Corrida

Teller Turim MRL foi o campeão da grande final do GP Brasil – II Tríplice Coroa

Alazão, de propriedade do Haras Portofino, ficou invicto com três vitórias em três apresentações, conquistando o Grande Prêmio Brasil

Publicado

⠀em

Teller Turim MRL foi o campeão da grande final do GP Brasil – II Tríplice Coroa

No último sábado, o Jockey Club de Sorocaba recebeu a grande final do GP Brasil – II Tríplice Coroa, prova de 365 metros com bolsa original de R$ 100 mil. No total, seis animais entraram na disputa, mas, quem levou a melhor foi Teller Turim MRL.

O alazão, que é de criação e propriedade do Haras Portofino, fez boa largada e veio disputando metro a metro com The Good Kisser WA. Com a marca de 19s653, Teller Turim MRL sagrou-se campeão sob a sela de D Oliveira e treinamento de M O Artemam.

GP Nordeste

Seguindo com as competições, o segundo páreo do dia foi o GP Nordeste, uma disputa exclusiva para animais de criação nordestina. A competição, que contou com uma bolsa de R$ 72 mil, teve a participação de três animais: Good Girl For Me, de Sergipe, Haim 36 HRZ e Invictus Wagon MV, ambos de Pernambuco.

Contudo, a vitória foi conquistada por Haim 36 HRZ, de criação do Rancho Horizonte e propriedade do Haras 2M de Marco Botelho. Apesar de não ter tido uma boa largada, a alazã conquistou terreno, superando os adversários e, conquistando assim, o primeiro lugar, com 17s164. Haim 36 HRZ foi guiada V Barros e treinada por J A Gomes.

Seguindo com as disputas, a pista do Jockey Club de Sorocaba recebeu também o páreo Deputado Federal Herculano Passos, nos 275 metros para animais com IV até 94 e bolsa de R$ 2.700.

Na disputa, o campeão foi Murlock Stone HLA, que é de criação do Haras Luis Alves e propriedade do Stud Cha Cha Cha e Eladio Benevides. O castanho fez boa largada e superou os adversários ao cruzar o disco final com a marca de 15s498.

GP Taça de Prata

A final do GP Taça de Prata foi quem encerrou as provas no JSC. A disputa, de 275 metros com dotação original de R$ 40 mil, contou com 5 competidores. E quem levou a melhor na final foi Preferida Get HWS.

Então, a fêmea, de criação e propriedade Antonio Lirio Simon, fez uma bela disputa com Granite Royal PK. Contudo, a alazã levou a melhor, com a marca de 15s482, guiada por J D Pereira e com treinamento de M Praxedes.

Por: Heloísa Alves
Fonte: Jockey Club de Sorocaba
Crédito das fotos: Divulgação/JCS

Veja mais notícias da modalidade Corrida no portal Cavalus

WordPress Ads
WordPress Ads