animais de quatro anos hípicos. Foi a 32ª edição do principal evento da ANCA, que começou em 1989. Contou com 145 inscritos que concorreram a uma premiação de R$ 213.470,00 em dinheiro.

Na categoria Aberta, vitória de Little Jewel Cat, animal de propriedade de Fernando Latufe Carnevale Tufaile e Armando Costa Filho. A campeã foi apresentada por Antônio Sergio de Araújo Júnior e recebeu nota 76 na final. A saber, foi a 16ª vitória de Juninho Araújo em provas de potro do futuro.

“Desde o primeiro dia em que chegamos para o evento, percebi que ela estava pronta”. O treinador, hoje baseado em Campo Grande/MS, lembrou que eles foram o segundo conjunto a entrar em pista nas duas classificatórias e, sobretudo, classificaram entre os primeiros para a final. “Fomos os segundos a entrar em pistas nos dois primeiros dias e evoluímos entre uma apresentação e outra”.

De acordo com o campeão, em sua estratégia para a final procurou escolher realmente os três melhores boi daquele lote. “Fui o primeiro a entrar e, graças a Deus, a minha estratégia deu certo, fomos muito abençoados”, agradecendo a Deus, a família e a todos que são seus amigos e realmente trocem por ele e estão sempre ajudando. “Enfim, estou muito feliz com tudo que vem acontecendo na minha vida”.

O título do Potro do Futuro Aberta Limitada ficou para Miss N Oak e Lucas Gabriel de Araújo, com nota 75. Por fim, Lineu Ferraz Neto apresentou Ice Rey LN, de sua propriedade, e conquistou a vitória na Non Pro, nota 72. Enquanto na Amador, vitória para Mariany Guimarães. Com Hot Playgun, de sua propriedade, marcou 74 pontos.

Campeonato Nacional – Principiante

Outros resultados

Igualmente, também fez parte da programação o Campeonato Nacional e Copa Interestadual. Dessa forma, para o Campeonato Nacional ANCA 2019/2020 foram convidados a participar os melhores classificados nos campeonatos estaduais de Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo. Houve, então, um total de 103 inscritos e R$ 58.110,00 em prêmios.

A maior nota da competição, portanto, foi 75 pontos. Inegavelmente no nome do evento, mais um título para Juninho Araújo. Ao lado de Dual Smart Boon foi campeão da categoria Aberta Junior. Ademais, a égua é de propriedade de Norberto Soares Leite, da Fazenda Gruta Azul, criatório referencia na Apartação.

A segunda maior nota do Nacional ANCA foi 74, marcada por cinco campeões: Pep Uba Smooth – Gerson Almeida dos Santos – Aberta Classic; Spots T Hot – Luis Fernando Taboga – Aberta Livre; Kitty Delite – Patrícia Leite – Non Pro Junior; Smooth As Bagonia – João Lucas Mendes – Master; AGF Justin Super Cat – Fernando S. Filho – Principiante.

Juninho Araújo conquistou seu 16° título de Potro do Futuro da carreira; campeões Nacionais ANCA e da Copa Interestadual foram conhecidos
Interestadual Amador

Por outro lado pela Copa Interestadual ANCA 2019/2020 houve um total de 12 inscritos. Os competidores defenderam os títulos por seus Estados e concorreram a R$10.000,00. Pela Non Pro, vitória de Dualena Smart JTR e Felipe Simões Zica, nota 74. Campeões da Amador, Naomi Yer A Reys e Flavio de Vuono Jr marcaram 71 pontos.

As provas foram julgadas por Andy Adams, juiz NCHA. Informações completas: www.anca.com.br. Por fim, reveja as provas clicando aqui.

Por Equipe Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Juninho Araújo está entre os maiores ganhadores da Apartação

Publicado

⠀em

Com o término do Potro do Futuro da ABQM, Juninho Araújo listou seus títulos e o resultado impressiona; e pode vir mais já nessa semana

Antônio Sérgio de Araújo Júnior, o Juninho Araújo, passou por todas as fases de um competidor. Começou disputando provas nas categorias Principiante e Jovem. Logo depois, já como assistente do pai, o treinador de Apartação Antônio Sergio de Araújo, passou para as provas na Aberta Limitada e Aberta. Natural de Porecatu/PR, ele hoje trabalha para uma das referências na modalidade, a Fazenda Gruta Azul, em Campo Grande/MS.

Antes de mais nada, todo profissional busca a realização no trabalho bem elaborado do dia a dia. A ‘cereja do bolo’, entretanto, é ver os animais preparados por ele ganhando provas. E disso Juninho Araújo não tem do que reclamar. Seu talento, que começou a ser lapidado aos 12 anos quando foi morar com o pai, é nato. Diversos cavalos foram e são campeões sob suas rédeas e de seus clientes. Assim como os títulos mais importantes vão se acumulando.

Semana passada, em seu Instagram, ele postou: “Obrigado Senhor, conseguindo fazer e entrar para história da Apartação no Brasil! Se tornando um dos maiores ganhadores de títulos de Potro do Futuro de Apartação!”. Em seguida, listou todos os títulos que ele obteve na prova mais importante para qualquer esporte equestre. Sem dúvida, Juninho Araújo é um dos maiores ganhadores de todos os tempos.

Com o término do Potro do Futuro da ABQM, Juninho Araújo listou seus títulos e o resultado impressiona; e pode vir mais já nessa semana

Veja a lista

1- 2001 – campeão Potro do Futuro ABQM Jovem – Oaks Boo Moon TMR

2- 2006 – campeão Potro do Futuro ANCA Aberta Limitada – Haidas Playboy

3- 2008 – campeão Potro do Futuro Paint Horse Aberta – MR Dream

4- 2009 – campeão Potro do Futuro Mineiro Aberta – Duallena Top CD

5- 2011 – campeão Potro do Futuro ANCA Aberta- Jay Bee Tilly 4M

6- 2014 – campeão Potro do Futuro ABTCA Aberta- Peppys Candy Lena

7- 2015 – campeão Potro do Futuro ABQM Aberta- Quick As Cat

8- 2019 – campeão Potro do Futuro ANCA Aberta- Queen Boon A Lena

9- 2019 – campeão Potro do Futuro Millionaire Aberta- Queen Boon a Lena

10- 2019 – campeão Potro do Futuro ABTCA Aberta- Queen Boon a Lena

11- 2019 – campeão Potro do Futuro AFOCAB Aberta- Queen Boon a Lena

12- 2019 – campeão Potro do Futuro AQHA Aberta- Queen Boon a Lena

13- 2020- campeão Potro do Futuro ABQM Aberta Castrado- Smart Kats King

14- 2020 – campeão Potro do Futuro AQHA Aberta- Jewels Kitty

15- 2020 – campeão Potro do Futuro ABQM Aberta- Sues Lil Kitty

Com o término do Potro do Futuro da ABQM, Juninho Araújo listou seus títulos e o resultado impressiona; e pode vir mais já nessa semana

Balanço

Quando olha para trás, certamente, Juninho Araújo se sente realizado. “Sim, me sinto realizado. E agradeço muito a Deus por me abençoar a conquistar todos estes títulos até hoje. Porém não sou de ficar me apegando aos meus títulos, mas eu amo as minhas lutas. Sem elas eu jamais conseguiria conquistar minhas vitórias. Sempre que ganho uma prova, eu comemoro e fico muito feliz no dia. Em seguida, minha cabeça já começa a trabalhar e pensar em quais pontos melhorar e se aprimorar para a próxima prova”.

É isso que o motiva, sobretudo, e o mantém obtendo bons resultados. “Algumas pessoas falam que aprendemos mais com as derrotas do que com as vitórias. Eu já penso que aprendemos igual, pois mesmo na vitória sempre a o que melhorar”. Com toda a certeza, esse caminho não foi trilhado sozinho. “Agradeço sempre a Deus por cada pessoa que ele colocou em minha vida. Principalmente, pela minha família, meus pais, esposa e filhos. Eles são a minha base, meu motivo para ter forças e lutar”.

Aproveitando o momento, Juninho Araújo faz outros agradecimentos: “a todos os meus companheiros, ajudantes, que estão comigo dentro e fora das pistas. Na Apartação, sempre digo, ninguém ganha sozinho. E a nossa competição é contra os bois. Quem escolher os bois ideais para conseguir apresentar o seu animal, conseguirá obter uma boa apresentação.”

Potro do Futuro ANCA

A lista do treinador pode ficar ainda maior essa semana. De 28 de outubro a 1° de novembro, em Espírito Santo do Pinhal/SP, acontece o Potro do Futuro ANCA, Campeonato Nacional e Copa Interestadual. As provas de Apartação mais aguardadas da temporada, que foram adiadas desde julho, estão confirmadas. Cavalos e competidores de todo o Brasil já estão na Fazenda Barrinha para as disputas. Informações completas: www.anca.com.br.

Por Luciana Omena
Crédito das fotos de Sues Lil Kitty: Arquivo Pessoal/Gerson Verga

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Apartação é um esporte que alia habilidade ao senso de gado

Publicado

⠀em

Cavalo e cavaleiro ‘dançam’ em sintonia com o gado. A Apartação foi criada através do dia a dia das fazendas e tornou-se um esporte forte

Certamente, um cowboy do século 19 ficaria perplexo com as maravilhas da alta tecnologia do mundo moderno. Mas ele ainda se sentiria em casa hoje em uma prova para de cavalos Apartação.  Dentro da pista, o ‘bailado’ hipnotiza quem assiste. Com toda certeza, o espetáculo se manifesta na arte do cavalo gostar de trabalhar com o gado a sua frente. Isso não mudou até hoje.

Fazia parte do trabalho diário dos cowboys americanos de 1800 usar seus melhores cavalos para separar bois e vacas de um rebanho. Sobretudo, eles nunca imaginaram a Apartação como um dos esportes equestres mais populares do mundo. A cada ano, milhares de eventos, em diversos continentes, atraem competidores com idades entre 8 e 80 anos.

Sem dúvida, a herança é forte e profunda. Da Chisholm Trail no Texas até os dias atuais, a apartação de cavalos tem sido uma ferramenta indispensável no comércio de gado. Naquela época, os fazendeiros levavam seu rebanho pelas estradas. Os cavalos eram, portanto, os companheiros fieis dos vaqueiros. O trabalho mostrou, com o passar do tempo, que alguns eram mais adequados que outros. Cavalos que levantavam as orelhas quando viam o gado e o seguiam com os olhos.

A sensibilidade conhecida como cow sense mostra que o cavalo apto para a Apartação sabe, instintivamente, que não deve aglomerar o gado, mas sim apartar. Esses animais não apenas tornaram o difícil trabalho de separar o gado mais fácil e rápido, como também mais divertido.

Cavalo e cavaleiro ‘dançam’ em sintonia com o gado. A Apartação foi criada através do dia a dia das fazendas e tornou-se um esporte forte
Crédito da foto: Divulgação/The Horse

Começo das competições

O primeiro evento,  Cowboy Reunion, aconteceu em 1898, em Haskell, Texas. Quinze mil pessoas, atraídas por anúncios nos jornais de Dallas e Kansas City compareceram. Como a ferrovia mais próxima ficava a oitenta quilômetros de distância, eles se deslocaram a cavalo ou de carroça e carruagem. O concurso ofereceu um prêmio de US$ 150,00 uma quantia substancial na época. E participaram 11 competidores.

A National Cutting Horse Association – aliás, cutting quer dizer corte, que para nós quer dizer apartação – foi criada em 1946 por um grupo de proprietários de cavalos da modalidade. Em seguida, a primeira prova oficial foi realizada em Dublin, Texas, no outono de 1946. Hoje, 74 anos depois, a NCHA oferta mais de US# 39 milhões em seus eventos oficiais ou oficializados.

No Brasil, a primeira prova da modalidade oficializada pela ABQM foi em 1977, durante a Exposição de Presidente Prudente/SP. Enquanto a Associação Nacional do Cavalo de Apartação – ANCA foi fundada em 1989. Dessa forma, com objetivo promover e regulamentar campeonatos a nível nacional para apresentação dos animais de Apartação.

Crédito da foto: Divulgação/The Horse

 O que é Apartação?

Como já vimos, o animal de Apartação é muito útil em um rancho ou fazenda. Pois no trabalho diário se faz necessário à execução de tarefas como manejo com o gado. Um exemplo é apartar do rebanho um animal que está doente para ser tratado, medicado, ou para outra finalidade.

De acordo com o site da ANCA, essa necessidade ficou evidente, assim como na utilização de animais que no exercício de suas funções o faça com competência. Entretanto, dentro de uma competição, foi necessária a criação de regras. Antes de mais nada, para o correto julgamento do animal e para um melhor entendimento de como se deve ser um animal de Apartação.

Assim sendo, o animal e o cavaleiro devem se mover calmamente para dentro do rebanho. Em seguida, apartar uma rês e dirigi-la ao centro da arena. Precisa mantê-la afastada do rebanho. O tempo de prova é 2 minutos e 30 segundos e o conjunto deve combinar seus movimentos com o movimento da rês, antecipando todas as suas manobras.

Por fim, o juiz atribui nota ao animal pela sua habilidade de impedir a rês de retornar ao rebanho, senso do gado, coragem e atenção. A nota varia de 60 a 80 pontos, e o competidor inicia com 70 pontos. O cow sense, ou senso de gado, nada mais é do que a habilidade do animal de Apartação de auto-pensar e auto-manobrar um boi. O conjunto ganha créditos quando executa de forma satisfatória: trabalho no rebanho; condução do boi; rédeas soltas; posição e trabalho no centro da pista; estilo de trabalho do animal.

Para conferir o regulamento completo, clique aqui. Cavalo e competidores, para fins de competição, são divididos nas categorias Aberta, Non Pro, Amador, Principiante, Master e suas subcategorias.

No Brasil

As provas de Apartação no Brasil acontecem, em maior número, promovidas pela ABQM e ANCA. Dessa forma, pela ANCA os campeonatos regionais são realizados em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Bahia. A maior nota de um conjunto em uma prova da modalidade, portanto, foi 78 pontos. A primeira vez que alguém chegou a essa marca foi em 23/01/2003 no Super Stakes Classic ANCA. Gerson Almeida dos Santos, o Mano, em Uberlândia/MG, com Son Ofa Jay.

Quase 15 anos depois o feito se repetiu. Pelo Campeonato Sul Matogrossense, temporada 2017/2018, Filipe Rezende Barbosa anotou 78 pontos ao montar Intruder As A Cat. Em seguida, em 2018, Antônio Sergio de Araújo Junior também marcou a nota 78 com Quick To Dual no Derby Gruta Azul.

Cavalo e cavaleiro ‘dançam’ em sintonia com o gado. A Apartação foi criada através do dia a dia das fazendas e tornou-se um esporte forte
Rodrigo Taboga nos Estados Unidos – Foto: Divulgação/Cutting Horse Central

Destaques nos Estados Unidos

São muitos os destaques e os talentos da Apartação aqui e no exterior. Ao longo dos anos, diversos competidores foram os Estados Unidos e obtiveram marcas expressivas pontuais. Contudo, duas jovens estrelas mudaram essa história. O brasileiro Armando Costa Neto é o único Non Pro com a conquista da Tríplice Coroa da NCHA. Na temporada 2015/2016, montando Watch Me Whip, ele venceu o NCHA Futurity, o NCHA Derby e o NCHA Super Stakes. Fora ele, mais outros três cavalos detém esse título na categoria Open.

Desde 2018, Rodrigo Taboga se estabeleceu nos Estados Unidos. Do NCHA Futurity daquele ano, em que ficou em terceiro lugar na Limited Open, até os dias atuais, os feitos que ele conquistou são inéditos. Assim sendo, no ranking geral, ele já ultrapassou meio milhão em ganhos. Estatísticas são importantes, se bem que vê-lo se sair tão bem assim nas maiores pista do berço da modalidade é muito especial. A cada prova importante, ele aparece com bons resultados. Em 2020, por exemplo, venceu o NCHA Open Derby. Na classificação da temporada atual ele ocupa terceira posição do ranking 2020.

Por Luciana Omena
Fonte: NCHA, ANCA, Sally Harisson 
Crédito da foto de chamada: Divulgação/Western Horseman

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Etapa na Bahia marca volta das provas de Apartação

Publicado

⠀em

Com muita alegria o núcleo Baiano da Associação Nacional do Cavalo de Apartação conseguiu liberação das autoridades competentes para retornar com as competições

Um evento sem público e seguindo todos os protocolos pedidos pelas entidades responsáveis marcou a volta da Apartação às pistas. A primeira etapa do Campeonato Baiano 2020/2021, portanto, aconteceu dias 25 e 26 de setembro. Julgados por Aroldo José Marcelino, os 63 conjuntos se reuniram no Cau Centro de Treinamento em Araçás/BA.

Destaque para Wood Mettalic e Carlos Eduardo Costa Braun (foto), campeões da categoria Aberta Livre. O conjunto marcou a maior nota do final de semana, 76 pontos. Acima de tudo, Carlos Braun venceu mais duas categorias. Na Aberta Junior, com Smooth Acre, marcou 73 pontos. Enquanto que com Sportin Smooth, venceu a Aberta Classic com 72 pontos. Wood Mettalic (Metallic Cat x Special Nu Spot) voltou a vencer também. Com Fernando A. Oliveira Santos sob sua sela foi campeão da Aberta Limitada com 74 pontos.

Outros campeões: Anna Onyx – Marcelo Moscoso Ribeiro – 73 pontos – Non Pro; AGF Justin Super Cat – Fernando A. Oliveira S. Filho –  74 pontos – Amador; Hy Laredo – Jadson Moura de Góes – 74 pontos – Master; AGF Justin Super Cat – Fernando A. Oliveira S. Filho – 71 pontos – Principiante.

O núcleo Baiano da Associação Nacional do Cavalo de Apartação conseguiu liberação das autoridades competentes para retornar com competições
Anna Onyx e Marcelo Moscoso Ribeiro

Expectativa para o Nacional e PF ANCA

Os apartadores comemoram ainda agenda cheia no mês de outubro. Logo após as provas da ABQM, em Araçatuba/SP, o compromisso será o Campeonato Nacional e o Potro do Futuro ANCA. Assim, as provas de Apartação mais aguardadas da temporada estão marcadas para 26 de outubro a 1° de novembro em Espírito Santo do Pinhal/SP.

Ademais, o evento foi adiado duas vezes, em julho e em setembro. Portanto, a expectativa está lá no alto. Antes de mais nada, a modalidade volta à Fazenda Barrinha, casa onde esteve por tantos anos.

“A retomada das atividades econômicas, principalmente com a realização de diversas provas equestres em distintas regiões do país, tem nos animado muito. Primordialmente quanto à programação do Potro do Futuro, Campeonato Nacional e Copa Interestadual”, comenta o presidente da ANCA, Fernando Latufe.

De acordo com ele, a ANCA está alinhando tudo junto ao Ministério Público, bem como com as autoridades municipais de Espírito Santo do Pinhal. “Só dependemos da região se manter na terceira fase do Plano São Paulo, que terá atualização no dia 9 de outubro. Enfim, estamos preparados para a realização de nossos eventos, que já superaram o número de inscrições em relação ao ano passado”.

Potro do Futuro Paddock Ranch ANCA 2020 será disputado, então, nas categorias Aberta, Aberta Limitada, Non Pro e Amador. É uma prova para animais de quatro anos hípicos. Na programação ainda o Campeonato Nacional e Copa Interestadual. Informações completas: www.anca.com.br.

Por Luciana Omena
Fonte: ANCA
Crédito das fotos: Divulgação/ Maria Sampaio

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA firma parceria inédita para 2020/2021

Publicado

⠀em

Logo após adiar o Potro do Futuro, a ANCA dá boas notícias para a temporada 2020/2021 da Apartação: patrocinador master Laredo Blue

Logo após adiar o Potro do Futuro, a ANCA dá boas notícias para a temporada 2020/2021 da Apartação

A diretoria da ANCA contou em primeira mão ao portal Cavalus a respeito de uma parceria recentemente firmada. Laredo Blue, garanhão importado e NCHA Horse of the Year, dará seu nome a três grandes eventos da Associação. Antes de mais nada, ele é ganhador de mais de US$ 300 mil e pai de vários ganhadores em Apartação.

Essa parceria inédita com um garanhão, de acordo com a entidade, tem uma forte representatividade para todo o cenário da modalidade no Brasil. Uma vez que se estende a três das principais provas do calendário. Portanto, esses eventos se chamarão: Super Stakes Laredo Blue – ANCA 2020; Derby Laredo Blue – ANCA 2021; Campeonato Nacional Laredo Blue – ANCA 2020/2021.

A saber, essa prática é chamada de Naming Right. Ou seja, quando há concessão de uma marca a um evento, por exemplo, cultural ou esportivo. Conforme nota, a ANCA adotou esse novo modelo de negócio com o objetivo principal de fortalecimento da modalidade.

Logo após adiar o Potro do Futuro, a ANCA dá boas notícias para a temporada 2020/2021 da Apartação: patrocinador master Laredo Blue
Imagem: Dhaus Studio

Destaque

É de total interesse da ANCA parcerias que levem qualidade às provas. E, sobretudo, que gerem cada vez mais interesse dos patrocinadores através de Naming Rights. O Derby Moms Silverado Cat estrearia esse modelo, contudo foi adiado por conta da pandemia da Covid-19. Assim como o Potro do Futuro Paddock Ranch, que tem previsão de acontecer no final de outubro.

Segundo Fernando Latufe, presidente da entidade, essa parceria com um patrocinador master faz com que a ANCA tenha a obrigação de levar benefícios e satisfazer os anseios e necessidades dos associados com provas e premiações melhores. E também aumentar a visibilidade e o número de adeptos da modalidade através de campanhas junto aos centros de treinamento do Brasil.

A expectativa é que essa nova proposta de trabalho e divulgação através de Naming Rights fortaleça não apenas as provas, mas também toda a cadeia da apartação brasileira, que se estende desde garanhões como os citados acima, como centro de treinamentos e demais empresas dos segmentos ligados ao cavalo. Inclusive já há interessados para as demais etapas da temporada 2020/2021.

Fonte: ANCA
Crédito da foto: Divulgação/Gabriel Oliveira

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA altera novamente a data do Potro do Futuro

Publicado

⠀em

Do mesmo modo, a situação em que se encontram as cidades sedes das provas foi responsável pelo cancelamento dos regionais ANCA

A Associação Nacional do Cavalo de Apartação – ANCA adiou novamente o Potro do Futuro. O maior evento da temporada está remarcado para 26 de outubro a 1° de novembro. Além disso, acontecem também o Campeonato Nacional e a Copa Interestadual de Apartação.

“Estávamos com tudo pronto e organizado. Tínhamos o aval de todas as autoridades competentes. Contudo, a região de Espírito Santo do Pinhal/SP regrediu da fase amarela para a laranja. Conforme dados da última atualização do Plano São Paulo de combate à Covid-19”, afirma o presidente da ANCA, Fernando Latufe.

Latufe reforça que a ANCA buscou alternativas para a realização da prova. Porém, esbarrou em dificuldades semelhantes. “Tentamos outros locais antes de definir a Fazenda Barrinha. E até outros estados. Dessa forma, optamos por um local fixo. E vamos aguardar que até a nova data a região se encontre novamente na fase amarela”.

Em nota, a ANCA comunicou outras mudanças. Os animais que participam do Potro do Futuro este ano estão isentos da regra de que precisam ser inéditos. Como resultado, os cavalos podem competir no Potro do Futuro da ABQM. Caso aconteça antes. Outro ponto é que os núcleos podem marcar as primeiras etapas da temporada 2020/2021. 

Regionais

Entre julho e agosto, três provas concluiriam os campeonatos regionais dos Núcleos da ANCA. Entretanto, tiveram que ser canceladas por conta das restrições nas cidades sedes. Com o propósito de definir a temporada 2019/2020, a ANCA encerrou os regionais.

Foram consagrados, portanto, campeões os cavalos e competidores dos núcleos Paulista, Matogrossense, Mineiro e Baiano 2019/2020. Da mesma maneira ficam definidos os classificados para o Campeonato Nacional. Para as classes abertas, a classificação é do cavalo. Enquanto para as demais categorias, a vaga é do competidor.

Confira:

ANCA altera novamente a data do Potro do Futuro. Do mesmo modo, devido a pandemia, houve o cancelamento dos regionais ANCA
ANCA altera novamente a data do Potro do Futuro. Do mesmo modo, devido a pandemia, houve o cancelamento dos regionais ANCA
ANCA altera novamente a data do Potro do Futuro. Do mesmo modo, devido a pandemia, houve o cancelamento dos regionais ANCA

Outras informações e resultados completos dos regionais: www.anca.com.br.

Por Equipe Cavalus

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Potro do Futuro ANCA de Apartação altera data

Publicado

⠀em

Potro do Futuro ANCA de Apartação altera data No mesmo período serão realizados, além do Potro do Futuro, o Campeonato Nacional e a Copa Interestadual de Apartação

No mesmo período serão realizados, além do Potro do Futuro, o Campeonato Nacional e a Copa Interestadual de Apartação

A Fazenda Barrinha, em Espírito Santo do Pinhal/SP, se prepara novamente para receber mais um grande evento de Apartação. Mesma ‘casa’, porém em uma nova data. Recentemente houve o anúncio, portanto, do adiamento do Potro do Futuro ANCA. Por conta da extensão da quarentena no estado de São Paulo, a diretoria da Associação determinou que o maior evento da temporada para a modalidade em 2020 será de 1° a 6 de setembro.

Dessa forma, o prazo para as inscrições do Potro do Futuro Paddock Ranch ANCA 2020 foram prorrogadas para 11 de agosto. A Associação Nacional do Cavalo de Apartação lembra ainda que para as inscrições efetuadas e/ou quitadas após 24 de agosto, o conjunto participará na última posição de um lote, sem aumentar o número de gado. Mesmos prazos válidos para o Campeonato Nacional e a Copa Interestadual. Todos os valores e demais informações estão descritos na circular que encontram-se no site da ANCA.

Regulamento

O Potro do Futuro ANCA é um evento apenas para animais de quatro anos hípicos. Ou seja, todos os animais inscritos devem ter quatro anos hípicos no dia 1/7/2020. Assim, esse é um evento para animais estreantes. De acordo com o regulamento, nenhum animal inscrito pode ter sido apresentado em outra prova, de qualquer modalidade que envolve gado. Além disso, as competições são abertas a animais de qualquer raça. Porém, os cavalos precisam estar registrados em suas respectivas associações de raça.

O Campeonato Nacional e a Copa Interestadual são disputados por cavalos e competidores classificados através dos núcleos regionais – Paulista, Sul Matogressense, Mineiro e Baiano. No comunicado da ANCA, devido a postergação da data do evento, foi informado que os núcleos têm até o dia 9 de agosto para finalizarem seus regionais, caso consigam liberação das autoridades sanitárias e governamentais. A nota informa ainda que o Incentivo Cavalo Sênior para essa temporada foi suspenso.

Qualquer outra informação: www.anca.com.br.

Por Equipe Cavalus
Crédito da foto: Divulgação/Adilson Silva

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

Hellcatt tem genética e comprovação nas pistas americanas e brasileiras

Publicado

⠀em

Hellcatt tem genética e comprovação nas pistas americanas e brasileiras Garanhão já tem sucesso em sua primeira geração no Brasil

Garanhão já tem sucesso em sua primeira geração no Brasil

Importado dos Estados Unidos direto para o plantel do Haras LGGL, localizado no interior de São Paulo, o garanhão Hellcatt (2012) apresenta muitas qualidades. Sendo a mais marcante, ser filho negro do lendário High Brow Cat na égua Swingin Star Pepto (Peptoboonsmal).

Além da sua beleza natural, chama a atenção no garanhão o fato de ter desembarcado no Brasil em 2018 e em pouco tempo já se tornar um dos nomes de maior importância na Apartação no país.

Alguns Títulos

Nos Estados Unidos, Hellcatt ganhou US$ 83.504,48 em premiação nas pistas. O garanhão foi finalista das mais importes disputas de Apartação como NCHA Word Champions Futurity, para amimais de três anos de idade, Abilene Spectacular, na categoria para animais de quatro anos de idade, e The Cattlemens, para animais de cinco e seis anos de idade. Além disso, foi campeão PK@ Weatherford J5 North em 2017.

Entre os títulos de campeão de Hellcatt no Brasil podemos citar: Nacional ABQM 2018 – Aberta Light; Paulista ANCA 2018/2019 – Aberta Livre. E ainda foi reservado campeão Nacional ANCA 2019 – Aberta Livre. sendo todos sob o comando de João Paulo Ferreira Mello. Hellcatt  também foi reservado campeão Nacional ABQM 2018 – Amador Master e campeão da primeira etapa NPCA 2019/2020 – Amador.

Agora, o garanhão comprova também a força de sua genética diferenciada como reprodutor. Nascida em 2019, a primeira geração dele no Brasil traz o seu sangue em éguas de renomados criatórios brasileiros. Locais cujos proprietários deram preferência pelo cruzamento com Hellcatt, mostrando, assim, grande confiança neste projeto para a Apartação.

Hellcatt tem genética e comprovação nas pistas americanas e brasileiras Garanhão já tem sucesso em sua primeira geração no Brasil
Hellcatt e João Paulo Ferreira – Foto: Divulgação/Adilson Silva

Primeira geração

Alguns de seus filhos, como Mona Rey Lisa (Dual Pep), Bamboosmal (One Time Pepto), CDZ Dancing Queen (CD Olena), Cats Little Pipette (High Brow Cat), Putcall (Dual Pep), Blacklead River (Heavens Little Lena) e Xantic Smart Ful PZ (Pepto Smart), entre outros, já chamam a atenção pelo bom temperamento.

Localização

Hellcatt está alojado em Pilar do Sul, no interior de São Paulo, para servir o Haras LGGL, propriedade de LGGL Agropecuária e Participações Ltda. Criatório que coloca à disposição do mercado essa genética campeã e vem desde 2008 investindo de forma consciente e com muita pesquisa na criação de cavalos da raça Quarto de Milha de Trabalho, alcançando destaque em diversas provas de Apartação, inclusive dispondo de central de coleta de sêmen com toda infraestrutura exigida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Fique por dentro: Instagram @Hellcatt_LGGL | Facebook @Hellcatt | www.hellcatt.com.br.

Colaboração: Jequitibá Comunicação Estratégica
Crédito da foto de chamada: Divulgação/Gerson Verga

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA lança campanha #ApartadosMasApartando

Publicado

⠀em

ANCA lança campanha #ApartadosMasApartando Associação Nacional do Cavalo de Apartação vista estimular modalidade em tempos de pandemia

Associação Nacional do Cavalo de Apartação vista estimular modalidade em tempos de pandemia

Os decretos de paralisação de todas as atividades e eventos em que um grande número de pessoas estivesse reunidas se deram, inesperadamente, na semana em que a ANCA realizaria o Derby 2020. Com o evento cancelado e a maior parte do meio equestre parado, a associação lançou nesta semana a campanha #ApartadosMasApartando em conjunto com sua agência de propaganda.

“Partimos da ideia de utilizar o erminamento da palavra apartação e transformar em verbo. Ou seja, ação = agir, fazer. E ‘brincar’ com o duplo sentido da palavra somada ao momento que estamos atravessando = apartar/unir”, conta o diretor da D’Haus Studio, Marcio Bruderhausen.

Dessa forma, “a Apartação, mesmo distante do grande público, segue unida. E vem mostrar para você o dia a dia dos centros de treinamento e treinadores que seguem com o excelente trabalho junto aos animais”, comenta a ANCA em post em seu Instagram ao lançar campanha.

ANCA lança campanha #ApartadosMasApartando Associação Nacional do Cavalo de Apartação vista estimular modalidade em tempos de pandemia

União

A campanha nasceu da necessidade de mostrar ao público, aos amantes da Apartação e, principalmente, aos criadores e proprietários, que os cavalos continuam sendo trabalhados em cada um dos centros de treinamento espalhados pelo Brasil. O momento é de zelo e distanciamento social, contudo os treinadores seguem treinando os cavalos, que não estão 100% parados.

Muitos treinadores, inclusive, moram no rancho onde trabalham. E a limitação de acesso também permite que eles possam seguir com a rotina dos cavalos. Sem prova o programa de treinamento muda um pouco. Mas, a ideia é manter os amimais em movimento. Acima de tudo, esse tempo pode dar ainda aos treinadores a oportunidade de trabalhar os potros.

Portanto, a campanha consiste efetivamente na veiculação de vídeos, disponibilizados no Instagram da ANCA, que mostram justamente a rotina atual dos treinadores e a manutenção do treinamento dos cavalos.

“Meus amigos, treinadores de Apartação, esperamos que todos estejam bem nesse momento difícil que estamos passando. A participação de vocês na campanha está sendo essencial. Nosso muito obrigado a todos”, reitera o presidente da ANCA, Fernando Latufe.

Veja os vídeos já postados e fique de olho em todas as informações: @ancacutting.

Por Luciana Omena

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA procura agilidade das provas com novo elemento

Publicado

⠀em

ANCA procura agilidade das provas com novo elemento

Com 30 anos de existência, Associação vem buscando cada vez mais excelência em seus eventos

“Podemos dizer que conseguimos aprimorar bastante coisa na Apartação brasileira nesses 30 anos de ANCA. Todos os envolvidos, com toda a certeza, contribuíram para que a modalidade crescesse nesse tempo”, afirma o presidente da ANCA, Fernando Latufe.

Quer seja com as regras de competição, quer seja na seleção do gado, melhoramento genético dos animais pelos criadores. Ou ainda na preparação desses animais pelos treinadores. “Tudo em prol de melhorar o nível da competição e experiência dos competidores e amantes da modalidade”.

Dessa forma, um elemento que tem entrado em foco ultimamente nas provas da Apartação é o tempo. Sim, o tempo da apresentação é dos conjuntos. Quem acompanha sabe que cada prova dura 2m30s. De fato, isso não muda.

Aliás, já houve uma experiência nos Estados Unidos de tentar fazer a prova em dois minutos. Contudo, o consenso é que 2m30s é melhor para uma apresentação. Mas, então, de que tempo estamos falando?

Se você já foi a uma prova de Apartação ou viu vídeos da modalidade deve ter percebido duas coisas: um tempo entre uma bateria e outra para amansar o gado e a entrada do competidor na pista em direção ao rebanho.

Com o intuito de reduzir o tempo total de um evento são esses dois elementos que entram na jogada. Uma coisa é certa, o tempo fixo da apresentação. Então, para dar mais agilidade, é preciso reduzir o tempo de ‘amansação’ do gado ou o tempo entre os animais apresentados.

Ações

“No final de 2017, a ANCA iniciou o uso do cronômetro para que todos seguissem de forma ideal 20 minutos para a ‘amansação’ do gado. Não foi imposto como limite, mas ficava rodando o cronômetro para que todos os presentes tivessem uma base do tempo que estava sendo usado naquele momento entre uma bateria e outra”, explica Latufe.

De acordo com o dirigente, surtiu efeitos e ajudou a padronizar mais o tempo levado entre as baterias (quantidade de competidores que se apresentam em sequência). “Todos os competidores gostaram de ter essa referência presente nas pistas”.

Com um dos pontos sob controle, podemos dizer assim, a ANCA partiu para um estudo mais aprofundado. E levantou dados estatísticos dos últimos dez anos dos eventos organizados pela Associação. “Medimos o tempo entre o primeiro animal entrar na pista e o último do dia a sair. Dessa forma, dividimos pelo número de conjuntos para obter uma média de tempo por animal, incluindo o tempo de amansar”, reforça.

Levantamento

Uma vez que era preciso bastante cuidado no levantamento dessas informações, o grupo responsável usou dois recursos. Em primeiro lugar, se basearam nos horários das notas quando lançadas no sistema. Em seguida, conferiram tudo com os horários das filmagens para eliminar erros e atrasos.

Dessa maneira, chegaram a um veredicto: houve um aumento no tempo das provas significante entre 2011 e 2019. “Dos seis minutos por animal que levava em média entre 2010 e 2015, começou a aumentar em 2016 e ultrapassou sete minutos na temporada 2018/2019”, lembra o presidente.

Ações 2

De fato, com os dados em mãos, era preciso tomar alguma medida. Em uma tentativa de reduzir esse tempo, ano passado surgiu a ideia de usar o cronômetro para ajudar. E de que forma: um a dois minutos marcados como tempo entre os competidores. Ou seja, quando acabar uma apresentação o próximo tem que começar a sua nessa janela.

Com efeito, não é nenhuma ideia mirabolante, já que os maiores eventos da NCHA fazem assim. Imagina uma prova onde são mais de 500 passadas para serem realizadas em cinco dias? Se não tiver um controle rígido não acaba nunca. E com esses exemplos todo mundo aprende.

Você pode se perguntar que se no Brasil não temos essa quantidade de cavalos, porque se preocupar com isso. Então podemos te dizer que tudo que é reservado para melhorar a experiência não só de quem compete, mas também de quem assiste, é válida. Muitas vezes, a morosidade da ‘amansação’ e o tempo entre um conjunto e outro atrapalha.

Portanto, via de regra, o competidor tem um minuto para passar a linha de tempo logo após ser chamado, ou dois minutos se ele estava apresentando ou rebatendo para o animal anterior.

Latufe explica que nos Estados Unidos é tão sério isso que até multa pode ser aplicada. “Há um sistema de multas para aqueles que não começam suas apresentações antes da campainha soar: US$ 200,00 para a primeira ocorrência e US$ 500,00 para as demais”.

Na prática

O sistema para agilizar a prova de Apartação pela ANCA já começou a ser implementado. Conforme noticiou a Associação, o cronômetro para marcar o tempo entre um conjunto e outro foi usado pela primeira vez pelo NPCA, durante a primeira etapa do Campeonato Paulista ano passado.

“A adição do cronômetro foi fundamental para o nosso evento por dar agilidade as provas. O número de inscritos tem subido, essa etapa do Paulista, por exemplo, foi recorde. Com a adoção desse cronômetro, viabilizamos a programação apertada em dois dias de evento”, conta Andrea Borim, diretora do NPCA.

De acordo com ela, foram dois dias intensos nesse caso, se não tivessem esse controle de tempo não teriam terminado no prazo acordado. “E acredito que essa seja uma prática viável e saudável não só para a Apartação, mas também para outras modalidades. A fim de conseguir dinamizar os eventos, com seus intervalos necessários”.

Posteriormente, mais três dos maiores eventos da modalidade, – Potro do Futuro ABTCA, Super Stakes ANCA e Derby Gruta Azul/2ª etapa do Campeonato Sul Matogrossense NSMCA – também usaram o sistema.

Dinâmica

As multas, sobretudo, não chegaram a ser instauradas. “Apesar dos competidores ainda estarem acostumando com o cronômetro, a medida já surtiu efeito. O tempo médio dos animais tem abaixado para 6m41, ou seja, 20 segundos a menos que a temporada passada. Pode parecer pouco, mas para os espectadores – platéia e todos em volta da pista – são 20 segundos assistindo cavalos apartando e não cavalos rodando”.

Para reforçar, Latufe diz que o objetivo é melhorar as provas para todos. Fazer eventos mais ágeis. O Derby ANCA e a 2ª etapa do Campeonato Paulista NPCA que aconteceriam no final de semana passado seriam mais um termômetro para o sistema.

Mas tiveram que ser cancelados por conta do impedimento de circulação de pessoas por causa do surto do novo coronavírus. Sem dúvida, assim que as provas forem liberadas novamente, é algo que vai chamar bastante atenção de quem for assistir as provas de Apartação. Fique ligado!

Outras informações: www.anca.com.br.

Por Luciana Omena
Com a colaboração da ANCA
Crédito da foto: Divulgação/NPCA/Foto Perigo

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo

Apartação

ANCA Derby é primeiro encontro oficial da Apartação em 2020

Publicado

⠀em

ANCA Derby é primeiro encontro oficial da Apartação em 2020

De forma inédita, etapa do Campeonato Paulista será realizada na mesma data

Apartadores prontos para o ANCA Derby ‘Moms Silverado Cat’ 2020. De 19 a 21 de março, a Associação Nacional do Cavalo de Apartação estará em Araçatuba/SP, no Parque Clibas de Almeida Prado. A saber, serão três eventos em um: Derby, Derby Classic e a segunda etapa do NPCA.

“O ANCA Derby 2020 vem para brindar o crescimento da modalidade no Brasil. De fato, desde a metade do ano passado, o número de inscrições na Apartação vem crescendo. Quer seja em eventos regionais (estaduais), quer seja em eventos nacionais (organizados pela ANCA ou ABQM)”, afirma Fernando Latufe, presidente da ANCA.

A expectativa dele é que nada disse seja diferente nesse evento. “Nossa expectativa é de que o número de inscrições supere, pelo menos, em 20% as inscrições feitas no Derby 2019”.

De acordo com Latufe, esse fato se deve a contribuição de fatores combinados. “Realizar os eventos em Araçatuba e em pareceria com o SIRAN, tem sido maravilhoso. Pois, além de toda a estrutura que o parque e a cidade oferece, há, também, a facilidade na logística para a nossa principal matéria prima (gado) e para os competidores e amantes da modalidade”.

Em segundo lugar, conforme conta o dirigente, “o aumento no número de patrocinadores também impacta na vitrine da Apartação. Inegavelmente, as principais conseqüências disso são a diminuição dos custos para realizações de provas e um ‘plus’ nas premiações. Situações que estimulam o crescimento de entusiastas da modalidade”.

Por fim, ele ainda aponta como fator para o crescimento a realização dos Campeonatos Estaduais (Baiano, Mineiro, Paulista e Sul Matogrossense). “Estão demonstrando muita qualidade nas provas e causando talvez aquilo que seja o mais importante para a Apartação, a atração de novos competidores amadores”.

Formato

Para o Derby e Derby Classic, a competição será disputada nas categorias Aberta e Aberta Limitada, Non Pro e Amador. Com a entrada da etapa do NPCA na programação, os conjuntos que participarem na Aberta do Derby poderão concorrer simultaneamente pela categoria Aberta Júnior da segunda etapa do campeonato Paulista.

Assim sendo, o mesmo vale para os conjuntos que participarem na Aberta do Derby Classic, que estarão em pista na categoria Aberta Classic do NPCA.

As competições são abertas a animais de qualquer raça. Porém, é vetado qualquer participação em eventos promovidos ou oficializados pela ANCA animais que não tenham seu registro em sua respectiva associação.

O Derby é um evento apenas para animais de quatro anos hípicos. Enquanto o Derby Classic é para animais de cinco e seis anos hípicos. Pelo segunda etapa do NPCA ainda concorrem os conjuntos das categorias Aberta Livre e Limitada; Non Pro, Amador; Master; Jovem; Principiante.

“Feitas tais ponderações, em nome de toda a diretoria da ANCA, quero deixar aos leitores do portal Cavalus o convite para que nos acompanhem durante o Derby Moms Silverado Cat – ANCA 2020. Seja presencialmente, seja por meio de nossas redes sociais. Ou até mesmo online através de nosso canal no Youtube (ANCAcutting).”

Outras informações: www.anca.com.br.

Por Luciana Omena
Crédito da foto: Divulgação/Foto Perigo/ANCA

Veja mais notícias da modalidade Apartação no portal Cavalus

Continue lendo